sábado, 27 de dezembro de 2008

Leandro não quer voltar ao FC Porto


Em Julho passado, pouco tempo depois de renovar com o FC Porto até Junho de 2010 e voltar a ser emprestado ao Palmeiras, Leandro decidiu reagir com um misto de humor e gozo a um propalado interesse do Bordéus:
«Bordéus? Isso é pilha errada. Acabei de renovar agora aqui com o Palmeiras, como vocês sabem muito bem, por seis meses. Tive de assinar três contratos, senão os portugueses não assinam, vou fazer o quê? Agora já apareceu isso aí, é novidade. Vamos aguardar, vamos ver».

Vale a pena recordar que Leandro da Silva Wanderley tem 29 anos (nasceu a 19/04/1979), mede 1,76m e foi contratado pelo FC Porto ao Cruzeiro em Janeiro de 2005, tendo jogado de azul e branco a 2ª metade da época 2004/05.
Normalmente o FC Porto é um clube onde há paciência e é dado tempo para os jogadores mostrarem o que valem (principalmente os estrangeiros), mas Leandro teve o azar de chegar no ano horribilis, em que a instabilidade tomou conta do clube e, tal como muitos outros nessa época, não foi feliz o que conduziu a uma série de empréstimos.

Primeiro de regresso ao Cruzeiro, em 2006, onde atravessou uma longa paragem de oito meses por lesão, o que na altura motivou até acusações ao Departamento Médico do FC Porto. Efectuou apenas 17 jogos pelo clube de Belo Horizonte.

Posteriormente, em Janeiro de 2007, foi emprestado ao Palmeiras. No "verdão" as coisas também não começaram bem, mas com a chegada de Wanderlei Luxemburgo “renasceu” tendo sido titular indiscutível durante todo o Brasileirão 2008 e inclusivamente marcado cinco golos.



Palmeiras x Santos do Brasileirão 2008 (narração de Nilson Cesar da Rádio Jovem Pan)




Palmeiras x Atlético-MG do Brasileirão 2008 (narração de Nilson Cesar da Rádio Jovem Pan)



Com a camisola do Palmeiras, para além de ter sido considerado o melhor lateral-esquerdo do Paulistão, Leandro recebeu outros prémios.

No dia 8 de Dezembro, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) premiou os destaques do Campeonato Brasileiro de 2008 e elegeu os melhores jogadores para cada posição.
Na escolha para melhor lateral esquerdo, Leandro (Palmeiras) ficou em 2º lugar apenas atrás de Juan (Flamengo).
Na eleição para melhor meia direita, Ibson (Flamengo) ficou em 3º lugar atrás de Diego Souza (Palmeiras) e de Tcheco (Grémio).

No dia seguinte, 9 de Dezembro, foi a vez de a TV Gazeta entregar os Troféus Mesa Redonda, tendo Leandro sido escolhido como o melhor lateral esquerdo do Brasileirão.


Sabendo-se que o contrato de empréstimo de Leandro ao Palmeiras termina no dia 31 de Dezembro e das dificuldades que Jesualdo Ferreira tem tido em conseguir que um dos jogadores do plantel actual se imponha como lateral esquerdo, a hipótese de Leandro regressar ao FC Porto já na reabertura do mercado começou a ser falada de forma insistente.

As declarações do director do departamento de futebol do Palmeiras, Gennaro Marino Neto, feitas no dia 12 de Dezembro à Rádio Record reforçaram esta convicção:
«O Leandro já está connosco há dois anos e sentimos que há uma necessidade natural de reciclagem. Optamos por abrir mão dele para que tenha outras possibilidades de seguir carreira no Brasil ou no Porto, que exigiu o retorno do Leandro por não ter um bom jogador para o sector».

Não sei se Jesualdo Ferreira contava com o jogador, mas o próprio encarregou-se de se auto-excluir. Primeiro, em declarações feitas no dia 2 de Dezembro ao jornal Globo:
«Tenho conversado com a direcção para renovar o meu contrato com o Palmeiras. O Palmeiras tem a preferência na minha contratação, ou na prolongação do empréstimo, mas falta existir uma negociação com o F.C. Porto.
Eu já afirmei que estou muito feliz no Palmeiras e quero continuar por aqui. O meu objectivo é disputar a Copa Libertadores em 2009».

Mais recentemente, e para que não ficassem dúvidas sobre as suas intenções Leandro, que nunca trabalhou com Jesualdo Ferreira, afirmou quando confrontado com a possibilidade de regressar ao Porto em Janeiro:
É complicado jogar no FC Porto. O treinador não gosta de brasileiros e o Ibson sabe muito bem disso. Nem ele, que foi campeão lá, foi aproveitado, quanto mais um jogador que ele não conhece e tem de conquistar o seu espaço”.

Estas declarações revelam um misto de idiotice e de calculismo.
Idiotice porque no onze titular do FC Porto jogam três brasileiros – Helton, Fernando e Hulk – além de que um dos laterais esquerdos mais utilizado nesta primeira metade da época também é brasileiro – Lino.
Calculismo porque me parece que com estas declarações o Leandro visa um objectivo claro: eliminar qualquer hipótese de regressar ao FC Porto, algo que ele nitidamente não quer.

A Taça dos Libertadores 2009 é mais importante que a Liga dos Campeões 2008/09?
É óbvio que não.
Então qual a razão de não querer voltar ao FC Porto?
Sinceramente, a questão do treinador parece-me um pretexto ridículo.

Perante isto, fico com uma dúvida: perante o carácter deste jogador, que já deviam conhecer bem, porque razão é que a SAD do FC Porto "obrigou" o Leandro a prolongar o contrato até 2010 e em Julho passado emprestou-o por apenas seis meses até 31/12/2008?
Qual era (é) a ideia?

Nota: Os negritos no texto são da minha responsabilidade.

8 comentários:

Jorge Aragão disse...

A questão da renovação deste jogador, msmo antes destas declarações, já me tinham posto de pé atrás pois não compreendo como se pode renovar com um jogador - de 29 anos - para ser continuamente emprestado.Dá que pensar!!!!!!
Depois destas declarações e apesar de precisarmos urgentemente de um bom lateral esquerdo fazem com que não seja conveniente o seu regresso. Ter sido o melhor do brasileirão nada me diz, o futebol por lá não é o europeu, joga devagar, devagarinho, - por isso discordei com o emprestimo do Ibson a brasileiros - há que arranjar depressa quem lhe compre o passe e vender para ganhar dinheiro.E ele, se não quer vir, não faz falta nenhuma.

Mário Magalhães disse...

Na minha opinião acho que existe outro tipo de negocio por de trás desta renovação, porque está mais que confirmado que ele não virá para o Porto, portanto a unica conclusão que chego é essa...
Daqui a dias teremos novidades, espero que não seja mais um negocio que de prejuizo para a SAD, porque nestes ultimos tempos eles tem aumentado...

José Correia disse...

«Quem não quer nada com Portugal é Leandro. O lateral que trabalhou com Fernandez e Couceiro em 2005 disse com todas as letras que Jesualdo Ferreira, que ele não conhece, não gosta de brasileiros. E apresentou como prova o caso de Ibson, cujo problema não é ser brasileiro, mas sim ser a antítese como jogador do que Jesualdo gosta no que toca à velocidade das transições. Resta uma dúvida: Leandro é tonto ou é muito inteligente?»

António Tadeia
in DN, 27/12/2008

José Correia disse...

«Desde Nuno Valente que o FC Porto ainda não encontrou um lateral-esquerdo que tenha conseguido fixar-se no onze e parecer imune às críticas. Em quatro temporadas foram contratados oito esquerdinos de raiz, mas a verdade é que a posição tem sido ocupada, na maioria, por jogadores adaptados. Fucile, Pedro Emanuel, Ricardo Costa são apenas alguns exemplos. Benítez é o caso mais recente de aparente insucesso na busca por um lateral-esquerdo.

Últimas tentativas:
Areias (Beira-Mar) 2004/05
Rossato (Nacional) 2004/05
Cech (Sparta Praga) 2005/06
Leandro (Cruzeiro) 2005/06
Ezequias (Académica) 2006/07
Lucas Mareque (River Plate) 2006/07
Lino (Académica) 2007/08
Benítez (Lanús) 2008/09»

in O JOGO, 26/12/2008

Armindo disse...

Oh Leandro, vai prá PQTP!

Tenho dito!

solas_na_mesa disse...

fico na dúvida de quem é o burro no meio disto... o FCP porque renova com um jogador de 29 anos para emprestar.. ou o próprio jogador que enjeita a possibilidade de jogar na equipa que é dona do seu passe...

eu se fosse administrador chamava o gajo... se ele não desse o dito por não dito era capaz de jogar aos centros com o Adriano durante 2 anos. e Se faltasse a um treino, era despedimento com justa causa.

José Correia disse...

O Vasco da Gama está interessado em garantir o concurso do lateral-esquerdo Leandro, que pertence aos quadros do FC Porto, visto no clube brasileiro como «o nome de peso» para reforçar o plantel.

«É um jogador que nos interessa. Ele é o nome de peso que queremos para o nosso plantel. Nós temos o interesse e ele também demonstrou interesse em actuar no Vasco. Posso dizer que é algo que está encaminhado, mas distante de uma conclusão», refere o vice-presidente administrativo do Vasco, José Hamilton Mandarino.

O dirigente, porém, lamenta o salário elevado de Leandro, e diz que o jogador terá de fazer cedências. «Uma das dificuldades são os altos salários pagos ao jogador. Ele tem de se enquadrar na política do clube. O que pode facilitar é o carinho que ele tem pelo Vasco», notou.

in A BOLA, 28/12/2008

José Correia disse...

O presidente do Fluminense, Roberto Horcades, anunciou que chegou a acordo com Leandro. O lateral ligado contratualmente ao FC Porto é um dos três Leandros com quem estabeleceu um entendimento.

"O Leandro Amaral, o lateral Leandro, do Porto, mas que jogou pelo Palmeiras, e o Leandro Domingues, do Cruzeiro, estão apalavrados, faltam apenas as assinaturas", referiu Horcades.

O presidente do Fluminense mostrou-se confiante no sucesso das três contratações.

"Estamos a lutar pelos Leandros, que têm o mesmo nível técnico. Estamos a trabalhar. Vocês, jornalistas, estão mais ansiosos do que nós", sustentou.

in Record, 29/12/2008