sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Cebola amarga e ingrata

Nos últimos 15 dias vivi momentos muito complicados. Não queriam [FC Porto] deixar-me viajar e defender a selecção, pelo que foi preciso lutar bastante em Portugal para vir. E ter vindo jogar e não ganhar, é complicado

Estas declarações foram publicadas pelo jornal uruguaio ‘Ultimas Noticias’, e terão sido proferidas por Rodriguez à saída do Estádio Nacional Montevideo, após o último Uruguai – Argentina (no qual Rodriguez foi suplente, entrou aos 71 minutos e foi expulso já depois do apito final por agressão ao argentino Heinze).

Vale a pena recordar que o Rodriguez falhou toda a pré-temporada (jogou apenas meia dúzia de minutos), por estar a recuperar de uma lesão num joelho sofrida ao serviço da sua selecção. Precisamente por isso, a sua participação neste início de época foi mínima em termos quantitativos e muito longe da qualidade exigida em termos qualitativos. Entretanto, voltou a lesionar-se (ligamento lateral interno do joelho esquerdo), o que o impediu de defrontar Sporting, Atlético Madrid e Olhanense.

Perante este historial, e estando o jogador a ser tratado pelo departamento médico do FC Porto, para recuperar a 100% das lesões que o impediram de dar um contributo válido nos primeiros 10 jogos oficiais dos azuis-e-brancos, seria lógico e de bom senso que o próprio jogador explicasse ao seleccionador do Uruguai que não estava em condições para esta dupla jornada das selecções.
Lamentavelmente, não foi isso que aconteceu e, lendo as declarações do Rodriguez, fica claro que o internacional uruguaio está-se a marimbar para o clube que lhe paga um ordenado chorudo. Já pela selecção celeste ele está disposto a tudo, inclusive a jogar em deficientes condições físicas, e se isso tiver consequências o clube que se lixe.

Pois muito bem, da minha parte só espero que a Administração da SAD não se esqueça deste comportamento e, mal receba uma proposta que cubra o investimento feito no passe, despache rapidamente esta “cebola amarga”.

25 comentários:

Pedro disse...

Tempestade num copo de água. Os Uruguaios assim como os Argentinos vivem duma forma especial a selecção. É natural a reacção a quente e depois duma derrota daquelas. Não nos vamos tornar em vidrinhos de cheiro agora. Ele pelo Porto sempre deixa a pele em campo, e por isso mesmo acho este post um pouco bacoco.

José Correia disse...

As declarações do Rodriguez no final do Uruguai-Argentina não são nada simpáticas, mas mais relevante é o seguinte:

«Perante este historial, e estando o jogador a ser tratado pelo departamento médico do FC Porto, para recuperar a 100% das lesões que o impediram de dar um contributo válido nos primeiros 10 jogos oficiais dos azuis-e-brancos, seria lógico e de bom senso que o próprio jogador explicasse ao seleccionador do Uruguai que não estava em condições para esta dupla jornada das selecções.»

Ora, pelas suas próprias declarações, percebe-se que o Rodriguez fez exactamente o contrário.

De resto, volte sempre, pode ser que tenha oportunidade para ler outros posts bacocos...

reine margot disse...

O Rodriguez foi expulso, o Uruguai perdeu (podia ter ficado logo apurado, jogava em casa, e tem agora que ir ao play-off...) é evidente que a vida lhe correu mal; também é evidente que os jornalistas escrevem o que querem da maneira que querem... e, ele dizer que não o queriam deixar ir, pode ser apenas na intenção de reforçar que tinha feito tudo por tudo para ir, e assim reforçar o seu empenho!... quando o CR não pode vir jogar à nossa selecção porque está constipadinho há logo uma crise, quando este moço quer jogar pela dele, ficamos zangados...

Mr.Duke disse...

Por mais que nos custe a todos ele será sempre mais uruguaio do que portista.

Também me parece uma tempestade num copo de água, o jogador fez o seu papel, isto é vontade imensa de representar e ajudar a sua nação, o clube tentou proteger o seu activo.

Parece-me assunto da corja jornaleira.

eduardo disse...

José Correia disse: "... da minha parte só espero que a Administração da SAD não se esqueça deste comportamento e, mal receba uma proposta que cubra o investimento feito no passe, despache rapidamente esta “cebola amarga".

Isso seria uma medida demasiadamente drástica. Como Pedro e Mr Duke afirmaram, esta notícia é uma tentativa de fazer uma tempestade num copo de água. Os interesses dos clubes e das selecções estão frequentemente em conflito.

A pretensão do FC Porto era legítima, mas não creio que Rodriguez se esteja a marimbar para o clube. Estando clinicamente apto, é natural que pretendesse dar o seu contributo num importante jogo de apuramento para a maior prova mundial de futebol. Participar nessa competição é o sonho de qualquer futebolista.

Este "contencioso" deve ser resolvido com serenidade.

dragao vila pouca disse...

Acho que isto não passa de um mal entendido extrapolado pelos uruguaios e que a nossa "querida" C.Social pegou para confundir.
O assunto está perfeitamente resolvido e o Rodríguez até vai jogar amanhã - pelo menos está nos convocados.

Nem sempre o que parece é e seria um tiro no pé, só por isto, já colocar o futuro do jogador, no F.C.Porto, em causa.

Queria ajudar a selecção, não ajudou, perdeu, foi expulso e ainda não vai poder jogar o play-of. É muito para uma noite só e temos de ter alguma compreensão.

Um abraço

José Rodrigues disse...

Também concordo com quem diz q se trata de uma tempestade num copo de água, e que o desejo do José Correia de despachar o Cebola por causa disto é ultra-exagerado.

pc disse...

Caro Zé Correia isto é uma "lamechice" e pouco mais...
Vamos é dar forte nos nossos adversários e aí voçê é imperdível!
O Cebola qd estiver a 100% vai dar mts alegrias aqui ao Reflexão
ab

Manuel Jaime M.R.Silva disse...

Não se aflijam o n/ Presidente

sabe como tratar estas situações,

por isso, vamos ter calma.

Pedro Rocha disse...

Temos ainda que esperar por uma nova declaração do Uruguaio. A nossa comunicação social não tem fama de ser imparcial, por isso o melhor é esperar. Se se confirmar que as declarações proferidas inicialmente correspondem à verdade, creio que devem ser tomadas medidas. Muito bem que possa ter estado de cabeça quente, não gostou de perder - quem gosta - mas se realmente disse o que disse saiu muito mal na fotografia.

I NEED MONEY TO DRINK disse...

Se calhar precisa de nova visitinha dos super dragões.
Ó Rodrigues vai para o caralho e joga lá à bola sim ? :)

Metz disse...

Concordo 100% com o comentário de reine margot.. Claro q ficamos ofendidos como não gostamos qdo algum tuga se balda à seleção.. Não gostei do que li, mas é preciso tirar o filme da imprensa...

Logo venham todos é apoiar o Dragao!

Cumpz

Miguel Magalhães disse...

Independentemente da emotividade do post, na essência está correcto: os jogadores hoje em dia marimbam-se para os clubes que lhes pagam. Os tempos da mística e do amor à camisola acabaram. Quantos jogadores do plantel do Porto serão portistas? muito poucos, eles são é profissionais que ganham o deles para jogar à bola e dormem descansados quer ganhem ou percam.
Quanto ao Rodriguez e à selecção, ele ao ser expulso por agressão resolveu desde logo o problema dos jogos do play-off: vai ficar no Porto a ver na televisão...

John Aarson disse...

tipo, o gajo não disse nada de mal!! pqp as más intrepertações...

miguel87 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
miguel87 disse...

Eu estava muito preocupado com este assunto, se não fosse um por"maior": VARELA! Assim sendo, estou descansado e o Cebolinha pode andar de lesão em lesão á vontade enquanto não volta a ser chamado pela pátria...

Pior é o caso de Meireles, que vai dar o litro para a seleção e depois vem para o clube penar, e nem sequer vem lesionado para ver se o prof dá uma oportunidade ao Valeri.

Offshore disse...

não me recordo de discordar de um post seu mas desta vez penso que está a exagerar e a ir na onda do Rascord.

Porto procurou defender os seus interesses de forma profissional como habitualmente o faz. o Real não fez o mesmo há pouco com o Ronaldo ?

O Cebola que regresse e que esteja disponível para a equipa.

Offshore disse...

.

Sempre disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

Salvador disse...

"e, mal receba uma proposta que cubra o investimento feito no passe, despache rapidamente esta “cebola amarga”."

Discordo. E muito. Parece-me um exagero, para nao dizer mais, despachar Rodriguez por estas declarações, que se calhar nem são 100% fidedignas. Tenhamos calma, sim?

Offshore disse...

Voltando ao Rascord, desejo do fundo do coraçao que idem todos para a puta que os pariu.

José Correia disse...

Terei exagerado? Talvez.
Compreendo que haja quem discorde (ainda bem!), mas volto a dizer que o mais preocupante não são as declarações do Rodriguez, mas sim o ter forçado uma ida à sua Selecção quando, manifestamente, não estava a 100% em termos da sua condição física (não foi convocado para o Equador-Uruguai e no Uruguai-Argentina só entrou aos 71 minutos) e, obviamente, está muitíssimo longe dos 100% em termos da forma desportiva.

A juntar a isto, sabendo-se o historial de lesões do Rodriguez neste início de época, o bom senso recomendaria que ele próprio explicasse ao seleccionador do Uruguai que não estava em condições para esta dupla jornada das selecções.

Offshore disse...

atenção este comentário "17 de Outubro de 2009 19:52" não é meu.
ja sucedeu o mesmo no Portistas de Bacanda

Luís Negroni disse...

O que os jornalistas dizem e escrevem, para mim é como o que os porcos grunhem, especialmente quando são portugueses e o assunto é FCPorto. Deixá-los grunhir, que são porcos e fica-lhes bem.

José Correia disse...

"Expressei-me mal. Aquilo que disse foi que passei por 15 dias muito complicados. Não sabia se ia à selecção por causa da lesão. Importa realçar que o Porto fez tudo para que recuperasse e pudesse, dessa forma, dar o meu contributo na selecção. Estou contente por poder treinar e melhorar a cada dia, sem qualquer problema físico"
Cristian Rodríguez, 17/Out, em declarações à Sport TV