sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Má altura para o poço de petróleo secar

Nunca, até hoje, a "janela" de reabertura de mercado de Janeiro tinha sido desaproveitada.
Como é que, logo agora, quando necessitamos, mais do que nunca, de reforços, presidente e treinador uniram-se na conclusão que, pela primeira vez, tudo está bem com o nosso plantel?

Miguel Sousa Tavares fala mesmo em, não apenas um, mas na necessidade de dois novos "médios criativos atacantes" (repare-se na utilização na dupla adjectivação, para que não fique a mínima dúvida de que não é de um Tomás Costa ou Prediguer que necessitamos). E tem toda a razão.

Muitos, ao abordar o tema (recorrente) das perdas de bola, defendem que o que está a faltar são as "linhas" jogarem mais próximas (muita gente já não sobreviveria sem estes neologismos; obrigado, Luís Freitas Lobo).
Outros defendem que falta "treino específico" (referir-se-ão eles ao tradicional "meiinho"?).
A poucos terá passado pela mente que o problema será, muito simplesmente, de base.
Por outras palavras, muitos dos nossos jogadores, claramente, não possuem a técnica necessária para, quando acossados, direccionarem o esférico para os pés certos.
Tão simples quanto isto.
Nenhum treino, por mais intensivo que seja, resolverá plenamente isto.



Sabemos bem que Rúben Micael não fala castelhano com sotaque das pampas, nem porventura terá o "agente" certo para estas coisas, mas eu sou do tempo em que Pinto da Costa não deixava fugir promessas destas.
A sua performance na presente Liga Europa (para mais, jogando ele num clube pequeno), aliada ao facto de não precisar de demorada "adaptação" ao futebol luso, fariam dele, numa qualquer outra época, o alvo mais apetecido de qualquer "grande" digno desse nome.

Sim, o scp parece estar melhor posicionado para comprar o madeirense, talvez devido ao facto de ser mesmo o único interessado, mas não era Pinto da Costa quem gostava de desviar reforços dados como certos nos rivais?
Ah, ok, parece que esta premissa só se aplica ao slb...

Por outro lado, a forma como o FCP não controla minimamente sucessivas partidas (nem sequer a de Guimarães ou a de Madrid), leva mesmo a crer que só um novo médio ofensivo, poderá ser (ainda) curto.
Mas, em tempos de crise, talvez seja mesmo melhor nos satisfazermos com apenas um...

Também na linha de frente, falta qualquer coisa.
Agora, que até O JOGO deixou de ver em Falcao um novo Jardel ou Domingos, parece que tinha alguma razão quem, no já longínquo Agosto passado, sentenciava que, ao nosso plantel, faltava alguém mais semelhante a Lisandro (sim, mesmo sendo quase impossível arranjar alguém do género).
É bem verdade que Falcao procura zonas exteriores à grande-área adversária, mas a realidade é que pouco ou nada consegue com isso. Perde mais bolas do que ganha e revela mesmo dificuldades em segurar e controlar o esférico para que outros companheiros dele possam usufruir.

Jesualdo conhecia bem esta pecha. Por que outra razão, o FCP tentou, durante muito tempo, trazer Kléber, o "gladiador" do Cruzeiro?
O dinheiro que, na altura, não quisemos dar, se calhar um dia será mesmo chorado.



Mas, afinal, queremos ou não dar (verdadeira) luta a slb e Arsenal?
Alguém acha mesmo que (novamente) com Guaríns e Marianos teremos algumas hipóteses em Londres?

17 comentários:

Antonio disse...

Um bom 2010 para todos os DRAGÕES cá do sítio!
A tanga do petróleo já não cola, e o presidente deveria olhar para dentro do clube e esquecer as guerrilhas pessoais.
O ruben encaixa nas nossas necessidades: um médio de transição moderno, com técnica e cultura táctica e adaptado à tugalândia.
Se ele não vier já (e já podia cá estar a fazer companhia ao varela que era outro que se via a milhas que ia dar jogador) lamento que o nosso presidente esteja realmente focado no acessório e não no realmente importante para o FCP.
Qt ao falcao, penso que neste 433 nem ele nem o tecla terão sucesso, mas gostaria de ver um 442 com tecla+falcao a partirem tudo...
Gd abr

Miguel Magalhães disse...

Um dos problemas das perdas de bola passa pela permanencia do Hulk na equipa. Ele é de longe o jogador que mais perdas de bola tem por jogo e que mais contribui para essa estatistica negativa.
As perdas de bola tambem decorrem do modelo de jogo de transicoes rapidas que requerem passes longos e boas recepcoes de bola.É assumido mais risco no passe e a probabilidade de perda é maior. Excepcao ao Hulk que as perde em "fintinhas".
Contratar dois médios ofensivos nao resolveria nada a nao ser que o Porto mudasse o sistema para um jogo mais apoiado e de passes curtos.
Parece-me que anda tudo em panico pelo facto de o Benfica estar a contratar e cheio de dinheiro.
O plantel é suficiente para enfrentar o resto da época e manter o equilibrio para as seguintes. Foi com ele que chegamos à 14a jornada a 4 pontos dos lideres e depois de termos jogado em casa de cada um e foi com ele que passamos de forma tranquila aos oitavos da Champions.

Dragaopentacampeao disse...

Sem deixar de concordar na necessidade de dois reforços (um médio e um avançado diferentes dos que temos - Rúben e Kleber parecem-me escolhas acertadas), estou convencido que, para o plano interno, existem opções válidas no plantel.

A questão passa pela utilização das pedras certas nos lugares certos, sem medos nem hesitações.

Temos jogadores com qualidade suficiente para evitar o «festival» de passes errados, más recepções, mau domínio de bola e remates disparatados.

É uma questão de concentração e confiança.

Um abraço

Miguel Teixeira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miguel Teixeira disse...

Se PdC deixar que R.Micael vá para outro clube que não seja o FCP, assumo desde já a opinião que o nosso Presidente está a entrar em níveis de senilidade preocupantes.

Quanto ao Kléber...bom, não termos dado os "trocos" que os brasileiros queriam foi dos maiores erros do Verão. Aliás, terá sido o 3º erro do Verão porque os dois primeiros foram claramente terem vendido a melhor dupla de argentinos a jogar na Europa - Lucho e Lisandro.

Recomponha-se senhor Presidente! Deixe-se de promessas demagogas sobre as "tais" declarações que vão abalar o país. Deixe-se de tretas sobre o petróleo que há muito sabemos existir em Lisboa. Em suma deixe-se de "merdas", porque este é o ano de deixarmos o benfica na falência como clube de futebol e instituição. Para eles, este ano é o tudo ou nada, portanto, por consequência disto, terá também de ser o nosso ano - no nosso caso, não o do Penta, mas mais importante do que "isso" - a destruição do nosso inimigo.

Nunca "Janeiro" foi tão importante, senhor Presidente.





Bom 2010!

Miguel-FCP disse...

mas quanto e que percebem que temos "médios criativos atacantes" no plantel? Se belluschi ( não vao encontrar melhor no mercado acessivel ao porto ) e valeri não jogam porque razão vamos estar a contratar mais? O que vos garante que se o Porto contratar mais 1 ou 2 esses vão jogar? Se o treinador não utiliza os 2 do plantel estarem sempre a pedir mais não faz sentido nenhum.

Miguel-FCP disse...

http://www.record.pt/noticia.aspx?id=d96e0b35-89da-449b-a475-1d71ffea477b&idCanal=00001089-0000-0000-0000-000000001089&h=7

Um bom artigo sobre o tema.

Anónimo disse...

Plenamente de acordo, Miguel-FCP. Com o JF não adianta termos médios criativos, pois ele vai sempre preferir os que despacham a bola rapidamente, mesmo que o façam constantemente mal.

Quanto ao petróleo, talvez não haja mesmo, mas camelos não faltam!;-)

Pedro disse...

Mais uma vez parte-se duma análise futurista para criticar o presente.

Tem sido sempre assim, Dezembro é o mês de criticar os planteis, de apontar as falhas e pedir reforços. O facto é que a única verdade universal no futebol é a de que as contas se fazem no fim. E as análises a este plantel se devem fazer não agora mas no final da época ou daqui a uns anos (como acontece com o plantel herdado pelo Co Adriaanse)

No ano passado era evidente que necessitavamos de um Def.Esquerdo, e a direcção arranjou-o. Se este ano a equipa detectar uma falha grave concerteza será colmatada.

Parece-me que a histeria da imprensa lisboeta continua a fazer mossa em alguns adeptos do Porto, que se esquecem que erram muito mais vezes do que a direcção.

Muitos daqueles que hoje se recordam do Lisandro, são os mesmos que há 5 anos atrás criticaram a sua contratação e demonstraram pouca paciência na sua 1ª temporada.

Ps: 5 milhões por Ruben Micael.. enfim. Não acho que ele valha metade disso, é 5% do que era Lucho.

Anónimo disse...

A verdade é que não me lembro de uma só época em que não tenhamos contratado ninguém em Janeiro e não creio que esta vá ser excepção. Aliás, já se notam umas "nuances" nesse sentido no discurso do Jesualdo.

Claro que os adeptos erram muito mais vezes que a direcção - incluindo aqueles que acham que a direcção tem sempre razão, quando esta lhes troca as voltas e muda de opinião - mas isso é natural: uns são simples amantes do clube, que por ele se sacrificam, os outros são profissionais muito bem pagos.

E os adeptos não precisam de ler a imprensa lisboeta para terem reservas e preocupações. Também não acusaria os que estão sempre de acordo com a direcção de a leitura de O Jogo ou as tiradas do PdC lhes estarem a fazer mossa.

Enfim, quem não alinha pela cartilha ou ousa ter opinião própria tem de estar a ser manipulado pelo "inimigo". Pura mentalidade intolerante, há muito, infelizmente, instalada no clube.

Anónimo disse...

E por termos vendido mal o Lucho, tal não obriga o Nacional a vender mal o R. Micael.

Francamente, não me lembro assim de tantas críticas à contratação do Lisandro, mas está bem.

Orgulhoazulebranco disse...

Concordo com o Miguel-Fcp.Eles estão cá,eles têm qualidade,não têm é culpa que o treinador não os potencie e caia sempre mas sempre na porcaria da mesma asneira,que siga sempre a mesma teimosia de,nos jogos grandes,adicionar força ao meio-campo retirando a criatividade.

E o Guarin é um bom jogador,sim senhor.Está é a ser queimado porque o treinador pede-lhe para fazer aquilo para o qual ele não está talhado.O Guarin dá imenso jeito quando,a certa altura do jogo,é preciso segurar o meio-campo,dar-lhe...consistência e músculo.Pensem nos dois jogos com o At.Madrid e com o Guimarães a nível de exemplo...não funciona é se ele entrar de início sem ninguém ao lado para criar jogo,ora bolas.

Quanto ao Falcao,é necessário que ele deixe de precisar de descer ao meio-campo para vir buscar bolas.Precisa de alguém ao lado que o sirva em condições e de alguém atrás que lhe dê apoio.E isso estava a funcionar até o treinador voltar ao seu cliché.

O nosso professor,cujas qualidades lhe identifico sem problema,tem que parar alterar a identidade da equipa quando surge um adversário mais forte.Sempre que ele NÃO fez isso(ou seja,tirando Braga Marítimo e Benfica) só perdemos um jogo contra o Chelsea e empatamos outro contra o Belem;e as culpas da derrotas não foram do Guarin.Tenho pena que ele esteja a ser queimado...

Miguel-FCP disse...

exacto. O Guarin é bom jogador mas é para ser alternativa ao meireles ou nesses momentos onde é preciso mais consistência no meio campo.Não podemos é esperar que um meio campo composto por fernando, meireles e guarin consiga construir algo, já que nenhum deles tem capacidade de ter a bola e de passe acima da média, e depois dizer que a culpa é do Guarin. A culpa é de não jogar ninguem com a tal criatividade, qualidade de passe,etc(belluschi/valeri)

Anónimo disse...

A "culpa" é, a meu ver, um pouco das duas coisas: de se jogar sem um criativo nessas ocasiões, e da pouca qualidade do Guarin, já que, se ninguém lhe pede que seja capaz de colocar uma bola a 20/30 metros, ao menos que não a entregue ao adversário a 5 metros.

Mas "opiniães" são "opiniães".

Bom Ano a todos.

hmocc disse...

É o dilema de ter jogadores a mais para sistema de jogo a menos.

Nunca irá o FCP de Jesualdo jogar em 3-4-3 por isso não adianta pedir um meio-campo composto por Fernando, Meireles, Rodriguez e Belluschi e ainda uma linha avançada com Varela, Falcão e Hulk, todos titulares. Nunca irá acontecer. Ponto.

Para adaptar os jogadores à táctica (que é o contrário do que se deveria fazer mas é o que está a ser feito) tem que se sacrificar ou um médio (usualmente Belluschi) ou um avançado (Varela ou Hulk).

Sendo que certos jogadores parecem ter uma cláusula no seu contrato que os faz titulares indíscutíveis sempre que clinicamente aptos, neste modelo actual de JF ou teremos a cabeça ou os pés destapados.

E não será o Ruben Micael ou Iniesta que resolveriam um problema que é única e exclusivamente do foro estratégico e portanto da responsabilidade de quem pensa e prepara a equipa.

Pedro Mota disse...

O Porto tem um plantel muito bom,o problema está na forma como o estamos a aproveitar,ou neste caso a não aproveitar..Guarin
e bom jogador,tal como é T.Costa,mas se os colocam numa posição que não é a deles não há milagres..Beluschi e valeri tem qualidade,é preciso aproveitar..Quanto ás perdas de bola,é mais um problema de qualidade de passe e falta de desmarcações,quem pensa que só perdemos bolas devido ao Hulk não percebe nada disto,tirem o Hulk e continuaremos a perder bolas..R.Micael tem talento para jogar no Porto..

Miguel Teixeira disse...

««Ruben Micael desmente preferência pelo Sporting
JOGADOR PEDE RESPEITO | in Record




Um jornal desportivo dava como certa a preferência de Ruben Micael pelo Sporting. Mas após o treino que decorreu à porta fechada e com um nevoeiro bem cerrado, o médio do Nacional surgiu na sala de imprensa para fazer uma curta declaração e onde não foi possível colocar qualquer questão.



"Bom dia. Houve um jornal que disse hoje que eu preferia o Sporting. Isso é completamente mentira. Sou jogador do Nacional com quem tenho contrato e agradecia que não escrevessem mentiras. Se têm fontes próximas que digam quais são, pois são poucas as pessoas que sabem o que eu quero em termos de futuro. Peço que tenham respeito e não escrevam coisas que não são verdades. É só que eu peço", disse e de imediato se retirou da sala.»»

||||||||||||||||||||||||||||||||
O benfica foi rejeitado no verão passado. Agora o Sporting. Começamos a perceber o que o Micael quer.

Espero que o FCP também saiba.

5M eur para o melhor 10 português, são trocos.