quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

A history of violence

Sendo um confesso adepto da 7a arte, o mais recente episódio grave de violência de que o FCP foi alvo fez-me lembrar o filme de David Cronenberg que emprestou o título a este artigo.

Eu explico: a propaganda anti-FCP e acima de tudo lisboeta (e não é só no futebol…) alimenta e alimentou ao longo dos últimos anos o mito de que a cidade do Porto está cheia de “grunhos” e mafiosos, com o chefe de orquestra a dar pelo nome de Pinto de Costa.

No entanto sem puxar muito pela memória constato que em Lisboa e arredores já vi...

- um adepto do slb a assassinar um adepto adversário em pleno estádio;

- ultras do slb a meter um jogador de hóquei do FCP em coma à saída do estádio da luz com um taco de beisebol;

- adeptos do SCP a cair e morrer das bancadas por se atropelarem uns aos outros a ver quem mandava mais pedras à comitiva do FCP (que continuarem a fazer, mesmo quando o médico do FCP prestava cuidados às vítimas);

- uma autêntica chuva de pedras sobre os jogadores do FCP quando recebiam uma Taça no Jamor depois de vitória sobre SCP, e isto na bancada principal (onde os adeptos são supostos ser mais "refinados") sob o olhar do Presidente da República;

- um autocarro de adeptos do FCP incendiado sem qualquer provocação (aliás, felizmente não estava lá ninguém);

- um capanga de LFV a atacar fisicamente um team manager do FCP no túnel da luz (ver notícias de sábado), depois de já ter também feito o mesmo a empresários de q o LFV não gosta em esperas na Portela;

- adeptos do FCP a serem impedidos de entrar na cidade de Lisboa (agora que a China está na moda, alguns dos seus métodos parecem começar a ser copiados…);

- um forte conluio entre LFV e uma claque ilegal de adeptos (?), No Name Boys, apanhado com um autêntico arsenal de armas em pleno estádio da Luz (LFV que chegou ao ponto de despedir o chefe de segurança do clube por assistir a PSP nesse processo);

- LFV e motorista a dar um arraial de porrada numa dependência da CGD a alguém que tinha cometido o crime de estacionar mal o carro;

- um sobrinho do jogador Nuno Valente a ser esfaqueado em St Apolónia por adeptos dos No Name Boys, após perseguição e devido ao “pecado” de envergar um cachecol do SCP;

- um adepto do slb a invadir o relvado para agredir um fiscal-de-linha, perante a impassividade dos seguranças;

- ainda há umas semanas, tentativa de agressão a Pinto da Costa à saída do hotel,

- ... e inúmeros outros incidentes (começando pelos estádios da 2a circular, onde os adeptos do FCP costumam ter muito mais problemas do que o inverso),

... e agora isto: paralelepípedos atirados à comitiva do FCP de um viaduto sobre a auto-estrada! Imaginem a catástrofe que podia ter acontecido.

Mas pronto, o Porto é que é terra de capangas e mafiosos. Porto, onde por exemplo um anti-portista (do mais primário que existe) como um Ricardo Costa trabalha e passeia sem nunca ter sido alvo de qualquer ataque físico.

Já estou mesmo a ver o "filme": um dia destes a "tampa" salta a algum adepto do FCP e vai acontecer uma pequena desgraça no Porto, e aí lá virá o mito propagandístico em toda a sua força, ignorando totalmente os acontecimentos que acabo de referir (acontecimentos que, já agora, passaram com total impunidade na esmagadora maioria, começando pelo assassino do Jamor que anda por aí a monte).

Que fique claro: não quero com isto dizer que não hajam também incidentes no Porto, que os há (como os há, infelizmente, em muitos dos estádios deste país, com o de Guimarães a ser um caso notório), e lamento isso. Aliás, já aqui por diversas vezes deixei bem claro que não nutro qualquer simpatia pelo núcleo duro dos Super Dragões em particular.

Mas a haver uma história sustentada e sistemática de incidentes graves, não há qualquer dúvida que a Grande Lisboa (com os adeptos do slb, quando não são os próprios dirigentes, a serem os principais "protagonistas") ganha por cabazada - ou por “15-0”, como diz outro anti-portista primário bem conhecido…

PS – não deixei de reparar a forma (low profile) com que os jornais do regime (mais uma vez) mencionaram (?) este ultimo grave incidente. Só me admira que ainda não tenham chegado ao ponto de insinuar que os agressores eram adeptos do… próprio FCP. Será porventura uma questão de tempo, já que Goebbels é uma forte fonte de inspiração para aqueles lados.

18 comentários:

TheDarknight disse...

Boas,

Devo de dar os parabéns a este artigo que evidencia e resume todos os atentados contra os "capangas e mafiosos".
E ainda há pessoas que dizem que não percebem porque é que um Portista é "Anti-Ben7ica"...
Só este clima de impunidade que se vive lá para o sul, diz tudo.

Mais uma vez Parabéns pelo texto.

Cumpz a todos

Jorge Aragão disse...

Falta acrescentar uma estalada dada em pleno aeroporto da capital por um energumeno aquando da transferencia do Moreto a uma pessoa...
É tudo um bando de gangsters...

Miguel Pereira disse...

Boas,

Excelente texto José,

Infelizmente a campanha de marketing que se criou funciona às mil maravilhas. Façam o que fizerem, as galinhas serão sempre inocentes virgens. E passe o que passar, os broncos trogloditas corruptos e violentos comem francesinhas e crianças ao pequeno almoço.

Com um país inteiro a viver para um clube, com a comunicaçao social totalmente vendida e uma maquina de marketing que faria inveja ao proprio Avatar, é dificil mudar as coisas. O FCP tem uma pessima imagem em Portugal por tudo isto. Em zonas onde nao deveria haver animosidade contra o clube somos recebidos com insultos e à pedrada. O pais come o que Lisboa lhe manda comer e se é preciso odiar o FCP, odeia-se.

E se nao ha um nucle forte no Norte a nivel de imprensa capaz de ripostar, pelo menos que o clube seja mais agil a defender-se, mesmo que seja falar aos peixes. Pelo menos diz-se algo.

Cumprimentos

Miguel Pereira
www.emjogo.blogs.sapo.pt

Nelinho disse...

Um jogador do FC Porto agride um segurança (agente não desportivo e não afecto aos acessos dos balneários ao relvado, pois aí só deve esta a PSP se solicitada para tal) de uma empresa que é dona do estádio de futebol onde decorre a cena e pode ter como castigo suspensão entre 3 meses a 3 anos e um jogador do benfica (cardozo) dá um murro num jogador de futebol (agente desportivo e interveniente no jogo) no intervalo do jogo, portanto, com toda a gente a ver inclusivamente PSP e árbitros, não leva suspensão preventiva pois nem é aberto processo e dão-lhe poucos dias depois a conhecer o castigo que é... pasmem-se ...2 jogos. OUTROS CASOS: Pepe no Real Madrid 10 jogos por agressão em campo, sem bola e reiterada. luisão faz igual num jogo e leva cartão amarelo. SÓ em PORTUGAL, onde há campeões por decreto.

miguel87 disse...

Falta ao nosso clube dar uma resposta á altura do protagonista do filme citado, tambem ele após ser alvo de provocações!

miguel87 disse...

Penso que faltou tambem citar o caso do campeonato de juniores ganho "á pedrada"...

Carrela disse...

Excelente artigo!!
Parabéns José Rodrigues.

Quanto ao resto... é uma luta inglória mas tem de ser feita. E é por isso que me dá pena q os poucos "portistas" q têm tempo de antena não o aproveitem da melhor forma.

Bruno disse...

Muito bom... :D

Faltou-te aquele dum capanga do LFV a atacar o gajo que trazia o Moretto do aeroporto. :D

José Rodrigues disse...

Bruno, J Aragão,

eu abordei a cena do Moretto no artigo, nomeadamente na passagem:

"um capanga de LFV a atacar fisicamente um team manager do FCP no túnel da luz (ver notícias de sábado), depois de já ter também feito o mesmo a empresários de q o LFV não gosta em esperas na Portela"

Para além disso obrigado ao Miguel87 por re-lembrar a chuva de pedras no tal SCP-slb para o campeonato de juniores, tinha-me esquecido desse excelente exemplo, vou editar o texto para o acrescentar. Eles são tantos que inevitavelmente ía-me falhar um ou outro...

José Rodrigues disse...

Carrela disse:

"E é por isso que me dá pena q os poucos "portistas" q têm tempo de antena não o aproveitem da melhor forma."

A mim ainda me dá mais pena ver q os próprios dirigentes do FCP (e o PdC quando fala tem muito mais tempo de antena q qq outro portista fora do clube) deixaram passar a maior parte destes casos praticamente em claro, lembro-me de pouquíssimas declarações deles sobre estes assuntos.

Não percebi direito a q propósito é q o Carrela colocou "portistas" entre parêntsis, mas constato q se eles merecem os parêntsis por causa disso então pela mesma razão os nossos dirigentes merecem-no muito mais...

Luís disse...

"Jorge Teixeira, conhecido apenas por "Jó" entre os seus amigos mais próximos, foi jogador do FC Porto nas camadas jovens"

"Era conhecida a sua ligação a José Gomes, atual treinador adjunto de Jesualdo Ferreira no FC Porto, ao qual chegou mesmo a organizar uma festa de homenagem depois da passagem, sem sucesso, deste treinador pelo Leixões."

Carrela disse...

José Rodrigues, os ""
Foram apenas para mostrar q não teriam forçosamente de adeptos do FCP. Podem simplesmente ser pessoas simplesmente sérias com capacidade para tocar nas feridas(claro q ao fazerem ficavam "coladas" ao FCP.

Quanto ao reparo sobre os dirigentes do FCP... não podia estar mais de acordo :( mas isso já tem sido mt debatido por cá.

Pode ser q qq dia saia a dita "bomba" prometida pelo PdC.

Oporto disse...

Luís

E?...

O Fernando Mendes também jogou no Benfica!
Já leste algumas historias dele?

E as declarações do Manu no ultimo jogo depois de mais uma arbitragem habilidosa do João "Pode Ser" Ferreira? Aliás, porque é que ele ficou no tunel de acesso quando os 3 liderados por slb já estavam no balneário e não viram nada?

E para que saibas o Jó é tudo menos portista! E olha que sou um amigo próximo...

José Correia disse...

Luís disse...
"Jorge Teixeira, conhecido apenas por "Jó"...

Antes de inadvertidamente apagar o comentário do Luís, uma pergunta: o que é que este Jorge Teixeira tem a ver com este artigo, isto é, com a violência no futebol?
Ameaçou ou bateu em alguém?

Oporto disse...

Luís:

Para que saibas. Tenho um primo que joga nos juvenis do FC PORTO, com um bonito futuro pela frente. Ele é tão benfiquista que o seu irmão e afilhado de 2 anos se chama David Luis. Vais-me dizer que o meu primo nunca será um homem sério?

Jorge Aragão disse...

José Rodrigues, peço desculpa pela redundância mas é o que dá ler às vezes na diagonal.
Abraço.

Dragaopentacampeao disse...

Já para não falar da bofetada do gorila vermelho, no aeroporto, aquando da contratação de Moretto, à vista da polícia, muito convenientemente passível!

Um abraço

condor disse...

E para não falar na "invasão" do jagunço traficante aos estudios da tv benfas 2 sic com o intuito de amedrontar os comentadores desalinhados!