segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Garantir imparcialidade no jogo


"Houve três lances que deram golo, em circunstâncias semelhantes, mas as decisões da equipa de arbitragem não foram idênticas, o critério de decisão não foi o mesmo"
Jesualdo Ferreira, 10/01/2010

"A maioria das críticas às arbitragens são justificadas e significam que houve desempenhos que não cumpriram com a missão de garantir imparcialidade no jogo"
Vítor Pereira, 11/01/2010


Não sei se Vítor Pereira, quando fez estas afirmações, estaria a pensar nas queixas de Jesualdo à arbitragem do FC Porto x Leiria, a propósito dos dois golos anulados aos dragões, mas é provável que estivesse. De facto, se há coisa que os três lances referidos por Jesualdo demonstraram foi falta de impacialidade.

É verdade que estamos a falar de três lances duvidosos, onde o atacante poderá estar ligeiramente (poucos centímetros) adiantado ou atrás do último defesa, mas precisamente por isso enquadram-se todos nas recomendações que os árbitros têm para ajuizar estes lances, isto é, não interromper o desafio. E não faz qualquer sentido, chega mesmo a ser ridículo, vermos jornalistas ou comentadores na televisão a discutirem se a ponta do cabelo do avançado está uns centímetros mais à frente que o calcanhar do último defesa, nomeadamente quando há uma sobreposição do corpo dos atletas (como é o caso nestes três lances). O sentido e espírito da lei para estas situações é claro: beneficiar quem ataca. Claro que o que vimos no jogo de ontem foi uma interpretação da lei sui generis: em caso de dúvida, prejudica-se o FC Porto.

Vistos isoladamente, até poderíamos (com boa vontade) dar o benefício da dúvida aos árbitros auxiliares, mas o que é totalmente inaceitável são critérios dispares, no mesmo jogo e do mesmo árbitro auxiliar, para lances absolutamente idênticos.

Foto: A Bola

10 comentários:

Pedro disse...

Golos anulados e mal, GR expulso e mal, cantos mal assinalados, faltas ao contrário.

Há árbitros que mais do parciais são mesmo incompetentes, fisica e técnicamente.

Recomendo a quem não viu observar o árbitro do Arsenal-Everton no lance que dá o 1-2 para o Everton. Fez um sprint de 50 metros a acompanhar o contra-ataque do Everton e quase se colou ao Pienar na altura em que remata. Este Elmano tinha um avc a meio do caminho.

José Correia disse...

Pedro disse...
«Golos anulados e mal, GR expulso e mal, cantos mal assinalados, faltas ao contrário»

Quando logo no início do jogo vi que o pé alto/jogo perigoso de um jogador do Leiria dentro (bem dentro) da sua área ficou por assinalar, vi logo que ia ser uma festa.

pc disse...

O Elmano é um dos apitadores "fiéis" ao Regime (traficante). Não há um único jogo deste artista apitado no Draçgão que não tenha sido "um sofrimento".
O Fernando não faz penalty nenhum.

Pedro disse...

Sim, faltava o Livre indirecto sobre o Rodriguez. Uma anedota autêntica.

Mais grave ainda quando o Vitor Pereira profere afirmações destas questionando a imparcialidade... Ou escolheu mal a palavra ou admite a parcialidade ( que é intencional ) daqueles que dirige. Uma palhaçada.

Armindo disse...

Claro que esta visão "alucinada" do nosso futebol, só nós os Portistas a temos!

Isto cá dentro, claro!!!

SevenSeven disse...

Novo cronica de Invicta Fan no ZD

TUDO EM http://www.zonadesportiva.blogspot.com/

Luís Negroni disse...

Não foi este mesmo merdas Elmano, que num jogo do Porto contra este mesmo Leiria, nesta mesma altura do campeonato (ele há cada coincidência), há 3 anos atrás, transformou uma goleada do Porto numa vitória do Leiria por 1-0? Não foi graças ao que ele fez nesse jogo com consequências no jogo seguinte do Porto, que uma vantagem de 7 pontos sobre o 2º classificado Sporting se esfumou e passou a apenas 1 ponto em duas jornadas? E depois ainda dizem alguns que o Elmano é incompetente. Santa ingenuidade!

E não tinha o Porto nessa altura um plantel com jogadores como Quaresma, Lucho, Lisandro, Pepe, Bosingwa, para já não falar no lesionado Anderson e em Paulos Assunções, Ibsons e quejandos? E depois ainda dizem alguns que o problema está no actual plantel. Santa lavagem cerebral da cs encornada que lava mais vermelho até onde é azul e branco!

pedro disse...

Que tal escreverem qq coisa sobre o artugo nº532473284924/20, o tal mencionado pedo politico-advogado-comentador-dirigente desportivo e também defendido pelo cineasta aquando do leiria-benfica? O tal do jogo perigoso transformado em livre em directo (penalti) porque atingiu o Aimar? É que houve uma situação igual mas estes tipos gostam de fazer de parvos quem ve televisao e perde tempo a ouvi-los mas os nosos representantes também só querem o deles ao fim do mês!!
Espero que o Dr. Rui Moreira não tenha memória curta e encoste o cineasta. Com a vossa ajuda, claro.

P.S.- para mim, nenhum dos lanes é penalti.

Carrela disse...

Pedro, tem toda a razão, esses 2 são do mais ridículo que que uma TV pode produzir. Então aquele ar de "superioridade fascista" do cineasta... Já o silvio cervan parece mais 1 puto mimado a quem se tirou o chupa.
O Rui Moreira tem momentos bons, mas tem outros em que é demasiado "mole" e deixa o cineasta "espetar" inverdades...

ACHO inadmissível q o luisão continue a jogar depois do que se passou.

Quanto ao FCP-Leiria, fico triste em ver tanta critica cá, acho q o FCP criou imensas chances de golo,(confesso q apenas vi um resumo alargado) O jogo até me pareceu bem conseguido, sofremos 2 golos, mas são coisas q infelizmente acontecem, esta época temos demasiados golos sofridos por desvios/ressaltos e auto-golos. Vejo sempre criticas ao Jesualdo por ser defensivo etc etc.. tirou o Miguel Lopes para jogar apenas com 3 defesas, arriscou, depois tenho de ler coisas como "Fernando o eterno 5º Defesa", não posso concordar. Eu tb gostava de ver o Fernando a sair mais com a bola jogada, mas alguém vê isso no garcia? e no entanto meio mundo o gaba... enfim.

Força Porto!

José Correia disse...

«Pinto da Costa, acompanhado pelo administrador da SAD, Adelino Caldeira, deslocou-se, ontem de manhã, à sede da Liga de Clubes, no Porto, para formalizar as queixas portistas relativamente à actuação do árbitro Elmano Santos no recente compromisso da Liga, em Leiria.
Os dragões foram recebidos por Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem desse organismo, a quem se queixaram de quatro lances do referido jogo: a expulsão de Quaresma, o amarelo a Pepe e dois penáltis que terão ficado por marcar em favor dos azuis e brancos.»
in Record, 31/01/2007