sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Os emprestados: quem terá lugar a curto prazo?

O FCP tem neste momento 31 jogadores seniores emprestados, salvo erro. Passo a enunciá-los:

Guarda-redes: B Vale (Setúbal), P Ribeiro (Portimonense)

Defesas: J Paulo (R Bucareste), Edson (Académica), Leandro (Palmeiras), N A Coelho (Portimonense), Stephane (Olhanense), S Vitória (Olhanense), A Pinto (Santa Clara)

Médios: Kazmercziak (Derby County), Scoppa (Covilhã), P Machado (St Étiènne), Ibson (Flamengo), L. Lima (Setúbal), Castro (Olhanense), , Bura (Portimonense), N André (Estrela), J Monteiro (Estrela), P. Moreira (Boavista).

Avançados/Extremos: Zequinha (Gil Vicente), Vieirinha (PAOK), D Valente (Leixões), Pitbull (R Bucareste), H Barbosa (Trofense), Ivanildo (G Vicente), Renteria (Braga), , B Moraes (Setúbal), B Gama (Setúbal), R Pedro (Portimonense), Assis (Portimonense), Ukra (Olhanense)

NB: se houver alguma omissão ou incorrecção, agradecia que ma apontassem. Obrigado.

A grande maioria destes jogadores são jovens da casa, que começam agora (ou começaram há pouco) a última etapa de formação - nos séniores. Mas também há uns quantos contratados & dispensados - entre os quais alguns poderão ainda vir a ser repescados, e outros (Kaz, por ex ) talvez... não.

Quem, entre estes jogadores, poderá encontrar em breve espaço no FCP?

70% dos nossos leitores considera que deveria ser o caso de Ibson.

Pessoalmente não podia concordar mais, já que Ibson é exactamente o tipo de jogador que precisávamos no meio-campo para termos um 4-4-2 eficiente em "abrir latas" (leia-se defesas com um autocarro em frente à baliza), já que temos um certo défice de criatividade entre os meio-campistas disponíveis. Talvez não a titular, mas certamente dava pelo menos jeito no banco.

Além disso considero que Ibson "mete no bolso" qualquer um dos actuais jogadores do banco do FCP (com a eventual ressalva do Tommy). Se é verdade que o ritmo de jogo no Brasil não se compara ao europeu, também não deixa de ser verdade que sistematicamente os melhores jogadores do Brasileirão são de facto bons jogadores, mesmo que não sejam tão bons como os brasileiros às vezes pensam.

Em segundo lugar ficou Leandro, com 51% dos votos. Penso que também aqui não haverá grande surpresa: o FCP está neste momento muito mal servido de defesas esquerdos, e Leandro tem estado em muito bom nível no Brasil.

Confesso que para mim é um mistério porque é que nunca foi sequer chamado a uma pré-epoca com Jesualdo Ferreira, dando-lhe este último ao menos uma oportunidade de forma a poder avaliá-lo pessoalmente (já que nunca se conheceram sequer). Convenhamos que não temos tido nos últimos 3 anos jogadores de luxo para essa posição... Além disso, não me parece de todo que Leandro tenha estado propriamente mal no pouco tempo que passou no Dragão (numa época conturbada em que praticamente ninguém jogou bem).

De seguida tivémos Pitbull, B Gama e George "Leandro" Lima, todos com 26% das preferências.

No caso de Pitbull, confesso que não compreendo como é que não ficou no plantel no início da época (aliás, nem pré-época fez) depois do excelente desempenho na época passada, em que se pode dizer que foi mesmo uma das figuras do campeonato. Penso que haverá neste momento algum espaço para ele no plantel, embora já tenha havido mais.

Quanto a Bruno Gama, confesso mais uma vez alguma surpresa: desta vez porque entre os extremos emprestados Candeias tenha tido prioridade sobre outros extremos - como B Gama, por exemplo - com mais experiência e valor demonstrado. Penso que neste momento uma troca entre os dois jogadores não seria muito mal visto, embora pessoalmente preferisse recuperar um extremo esquerdo, i.e. canhoto - como D Valente ou H Barbosa. Isto porque temos no plantel apenas um extremo esquerdo (Rodriguez) e três direitos (Candeias, Tarik e Mariano).

George aka "Leandro" Lima tem características algo semelhantes a Ibson, mas sendo um jogador muitíssimo mais "verde" e, para já, sem a mesma qualidade. Por isso mesmo penso que será melhor deixar que continue a ganhar maturidade em outro clube, dando-se prioridade ao regresso de Ibson; mas seria sem dúvida um jogador com características interessantes para o banco do FCP, caso Ibson não regresse.

De seguida temos P Machado (12% dos votos), um jogador que tem vingado em grande num St Étiènne onde Guarín não conseguiu vingar. Não compreendi na altura a troca (saindo ainda dos nossos cofres 1,5 milhões por 50% do passe), e confesso que continuo a não compreender. Mas neste momento (Dez/Jan), penso que é tarde para emendar o erro: não fará sentido neste momento tentar resgatar P Machado, e Guarín é agora jogador nosso.

Finalmente, uma palavra para Edson, um internacional sub21 brasileiro que tem dado óptimas indicações na Académica tanto a defesa esquerdo como a central. Uma opção a ter em conta a muito curto prazo, nomeadamente para o lugar de defesa esquerdo.

De resto é de salientar que felizmente a esmagadora maioria dos emprestados tem jogado regularmente (e nem sempre foi assim no passado recente), e muitos deles com boas indicações. O tempo dirá quantos destes regressarão ao FCP e com sucesso... espero bem que um número bem razoável, já que:

1) isso seria uma boa notícia para os cofres do clube (menos contratações)

2) sendo a grande parte deles jovens da casa, ficaríamos em melhores condições nas inscrições (este ano não pudemos inscrever Bolatti na Liga dos Campeões porque tínhamos apenas 1 jogador formado na casa para 4 vagas, ficando 3 por preencher)

3) apesar de tudo, esses jovens da casa regra geral identificam-se mais com o clube "sentindo a camisola" do que muitos estrangeiros, para quem o FCP é um ponto de passagem

A safra promete. Stay tuned.

17 comentários:

José Correia disse...

Concordo com a generalidade das observações do Zé Rodrigues, particularmente nos casos do Ibson, Leandro e Pitbull.

Já agora, o Luis Aguiar não é jogador do FC Porto, estando emprestado ao Braga?

dragao arcuense disse...

Acho que o Pitbull está ao nível do Mariano (mas este custou 3+1milhoes.O ibson agarra-se muito à bola e não ia ser titular indiscutível (ele só viria se fosse esse o caso). O Leandro é bom ofensivamente mas peca também a defender. Mesmo assim parece melhor defesa do que o Lino e Benitez.

Nos jogadores emprestados na Liga tenho fé no Renteria, Bruno Gama, Nuno André Coelho e no Helder Barbosa.

Acho que o Luis Aguiar foi comprado pelo Braga, mas é um belíssimo jogador.

O André André do Varzim é jogador do Porto, não é?



Acho que o Luis Aguir

Mário Magalhães disse...

Gostei do post e concordo com muito que lá está escrito um excelente trabalho, e acho que o nosso clube tem um futuro risonho pela frente e aproveitar muitos daqueles jogadores que estão emprestados, como o Nuno André que está no Estrela, o Castro do Olhanense, Paulo Machado, e acima de tudo são jogadores formados no nosso clube e tem a nossa mistica, e mandar embora alguns que estão a mais no nosso plantel como Guarin, Bollati, Mariano, são jogadores carissimos e que ao longo destes anos que estão lá não tem justficado permanecer no plantel e quanto ao guarin para já não me convence... Quanto ao defesa esquerdo, isso nem merece comentários, até chego ao ponto de dizer que o dos juniores deve ser bem melhor que o Benitez...
Defendo que no final da época deve ser feita uma limpeza e aproveitar estes activos que estão emprestados, para não acontecer o erro de fazer-mos a vontade do mister, e passodo uns meses queremos o jogador e ele já ter sido vendido (Hugo Almeida).

Saudações

C disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C disse...

Duas breves notas:
Infelizmente o nosso clube não exerceu o direito de opção e o Braga adquiriu Luis Aguiar ao Liverpool de Montevideo por 4 temporadas.
Já quanto a Leandro Lima, o seu nome completo é George Leandro Abreu de Lima, não há portanto lugar a qualquer "AKA": ele chama-se mesmo Leandro.

Pedro Vale disse...

A facto de os jogadores emprestados jogarem cada vez mais tem uma explicação:
Os contractos que têm sido feitos ultimamente prevêem que o FC Porto pague uma parte do salário adicional, dependendo da utilização dos jogadores. Se um jogador for suplente utilizado em X jogos o clube só paga 90% do salário e se for titular em X jogos só paga 80%.

Nos clubes de menor dimensão, sempre afectados por problemas de atrasos salariais, esta especificidade do contracto pode fazer com que alguns jogadores passem a jogar mais.

hmocc disse...

É tudo muito bonito, mas até que ponto as competições não ficam desvirtuadas se os 3 grandes optarem por este tipo de políticas?

Não estou a falar de favorecimentos, mas apenas do facto de termos quase 3 equipas de 11 a rodar noutros clubes enquanto que continuamos a investir em contentores de sul-americanos de qualidade duvidosa...

Não valia mais fazer campeonatos com um Porto A, um Porto B e um Porto C do que ter as situações correntes do Estrela, Setubal, Estoril e etc, onde temos carradas de emprestados a rodar?

sirmister disse...

Gostava que em janeiro viesse leandro e pitbull, o pitbull era uma excelente alternativa a lisandro e hulk, encarna bem o espirito do clube e alem disso era uma boa opção para as bolas paradas.

Anónimo disse...

alarkPessoalmente não poderia discordar mais, Ibson não é jogador para o fc porto.

Sobressai no Brasil onde há muito mais espaços e se joga a passo mas nem assim consegue chegar ao escrete canarinho onde, por exemplo, anderson, este sim um GRANDE JOGADOR, é presença assídua.

Discordo de algumas opções da SAD mas discordo ainda mais dos pseudo- experts que, com opiniões como esta, demonstram não saber o que é o futebol de alta competição..

José Rodrigues disse...

"Discordo de algumas opções da SAD mas discordo ainda mais dos pseudo- experts que, com opiniões como esta, demonstram não saber o que é o futebol de alta competição..."

Foi a SAD que decidiu dispensar Ibson e não o recuperar em Julho? É q eu tinha a ideia q foi Jesualdo Ferreira (até pq a SAD ainda não cortou o vínculo com Ibson, o q demonstra q vêm valor nele).

Não sei quem é "pseudo-expert" (e eu não serei certamente um em futebol, o q não invalida q tenha as minhas opiniões) mas sei q os experts (ou "peritos", para falar em português) q são os treinadores (ou dirigentes) também se enganam às vezes - espero q esta frase não tenha sido um sacrilégio...

Como disse no texto, o futebol europeu não é o brasileiro mas mesmo dando esse "desconto", q é inegável, há certamente espaço para um Ibson no plantel do FCP.

O "expert" q dava pelo nome de Co Adriaanse tb dispensou outro "brinca na areia", q alegadamente era muito bom no Brasil mas na Europa era um zero, nunca se iria adaptar. Chamava-se Diego.

Ora bem, passado pouco tempo era considerado o melhor jogador do campeonato alemão.

Mas se calhar o futebol alemão é mais brasileiro q europeu, quem sabe...

Pedro Reis disse...

Concordo com algumas opiniões, outras nem tanto...

O Diego pelo que (não) rendeu no FCP, justificou que tenha sido vendido. O Hugo Almeida quanto mais o vejo jogar na selecção, mais me convenço que felizmente não fomos a tempo de o recuperar...
Quanto ao Ibson tenho mixed feelings, talvez fosse interessante voltar a vê-lo no FCP para podermos tirar conclusões definitivas.
Relativamente à esmagadora maioria dos emprestados, não acredito que alguma vez tenham capacidade para vingar no FCP. Mesmo correndo um ou outro risco, se pudesse despachava-os a todos!

p.s. dada a extrema debilidade da posição faria regressar o Leandro, embora ao que parece o mesmo não tenha essa vontade o que à partida não abona em favor dele.

Tiago disse...

Quer a SAD queira quer não, a crise mundial vai fazer com que apostemos efectivamente na prata da casa, a equipa de juniores da temporada passada e desta temporada tinham/têm excelentes valores, simplesmente temos que aproveitar o que temos, evitar contratações desnecessárias, tais como a do Mariano, Guarin, Benítez de forma a talvez evitar que todas as temporadas o clube seja forçado a vender os seus melhores jogadores; Por agora isso não é possivel mas quem sabe daqui por duas ou três temporadas já seja.

José Correia disse...

O Benitez ou o Lino são melhores que o Leandro?
Não me parece.

Ter o Ibson no plantel não seria muito mais útil que ter o Bolatti?
Parece-me óbvio.

O Paulo Machado é pior que o Guarin?
Bem, no St Etienne é titular, enquanto que o Guarin era suplente.

Anónimo disse...

No empréstimo do Paulo Machado ao St. Étienne há uma cláusula de opção, pelo que no fim desta época ele poderá deixar de ser jogador do FCP.

Quem não achar exagerado o número de jogadores emprestados não é deste mundo. Independentemente da sua qualidade isto é um total absurdo, além do peso que tem no orçamento. Há quem tenha a peregrina teoria de que o objectivo desta políitica aparentemente disparatada é exercer influência e cativar amizades junto dos clubes destinatários. Eu só gostava que me dessem um exemplo de influência e amizade assim ganhas.

E alinho no sentido do que me pareceu querer dizer o leitor hmocc: numa liga com regras mais severas e transparentes não seria possível um clube ter 3 ou 4 jogadores emprestado a outro, ainda para mais quando os abstrusos regulamentos da LPFP não permitem que esses jogadores sejam impedidos no contrato de empréstimo de defrontarem o seu clube de origem. Esta malta nunca ouviu falar em conflito de interesse?

Os Pitbulls e Leandros deste mundo são tão bons como os Marianos e os Linos. Acho que o Pitbull e o João Paulo também têm cláusula de opção por parte do Rapid de Bucareste.

Enfim, como dizem alguns papagaios, "estamos muito à frente" dos outros.

Mefistófeles disse...

Respeitando a opinião de todos, a quem cumprimento, sempre me parece que só faz falta quem lá está !

É com estes que temos que lá chegar. E chegaremos !

Sou o primeiro a dizer que JF não é treinador para o FCP; por isso mesmo, terá que responder pelas suas escolhas.

No entanto, dada a forma como lidou com "a crise ", merece mais crédito e oportunidades. A começar por mim.

No fim, julgaremos.

Jorge Aragão disse...

Há que sanear com urgencia a elevada lista de emprestados, há lá jogadores que já se viu não serem uteis.
É um elevado prejuizo.
Existem jovens com potencialidades que deveriam ser chamados e alguns despachados.
Temos alguns no plantel muito inferiores.
Com a crise há que apostar na prata da casa.
Paulo Machado é uma pena, tem andado sempre fora e deveria ter tido oportunidades.
Castro, Nuno Coelho, são bons valores a seguir...
Ibson para mim devia ter saído por emprestimo mas a equipas europeias para ganhar ritmo europeu pois acho-o um bom jogador.

Miguel Magalhães disse...

Parabéns pelo artigo. Está muito bom.
Três notas:
1. "Talvez não a titular, mas certamente dava pelo menos jeito no banco." Esse foi sempre o problema do Ibson, o de não aceitar estar no banco e criar problemas por causa disso. Recordo que ele esteve lesionado alguns meses,voltou com o meio campo a caburar em pleno e achou-se no direito de entrar na equipa. Como não entrou, começou a vir dizer mal do treinador para os jornais e a dizer que se o treinador ficasse ele ia embora. Se eu fosse treinador, ele nunca mais jogava numa equipa minha. Apoio o Jesualdo a 100%. Este não é um jogador "à Porto".
2. A quantidade de emprestados. Sendo muitos deles jogadores jovens, outros potenciais candidatos a entrar no plantel a a renderem algum dinheiro em futuras transferências, acho o número ajustado. Seria preferível tê-los numa equipa B a competir na II B contra equipas de fraca qualidade e sem motivação nenhuma? Eu acho que não.
3. O lugar no plantel que alguns deles poderiam ter. Pitbull, Leandro, Paulo Machado, Bruno Gama. Sinceramente não vejo nenhum a entrar de caras na equipa. Talvez o Leandro fosse aquele que tivesse mais oportunidades. O Pitbull no Banco não traria muito de novo relativamente ao Tarik. O Paulo Machado concordo com a análise financeira do negócio. O Bruno Gama já cá rodou e o Candeias ainda não o tinha feito. Faz parte do processo.