segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Os auxiliares do andor

"Fomos prejudicados! O que aconteceu hoje começou no último domingo, pois foi mais um lance claro [o golo anulado a Falcao] em que o FC Porto faria um golo com o qual ganharia o jogo. (...) o FC Porto tem de começar a ter cuidado, os jogadores têm de estar dois metros atrás da linha de defesa. Em caso de dúvida não é a favor do FC Porto, em linha também não, por isso temos de rever os processos de trabalho. Os nossos atacantes jogam perto das linhas, no limite, e começam a ter desconfiança do que fazem, porque marcam golo e ele não é validado. (...) As regras dizem que, na dúvida, beneficia-se quem ataca, mas, neste caso, tem-se beneficiado sempre quem defende."
Jesualdo Ferreira, 16/01/2010

Ainda mais escandaloso que o golo anulado ao Falcao, foi o fora-de-jogo assinalado a Varela aos 77 minutos. Sobre este lance, Jorge Coroado disse o seguinte em O JOGO: «Precipitação do árbitro assistente, que deveria estar completamente distraído. Varela tinha entre ele e a linha de baliza contrária não dois, mas três adversários

Mas qual precipitação? Eles (árbitros auxiliares) estão é muito bem instruídos. Mal vêem um jogador do FC Porto isolado e em boa posição para marcar, zás, bandeirinha ao alto e pára o baile.

Dir-me-ão que ser prejudicado pela arbitragem acontece, são contingências do próprio jogo e é algo para o qual as equipas têm de estar preparadas. Certo, mas quando os "erros" são recorrentes e obedecem a um mesmo padrão...
Convém lembrar o seguinte. O FC Porto chegou à Luz a um ponto da liderança no campeonato, depois de ter recuperado quatro pontos nas jornadas anteriores. Contudo, em três jogos seguidos - SLB, Leiria, Paços Ferreira - viu-lhe subtraídos cinco pontos, com a preciosa ajuda dos árbitros auxiliares. De facto, eles têm-se fartado de auxiliar os adversários do FC Porto...

Na Luz perdemos por 0-1, com a jogada do golo dos encarnados a ter início num fora-de-jogo descarado (à frente do árbitro auxiliar).


Já na recepção ao União de Leiria, os critérios dos árbitros auxiliares variaram consoante a equipa que marcou os golos, anulando (mal) dois golos ao FC Porto e validando um golo aos leirienses.
O sentido e espírito da lei para estas situações é claro, tendo os árbitros recomendações para em jogadas no limite do fora-de-jogo beneficiar quem ataca. Contudo, o que se viu neste jogo foi uma interpretação da lei sui generis: em caso de dúvida, prejudicar o FC Porto (como, aliás, até foi reconhecido por adversários, caso de Rui Oliveira e Costa no programa 'Trio de Ataque').

Como não há duas sem três, os homens que andam de bandeirinha na mão voltaram a destacar-se no jogo com o Paços de Ferreira, quer no golo anulado ao Falcao, quer no referido lance do Varela.

E a esta lista de decisões de árbitros auxiliares com influência nos resultados, ainda podia acrescentar o golo anulado a Ernesto Farias no FC Porto x Belenenses (1-1), conforme pode ser (re)visto no resumo desse jogo.

A conversa e as explicações bondosas acerca dos erros dos árbitros são conhecidas, mas só com muita ingenuidade se pode pensar que esta sucessão de lances, todos ajuizados no mesmo sentido (sempre contra o FC Porto!), são coincidência.
Como é óbvio, esta série de roub..., perdão, erros não tem nada a ver com acasos ou coincidências. Todos sabemos que é habitual haver algum colinho para o clube do regime, mas desde o início do campeonato é notório que esta época há algo de diferente no ar. A pressão para que o SLB seja campeão é maior do que nunca e, evidentemente, o condicionamento sobre os árbitros faz o seu caminho e acaba por resultar no efeito pretendido, traduzindo-se em erros graves, com influência clara nos resultados, conforme foi visível nas últimas três jornadas.

Aliás, a importância dos árbitros auxiliares na decisão de campeonatos não é nova. Quando estava a ouvir as declarações do treinador do FC Porto após o jogo com o Paços de Ferreira, recuei 20 anos e lembrei-me de um célebre FC Porto x Benfica, disputado na época 1990/91, em que até o ponderado Artur Jorge não conseguiu manter a calma.
A propósito desse jogo (disputado em Abril de 1991), numa recente entrevista ao jornal i, Artur Jorge afirmou:
"Por mais calmos que estejamos, acabamos por perder a cabeça. Vi um cartão amarelo [de Carlos Valente] porque estava nervoso com o fiscal-de-linha, mas ele portou-se mal durante todo o jogo, assinalando foras-de-jogo indevidamente. Mas são já situações antigas que não vale a pena esmiuçar agora. Tudo isso pertence à história e nem vale a pena falar, porque é uma porcaria."

É sabido que os árbitros auxiliares assumiram uma importância crescente nos jogos de futebol e não é certamente por acaso que auxiliares como Devesa Neto, José Luís Melo (o benfiquista de Valongo), ou o "Ferrari" ficaram famosos.
Mas o mais impressionante de tudo isto é o sentimento de impunidade. Na próxima jornada lá estarão eles outra vez, nomeados pelo Vítor "Sistema" Pereira, e a desempenharem o seu papel nesse desígnio nacional que é levar o SLB ao colo até ao título.
E o Pinto da Costa escusa de pedir/exigir ao Ministério Público para investigar. Investigar o quê? É tudo feito à descarada, à vista de toda a gente.

Nota: Os destaques a negrito são da minha responsabilidade.

25 comentários:

José Rodrigues disse...

Da SAD espero duas coisas:

1) que assinalem estes erros (contra nós e a favor do slb) alto e bom som, NA HORA, com conf de imprensa e entrevistas às TVs, enumerando exemplos específicos e para além de qq dúvida.

Palavras de PdC (ou de outro dirigente, se for preciso - um Baía não seria mal visto) na TV ou perante os microfones valem 1000x mais do q artigos de opinião de amigos na redacção d'O Jogo, ou artigos de opinião em blogues (como este).

2) q para variar nas px eleições da Liga (e não falta muito...) não sejam "anjinhos" e se "mexam", impedindo para começar q haja R Costas à frente de um organismo tão determinante como o CD da Liga. Não peço q lá coloquem um R Costa "azul", apenas q se assegurem q o cargo é atribuído a alguém MINIMAMENTE idóneo.

Exposições ao governo ou à UEFA é q já seria ir longe demais (porque totalmente inconsequente) e embarcar num "circo". Isso tb não... mas entre esse extremo e o extremo actual e recente de sermos "totós", mais valia o primeiro do q o segundo.

Carrela disse...

Eu só digo uma coisa,
o que se tem passado esta época está-me a meter um tal "nojo" que só tenho pena em viver tanto este fenómeno do futebol, pois o melhor mesmo era não ligar nenhum para não andar tão revoltado!

6 Pontos é mt, mas não é por isso que deixo de acreditar, ainda os recebemos em casa! Mas como as coisas vão... o FCP precisa de ser mt superior aos adversários para conseguir ganhar e como apenas tem sido superior(em boa parte e nem sempre, pelo menos não como esta-mos habituados)! Vai ser difícil.

Força Porto.

Pedro disse...

E no entanto o falado na comunicação social é.... o suposto golo com a mão do Falcão.

Além do andor no campo a comunicação social limpa e reescreve a história. Tudo muito concertado, organizado e em tons de vermelho.

Zé Luís disse...

Zé Correia,
nem o site do FC Porto tem uma imagem do golo mal anulado...

nem isto é... por acaso. infelizmente.

Zé Luís disse...

E a tv do Benfica "oficializou" a suspeita de golo irregular de Falcao no 1-1.

São as diferenças...

mas tens aqui uns colegas de bancada que acham que o Porto deve ganhar sempre, contra 14, 15 e 16, contra a opinião que se publica e contra tudo e todos do FC Porto.

Eu critico e ainda agora te aponto mais uma falha, grave, de uma organização relapsa no sentido comunicacional do FC Porto. Também não aprecio vários jogadores, acho-os inúteis. Mas não sou inocente ao ponto de pensar que só os jogadores ganham jogos e que estes se decidem dentro do campo.

A equipa tem jogado bem, pode não entusiasmar mas merece mais do que tem tido. E o que tem sobrado são erros dos árbitros que cavaram esta diferença de 6 pontos. Não foi o pior ou melhor futebol. Mas cada qual acredita no que quiser. E, obviamente, responde a quem quiser e não a certos estúpidos que até em fóruns alheios gostam de falar de outras pessoas ausentes como aqui já fui verificando.

Abraço e mais união

miguel87 disse...

Zé Luis disse:
"A equipa tem jogado bem, pode não entusiasmar mas merece mais do que tem tido. E o que tem sobrado são erros dos árbitros que cavaram esta diferença de 6 pontos. Não foi o pior ou melhor futebol."

Ora, nem mais!

Mais do que nunca devemos poupar nas criticas internas (haverá alturas melhores para analisar a razão de exibições menos conseguidas) e atacar a principal razão da diferença pontual: os factores externos!

FORÇA PORTO, RUMO AO PENTA!

José Correia disse...

Neste artigo pretendo chamar à atenção não para um erro pontual (que como qualquer erro pontual é atendível e aceitável), mas para um padrão de comportamento, em circunstâncias semelhantes, de diferentes árbitros auxiliares em vários jogos.

Se recordarem/revirem os seis lances que eu refiro no artigo em que o FC Porto foi prejudicado por decisões erradas dos árbitros auxiliares - 1 no jogo com o Belenenses, 1 no jogo com o SLB, 2 no jogo com o Leiria, 2 no jogo com o Paços Ferreira -, verão que com a excepção do 2º golo anulado ao Falcao no jogo com o Leiria, todos os outros casos ocorreram quando o resultado estava empatado (0-0).

Melhor do que eu, os psicólogos explicarão que os padrões de comportamento não são aleatórios, nem por acaso.

SecretHell disse...

Apesar de estarmos a ser roubados escandalosamente todos os fim de semana eu culpo pessoalmente Jesualdo Ferreira pelo adeus ao titulo...nao sabemos jogar na zonas de decisao e este é que o problema...o ultimo passe , os cruzamentos , os remates fora de area,o mau aproveitamento das bolas paradas e a ineficacia de falcao sao os factores decisivos da perda de pontos e nao os fiscais de linha que obviamente estao orientados para em caso de duvida nos prejudicarem...mas ja o ano passado foi assim...deviamos dispensar Valeri, Tomas Costa , Guarin, Mariano e Prediguer ja em Janeiro e completar o plantel com iogadores juniores para ir preparando o futuro...

Anónimo disse...

Os "erros" dos árbitros e dos fiscais-de-linha (agora em linguagem politicamente correcta "árbitros auxiliares") não são desta época, nem da última, nem da anterior. Sigo o FCP há mais de 40 anos e sempre foi assim. Portanto, o essencial é apurar quais os factores que esta época mudaram em relação às anteriores. Aí estaremos no bom caminho, até porque poderemos nós próprios tentar corrigir o que está mal, enquanto que os "erros" de arbitragem são um factor para lá da nossa capacidade de intervenção.

Não quero com isto dizer que fico indiferente perante a série de decisões que nos têm sido prejudiciais e/ou que têm beneficiado os paladinos da "verdade desportiva".

JRP disse...

O que aqui vou escrever poderá chocar muita gente, sobretudo quem me conhece, mas honestamente é o que penso.
Isto só lá vai com paus e pedras. Nem me venham com a SAD. A Sad tem as suas responsabilidades e terá a sua política com a qual poderemos não concordar. Mas todos os que por aqui andam são adeptos e/ou sócios que andam a ser roubados semana após semana. Esse roubo é pura e simplesmente apagado da comunicação social que semana após semana vai ditando o que nós devemos ou não devemos fazer, pensar e dizer. E nós fazemos pensamos e dizemos o que eles querem. Há uns tempos o José Correio escreveu um post com um título que seria próximo deste: "Nós só queremos Lisboa a arder!" Título metafórico mas suficiente para que a malta do politicamente correcto se insurgisse contra tal pecado. Andamos há muitos anos a ser formatados pela comunicação social centralista e Lisboeta que conseguiu transformar este país numa espécie de subordinados do poder central a quem tudo deve ser dado e a quem uma passadeira vermelha deve ser estendida.
No passado, quando a alienação dos media era nula, aqui, nesta cidade não dormiam nobres, que era esta a cidade do Bispo. No passado, nem assim tão remoto, esta cidade liberal derrotou todo um país absolutista e aguentou um cerco imundo durante quase dois anos e, com paus e pedras, defendeu o que era justo.
Hoje, estamos mansos, cornos mansos, humilhados e gozados todas as semanas, por árbitros e dirigentes primeiro, e depois, segunda, terça e quarta feira fora, por comentadores, jornalistas e marionetas do poder central que ainda nos transformam em maus da fita, bandidos e corruptos.
Não adianta baterem mais na SAD. Estará a agir mal? Possivelmente, mas em vez de pensarmos no que é que a SAD deve fazer, e que tal pensarmos no que nós devemos fazer?
Paus e pedras, meus amigos.
Se não vai a bem, vai a mal.
E depois, essa comunicação social, esses ladrões que nos tiram golos e jogadores, que se divirtam a contar os vidros partidos e a fazer especiais com a ira.
Estão chocados com as minhas palavras? Pois estejam! Julgam que as grandes revoluções na história do Homem se fizeram com meiguices? Então continuemos cornos mansos, e lá para Maio, se não for antes, este país vai ter muito para festejar.
Era já encher a sede da liga com calhaus, frases de ataque e violência. Os SD só servem para Estações de serviço e para invadirem o nosso campo de treinos?
Agora, mandem-me prender.

Pedro disse...

Já no Sábado eu tinha previsto sobre esta situação. A minha ocupação profissional permite-me ter acesso a algumas destas coisas com avanço.

A sic Online tem por exemplo um titulo no seu site "Falcão marca com a mão". E no texto diz apenas que as imagens não são esclarecedoras.

A verdade é que existem imagens esclarecedoras. É dever do clube as publicar onde puder, usando as mesmas armas dos outros.

Deixo um outro reparo a adeptos que continuam na lua. A culpa é do Jesualdo? Mas que raio de treinador pode competir contra tantos erros em tantos jogos? Vão-me dizer que com 2 golos anulados num jogo dificil é possivel ganhar tranquilamente?

Com ou sem Jesualdo este campeonato com verdade desportiva teria o FCP colado ao 1º lugar, e num ano onde o SLB maravilha encanta muitos. Isto diz muito sobre a incompetência do Jesualdo...

Ps: Está na altura dos portistas com espaço mediático fazerem o mesmo que os benfiquistas fazem. Usar esse espaço para reclamar, contra-informar, puxar a brasa à nossa sardinha e deixarem-se de tretas éticas.

Oporto disse...

Quem quer apostar comigo que este jornalista de Abolha vai passar um mau bocado?

CARLOS PEREIRA SANTOS, jornalista do pasquim, que acompanha o dia-a-dia do nosso clube.

Atentem na sua crónica de hoje, 18 de Janeiro de 2010:

OBRIGADO, LFV

" O Benfica é Portugal". Ora, cá está uma frase que já não se ouvia desde que Marcello Caetano, uma das grandes inteligencias nacionais, saíu do país antes qye a euforia da revolução lhe provocasse danos maiores do que os emocionais. Frase catita, sim senhor de Luís Filipe Vieira, presidente do benfica, sem dúvida, um dos ultimos humoristas lusitanos. Do mesmo autor, LFV:"Não seremos um factor de divisão entre o Norte e o sul". Exactamente, quando diz que benfica é portugal só se está a ignorar quem, em Portugal, não gosta do benfica. E há quem não goste. Está errado ou distraído quem lhe escreveu o histórico e eloquente discurso. Descontados os seis milhões oficiais, há pelo menos quatro milhões de taradinhos que gostam de outros emblemas.
O que é Portugal? Vou dizer. D. Afonso Henriques, Santo António, D. Nuno Alvares Pereira, Luís de Camões, Infante D. Henrique, Bartolomeu Dias, Eça de Queiroz, Fernando Pessoa, Vitorino Nemésio, Salgueiro Maia, Ary dos Santos, Amália Rodrigues, Raul Solnado, Maria João Pires, Vieira da Silva, Fernando Nobre e sim...o benfica, o FC PORTO, o Sporting,e outros que, como diria o poeta, da lei da morte, ou seja da lei do esquecimento se vão libertando.
Ah, e falta o Herman José, que enquanto não pintou o cabelo foi o maior fornecedor de gargalhadas do país.
Nada que se compare a quem diz estas maravilhas que fazem rir. E bem vistas as coisas, LFV é um bom homem, divertido, que põe aquela cara de mau, de zangado, de mal com o mundo, mas nos fundo é um bom coração. Gosta de animar as pessoas. Que os deputados da AR levantem os seus persuasivos rabinhos declarem o 10 de Junho como Dia do benfica, de Camões e das Comunidades.
O resto, é em Portugal no seu melhor, mas como diz S.Paulo, a vida é um parto, dá alegrias e dores. Vá lá que ainda há quem nos faça rir de borla.

O email do autor desta crónica, não se esqueçam que é jornalista de ABolha, é: cpsantos@abola.pt
Vamos dar-lhe coragem para que não se cale...

Pedro disse...

Confesso-me espantado por o Pravda publicar um texto desses. Que para além de outras análises, me parece um texto bem conseguido e satitico qb.

Que tal mandar a imagem do Falcão a cabeçear? Eu estou a tentar enviar várias imagens ao Rui Moreira a ver se ele surpreende o fóssil do realizador com mais uma foto que o deixa a babar-se, como aquela da saudação fascista em 39.

Pedro disse...

"Que para além de outras análises, me parece um texto bem conseguido e satitico qb."

Satirico claro está.

Zero disse...

Já ouvi falar da foto mostrada por Rui Moreira várias vezes, mas não consigo encontrá-la. Alguém a tem ou sabe onde está?

Estamos mansos de facto, a começar neste triste treinador que nos corrói há anos.

De resto, concordo com tudo o que JRP disse.

José Rodrigues disse...

Pedro disse

"Está na altura dos portistas com espaço mediático fazerem o mesmo que os benfiquistas fazem. Usar esse espaço para reclamar, contra-informar, puxar a brasa à nossa sardinha e deixarem-se de tretas éticas."

Os exemplos devem vir de cima, e de quem tem responsabilidades (e muito mais influência do q um adepto comum, por muito mediático q seja).

Quantas pessoas vêem uma entrevista de um PdC num telejornal? E quantas pessoas lêem uma crónica do MST ou do R Moreira (para falar em 2 dos mais mediáticos), ou segue este último no Trio de Ataque? A diferença de audiências é BRUTAL (além do "peso" q se dá ao autor das declarações, tanto da parte dos portistas como - e isto é mais importante - dos inimigos e árbitros).

Ora se os próprios dirigentes do FCP andam muito "mansos" de alguns anos a esta parte, q raio de exemplo é esse para os adeptos?

Cadê os ataques NA HORA e direitos ao essencial de há 10 anos?

Se o clube parece andar mais interessado em mandar bocas totalmente secundárias a jornalistas (vidé crónicas do Labaredas) em vez de atacar quem e onde mais interessa e tem consequência, não há qualquer legitimidade para pedir mais dos adeptos comuns.

O q não invalida, claro, q esses o vão fazendo. Aliás, uma crónica do MST a defender o FCP e atacar o slb (q é pelo menos 50% das crónicas dele) é mais na mouche e vale 1000x mais q uma crónica do Labaredas.

Pedro disse...

"No final dos anos 90, o "Diário de Notícias" publicou um livro em fascículos colecionáveis, sobre a História das Finais da Taça de Portugal, onde logo na 1ª final (em 1939) entre Académica e Benfica, se vê AMBAS as equipas a fazerem a saudação fascista!"

Creio que a fonte do Rui Moreira foi esta.

SecretHell disse...

José Rodrigues disse...

Os exemplos devem vir de cima, e de quem tem responsabilidades (e muito mais influência do q um adepto comum, por muito mediático q seja)...

Este é um assunto muito pertinente... se repararem a estrategia da Sad do clube do regime é/foi bem visivel e muito bem feita:
- numa epoca de tudo ou nada em que é imperativo serem campeoes a arbitragem e a liga estao devidamente controlados e paralelamente a imagem está constantemente a ser trabalhada em conjunto com a comunicaçao social e grandes empresas: é jogos contra a pobreza , sao petiçoes pela verdade desportiva , sao fundaçoes para crianças, etc...
O problema é que a nossa Sad parece estar sem plano e a arma de arremesso contra as injustiças que eram as vitorias dentro de campo este ano ...acho que estamos todos com medo do futuro...direcçao, jogadores , treinadores, adeptos, etc...

SecretHell disse...

José Rodrigues disse...

Os exemplos devem vir de cima, e de quem tem responsabilidades (e muito mais influência do q um adepto comum, por muito mediático q seja)...

Este é um assunto muito pertinente... se repararem a estrategia da Sad do clube do regime é/foi bem visivel e muito bem feita:
- numa epoca de tudo ou nada em que é imperativo serem campeoes a arbitragem e a liga estao devidamente controlados e paralelamente a imagem está constantemente a ser trabalhada em conjunto com a comunicaçao social e grandes empresas: é jogos contra a pobreza , sao petiçoes pela verdade desportiva , sao fundaçoes para crianças, etc...
O problema é que a nossa Sad parece estar sem plano e a arma de arremesso contra as injustiças que eram as vitorias dentro de campo este ano ...acho que estamos todos com medo do futuro...direcçao, jogadores , treinadores, adeptos, etc...

Pedro disse...

Se a SAD fizesse uma exposição pública dos factos... com o CD da Liga que temos... Era para irmos para a 2ª.

Mas concordo que o clube tem de reajir de uma forma mais institucional e séria. Há alguma razão para tanto silêncio, que não consigo compreender. E como não consigo só posso culpar os responsáveis pelo Dep.Comunicação do Clube, e aqueles que os contratam.

Carrela disse...

O FC Porto passou a ser a equipa com mais ataques na Liga portuguesa de futebol, com 676, ultrapassando o Sporting de Braga, líder da prova, após a 16.ª jornada.

Os «dragões», terceiros classificados, fizeram 676 ataques em 16 jogos, uma média de 42,25 por jogo, enquanto os bracarenses têm 662 ataques (41,38 por jogo).

O Benfica, segundo classificado da Liga, soma 616 ataques (38,50 por jogo), mais nove do que o Sporting (37,94 por jogo).

Diário Digital / Lusa

Informação da responsabilidade de Diário Digital © Copyright 2010



Curiosos não é?
Para quem passa a vida a pregar que o FCP não ataca... que é defensivo, q o JF só pensa em defender... Faz pensar 2 vezes, não?

Força Porto!!!!

Rui disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Di disse...

excelente post visitem tambem esta excelente cronica de invicta_fan
http://zonadesportiva.blogspot.com/2010/01/cronica-de-invicta-fan_18.html

Nightwish disse...

"Se o clube parece andar mais interessado em mandar bocas totalmente secundárias a jornalistas (vidé crónicas do Labaredas) em vez de atacar quem e onde mais interessa e tem consequência, não há qualquer legitimidade para pedir mais dos adeptos comuns."
Jornalistas? ....

José Rodrigues disse...

Nightwish disse: "Jornalistas?"

Sim, jornalistas.

Nos últimos 3 meses o Labaredas escreveu para cima de uma quinzena de artigos (?) a mandar piadas ao V Serpa (como editor) ou outros jornalistas d'A Bola.

Contraste-se isso com o nr de artigos em q atacou erros de arbitragem, o R Costa/CD da liga... se foram dois, foi muito.

Se quem é pago (e muito bem) para defender o FCP fá-lo assim, q ânimo é q os adeptos q escrevem por carolice (e têm audiências muito mais reduzidas) para se colocarem na vanguarda da defesa do clube?

Muito pouco - mas fazem-no na mesma.