sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Valeu pelos miúdos

Pelo teor da convocatória para este jogo com o Setúbal logo se viu que o FC Porto não considera o triunfo nesta competição como um objectivo a atingir na presente época, nem pode dada a fase crucial em que entrámos nas principais provas em que estamos envolvidos – o Campeonato e a Liga dos Campeões. Assim também não é de estranhar a menor afluência de público ao Dragão numa noite gelada e em que os convocados não mudaram muito do grupo que costuma jogar a Liga Intercalar. O Setúbal tem feito fracas exibições e não se previa um jogo difícil. Faquirá estará por um fio.

O FC Porto entrou bem no jogo, pressionando o adversário e partindo para o ataque com lances rápidos pelas alas tendo criado algumas boas ocasiões. No entanto e com o passar dos minutos a equipa esmoreceu e o menor entrosamento da equipa começou a revelar-se com alguns passes falhados e alguma desorganização. Notou-se alguma falta de ligação entre o meio campo e a linha atacante.

O melhor no meio campo foi Guarín, com Tomás Costa mais apagado e Pelé um pouco faltoso e pouco assertivo. Dessa forma houve dificuldade em fazer chegar a bola ao ataque com Candeias e Mariano a terem poucas oportunidades de ataque, com mérito da disposição táctica montada pelo Setúbal a fechar as alas sempre com dois elementos.

O melhor lance da primeira parte foi mesmo o acreditar de Farías (à ponta de lança) após o falhanço incrível de Bruno Vale que larga a bola na pequena área depois de um centro largo do FC Porto. Chegámos ao intervalo a vencer sem ter criado condições suficientes para isso.

Na segunda parte o Setúbal entrou melhor e criou mais lances de ataque perto da baliza de Ventura. Depois de um lance estúpido de Sapunaru que leva o braço à cara do adversário e do teatro de Leandro Lima o artista da noite, Artur Soares Dias, marca penalty contra o FC Porto. Lima converte e empata o jogo.

Sem nada a perder Jesualdo chama os miúdos e em poucos minutos faz entrar Rabiola e Diogo Viana, que acabaram por construir o golo da noite, o golo da vitória do FC Porto. Diogo Viana cruza do lado direito para o segundo poste onde surge sozinho Rabiola, tendo Farías arrastado os centrais, a cabecear para o poste mais distante.


Bem mereceu este golo Rabiola depois dos problemas com lesões que o levaram a ficar muito tempo sem jogar.

Passados uns minutos o fiscal de linha viu mão de Guarín dentro da área e o árbitro prontamente marcou o segundo penalty caído do céu ao Setúbal. Lima falhou da segunda vez.
Antes do final ainda um remate muito perigoso de Mariano que só não deu golo devido a grande defesa de Bruno Vale.

Um FC Porto de segunda linha acabou por vencer o jogo de forma justa. Soares Dias, depois desta “exibição”, passou no exigente crivo lisboeta e terá à sua frente uma prometedora carreira.

Dos habituais suplentes Guarín confirma subida de forma e Pelé mostrou porque não tirou a titularidade a Fernando. Rabiola e Diogo Viana deram continuidade às boas indicações que têm dado na Intercalar. O jogo valeu essencialmente por isso.

fotos: fcporto.pt, Record

15 comentários:

José Correia disse...

Antes de mais nada, quero dizer que estou inteiramente de acordo com a opção de Jesualdo Ferreira, em usar esta fase da Taça da Liga para dar algum ritmo competitivo aos jogadores do plantel principal menos utilizados.
Também estou de acordo que tenha convocado alguns juniores (e um juvenil!) e dado oportunidade a dois deles de jogarem alguns minutos. É assim que se faz a ponte entre a equipa principal e a formação e para os jogadores deve ter sido motivador jogarem no Estádio do Dragão e, ainda por cima, num jogo que foi transmitido pela televisão. É algo para mais tarde recordar.
O Diogo Viana, depois das boas indicações que tem dado na Liga Intercalar, entrou muito bem no jogo. O miúdo tem pinta e, quem sabe, está ali mais um bom produto da escola de extremos de Alvalade (é pena o FC Porto só ter 50% do seu passe).

José Correia disse...

O Ventura voltou a mostrar que tem qualidades para, dentro de poucos anos, ser o titular indiscutível do FC Porto (que diferença em relação ao Bruno Vale).
A postura e serenidade que demonstra ter fazem-me lembrar o Vítor Baía há 20 anos atrás.

José Correia disse...

Entre os habituais convocados do plantel principal, de quem gostei mais foi do Guarin e do Mariano. Este último pareceu-me mais solto e em algumas fases do jogo assumiu a liderança da equipa dentro de campo.

José Correia disse...

«Questionado sobre a suposta forma desinteressada como os clubes têm encarado a Carlsberg Cup, Jesualdo Ferreira defendeu que "a seriedade se vê na competência e não no facto de se ter optado por colocar jogadores menos utilizados". Neste contexto, o treinador acrescentou que "a gestão deve ser feita em função das necessidades de cada clube". E foi exactamente nessa perspectiva que ontem procedeu a várias alterações na equipa, conforme explicou. "O ciclo de jogos de Janeiro e Fevereiro obriga-nos a fazer um trabalho meticuloso. Obriga-nos a ter todos os jogadores disponíveis. Quero chegar ao fim deste mês com o máximo de jogadores capazes de competir. Os que jogam menos precisam de jogar, e os que jogam mais necessitam de treinar.»

in O JOGO

José Campos disse...

bom joguinho para fazer jogar os jogadores menos utilizados. entramos com o pé direito na taça da liga e conseguimos principalmente fazer descansar os nossos titulares para os jogos complicados que se avizinham. os jogadores emprestados afinal ate é benefico... frangalhada do bruno e penalti muito mal marcado do leandro... venham os próximos!
abraço

a nação azul e branca
http://anacaoazulebranca.blogspot.com

miguel87 disse...

Para mim Ventura era titular já. Cada vez que joga mostra (que vai) ser um grande guarda redes!
E diz quem o conhece bem que tem toda a qualidade que tinha Baia e mais uma: é muito frio, nunca perde a calma nem mostra emoções.

Aurélio Estorninho disse...

será que se O PINTO da Costa enviar para alavalade o bollati a titulo definitivo eles nos mandam os 50% que faltam do Diogo Viana?

será que com a crise presidencial que vai existir em alvalade o Moutinho poderá ingressar no Dragão?

até pareço o zandiga...

Pedro Reis disse...

Achei o jogo relativamente interessante dada a pouca rotina dos jogadores utilizados. Apreciação individual:

Os Melhores:
Diogo Viana e Rabiola - entraram muito bem e garantiram a vitória ao FCP. Não se podia pedir mais!
Ventura - Frio e Seguro, só teve uma pequena falha num passe com os pés para um adversário na zona frontal.
Stepanov - Muito seguro a defender pelo ar e pela relva e ainda a sair bem para o ataque.
Pele e Guarin - sem terem sido extraordinários, foram "sérios" e estiveram em crescendo ao longo do jogo.
Farías - muito lutador e oportuno no golo. Foi pena ter falhado o 2º num remate isolado.

Medianos os 2 laterais, Pedro Emanuel morno, "ausentes" Candeias e Tomás Costa e trapalhão como habitualmente Mariano.

Metz disse...

Acho que na boa análise ao jogo, apenas faltou a palavra ao Ventura, até porque fez uma bela defesa ainda na 1ª parte.

Gosto de ver miudos a jogar, gosto que se lhe dêem oportunidades e gostei ontem de ver alguns deles (e ainda bem que o Jesualdo fez substituições antes dos 80 minutos)...

Não deslumbraram mas deram boas indicações. A rever!

Em relação aos mais "velhos", gostei do Guarin, está provado o que alguns de nós vêm dizendo desde o ínicio da época acerca da real posição dele.

O que gostei menos foi o Sapunaru. Penalti estupido (muito bem caracterizado), depois fartou-se de abusar das entradas violentas, inacreditável. Confesso que está a mostrar-se um possivel flop, espero enganar-me...

Na 2ª parte, até gostei do Mariano, esse mal amado, a sair para o contra ataque, no seu jeito trapalhão, até esteve razoável...

Cumpz

pc disse...

melhor em Campo*: Mariano

*Campo com letra maiúscula por que se trata do Templo do Dragão

Zé Luís disse...

"Soares Dias, depois desta “exibição”, passou no exigente crivo lisboeta e terá à sua frente uma prometedora carreira".

Pelo menos a ver se vai a algum lado, já que o pai ficou-se por funcionário da CP...

Para quem o viu negar o abalroamento do Polga a um avançado da Naval, marcar aquele braço do Sapunaru que não se desloca mais de 45 graus do corpo, não agarra, não agride, não serve para travar o que quer que seja ainda que possa estorvar e esse objectivo é legítimo no futebol, o ASD está bem lançado.

Já o vi marcar um penálti na Luz contra a Académica logo aos 4' que valha-me Deus.

p.s. - o Diogo Viana é do FC Porto. Os únicos 50% em causa são sobre o Postiga. Abençoo este negócio e espero que o FC Porto queira embolsar os 50% que detém sobre Postiga.

Aristodemos disse...

Zé Luís disse:
"o Diogo Viana é do FC Porto. Os únicos 50% em causa são sobre o Postiga. Abençoo este negócio e espero que o FC Porto queira embolsar os 50% que detém sobre Postiga."

O Sporting tem direito a 50% do valor de uma eventual transferência do Diogo Viana para um terceiro clube, tal como o Porto sobre o Postiga.

Aristodemos disse...

Jogo razoável, tendo em conta a falta de entrosamento.

Ventura seguro a defender mas esteve fraco a jogar com os pés.

Gostei da exibição do Stepanov, desta vez sem falhas.

Excelente o lance do 2º golo. O cruzamento do Diogo Viana foi o melhor que vi no Porto desde a saída do Quaresma. Muito boa a movimentação e finalização do Rabiola.

Nelson Carvalho disse...

Aristodemos disse: "Gostei da exibição do Stepanov, desta vez sem falhas."

Por acaso teve uma falha, ainda antes dos 20 minutos, que só não deu golo porque Ventura defendeu com os pés em cima da linha de golo.

O problema do Stepanov é mesmo este, é capaz de passar 89 minutos a fazer uma exibição imaculada, mas lá haverá sempre um lançe onde borra a pintura toda.

E de um defesa o que não se deseja é que tenha este tipo de "apagões" que podem ditar um desfecho de um jogo.

Jorge Aragão disse...

Acho que este tipo de competição deve ser para, em altura em que se está em todas as frentes,poupar quem mais joga, rodar quem menos joga e precisa estar preparado, além de lançar os putos sem pressão.
Se ganharmos - jogamos sempre para ganhar - óptimo. Se não der, sem dramas...
Ontem os miudos mostraram-se, Mariano e Benitez sobressairam, Farias mostrou que é ponta de lança mas o sistema da jogo prejudica-o.
De todos destaco entura, ou me engano ou, bem trabalhado e gerida bem a carreira - diferente do B. Vale - temos ali ouro.
Espero que joguem todos de novo na Madeira no proximo jogo.