sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

A Liga dos Campeões entra na fase dura

E o sorteio de hoje trouxe-nos o Atlético de Madrid dos nossos especiais amigos Simão Sabrosa e Paulo Assunção (sem desprimor para o grande Maniche, claro). Nesta altura da prova é difícil escolher o adversário, mas, perante os nomes que se perfilavam, os "colchoneros" serão até os mais acessíveis - sem com isto querer dizer que o F.C. Porto seja favorito (os nomes de Sergio Aguero, Diego Forlán e Maxi Rodriguez são suficientes para ser moderado nos meus vaticínios). Creio que as hipóteses se repartirão equitativamente. Pessoalmente, eu teria preferido o Lyon, mas essencialmente pelo facto de nos darmos muito bem com adversários franceses.

Os populares "colchoneros" ultrapassaram no fim-de-semana o "eterno rival" (com desculpas aos senhores da 2ª Circular de Lisboa) na classificação do campeonato espanhol, encontrando-se agora bem perto dos lugares de acesso à Liga dos Campeões da próxima época. Têm, contudo, denotado alguma irregularidade na prova, sendo a defesa o calcanhar de Aquiles da equipa.

Nesta época o Atlético começou por eliminar o Schalke 04 na fase preliminar (feito de assinalar, como à nossa custa bem sabemos), tendo feito uma bem interessante fase de grupos, onde não sofreu nenhuma derrota, tendo inclusivamente empatado duas vezes com o Liverpool.

Já uma vez na nossa história defrontámos esta equipa madrilena em provas da UEFA - mais precisamente na antiga Taça das Cidades com Feira (antecessora da Taça UEFA) na época de 1963/64. Fomos eliminados, com 1-2 em Manzanares e 0-0 nas Antas. Na Taça UEFA propriamente dita os madrilenos defrontaram por duas vezes equipas portuguesas, tendo de ambas as vezes sido eliminados (Boavista em 1981/82 e V. Guimarães em 1986/87).

Venham eles!

O sorteio deu-nos ainda alguns interessantes confrontos. Assim, José Mourinho regressa a Inglaterra para defrontar o seu velho amigo Sir Alex Ferguson. Duvido que, desta vez, algum dos dois tenha disposição para se sentar com o outro diante de uma boa garrafa de vinho - mesmo que português. É que desta é mesmo a doer. Além do Barcelona, eu apostaria que este seria precisamente o adversário que o nosso antigo treinador desejaria evitar. Os supersticiosos dirão, contudo, que na única vez que Mourinho levou uma equipa à vitória na prova eliminou nos oitavos-de-final precisamente o Manchester United. Sir Alex preferirá citar Lenine (ou seria Marx?), segundo o qual a história acontece a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa. E eu penso que não haverá lugar a qualquer farsa e que os campeões europeus passarão aos quartos-de-final.

Noutro confronto anglo-italiano, o actual treinador da Juventus, Claudio Ranieri - ainda amargurado com o seu inacreditável despedimento pelo Chelsea em 2004 - verá neste duelo entre a Vecchia Signora e os Blues de Stamford Bridge uma oportunidade de, ele também, ajustar contas com a história. Prevejo que a sofisticação táctica transalpina constitua obstáculo insuperável para o voluntarioso treinador do Chelsea - cujo nome não dedilharei, por incompatibilidades de software.

Outra eliminatória "grande" será a que oporá Real Madrid e Liverpool. Este ano seriamente na luta pelo título inglês, os Reds de Anfield não farão talvez da Liga dos Campeões o seu principal objectivo, sem com isto eu querer dizer que pense que descurarão esse objectivo, naturalmente. Ainda assim, creio que serão os favoritos neste confronto, a não ser que a nóvel equipa do muito viajado Juande Ramos registe grandes progressos daqui até fins de Fevereiro.

Arsenal e Roma protagonizarão um terceiro embate entre ingleses e italianos (um verdadeiro fartote, diga-se). A equipa de Arsène Wenger tem vindo a fazer uma época aquém das expectativas, não podendo, contudo, dizer-se muito mais do seu adversário da Cidade Eterna. Neste caso seguirei o sábio conselho do nosso capitão de Viena: pronunciar-me-ei depois dos jogos.

Villareal e Panathinaikos terão ambos dado um suspiro de alívio ao verem o adversário que lhes calhou. Os gregos parecem de volta ao seu melhor, tendo inclusivamente ganho o respectivo grupo, à frente de um insípido Inter. Acho que chegarão ao quartos-de-final.

O Barça esta época "cheira" a campeão europeu, e não serão os desamparados rapazes de Lyon que impedirão tal desígnio. Esta eliminatória não deverá ter história.

Finalmente, nas cervejarias de Munique o louro e saboroso líquido terá hoje fluído ainda com mais exuberância. Os deuses colocaram na rota do Bayern uma equipa que nunca disputou esta fase da prova e que, excepção feita a uma presença na Final da Taça UEFA em 2004/05 (época de todos os milagres no futebol do seu país), costuma dar de si uma triste e cinzenta imagem nas competições europeias. Porventura a sua imagem real.

12 comentários:

José Correia disse...

Antes do sorteio escrevi:
"As minhas preferências para o adversário do FC Porto são, claramente, o Atlético de Madrid e o Villareal."

Logo, não me posso queixar do sorteio.

Se o FC Porto continuar neste crescendo de forma, antevejo uma "invasão" de Madrid lá para finais de Fevereiro.

José Correia disse...

Será que a Administração da FCP SAD irá aceitar o tradicional convite da Direcção do Atlético de Madrid?

No duelo (à distância) entre Paulo Assunção e Fernando, quem levará a melhor?

Será que nas vésperas da eliminatória, iremos voltar a ouvir falar no interesse do Atlético de Madrid em Lucho?

miguel87 disse...

Bom artigo. Aqui no escritório eu e uns colegas já demos o nosso vaticinio e fizemos uma "poule" com 1€ cada um, onde o mais acertado levará o prémio hehehe...
as minhas apostas para passar aos quartos:
-JUVENTUS
-PANATHINAIKOS
-BAYERN
-PORTO
-BARCELONA
-REAL MADRID
-ARSENAL
-INTER

Se perder o meu euro mas o Porto passar já me dou por satisfeito.

José Correia disse...

Palmarés do Atlético de Madrid:
9 títulos de campeão espanhol
1 título de campeão da 2ª divisão (2001/02)
9 taças do Rei
3 Supertaças de Espanha
1 Taça Intercontinental (1974)
1 Taça das Taças (1961/62)
1 Taça Intertoto (2007)

Jorge Aragão disse...

Não gostei do sorteio, peferia o Lyon, mas nesta fase nada a fazer, são todos difíceis.
Estarei atento aos outros grandes jogos, specialmente à Juve e ao Inter- Mancester

Tiago disse...

Para mim, foi a 2ª pior equipa que podia calhar (atrás do Real Madrid). São muito fortes no meio campo e ataque e as debilidades que tinham na defesa têm sido suprimidas lentamente pelo Heitinga e Ujfalusi.

É claramente uma eliminatória 50/50, espero que o prof mestre não cometa o mesmo erro do jogo com o S04, ir jogar a Madrid todo borrado é meio caminho andado para não passar a eliminatória.

Quanto aos outros jogos, aposto na:

Juventus (e com uma humilhacão ao clube xulari 2.0)
Roma
Villareal
Barcelona
Manchester (inchem Mourinho e RQ)
Bayern
Real Madrid

Anónimo disse...

Estamos nos quartos!
http://legionofdragons.blogspot.com

Abraços!

Nelson Carvalho disse...

Parece-me que o Atletico é um daqueles adversários que nos permite acreditar em algumas possibilidades de seguir em frente. Chelsea, Real são ossos bem mais duros de roer, mas não se pense que este Atletico é um adversario facil. Longe disso.

Tenho grande consideração por esta equipa, com qualidade no seu todo - e não apenas do meio campo para a frente- com uma capacidade de finalização acima da media e que se dá bem em grandes jogos. De destacar que não perderam nenhum jogo na fase de grupos (e o deles não era propriamente facil) logo vencer-lhes não será tarefa facil.

Margarida disse...

Qualquer equipa nesta fase era-me indiferente:todas têm qualidades (e $) e merecem o nosso respeito.Temos é que trabalhar e crescer,pois só assim é que o colectivo nos dará muitas alegrias.Acredito que temos uma palavra a dizer.Um passo de cada vez rumo à final!

Mefistófeles disse...

No me gusta.

Mas, desde que não largue pêlo, espero que possamos "limpar o cú" com o Simão Saborosa.

Zezé disse...

nao se preocupem amigos portistas. apesar da confiança dos espanhois (ver comentarios na marca apos o sorteio), o atleti é uma equipa extremamente amaldiçoada. la para março começam a acontecer deficiencias no seio do clube e perdem gás,a juntar à tradicional irregularidade.

espero q o assunçao seja tremendamente assobiado e o manche aplaudido de pé, pois deu mto ao nosso porto.

www.sao90minutos.blogspot.com

Diogo disse...

Só uma pequena rectificação: a frase "a história acontece a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa" não é de Lenine e nem inteiramente de Marx. Foi Hegel que escreveu que todos os grandes factos e personalidades da história universal aparecem como que duas vezes" ao que Marx acrescentou "mas [Hegel] esqueceu-se acrescentar que uma vez como tragédia e outra como farsa"