terça-feira, 3 de junho de 2008

Juíza contra uso de escutas no Apito Final

«A juíza Fátima Mata Mouros respondeu, na semana passada, numa aula de um curso de Direito do Desporto, organizado pela Faculdade de Direito de Lisboa, a uma pergunta que muitos juristas e dirigentes desportivos fazem a propósito do processo Apito Final:


Pode haver [recurso a] escutas num processo disciplinar desportivo?

"A pergunta parece não ter sentido, porque a letra da lei neste domínio é de uma linearidade inultrapassável. Portanto a resposta poderia ser simplesmente não", afirmou a magistrada judicial e autora do livro Sob Escuta.

Apesar da rejeição, Mata Mouros procurou aprofundar o tema. "De tão definitiva, todavia, aquela resposta não consegue impedir alguma insatisfação: mas porquê?", questionou. "Se a matéria evidenciada pelas escutas constitui crime, ou ilícito de qualquer outra natureza, se o ilícito está demonstrado, qual a razão para não ser punido ou, sancionado?"

Às duas perguntas, a juíza lembrou que "a auto justiça" imposta pelo "vínculo de justiça desportiva" não pode significar "a completa preclusão da competência dos órgãos jurisdicionais do Estado, quando estão em causa direitos fundamentais dos cidadãos cuja lesão é constitucionalmente garantida através do recurso aos tribunais":
"A Constituição proíbe toda a ingerência das autoridades nas telecomunicações, salvo os casos ressalvados na lei em matéria de processo penal - e não para outros efeitos.
in PUBLICO, 03/06/2008

Depois dos pareceres de alguns dos maiores especialistas portugueses na matéria – José Faria Costa, Germano Marques da Silva, Manuel Costa Andrade e Damião da Cunha –, vem também a público uma conhecida juíza alinhar na mesma tese, de uma forma clara e taxativa.

Quantos mais pareceres, quantas mais opiniões de especialistas na matéria serão necessárias, para que o ‘Apito Final’ seja engolido por quem o inventou?

Quantos dias faltam para que Ricardo Costa se demita, ou seja corrido do CD da Liga?


P.S. “É mais importante ter pessoas na Liga, do que contratar bons jogadores
Perante o que se tem passado nos últimos meses, o alcance desta frase ganhou uma outra amplitude.
Deste modo, o ‘Reflexão Portista’ oferece um acesso anual a este blog, inteiramente grátis, aos primeiros 10 leitores que acertem no “genial” autor desta frase.
Damos uma dica para os benfiquistas: não foi o Pinto da Costa.

4 comentários:

To Ginja disse...

foi o luís filipe vieira!!

eheheh

Varatesa disse...

Parabens Reflexão Portista
Blog imprescindível na blogosfera do futebol.
Continue
Abraço

Nuno Nunes disse...

Pelo nome desta senhora juíza, só lhe podemos augurar uma grande carreira no seio da Justiça.

É apenas mais uma nome que se junta a uma lista de muitos especialistas que vem demonstrar que a Ricardina da Liga esteve muito mal. Um novo torquemada da religião vermelha a conspurcar mais uma instituição, desta feita a Liga de clubes.

Tiago disse...

Realmente...Mata Mouros é um nome que qualquer um se orgulharia em ter.