sábado, 26 de abril de 2008

Amanhã seremos 9 milhões...

O mundo dá muitas voltas, que as vezes são tantas ao ponto de deixar alguns atónitos, devido as circunstâncias embaraçosas que a vida lhes coloca. Este deve ser o sentimento dominante que paira nas mentes dos adeptos e dirigentes das equipas da Capital cá do burgo, que para além de verem os seus respectivos clubes a penarem jornada após jornada desta sua triste figura esta temporada, vêem-se forçados a depositar esperanças no seu inimigo número um na ronda do campeonato deste fim de semana, para que este faça ao Vitória de Guimarães, o que eles não conseguem fazer, demonstrar a sua superioridade. Não é por isso novidade que ao longo desta semana, a agenda noticiosa tem recaído na equipa que Jesualdo Ferreira vai apresentar na tarde deste Domingo no estádio Afonso Henriques. Será na máxima força? Em regime de poupanças? Sem grande concentração competitiva? Das ocorrências deste jogo, penso que estão em cima da mesa dois cenários, em que qualquer semelhança com a realidade, será apenas mera coincidência;

Cenário I – O FC Porto, mesmo com algumas ausências de vulto na equipa inicial, vence o jogo. Os adeptos do Vitória entram em depressão colectiva e não acreditam num apuramento directo da sua equipa para Champions. Em seguida insurgem-se contra jogadores, técnicos e dirigentes dos Dragões, apupando e atirando pedras ao autocarro da equipa, por terem sido demasiado “profissionais” durante o jogo. O FC Porto hipoteca as esperanças de inaugurar uma casa do Clube na cidade berço nos próximos 10 anos. No dia seguinte Luís Filipe Vieira, volta a afirmar pela centésima vez esta época que há viciação de resultados e corrupção no futebol Português.


Cenário II – Jesualdo Ferreira apresenta um onze sem qualquer títular habitual, incluíndo inclusive um ou outro jogador em idade junior, (qual Liga Intercalar, qual quê). O Vitória de Guimarães empata ou vence a partida e a bomba rebenta. Filipe Soares Franco, que é abordado pelos jornalistas após o jantar, não estando portanto num estado de consciência plena, não consegue emitir uma declaração. Luis Filipe Vieira manda “chamar a policía” imediatamente. Nos dias seguintes, o Procurador Geral da República, nomeia uma equipa especial, para averiguar eventuais jogos de bastidores e tráfico de influências com vista o FC Porto facilitar a vida no jogo frente ao Vitória de Guimarães.

Independentemente daquilo que venha acontecer no estádio Afonso Henriques, há algo de extraordinário a que temos vindo a presenciar ao longo destes dias e que será extensivel no encontro em Guimarães este fim de semana; De mal amado e eleito pelos dirigentes e adeptos dos seus principais rivais como o alvo a abater, o FC Porto contará ao seu lado com cerca de 9 milhões de ferverosos adeptos, quase todos eles em desespero total, mas esperançosos numa possibilidade de escapar ao vexame que seria não conseguir sequer o apuramento para a Liga dos Campeões.

4 comentários:

Ana Ferreira disse...

O LFV não se poderá pronunciar, o homem está suspenso por 15 dias ;)

João Saraiva disse...

A cigarra é uma grande cantora e passou o verão todo cantando lindas canções no alto de uma árvore.

Ficava o dia inteiro cantando e olhando as formigas trabalharem sem parar.

O verão passou. O inverno chegou.

A cigarra, com frio, fome e tossindo muito, um dia bateu na porta da casa da formiga.

A formiga olhou por uma fresta e perguntou:

- Quem é você? Por que está tão suja e gripada?

- Eu sou a cigarra que mora no alto da árvore, cantei o verão todinho e agora não tenho comida nem casa para me abrigar do vento e do frio.

- Ah, cantava? Pois agora dance!

Mário Faria disse...

A cigarra canta ;
A formiga trabalha ;
O SLB leva baile ;
O SCP aguarda com muita tranquilidade ;
O Vieira não gosta da música e chama a polícia ;
O Franco espera que o Bento sopre forte e de feição ;
O VG conta c’ajuda ;
E o FCP vai ganhar, porque é campeão !

Paulino Freitas disse...

Que seja o jogo do ano :D por mais portista que seja, gostava de ver o guimarães na champions na proxima época.

É de louvar um clube que veio da segunda divisão e que neste momento luta pelo segundo lugar.

Não é qualquer um, e nao é qualquer claque que da o calor e o conforto aos jogadores como os do guimaraes.

Bom jogo e que ganhem ambos.