terça-feira, 15 de julho de 2008

E agora Vieira?

Sexta-feira, 13 de Junho. À saída da sede da UEFA, em Nyon, após a decisão do Comité de Apelo, que revogou a exclusão do FC Porto da Liga dos Campeões, remetendo o processo, de novo, para a primeira instância – Comissão de Controlo e Disciplina da UEFA – o advogado do Benfica, João Correia, fez as seguintes declarações:
Se é uma derrota? Não, de forma nenhuma, a decisão é favorável às posições do Benfica

foto: Record

Três dias depois...
«On Monday, European football's governing body issued the following statement: "As communicated on Friday 13 June, the disciplinary case regarding FC Porto and their entry to the 2008/09 UEFA Champions League season has been referred back to the UEFA Control and Disciplinary Body. However, following the written grounds as sent by the UEFA Appeals Body, it can now be confirmed that FC Porto will be admitted to the UEFA Champions League in season 2008/09. This is essentially due to the proceedings in Portugal not having been finally concluded.»
in site da UEFA


14 de Julho. À saída da reunião do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), em Lausana, o assessor jurídico do Benfica, Paulo Gonçalves, afirmou:
Foi dada a possibilidade às partes de esgrimirem todos os argumentos. (...) Houve incongruências quer da parte da UEFA quer do FC Porto. A UEFA disse que ia esperar pelas decisões da justiça desportiva portuguesa e agora diz que tem dúvidas sobre a aplicabilidade dessas decisões pois pode haver recurso para tribunais administrativos”.

foto: Record

Segundo o Record, os representantes de Benfica e V. Guimarães saíram satisfeitos do Tribunal Arbitral do Desporto, onde apresentaram os argumentos dos recursos contra a decisão da UEFA de readmitir o FC Porto na Liga dos Campeões.

Um dia depois...
«Lausanne,15 July 2008, The appeals filed by Benfica and Vitoria are dismissed by the Court of Arbitration for Sport (CAS). The full arbitral award with the grounds will be published at a later date.»
in site oficial do Tribunal Arbitral du Sport



Com tantas “decisões favoráveis às posições do Benfica” é caso para perguntar: E agora Vieira? O SLB vai recorrer para a ONU?

Apesar de tanto esforço, manobras de bastidores, queixinhas à UEFA e alianças de circunstância, parece que, afinal, o SLB não vai conseguir na secretaria aquilo que se revelou incapaz de conquistar dentro das 4 linhas... Que pena!
Com tão doutos juristas e assessores a trabalharem em prol da causa encarnada, pensei que a coisa estava garantida.
Por falar em “doutos juristas”, alguns dos principais “cérebros” desta operação – Cunha Leal, Sílvio Cervan e Fernando Seara – têm estado muito calados...


P.S. Aguardo, com expectativa, a reacção do porta-voz do SLB e as capas do Correio da Manhã, BOLA e Record de amanhã...

31 comentários:

José Correia disse...

«A decisão do Tribunal Arbitral do Desporto de rejeitar os recursos de V. Guimarães e Benfica, mantendo-se assim o FC Porto na próxima edição da Liga dos Campeões, já mereceu uma reacção da UEFA.

"A UEFA reconhece o TAS e aceita a decisão. Não temos mais nada a acrescentar sobre este assunto", disse William Gaillard, director de comunicação da UEFA à Lusa.»

in Record

José Correia disse...

«A decisão do Tribunal Arbitral do Desporto, de manter o FC Porto na Liga dos Campeões de futebol, representa um "ponto final" nas dúvidas no acesso à prova em 2008/2009, considerou José Manuel Meirim, especialista em direito do desporto.

"Esta decisão, para a situação que estava em causa, que é de acesso à Liga dos Campeões 2008/2009, é um ponto final", disse o jurista e especialista em direito desportivo, à Agência Lusa.

"Para já, regressa tudo à primeira instância, ou seja, ao Comité de Disciplina e Controlo da UEFA. Há uma zona que pode ter repercussões práticas apenas na próxima época e não em 2008/2009", explicou José Manuel Meirim.»

in JN

José Correia disse...

Comunicado

"A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD vem comunicar, nos termos e para os efeitos do art. 248º do Código dos Valores Mobiliários, ter sido informada da deliberação do Tribunal Arbitral do Desporto sobre os recursos apresentados pelo Sport Lisboa e Benfica Futebol, SAD e Vitória Sport Clube da decisão proferida a 13 de Junho de 2008 pelo Comité de Apelo da UEFA.

O Tribunal Arbitral do Desporto rejeitou os recursos interpostos.
Assim sendo, mantém-se a decisão do Júri de Apelo da UEFA que confirma a participação do FC Porto na edição 2008/09 da UEFA Champions League."

Rui disse...

A bola ja mudou o titulo, mas logo às 10:30 quando se soube da decisão do TAS, tinha nas noticias na hora,

PORTO PROVISORIAMENTE NA CL.

enfim, sem comentários.

Agora gostava era de ler a fudamentação do TAS, porque com alguma boa vontade, o FCP podia agora acusar o Benfica e Guimarães de litigancia de má fé.

Rui disse...

afinal ainda dá para ver

http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=144720

UEFA ratifica FC Porto na Liga dos Campeões

A UEFA já reagiu à tomada de posição do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS). Para o organismo que rege o futebol europeu, a decisão fica tal como já tinha sido anunciada no passado dia 16 de Junho, após reunião do Comité de Apelo.



Desta forma, o FC Porto fica admitido na próxima edição da Liga dos Campeões, uma vez que o Comité de Apelo tinha considerado a 16 de Junho que não havia uma decisão definitiva da parte da justiça desportiva portuguesa sobre a punição ao actual campeão nacional no âmbito do chamado processo Apito Final.

Na altura, o Comité de Apelo devolveu o poder de decisão à primeira instância de decisão do organismo, órgão que poderá sempre reunir de emergência caso entretanto surja uma decisão da justiça desportiva em Portugal.

Notícias relacionadas:

FC Porto provisoriamente na Liga dos Campeões

TAS oficializa rejeição dos recursos

Nelson Carvalho disse...

Bem, se A Bola colocou esse titulo de facto só demonstra a azia que agora lá vai naquela redacção desse pasquim.

Sobre a fundamentação do TAS ela só será conhecida dentro de 10 dias, ou seja, quase no fim do mês.

Sendo que o sorteio da 3ª pre-eliminatoria da Champions, onde entra o Guimarães, é já dia 1 Agosto é para já quase certo que este ano a Champions não escapa. Isto ate porque todas as partes não reagiram enquanto não fôr tornado publico o acordão.

Já ouvi por aí dizer que esta decisão do TAS é considerada "final". Ou seja, se no proximo ano a UEFA reabrir o processo e houver recurso do FCP, o TAS já não será auscultado, pois a sua posição vai no sentido da admissão do Porto. Era importante confirmar este ponto.

Contudo creio que só venhamos a ter mais umas "luzes" quando sair o acordão final.

Mefistófeles disse...

Bom, para já, como se costuma dizer: sem apelo nem agravo. As papoilas devem saltitar de tanta raiva...tanto neuróniozinho queimado para nada. E ainda por cima Aimar, Aimar, há ir e não voltar ! É de dar em doido, não se ganha nada e ainda se faz figura de palhaço.

Agora, estou muitíssimo mais interessado em que, com o desenrolar dos acontecimentos, venhamos a decepar algumas cabeças que bem mercem ser decepadas. tudo em sentido figurado, claro.

Mefistófeles disse...

E o gozo supremo de sport lisboa, vitória E Uefa, pagarem as custas judiciais ( além dos chorudos honorários que terão que pagar aos craques juristas estrangeiros ).

José Correia disse...

«Sendo que o sorteio da 3ª pre-eliminatoria da Champions, onde entra o Guimarães, é já dia 1 Agosto é para já quase certo que este ano a Champions não escapa»

Depois do comportamento nojento que tiveram, espero é que o V. Guimarães não passe da pré-eliminatória da LC e, se possível, com duas derrotas.

Aliás, eles agora são tão amigos do SLB que, por solidariedade, até devem disputar a mesma prova - a Taça UEFA.

miguel87 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
miguel87 disse...

Venha agora mas é a "surpresa" de Pinto da Costa...

Mefistófeles disse...

Aliás, a juntar ao que disse o José Correia, eu sou dos adversários do vitória e do sport lisboa desde pequenino...

Nuno Nunes disse...

Mais uma retumbante derrota do SLB no Tribunal Arbitral do Desporto.

Em 27 de Janeiro de 2007 o mesmo Tribunal já tinha rejeitado o recurso sobre o castigo por doping ao jogador do Benfica Nuno Assis alegando que a defesa do jogador fez "alegações selvagens e não comprovadas", tendo inclusive criticado a actuação do CJ (!) da FPF nesse processo. Como vêem esta gente e os seus modos de actuação não são novidade para os juristas do TAS.

Nessa altura o TAS descobriu um acórdão anterior do CJ, também relativo a doping, ao jogador Rui Lopes (ex-Vitória de Setúbal), no qual o órgão judicial da FPF teve uma leitura diferente da do caso Assis!!!
O tráfico de influências é de tal ordem grave que o CJ elaborou acórdãos diferentes para casos similares!
E isto tudo sob a liderança do Pilatos Português, Gilberto Madaíl, que vai sempre lavando as mãos de toda a sujeira que é feita dentro da FPF com a sua complacência.

Pouco tempo depois um ex-vice-presidente da direcção de Vale e Azevedo que dá pelo nome de Ribeiro e Castro e que era à data o presidente do CDS recebia L.F. Vieira e os seus acólitos na Assembleia da República para, segundo a CS - discutirem o apito dourado e a punição do Nuno Assis - este último já resolvido em definitivo pelas instâncias internacionais. No final e sem surpresa, Ribeiro e Castro gaguejava umas inanidades sem nexo para justificar o folclore.

Note-se que, sobre o caso do doping também decidido em última instância pelo mesmo TAS, Vieira chegou a ser recebido na Assembleia por representantes do CDS/PP, do PCP e do PSD, chegando o então presidente do CDS ao cúmulo de requerer, numa forma inaceitável de pressão política, uma audiência aos presidentes do CNAD e do LAD, Luis Sardinha e Luis Horta, respectivamente. PSD e PCP promoveram colóquios para a discussão da situação do doping, que era um "problema no desporto nacional".

Enquanto os políticos e os responsáveis do MP encabeçados por Pinto Monteiro não ganharem VERGONHA na cara estas situações anedóticas tenderão a repetir-se no futuro.

Marques disse...

Temos de almoçar mais vezes...

José Correia disse...

O clube das "gaivotas" já reagiu em comunicado.
Agora o alvo é a UEFA!
É só rir!


«1. Como é público, a UEFA decidiu a 23 de Maio de 2008, de forma autónoma e seguramente devidamente sustentada, instaurar um processo disciplinar ao FC Porto em face das decisões proferidas pela Comissão Disciplinar da Liga e que condenaram o FC Porto e o seu Presidente por tentativa de corrupção.

2. Por decisão do Comité de Controlo e Disciplina da UEFA, proferida a 4 de Junho de 2008, o FC Porto foi excluído da UEFA Champions League 2008/2009.

3. A 10 de Junho de 2008, por ocasião do recurso interposto pelo FC Porto junto do Comité de Apelo da UEFA, a Benfica SAD e o Vitória Sport Clube foram chamados por este organismo a intervir no processo na qualidade de parte.

4. A Benfica SAD e o Vitória SC notificados do Acórdão emanado pelo Comité de Apelo da UEFA, no passado dia 16 de Junho de 2008, o qual se revelava ambíguo, decidiram interpor recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto.

5. O FC Porto e a UEFA procuraram através de um expediente formal que este recurso não fosse admitido junto do Tribunal Arbitral do Desporto, invocando a ilegitimidade dos recorrentes. Esta pretensão não mereceu acolhimento.

6. Admitido o recurso, o Tribunal Arbitral do Desporto julgou-o, porém, improcedente, porquanto terá corroborado a posição da UEFA de que não existe ainda uma decisão final por parte dos seus órgãos jurisdicionais.

7. Desta decisão, cujo Acórdão fundamentado só será remetido nos próximos dias, podem-se antecipar desde já duas conclusões: o Acórdão proferido a 16 de Junho de 2008 pelo Comité de Apelo da UEFA permanece válido, logo o Comité de Controlo e Disciplina da UEFA mantém em aberto o procedimento disciplinar ao FC Porto, sem prejuízo de nova decisão não vir a ser proferida antes do início da próxima edição da UEFA Champions League 2008/2009.

8. A Benfica SAD regista com preocupação o facto de a UEFA desvalorizar, até à data, decisões proferidas ora por unanimidade, ora por maioria, por dois órgãos jurisdicionais desportivos, a saber a Comissão Disciplinar da Liga e o Conselho de Justiça da FPF.

9. Não pode deixar de merecer público reparo o facto de a UEFA ter anunciado, em momento anterior, que aguardava pelas decisões do Conselho de Justiça da FPF para tomar uma decisão final sobre o procedimento disciplinar instaurado ao FC Porto, vir, agora, manifestar dúvidas sobre a executoriedade das decisões proferidas por aquele órgão jurisdicional. A crítica deve ser tanto mais severa porquanto o argumento é inusitado e contraria os princípios que regem os próprios Estatutos da UEFA.

10. Esta conduta levou inclusive o Tribunal Arbitral do Desporto a condenar a UEFA no pagamento proporcional das custas do processo.

11. A sucessão de factos e decisões dilatórias acima descritas levam-nos a concluir que os procedimentos da UEFA contrariam as várias declarações públicas proferidas pelo seu Presidente.

12. Até serem conhecidos os fundamentos da decisão do Tribunal Arbitral do Desporto e bem assim quais os procedimentos que irão ser agora adoptados pela UEFA e pela FPF, a Benfica SAD não irá tomar qualquer outra posição pública, permanecendo, porém, atenta aos próximos desenvolvimentos.

13. Por último, a Benfica SAD enaltece a forma exemplar como o Tribunal Arbitral do Desporto conduziu este processo de recurso, permitindo às partes (todas elas) a exposição detalhada dos respectivos argumentos.»


Coitados, estes tipos até dão pena...

José Correia disse...

"Temos de almoçar mais vezes..."

Pois temos (a francesinha estava óptima).
O SLB e as suas mirabolantes estratégias de secretaria são um motivo infindável de conversa...

Desconfio que quando a bola começar a rolar, o show vai ser ainda melhor.

Marques disse...

Com a categoria dos reforços até agora contratados e com a saída dos dois melhores jogadores da época passada, antevejo uma época engraçada para os lados da Luz.

Conferências de imprensa não vão faltar...

José Correia disse...

«1. Como é público, a UEFA decidiu a 23 de Maio de 2008, de forma autónoma e seguramente devidamente sustentada»

Sim, em 13 de Junho e ontem, as decisões não foram autónomas, nem devidamente sustentadas.

Toda a gente sabe que por trás das decisões do Comité de Apelo da UEFA e do TAS, esteve o dedo do Pinto da Costa...

José Correia disse...

«8. A Benfica SAD regista com preocupação o facto de a UEFA desvalorizar, até à data, decisões proferidas ora por unanimidade, ora por maioria, por dois órgãos jurisdicionais desportivos, a saber a Comissão Disciplinar da Liga e o Conselho de Justiça da FPF.»

Afinal, os órgãos jurisdicionais desportivos portugueses são altamente credíveis e a UEFA devia confiar neles.
E eu que pensava ter ouvido o SLB dizer o contrário...

José Correia disse...

«11. A sucessão de factos e decisões dilatórias acima descritas levam-nos a concluir que os procedimentos da UEFA contrariam as várias declarações públicas proferidas pelo seu Presidente.»

Ai Platini, Platini, só tu é que nos entendes...
Para quê que são precisos juizes e tribunais?
Era tão bom se isto fosse decidido numa almoçarada entre o Platini e o "Orelhas"...

Mefistófeles disse...

Já sabíamos serem ridículos, mas ultrapassam em muito os limites da imbecilidade humana. Autêntico "case study".

E a dor de corno que deve ir por aquelas bandas ? Quanto a Platini, é forte candidato a "cabeçudo" do ano.

Sócio 2710 disse...

O comunicado dos invejosos da gaivota é de morrer a rir!
Estão revoltados porque parece que chegaram à conclusão que afinal o Platini não manda nada na UEFA!!!
Querem ver que o Platini também fazia parte do "dream team": morgado-leonor-carolina?

José Correia disse...

E agora Vieira?

Bem, segundo o Eugénio "Azia" Queirós nos diz hoje no seu blog, "o admirável Marinho Neves esteve cinco dias em Cabeço de Vide a compilar o novo livro de Carolina Salgado. A coisa, agora sim, promete!".

Ou seja, depois de derrotado em toda a linha, dentro do campo e na secretaria/UEFA, há que tirar um novo coelho da cartola para animar (ia dizer enganar...) as hostes: o 2º livro da Carolina!

Se da outra vez a revisora/co-autora foi a Pinhão, desta vez é o Marinho Neves.

Será que o livro vai ser prefaciado pela Maria José Morgado ou pelo Ricardo Costa?

Tiago Araújo disse...

Grande blogue
visitem o meu

http://www.campeoesfcporto.blogspot.com

José Rodrigues disse...

Com as gaivotas e' so' rir.

Vão "estar atentos aos próximos desenvolvimentos", dizem eles... bem, se estão a falar dos px desenvolvimentos na LC, espero que tenham subscrição da Sport TV.

Mário Faria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zé Luís disse...

E agora, Vieira?

Ó Zé Correia, também temos de nos preocuparmos com esse cromo?

Bolas! Já chega o Delgado.

p.s. - parece que o bieira bai à Judite amanhã. É a mulher do sintra. Tudo em famelga. Fica bem em praimetaime na tb...

José Correia disse...

Caro Zé Luis, eu não estou nada preocupado com o Eugénio "Azia" Queirós.
Contudo, penso que é significativo que precisamente no dia em que o TAS decide a favor do FC Porto (derrotando estrondosamente a estratégia do SLB), o geninho venha anunciar que o 2º livro da Carol está a ser preparado pelo seu amigo Marinho Neves.

José Correia disse...

«Em futebol e no direito, não existem casos completamente fechados. (...)

O FC Porto constituiu uma equipa, contratando dois especialistas suíços para trabalhar sobre o processo e dar as explicações necessárias perante a UEFA e o TAS. Recordo que estivemos dez dias a trabalhar sobre o processo com especialistas. (...)

No FC Porto existe um vencedor e ele é Pinto da Costa. Mas temos uma estrutura competente e eficaz a todos os níveis, como voltou a ficar provado uma vez mais. (...)

Haverá alguém que possa apontar com seriedade a validade dessas decisões [do CJ da FPF]? Até a própria Federação teve dúvidas e contratou o doutor Freitas do Amaral. Agora, aqueles que não têm capacidade para ganhar em campo, que prometeram que iam ganhar com equipas maravilhosas e têm eleições marcadas para Outubro, esses vão ter dificuldades para explicar aos sócios porque perderam uma vez mais ou porque é que o Makukula tem dificuldades para substituir o Rui Costa. (...)

Temos filhos a estudar direito nas nossas universidades e seria um disparate que os pareceres sobre as escutas telefónicas de quatro ilustres mestres de direito penal não fossem tidos em conta, porque então era melhor tirar os nossos filhos das escolas e mandá-los estudar para o estrangeiro.»

Adelino Caldeira, 15/07/2008

José Correia disse...

Eles (SLB e comunicação social vermelha) ainda não desistiram.

«O TAS anunciou ontem o chumbo dos recursos do Benfica e do V. Guimarães, situação que não surpreendeu João Correia: "O Tribunal fez o que tinha a fazer, tendo em conta a posição da UEFA. Essa, sim, surpreendeu-me. A UEFA disse ao TAS que o castigo do senhor Pinto da Costa ainda não era definitivo e os juízes terão agido em conformidade."

Segundo João Correia, a "UEFA não podia ter dito o que disse ao TAS, dado que sempre afirmou que as deliberações dos órgãos jurisdicionais das federações são definitivas"."Perante este dado, o Tribunal Arbitral chumbou os recursos do Benfica e do V. Guimarães", observou.

Quanto às decisões do CJ, o advogado das águias não tem dúvidas: "São válidas. Foram tomadas por maioria e no momento próprio. Têm algumas irregularidades, mas não são invalidades. As pequenas irregularidades formais que ocorreram – que não vou especificar – não são suficientes para tornarem inválidas as deliberações do CJ."

João Correia afirmou, também, que só por "vontade política" é que a FPF ainda não informou a UEFA das decisões do CJ, tomadas no dia 4.

A concluir, o advogado adiantou que ainda é possível a presença do Benfica no sorteio da 3ª pré-eliminatória da Champions (1 de Agosto): "O Comité de Disciplina da UEFA tirou o FC Porto da prova no dia 4 de Junho e o Comité de Apelo rectificou essa decisão no dia 13. Basta que a FPF faça o que já devia ter feito."»

in Correio da Manhã, 16/07/2008

José Correia disse...

«Talvez sejam as minhas mil e duzentas dioptrias a fazer das suas, mas não consigo olhar para a decisão do Tribunal Arbitral de Desporto como uma verdadeira vitória do FC Porto. O direito de disputar a Liga dos Campeões foi conquistado pelo tricampeão nacional nos relvados há muito tempo, ainda antes do final da última temporada. Ontem, o TAS e a UEFA limitaram-se a confirmar essa conquista. A carimbá-la, por assim dizer. Apenas isso e nada mais. Nesse sentido, nem sequer se pode falar de verdadeiras derrotas para o Benfica e o Guimarães, pelo menos nada que se pareça com os verdadeiros atropelamentos que ambos sofreram cada vez que se cruzaram com o FC Porto nos relvados durante o último campeonato. Na verdade, se o FC Porto não tinha nada a ganhar em Lausana, o Benfica e o Guimarães não tinham nada a perder. Pior do que estavam e pior do que tinham conseguido por estrito mérito desportivo não podiam ficar. E não ficaram. Quando muito, podem lamentar terem de pagar as custas do processo. De resto, estão nos lugares que fizeram por merecer ao longo do último campeonato. E é assim que, bem vistas as coisas, se conclui que todo este processo não passou de uma enorme perda de tempo, de energia e de credibilidade do futebol português. O que não significa que tudo tenha ficado na mesma. O Guimarães afastou-se do FC Porto e aproximou-se do Benfica. Pelo caminho, esquecidas, ficaram as acusações de tráfico de influências e viciação de resultados que Luís Filipe Vieira apontou aos vimaranenses no final da última temporada, quando as duas equipas discutiam o terceiro lugar. Nada que não possa voltar a ser verdade amanhã…»

Jorge Maia, O JOGO, 16/07/2008