quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Boxing Day

Os especialistas dividem-se quanto à necessidade e oportunidade de parar as competições durante o período natalício, com interrupções mais ou menos longas conforme o calendário competitivo de cada época. Nem sempre foi assim: esta regra é relativamente recente e veio para ficar.

Em Inglaterra é sempre a andar, e ainda bem para consolo dos menos ocupados neste período natalício, de mau tempo e muita chuva, a convidar a permanência no doce lar. Estádios cheios, animação, entusiasmo, muito público e jogos interessantes. Se fosse em Portugal, o mau tempo, as férias natalícias, o comodismo, os terrenos em péssimo estado e a promessa de jogos entediantes, muito provavelmente deixariam os estádios ainda mais vazios que o habitual. Valha-nos a TV para português ver o futebol da velha Albion, intenso, ainda que a neve caia em grande quantidade, branca e fria para aquecer os animados espectadores.

Talvez seja impressão minha, mas a forma como o público interage com os jogadores é algo que notei nos jogos que vi e que muito raramente se testemunha em Portugal. Talvez a época ajude, talvez seja o reconhecimento do público aos artistas, talvez seja o ambiente, talvez seja a nossa eterna tendência para valorizar o que vem de fora. Talvez.

Enquanto aguardamos pela competição cá da terra, os jornais substituem o jogo e temos a competição mais animada junto dos tablóides desportivos. É um fartote de compras, de promessas, de retrospectivas do ano, de estatísticas, com o clube do regime e o seu vizinho da 2ª. circular a dominar as atenções pela alegre competição aquisitiva que têm travado, sem recurso aos saldos , em época de profunda crise económica e financeira. São as engenharias financeiras, meus caros que os do (e da) capital tão bem conhecem.

Do nosso FCP fala-se pouco o que é bom sinal. O nosso Presidente completou 72 anos, e o Jogo lá vai anunciando que o JF vai redesenhar a equipa, o Miguel Lopes não sai, que o miúdo dos juniores, Abdoulaye Ba vai saltar para os seniores, que os responsáveis do FC Porto estão a ponderar apresentar uma proposta de renovação a Nuno André Coelho e emprestá-lo ao Olhanense, que o Bruno só sai por 30 milhões, que o Ukra talvez regresse e à falta de notícias suculentas, enche-se o jornal com uma espécie de paralítico, com uma entrevista cheia de boas palavras sobre o clube subscritas pelo Cissokho que já não mora cá.

O José Mourinho, em entrevista ao Público, fez uma inflexão no seu discurso oficial sobre o FCP, talvez hipocritamente, talvez porque o tempo se encarregou de desanuviar um conflito artificial, enquanto o amigo presidente do Nacional faz questão em privilegiar, publicamente, o interesse de vender uma das suas jóias ao SCP, um rival directo na disputa aos lugares na Europa. Como mudou desde o tempo do Paulo Assunção. Remorsos em homens de negócios é estranho: afinal o que os faz correr?

No Sábado temos a taça de Portugal de volta e um jogo difícil com a Oliveirense. Sabemos que o JF vai dedicar-se a (re)desenhar a equipa e calculamos que nos diferentes projectos não caberá nem Hulk nem Sapu. A moral está em baixo e o clube calado. Seguindo o léxico (do futebol) cá do burgo, aproveito para aconselhar os jogadores a levantar a cabeça, e jogo a jogo terem como única preocupação ganhar, que o resto vem por acréscimo. Fácil, não é?

Não temos boxing day, perdemos Hulk e Sapu por tempo indeterminado, estamos mais longe do SLB e, por isso, estamos um pouco carentes. A gestão de uma empresa ou de um clube não pode ser feita por impulso, mas uma prenda no sapatinho de um produto de primeira necessidade vinha que nem canja. Uma equipa constrói-se no princípio da época, mas as coisas nem sempre correm conforme planeado. Ir às compras por ser Natal é uma estupidez. Perder uma oportunidade para reforçar o plantel que apresenta duas baixas certas e fragilidades em quase todos os sectores, seria imperdoável. Não basta redesenhar. É preciso melhor matéria prima. Ficamos porém a saber, hoje, que o treinador está satisfeito com o plantel ao seu dispor e que não há petróleo no Dragão.

14 comentários:

Capitão Bacalhau disse...

Saudações,

Antes de mais, e sobre o facto de não haver futebol… é uma óptima prenda de Natal. Assim, quem tem oportunidade, pode dedicar-se a ver bom futebol noutros países.
E para entreter temos as notícias regionais que anteciparam a silly season.

Relativamente ao plantel… sou da opinião de que podem vir os jogadores que vierem que o JF não terá a destreza mental de alterar estrategicamente a equipa. Já não falo de táctica… por mim o 433 está bem, o problema é que ele não está a conseguir flexibilidade.
O JF não consegue encaixar estes jogadores na sua táctica/estratégia e não é capaz (ou não quer) adaptar a táctica/estratégia ao plantel.

Não ficava triste se chegasse um bom médio centro e um ponta de lança acima do 1,70m com corpo para receber e segurar jogo… mas também penso que com os devidos ajustamentos temos plantel para revalidar o título, assim o queira JF.

Mário Magalhães disse...

Boas,

Já ontem comentei aqui que o nosso plantel está carente de gente com qualidade, mas se o competente mister está satisfeito com o grupo, só temos que esperar pelos resultados...
A verdade seja dita e está aos olhos de todos desta forma o maximo que vamos conseguir vai ser o 2 lugar, por muita tristeza minha, mas tambem vai ser maneira de correr com este senhor no final da presente epoca. Gostava de compreender como ainda existe pessoas a defender esta pessoa, será por ter ganho 3 campeonatos? Por ter valorizado certos jogadores? E o dinheiro que ele gasta em contratações, que não dão em nada? E a incompetencia em termos tacticos?
Lembro que já fomos campeões Europeus e não gastamos nem metade.
So espero que seja ano novo vida nova...

Saudações

SecretHell disse...

Concordo plenamente com o Mario. Esta claro que a estrategia da Sad passa por ficar em 2º lugar este ano...alias a propia equipa no ultimo jogo demonstrou bem isso e o silencio da Sad sobre a passadeira vermelha estendida já há algum tempo para o slb ser campeao sao provas inequivocas da resignaçao...
O nosso clube tem de perceber que a estrategia tem sempre uma componente variavel que é defenida pelas acçoes do adversario e nós deviamos investir já num avançado e medio que fossem mais vailas para darmos o tudo por tudo pela disputa do titulo , pois se o conseguirmos seria o enterro do clube do regime...
a politica de contrataçoes do Antero Henrique dos "jovens com potencial": Guarin , Prediguer , Benitez,Bolatti, etc tambem tem de ser alterada pois é dispendiosa e arriscada ...Temos de voltar a contratar as "estrelas da companhia" dos clubes mais pequenos como faziamos antes e com grande sucesso

José Correia disse...

Mário Magalhães disse...
«Gostava de compreender como ainda existe pessoas a defender esta pessoa, será por ter ganho 3 campeonatos? Por ter valorizado certos jogadores?»

Isso, mais o facto de ter alcançado quatro vezes seguidas o apuramento para os oitavos-de-final da LC, não é um mau cartão de visita.
Veremos o que irão fazer os que vierem depois do Jesualdo, porque com o Co Adriaanse recordo que ficamos em último lugar de um grupo que tinha os "colossos" Glasgow Rangers e o Artmedia Petrzalka, e do ano 2004/05 nem vale a pena falar.

José Correia disse...

Mário Magalhães disse...
«E o dinheiro que ele gasta em contratações, que não dão em nada?»

As contratações que não dão em nada são da responsabilidade dos mesmos - SAD - que contrataram os jogadores que, após se valorizarem com o Jesualdo a treinador, se tornaram apeteciveis para alguns dos colossos europeus.

KOSTA DE ALHABAITE disse...

Realmente vivemos tempos estranhos. Aquela derrota no reduto dos nossos inimigos (ao contrário dos demais adversários, o benfica é o inimigo que usa de todas as artimanhas para nos humilhar) deixou-nos realmente abalados.
Não é estranha a valia em campo da equipa. Este ano bastante fraquita. É uma imagem de Jesualdo (e eu decidi deixar de o criticar), em que insiste em tácticas e jogadores que não entendo, mas como não estou por dentro de tudo o que se passa, jogo a jogo só peço que vençam e honrem o símbolo que trazem ao peito, junto do coração...
Estranho sim, é, mesmo depois de rebatidas todas as acusações, a SAD, o Clube ainda não ter tomado uma atitude gloriosamente e defininitivamente esclarecedora e que dismistifique por todo o sempre a perseguição. Da Liga, da Justiça (?) da Liga, da imprensa e de certos dirigentes e clubes. NADA. Até hoje nada. Isso é dar o flanco. No meu entender imperdoável. Perdemos o fulgor? Desisitimos da luta e de hastear a bandeira da nossa superiodade materializada no trabalho e nas glórias que eles nos deu? Por mim continuo lutador, mas aqueles que podem falar por mim, que vão tendo alguma voz o ue fazem? NADA! CALADOS! SUBMISSOS!?
Como disse no início, que tempos estranhos estes meus caros....

Luis Melo disse...

Quem tem memória lembra-se que em 2001 o governo de António Guterres fazia aprovar aquilo a que chamava de “reforma fiscal” e que visava mais justiça e equidade. Um conjunto de medidas que faria subir ainda mais as receitas dos impostos e combater a fuga e fraude fiscal. Mas foi na mesma altura, que o ministro das finanças de então fechava os olhos a uma dívida monstruosa do SL Benfica que já vinha de há 2 anos atrás.

Isto era (e ainda é) absolutamente intolerável num país que se quer desenvolvido e democrático. Custava a acreditar na hipocrisia do governo e na discriminação com que o PS tratava o contribuinte comum. Este que, ao mínimo descuido, era “apanhado”. É que este “perdão” ao SL Benfica significava que o Estado estava – com o nosso dinheiro – a subsidiar a compra de jogadores, que não poucas vezes se fez (e ainda faz) com valores imorais.

Não é demais lembrar que o que estava aqui em causa eram muitos milhares de contos de impostos dos trabalhadores do clube, que foram retirados e não entregues aos cofres do Estado. Um crime fiscal de enorme dimensão. Um crime pelo qual muita gente foi (e ainda é) condenada e presa.

Mas o regabofe continua para os lados da Luz. Apesar do passivo de 500 M€ o clube da águia continua a contratar jogadores como se não houvesse amanhã. Isto apesar de estar a ter a melhor época dos últimos 15 anos.

No início da época o Benfica investiu cerca de 30 M€, mas agora a conta corrente já vai em quase 50 M€. Algo nunca antes visto no futebol português. Aliás, tendo em conta também o Sporting CP, Lisboa lidera o mercado de transferências europeu algo inacreditável se tivermos em conta que somos dos países com mais dificuldades da UE.

Tudo isto é imoral, e parece muito duvidosa a forma como este dinheiro todo é conseguido. Ao ponto de fazer com que pessoas como Pinto da Costa (sería talvez a última pessoa que pensaríamos ouvir sobre este assunto) digam, com muita razão, que “não há petróleo no Porto”.

Anónimo disse...

No Porto só há petróleo no Verão :-) Quem entender de hidrocarbonetos - que não são a minha especialidade - poderá explicar! ;-)

Anónimo disse...

O Boxing Day é - juntamente com a primeira jornada - o dia de maiores assistências em Inglaterra. Para evitar grandes deslocações das equipas o sorteio programa para esta altura viagens mais curtas, incluindo em vários casos "derbies" locais ou regionais.

Quando o Boxing Day calha a um sábado ou domingo, como foi o caso este ano, esse feriado oficial passa para a 2ª feira seguinte, motivo pelo qual houve uma jornada na passada 2ª feira, dia 28 de Dezembro.

Também no Dia de Ano Novo costuma haver uma jornada, mas como este ano esse dia calha a uma 6ª feira, essa jornada ficou sem efeito.

Na Escócia não há Boxing Day - é um feriado inglês - e na Inglaterra o Dia de Ano Novo só é feriado há relativamente pouco tempo. Na Escócia é um feriado tradicional.

A "moda" da interrupção natalícia é coisa recente entre nós. Que não haja jogos no Dia de Natal, na hipótese de ele calhar ao fim-de-semana,todos entendemos, mas não haver jornada no fim-de-semana seguinte ao Natal não faz, a meu ver, sentido nenhum. Os futebolistas são muito bem pagos e quem tem uma profissão tão privilegiada deveria aceitar com naturalidade certos sacrifícios. No fundo a mentalidade é: que se lixe o público pagante - que é quem sustenta o espectáculo, convém não esquecer. Há circo no Dia de Natal e nunca vi os respectivos artistas queixarem-se.

Pedro disse...

Pergunto-me se a depressão portista não tem o epicentro na derrota na Luz. Não estaremos a valorizar demais esse jogo e a deixar que a histeria da imprensa lisboeta nos afecte?

As contas fazem-se no fim, e parece-me que o FCP na 2ª volta vai ser mais forte. Nos últimos jogos antes da Luz a equipa estava a soltar-se mais, a criar mais oprtunidades, a jogar melhor. E não me esqueço que com outra árbitro a péssima exibição da Luz se calhar valia-nos um ponto.

Pelo facto de SLB e SCP se estarem a endividar não é razão para nós perdermos a calma. Somos Tetra-Campeões, algum dia teremos de perder, mas é mais importante assegurar um futuro sempre no topo que buscar um topo efémero de uma época.

Quanto ao boxing day... Inglaterra pode não ter o melhor futebol, os jogadores mais virtuosos, mas é sem dúvida o campeonato mais espectacular e puro da Europa.

Miguel Magalhães disse...

As contas fazem-se no fim.
Nos ultimos 15 anos ganhamos 11 campeonatos e um sem numero de outros titulos.
Tivemos a época horrivel do Octavio Machado (a unica em que nao acabamos em primeiro ou segundo) e tivemos a época 2004/05 em que parecia que tinhamos destruido tudo o que fizemos nos dois anos do Mourinho. E a seguir fomos tetra-campeoes e ainda estamos a lutar pelo penta.
A equipa nao está a encantar mas convém nao esquecer que perdemos o Lucho e o Lisandro.
Para mim, quem ganhou 3 campeonatos seguidos, passou 3 vezes à fase de eliminatorias da Champions, ganhou mais umas Taças de trazer por casa e fez crescer jogadores como o Bruno Alves, Fucile, Lisandro, Rolando, Fernando, Lucho, Quaresma, etc. merece o meu crédito e confiança.
Reforços? Nao alinho na histeria só porque perdemos na Luz e o Benfica vai à nossa frente e continua a comprar jogadores.
Eles que se cuidem que os Tetracampeões somos nós.

Mário Magalhães disse...

Boas,

Meu caro José Correia, estou a ver que temos opiniões divergentes mas ainda bem, porque se fosse tudo igual neste momento não tinhamos o que dizer, mas deixe-me contra atacar com o seguinte, nunca defendi o Jacob Adriannse, e concordo que na epoca em que esteve a frente da nossa equipa a não qualificação para os oitavos de final CL foi um fracasso, e alias era o grupo mais acessivel que o porto teve desde que anda CL.
Eu falo sim nas epocas anteriores do JM, que com jogadores internos soube valorizalos, e não optou pelo mercados sul americanos. Falo sim na epoca do Artur Jorge que a maior parte dos jogadores eram do nosso campeonato, sei bem que eram tempos diferentes, mas foi com estas politicas que vencemos.
Tenho em mente o jogo com a Naval na epoca passada que depois da derrota, a unica pessoa a dar a cara foi o nosso capitão porque sente o clube e sabe o que custa perder, e mais nos primeiros dias do JM como nosso treinador disse que nas derrotas o 1 treino seria sempre aberto ao publico para eles sentirem a dor dos adeptos pelas derrotas.
São estas algumas das coisas que me fazem discordar com este treinador.

Saudações

José Correia disse...

Mário Magalhães disse...
«Eu falo sim nas epocas anteriores do JM, que com jogadores internos soube valorizalos, e não optou pelo mercados sul americanos. Falo sim na epoca do Artur Jorge que a maior parte dos jogadores eram do nosso campeonato»

Caro Mário Magalhães, na sua opinião é por culpa do Jesualdo que o plantel tem mais sul-americanos do que portugueses?
Não me parece que o Jesualdo tenha alguma coisa contra os jogadores portugueses ou jogadores que se destaquem no campeonato português, porque se tivesse, então Rolando, Cissokho, Fernando ou Varela (tudo jogadores que vieram de clubes médios/pequenos do futebol português) não teriam tido o apoio e as oportunidades que o Jesualdo lhes deu.

Anónimo disse...

Obviamente que, cada vez que o JF pede um jogador, logo o Antero ou o José Caldeira se metem num avião para Buenos Aires. Os ares devem mesmo ser bons, não é só o nome da cidade! ;-)