domingo, 28 de fevereiro de 2010

Es finito


Antes de tudo, a conclusão óbvia. O pentacampeonato para o FC Porto, depois da derrota na Capital do Império, não passa de uma miragem. Com 9 pontos de atraso para o 1º classificado, a 9 jogos do términus do campeonato, só uma conjugação astrológica incomum poderia fazer o Dragão chegar ao topo da tabela classificativa. Bem vistas as coisas, com a objectividade que a situação actual requer, este Porto corre o sério risco de não garantir sequer o direito a estar nas pré-eliminatórias da Liga dos Campeões do próximo ano. Mas vamos ao jogo.

Com uma primeira parte irreconhecível, completamente para esquecer, a equipa azul e branca viu os 3 pontos em disputa no encontro a voar, e viu também cair por terra todas as hipóteses de renovar o título. Com a agressividade a ficar no balneário, o Sporting foi ganhando consecutivamente todas as bolas divididas e ressaltos. Em complemento, Carvalhal fechou os corredores laterais, colocando, sempre, 2 homens em apoio, cortando a projecção do jogo ofensivo portista que vive muito à custa das alas. Resultado disso, o FC Porto acabou a 1ª parte apenas com remate efectuado à baliza de Rui Patrício e com 2 bolas encaixadas no saco.


Mas se os primeiros 45 minutos tinham sido terríveis, o 2º tempo seguiu a linhagem da etapa inicial. E, logo a abrir a etapa complementar, os homens de Jesualdo Ferreira ainda embalados na letargia geral, estenderam a passadeira ao Sporting para um triunfo tranquilo e sem suor. Era noite de brindes, vindos expressamente da Invicta. A perder por 3-0, o Professor, que já tinha feito alinhar Belluschi ao intervalo, lançou Rodriguez e Guarín no encontro para tentar agitar as hostes, mas, já não havia estímulo na equipa portista que fizesse inverter o rumo dos acontecimentos. Na verdade, do que se viu nesta partida, estímulo foi coisa que nunca existiu.


Depois de um festival diante do Sp. de Braga, com um futebol de grande qualidade, o FC Porto viveu um pesadelo total em Alvalade. Um jogo desgarrado, sem chama e atitude inútil. Uma bipolaridade incompreensível em apenas uma semana, mas que acompanhou a equipa portista ao longo da temporada, quer na sua qualidade exibicional, quer nos resultados. E, para quem quer vencer uma prova de regularidade como o campeonato, esta inconstância paga-se muito caro.

Fotos: Jorge Amaral / Global Imagens, Jornal de Notícias

44 comentários:

Fleaster disse...

Estive no estádio a ver o jogo, e posso dizer, foi o pior jogo que já vi ao vivo do Porto!
Mau demais para ser verdade...venha o final da época bem depressa, e porque não Domingos?!

Gustavo disse...

Quanto ao jogo, dispenso comentários. A vitória do Sporting é justa e exiguia-se mais, ou melhor, exiguia-se muitissimo mais ao fcporto!
Tenho algumas questões a deixar: -So existem os corredores laterais? O fcporto joga smp da mesma maneira, será possivel q o treinador nao tenha um modelo alternativo, caso as laterais estejam bem defendidas?
-Porquê de tantos passes errados? Porquê tantos erros falhados na transição ofensiva? afinal nao e isso q o professor tem treinado desde a pré-epoca?
-Como é possivel a equipa estar tao irregular? ficava bem ao treinador (pelo menos tentar) dar uma explicaçao.

Enfim, azares e derrotas acontecem. Vamos continuar a lutar, sempre, sempre, pq nos somos PORTO!

PS: eu espero q esta exibiçao nao seja um sinal de falta de trabalho, porque no porto foi o trabalho q nos levou ao sucesso!

Orgulhoazulebranco disse...

Exacto,o Porto este ano não têm o que lhe permitiu vencer os outros quatro campeonatos-consistência.
Não embalou defenitivamente numa dinâmica de vitória que lhe permitisse derrotar tudo o que lhe aparecesse à frente.

Esta época,os erros pagam-se caro e o Porto errou,muito.Errou em matosinhos,errou com o paços,errou com o belem.Foram precisamente seis pontos perdidos aí...
É verdade que roubos foi coisa que também não faltou mas o Porto foi sempre capaz de dar a volta a isso.

De resto,temos ainda duas taças para ganhar.

José Rodrigues disse...

Mais do q a luta pelo título, preocupa-me ainda mais ver o 2o lugar por um canudo. Ainda tenho esperança de lá chegar (já o 1o lugar é quase impossível), mas...

Imaginem q até ao fim o FCP ganha 7 jogos, empata 1 e perde 1; ...e q o Braga ganha "só" 4, empata 3 e perde 2.

Não é um cenário exactamente pessimista, certo?

Pois bem, MESMO ASSIM os gajos acabavam à nossa frente. A coisa está negra :-(

Miguel Magalhães disse...

A equipa é a imagem da SAD - AMORFA!

A equipa tem um capitão que passou a pré-época a dizer (e a mandar dizer pelo pai) que se queria ir embora. Esse mesmo capitão ficou a assistir impávido e sereno à jogada do golo que sofremos na Luz ; abriu as pernas no 2º golo agora em Alvalade ; fugiu do Liedson no 3º golo em Alvalade ; e ainda marcou o Liedson com o olhar naquilo que poderia ter sido o 4º golo do Sporting ; pelo meio fugiu do avançado do Belenenses naquele jogo miseravel da Taça.

(gostava mais de capitães como o Rodolfo, o Gomes, o João Pinto, o Jorge Costa, o Baía)

E para voltar à SAD, estes jogadores que a SAD contrata não sabem o que é ser do Porto, não sentem a tristeza dos adeptos, não sabem o que significa para os adeptos levar 3 em Alvalade. Amanhã é dia de descanso e 3ª estão de volta ao trabalho. No fim da época muitos deles vão trabalhar para outro sitio qualquer e seguem a vida deles.
Já não há jogadores com amor à camisola.

Luís Negroni disse...

Ao Braga aconteceu igual ou pior, às mãos do Porto, em termos de exibição e de resultado, na jornada passada. E isso não os impede de ir em 2º a 1 ponto do 1º. O problema do Porto não é ter perdido, por 3 ou por 10, com o Sporting. Todos perdem, até o Barcelona (que até perdeu no mesmo terreno em que o Porto foi dar 3) e o Chelsea. O problema é ter empatado jogos em que devia ter ganho, com Belenenses e Paços de Ferreira, e em que devia ter goleado, com o Leixões. E o grande problema é a atitude geral dos jogadores deste Porto de Jesualdo, em quase todos os jogos, desde sempre, de deixarem jogar a seu bel-prazer as equipas adversárias. Durante todo o jogo não me lembro de um único momento em que os jogadores do Porto tivessem tido um bocadinho de liberdade para fazer o que quer que fosse. Tinham sempre jogadores do Sporting em cima, que usavam pernas, usavam braços, usavam corpo, faziam faltas, usavam todos os meios que podiam para impedirem os jogadores do Porto de jogarem. Até parecia que eram eles quem tinha uma semana de descanso e o Porto quem tinha apenas 3 dias. Já os jogadores do Sporting tinham espaço e tempo para tudo. Para receber, para se recrearem com a bola, para passar, para rematar. E assim fizeram 3 golos, completamente soltos na área ou perto dela. Esta equipa de futebol do Porto não é uma equipa à Porto, tem de se reconhecer. As de hóquei e de andebol, são. Quem vier substituir Jesualdo no final da época, tem que incutir nos jogadores uma mentalidade completamente diferente. Devia vir alguém como Martin O'Neill, que é um treinador com quem os jogadores dão tudo e mais alguma coisa. Com ele, se a equipa perde, é porque o adversário é (ou foi) mesmo melhor.

José Rodrigues disse...

Acho muito injusto colocar em causa a dedicação do B Alves, q até já muito contribuiu para bons resultados nesta época. Hoje correu-lhe muito mal, AO CONTRÁRIO do q tem sido costume. Infelizmente acontece.

De resto concordo em absoluto com o M. Magalhães q a grande maioria dos jogadores não sente estas derrotas como o comum adepto, sendo isto para eles um mero emprego (sendo o FCP para essa maioria um mero ponto de passagem).

Claro q ninguém gosta de perder, mas o mais certo é q a perderem algum sono será muitíssimo mais por causa de uma exibição pessoal mal conseguida e possíveis consequências nas escolhas futuras do treinador do q pela derrota em si e as suas consequências, q para eles é algo muito secundário.

Não coloco em causa o profissionalismo da esmagadora maioria dos jogadores, mas constato q quando se sente MESMO a camisola muitas vezes consegue-se descobrir forças e garra onde não se pensava q houvessem reservas das mesmas. Enfim, o vulgo "comer a relva" ou dar "110%".

Miguel Teixeira disse...

Esta derrota tem muito da passividade que temos assistido por parte dos órgãos dirigentes.

Não é de hoje esta minha percepção das coisas, mas não terei sido o único a tentar entender o porquê de não termos o P.Mendes na nossa equipa.

Espero que a reflexão dos portistas não se estenda apenas aos medíocres "Costas" da Liga. Temos "Costas" há demasiado tempo no Clube. O FCP debate-se com a sportinguização da sua estrutura dirigente. Mansos. A febre chegou ao balneário.

Exista alguém que se candidate. Espero que Rui Moreira o faça e se rodeie de gente que não ande com as putas atrás.

Luís Negroni disse...

O Bruno Alves já fede, no discurso e na atitude em campo. Ele e o Raúl Meireles têm que ir embora no final da época e o Helton também pode ir. Venham Eduardo (que tantos pontos tem valido ao Braga, em situações muito difíceis)e alguém com qualidade para o lugar de Meireles e jogue Maicon (que é muito melhor central que Bruno Alves, só não vê quem nunca o viu jogar) no lugar de Bruno Alves. Quando se vende uma equipa inteira e ficam alguns "restos", as coisas nunca correm bem. Já tinha sido assim em 2004/05, quando ficaram Costinha, Maniche e McCarty da equipa campeã europeia, e fizeram uma época miserável. Quem fica porque não o deixam sair e vê todos os outros irem ganhar muito mais dinheiro e irem jogar em campeonatos muito mais apetecíveis, fica sem motivação e não rende. No ano de Adriaanse, com o plantel totalmente renovado (excepto McCarty que andava em campo a fazer o frete), o Porto jogava com grande atitude. Com uma táctica imprudente, por demasiado ofensiva (e por isso o Porto pagou caro na CL), mas com enorme atitude e dinâmica. Coisa que não se vê na equipa de futebol actual.

Anónimo disse...

Mais uma vez se viu que esta equipa quando não marca um golo cedo, não consegue fazer um bom jogo. E então quando sofre um golo cedo, salvo raríssimas, muito raríssimas excepções, é um descalabro... Agora há que olhar o futuro, devendo começar a Direcção a planear o futuro - pois Pinto da Costa não pode vencer sempre, mas tem vencido a maior parte das vezes.
Custa perder, mais assim, depois de toda a maquiavélica campanha orquestrada pelo mundo da bola encornada... Contudo, o clube deveria pensar em todas as possibilidades legais ainda possíveis, ou o que ainda for possível.
De qualquer forma, não se pode vencer sempre, agora é custoso assim, mas enfim...
Apesar de tudo, ainda temos as duas taças, especialmente a Taça de Portugal, mas também a outra por ser contra quem é... E, além do mais, ainda falta depois receber no Dragão os mouros vermelhos, para nos vingarmos - pois se os de Braga (do mal, o menos...) se mantiverem, nós podemos tirar o campeonato aos tais gajos das campanhas...!

André Pinto disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Offshore disse...

Fui a Alvalade e vi um Porto a jogar à sporting e um Sporting a jogar à Porto.
Assim, obviamente que a derrota era o único resultado possível.

Uma ausência de atitude sem explicação.

joel_fcp disse...

é verdade que fizemos dos piores jogos da epoca e não quero com o que vou dizer arranjar desculpas, para o mau jogo que fizeram os jodagores dentro do campo e o treinador, que não soube virar o rumo do jogo ainda na 1 parte, vendo as alas tapadas hoje seria um bom jogo para ele "inventar" o seu 442.Mas o que eu queria saber é se mais alguém viu o fora de jogo do izmailov no 1º golo e o fora de jogo tirado ao falcao que podia ser o 1-1 para não falar da expulsão do veloso, isto não desculpa o jogo de hoje da nossa equipa mas são factos.
obrigado.
desist... nao conheço essa palavra, ainda ha muito caminho para andar.

José Rodrigues disse...

Desculpem lá mas acho alguma piada quando vejo comentários do género "eu não desisto!" e tal, como já vi hoje em alguns lados.

É q até parece q desistir é uma opção... será q de repente o JF ia começar a meter os juniores em campo? Ou os jogadores entrando em campo sentavam-se no relvado de braços cruzados dizendo "eu desisto"?

É óbvio q NINGUÉM desiste, isto é uma luta q só acaba no último jogo da época (mesmo q nas últimas jornadas já nem sequer haja nada em jogo, eventualmente). Os jogos fazem-se um de cada vez, e quando se entra em campo o objectivo é sempre os 3 pontos, de certeza q não passa pela cabeça de ninguém - adeptos, treinador ou jogadores - q o jogo em questão é para perder.

Desculpem lá outra vez ser picuinhas, mas não gosto de clichés vazios de qualquer conteúdo - como este...

José Rodrigues disse...

Uma coisa q me preocupa para os px jogos é q de facto hoje o Fernando fez falta. E se o SCP não é nenhum Arsenal e mesmo assim o Tommy (e o meio campo em geral) não esteve à altura das encomendas, imagino como possa ser contra o Arsenal...

O único comentário q tenho a fazer ao jogo é q está no ADN do FCP de JF q qdo ganha vantagem num jogo se "liberta" (explorando as tais transições perante um adversário menos cauteloso), e de forma inversa se vai abaixo qdo é o adversário q ganha vantagem (e passa a ter mais cautelas) - não me lembro de um treinador tão incapaz de recuperar de uma desvantagem como este do JF, não há "plano B". Contra o Braga e SCP anteriormente tivémos a sorte (e engenho) de marcar relativamente cedo, com um efeito bola de neve; hoje foi exactamente ao contrário.

Sendo assim prevejo q se o Arsenal marcar cedo contra nós podemos fechar o tasco pq a sentença fica marcada (convenhamos q não é preciso ser-se o Mestre Alves para fazer esta previsão...).

A esperança é q a gente vá aguentando o barco nesse jogo com uma mistura de engenho e sorte (não basta uma das duas coisas, tem q ser as duas juntas) e quiçá marcar um golito num contra-ataque...

André disse...

Eduardo??? o clone do ricardo?? NÃO, tudo menos isso...

não havia no outro dia aqui alguém a dizer que o jesualdo era um professor?

onde estás tu agora?

o Carvalhal deu-se ao trabalho de aprender qualquer coisa no jogo dos 5-2, ao ponto de se notar uma evolução e
um encaixe no esquema do porto que deu no que deu 3-0.
o Jesualdo aprendeu alguma coisa em 4 anos? mostrou alguma evolução?
tirando ter dado o peito ás balas quando não era ele que o devia fazer, tirando ter-se e bem lembrado do pavão no flash interview do jogo com o Setúbal...
Futebol? nada!
acabou o ciclo dele após a final da taça com o paços.

O Bruno hoje esteve mal, muito mal, mas o meireles tirando abaixamentos de forma dá o litro em campo e não é displicente como o Bruno ás vezes é.

Em 4 anos faz-me espécie como o meireles continua exactamente com o mesmo peso e massa muscular, não era suposto porem o rapaz a ganhar cabedal e resistência o que por sua vez lhe traria um maior equilíbrio ao longo da época a nível físico o que ira reflectir-se nas suas exibições...

Pedro disse...

Já alguém reparou que as equipas com jogos a meio da semana surgem sempre muito mais fortes e agerridas? O FCP sempre que tem uma semana de descanso entra amorfo e desgarrado, quase sem forças.

Resta-nos as taças internas, e a champions. Mas há que fazer tudo para chegar ao 2º lugar. O Braga vai quebrar. O SLB será campeão sem grandes dificuldades. Infelizmente.

José Rodrigues disse...

Pedro, o SCP teve um jogo exigente há 3 dias e nós tivémos 10 dias para preparar este jogo, mas o Jesualdo queixa-se de fadiga... é caso para dizer: no further comments.

Luís Carvalho disse...

Dois centrais que gostam muito de abrir as pernas (vide primeiro e segundo golos).
Um Rúben Micael deslocado do posto onde mais rende, para dar lugar ao habitual "homem invisível" de seu nome Meireles. Sempre mais tatuagens do que futebol.
Um técnico que, mesmo ao intervalo e com 0-2 no placard, ainda assim, julgava ainda que conseguiria algo de útil com a "presença" do inefável Mariano em campo.
Enfim...

O problema é que "somos Porto" quando deveríamos ser o Porto.

SecretHell disse...

Esta derrota tem um aspecto positivo que é o de convidar o JF a sair no final da epoca...Eu ja tinha aqui referido que falta tomates a Jesualdo para colocar Bruno Alves e Meireles no banco...é inadmissivel exibiçoes destas no nosso clube...espero que a direcçao tome uma medida quanto a isto...ja agora uma palavar para Ruben Micael : pensei que era daqueles jogadores que nao sabia jogar mal mas afinal...
Seria bom ouvir algumas palavras de Pinto da Costa neste momento mas certamente que nao deve ter tempo por andar a passear pelos lados do Dolce Vitta...
Preparem -se para um dominio dos nojentos no futebol portugues por alguns anos

Cristiano Moreira disse...

Foi vergonhoso!!
Deviam andar toda a semana a correr no mato, a ver se tinha desculpa para a fadiga!! Fadiga de dinheiro...só pode!!
Vilas Boas para o ano e mai nada!!

João Berninger disse...

Jesualdo é e sempre foi um treinador ultra-conservador. É um bom treinador, um homem que manifestamente percebe de futebol, mas tem como grande defeito: a falta de flexibilidade táctica. Joga sempre no mesmo sistema, independentemente dos jogadores disponíveis e do modelo táctico do adversário.

Este ano, para além desse crónico problema estrutural somaram-se outros conjunturais: o vergonhoso "caso Hulk", as constantes lesões e más exibições de Rodriguez, uma má política de contratações (com responsabilidade de Jesualdo, ou não?) e claro, um SLB muito mais forte do que na época passada.

Perante este cenário de uma política da CD da Liga baseada na ideia de que "vale tudo para tirar o Penta ao FCP" , adversários mais fortes, e uma péssima política de contratações, o que fez JF?
Continuou a insistir ad nauseum em jogadores como Tomás Costa, Mariano, Guarin, Farias.. Sem uma verdadeira alternativa (um PL alto e robusto) a Falcão pdurante toda a época; cometendo o crime de jogar sem um verdadeiro nr 10, algo que eu nunca compreendi (lembram-se das experiências Mariano e Guarin?); sempre com o eterno 4-3-3, mesmo quando era facilmente manietado pelos adversários e obrigava à utilização de Mariano.

É também verdade que jogadores como Bruno Alves parecem andar com a cabeça demasiado instável. Em termos ofensivos tem estado excelente, mas a sua posição é defesa-central. Os motivos só ele os saberá, mas nota-se uma ansiedade crescente.

Fernando tem passado completamente ao lado de tudo, na minha opinião tem sido uma das maiores desilusões do ano. Dada a sua juventude era bom que o episódio do SENHOR 4MIlhões e tal nunca tivesse acontecido.

Mas eis o FCP de 2009/2010: um plantel sem alternativas (trinco, nr 10, extremos, PL) para lugares ESSENCIAIS. O SLB gastou e comprou comprou comprou.. Com que dinheiro não sei!

Não se pode ganhar sempre, mas este ano as culpas repartem-se pela CD; JF e a SAD do FCP (foi esta a responsável pela contratação de jogadores miseráveis que não conhecem a grandeza do FCP). Jesualdo fez muito pelo FCP (apesar de estarem constantemente a tirar-lhes os melhores jogadores) e merece o aplauso final e gratidão de todos os portistas. Mas a sua ERA terminou! Espero que com uma vitória na taça de portugal! Força Porto, ainda há muitas competições para ganhar!

Abraço

Anónimo disse...

Quando vi entrar o Guarin ainda tive a esperança de que poderíamos dar a volta ao marcador, mas infelizmente nem assim foi possível...

João Berninger disse...

Li este comentário do Pedro Vieira no Arrastão e já agora:

"Desde que jesualdo assumiu os comandos do porto o clube desfez-se de jogadores como Pepe, Anderson, Bosingwa, Paulo Assunção, Quaresma, Lisandro, Lucho e mandou vir Guarin, Mariano, Farías, Bolatti, Tomás Costa, Stepanov, Valeri, Prediguer, Benitez, entre outras preciosidades. durante esse período jesualdo venceu todos os campeonatos que se disputaram, mais uma taça de portugal e uma supertaça. a culpa está toda, mas toda no treinador, as hienas sacodem a água do capote e fazem-lhe as malinhas, pois claro. "

SecretHell disse...

Isso sao falsas questoes...perdemos 4 jogos fora de casa e nao jogamos nada em nenhum deles e a culpa é inteirinha do Jesualdo...nao sabe a preparar a equipa em termos mentais e nao so...espero que dia 20 apresentemos uma estrategia interessante que permita provocar alguns estragos...

miguel87 disse...

Alexandre Burmester disse...
"Quando vi entrar o Guarin ainda tive a esperança de que poderíamos dar a volta ao marcador, mas infelizmente nem assim foi possível..."

LOL Fantastico! Aprecio bastante um portista que mesmo nestas horas más consegue manter intacto o sentido de humor! Parabens pelo comentario acutilante caro Alexandre!

miguel87 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Offshore disse...

Alexandre,
grande tirada :)

miguel87 disse...

Carissimos, não vale a pena estar a tentar encontrar culpados internos para a má classificação actual!

A culpa é exclusivamente devida a factores externos, mais precisamente ao benfica e ao braga!

Senão atentem:
nesta altura do campeonato passado tinhamos somente mais 2 pontos do que agora, decorrido o mesmo numero de jornadas.
Ora se fomos campeões com todo o mério e o treinador foi justamente premiado com a renovação, não por um, mas por dois anos (!), está comprovado que este ano estamos ao mesmo nivel e nem o treinador, nem sad, nem jogadores podem ser culpados do que quer que seja, pois estamos a manter a bitola e a diferença está apenas nos pontos alcançados pelo braga e pelo benfica!

Vamos todos unir-nos, somos porto, vamos dar tempo aos processos e esperar que as transições nos levem a mais uma vitória no campeonato!

SecretHell disse...

Por falar em humor depois do comunicado do recreativo no sabado a gozar connosco , da cronica do MST da semana passada , do grito de revolta do balneario protagonizado por Nuno , das palavras do Micael apos o Porto-Braga, da vigilia fora da liga nao irao faltar piadas sobre nós ate ao final do campeonato...os portistas que gostam de rir nestes momentos vao sentir-se nas nuvens...

SecretHell disse...

Por falar em humor depois do comunicado do recreativo no sabado a gozar connosco , da cronica do MST da semana passada , do grito de revolta do balneario protagonizado por Nuno , das palavras do Micael apos o Porto-Braga, da vigilia fora da liga nao irao faltar piadas sobre nós ate ao final do campeonato...os portistas que gostam de rir nestes momentos vao sentir-se nas nuvens...

Américo Preto disse...

é incrivel a tentativa de limpeza de imagem feita pelo FC Porto na sua página de internet. Não sei se terão razões em algumas coisas mas não valia a pena atirar areia aos olhos dos adeptos e sócios desta maneira.

"...o FC Porto não pôde abordar o jogo da mesma forma, já que, em várias ocasiões, faltas merecedoras de amarelo por parte dos sportinguistas ficaram pelo «castigo mínimo». Recordamos, neste âmbito, lances de Liedson e Izmailov (aos 37 e 39 minutos), que não terminariam a partida.

Os azuis e brancos até entraram bem no encontro, mas sofreram um golo aquando do primeiro remate do adversário, na sequência de vários ressaltos. Para além disso, Izmailov está em fora de jogo, após passe de João Moutinho, que depois origina o tento. Dois minutos depois, há uma mão de Abel nas costas de Falcao, em plena grande área do Sporting. Ou seja, era pénalti, e a história deste desafio poderia (e deveria) ter sido bem diferente. A partir daqui, o filme já estava condicionado.

Dos 20 minutos em diante, os Dragões «pegaram» claramente no jogo, em busca da igualdade. Aos 28 minutos, Falcao isola-se, mas João Ferreira assinala fora de jogo inexistente. Aos 33 minutos, Varela ganha a bola em zona perigosa, sobre Abel, sem falta. O juiz parou o jogo e assinalou algo que ninguém viu. Em cima do intervalo, o Sporting fez o 2-0, por Izmailov. Seguindo os critérios de João Ferreira, seria falta de Grimi sobre Mariano, no início do lance.

Perante este quadro, o FC Porto só tinha de entrar na segunda parte disposto a dar a volta à situação. Porém, o adversário voltou a marcar no primeiro remate à baliza. Ainda assim, o balde de água fria não impediu os Dragões de tentarem o golo e, aos 58 minutos, um corte milagroso de Grimi impediu Varela de facturar.

Do resto do jogo não vai rezar a história: O Dragão tentou por todos os meios inverter a tendência, o Leão, com mérito e no conforto da vantagem, tentou esticar-se pelo relvado."


Há que assumir, como assumiu,o treinador (em fim de tempo, espero) o mérito e o desmérito dos intervenientes.
Da minha parte e dos 30 minutos (+ ou -) do jogo que vi só me apetece dizer que mais parecia (e cheguei a pensar que sim, pois não estava a ver de inicio e fiquei na dúvida durante uns minutos) que o FC Porto estava a jogar com 7 contra 11 do Sporting, de tão fraca exibição de certos jogadores. Não vejo 1º nem 2º lugar ao alcance do FC Porto mas espero que aconteça um desaire a um dos da frente e haja lugar para a Champions da próxima época para o Porto. Oxalá.

FC PORTO SEMPRE E PARA SEMPRE

Mefistófeles disse...

Apesar dos pesares ( é evidente que já fomos... ) uma palavra para Jesualdo, que mais uma vez mostrou grande dignidade.

Uma época cheia de equívocos, mas é nas horas más que se vêem os grandes homens.

Fecha-se um ciclo, inicia-se outro. O passado já nos devia ter habituado a isto. Custa ? Pois custa, mas para os verdadeiros campeões os erros serão alimento de novas vitórias. É preciso calma e bom senso, nem tudo é tão mau como parece. E às vezes, para vir para cima, é preciso bater no fundo. Nada é eterno.

Glória aos vencedores, honra aos vencidos.

VIVA O FC PORTO !!

Anónimo disse...

Secret Hell disse: "os portistas que gostam de rir nestes momentos vao sentir-se nas nuvens...".

Olhe, caro SecretHell, acho que ninguém gosta de rir nestes momentos, mas trata-se de desanuviar o ambiente, ou parece-lhe mal? Só falta sairem com outra distinção entre "verdadeiros" e "falsos" portistas: os que riem apesar das derrotas e os que nessas alturas põem gravata preta.

Templo do Dragão disse...

momento decisivo do jogo:

Entrada a matar por trás do Veloso ao Ruben (como é q ele está)com a permissão do João (decisivo no campo e no túnel)
Com o Hulk era outra conversa...

Deuses da Bola disse...

Os Sete Pecados Mortais Do Dragão...


Vários factores ajudam a explicar a estrondosa derrocada do Dragão, no momento em que não podia falhar...
Culpa da táctica, culpa da menor inspiração de alguns jogadores, golos sofridos em três momentos deveras cruciais no jogo serão, todas elas, explicações válidas mas, porém, generalistas para o sucedido...
Assim, tentaremos, dissecar cada um dos pontos que terá contribuído para uma das maiores débacles, a nível interno, desde que Pinto da Costa é presidente...


Vejam na integra e comentem aqui :

http://deusesdabola.blogspot.com/2010/03/os-pecados-do-dragao.html

Alienado disse...

Depois de tantos comentários,continuo perdido na tentativa de explicação de ontem. São motivos estruturais, são motivos de (não) inspirição, mas o triste é que supostamente jogámos com o melhor onze (tirando o Hulk no lugar do Mariano) e saímos vergados com uma lição, sobretudo, de grande atitude (além da lição táctica e outras).
Hoje é dia de enterro e que as próximas semanas sejam de reflexão na próxima época.

P. S.: Ah e é claro: joguem à puta da bola na Liga dos Campões. Corram até às "caibras".

bicho disse...

Pelo menos que tragam a Taça Uefa para casa no próximo ano !

Eduardo Caldeira disse...

Se já era uma missão bastante complicada, com o resultado de hoje essa missão tornou-se praticamente impossível, apesar do nosso capitão Bruno Alves e do treinador Jesualdo Ferreira não atirarem a toalha ao chão e ainda acreditarem no Penta, sinceramente já tive mais esperanças, agora são nulas, apesar de ser ainda matematicamente impossível.

Estava muito confiante para o jogo de hoje, mas é melhor talvez numa próxima vez, não ir com tanto optimismo e confiança, deve dar azar. O FCPorto de hoje, foi a equipa que nos tem vindo a habituar infelizmente, não nestes últimos jogos, mas no geral do Campeonato, aliás, este jogo é praticamente uma fotocópia do jogo da Luz, o resultado é que foi mais pesado.

O Sporting entrou muito bem na partida, agressivo e a pressionar bastante, e aquele golo madrugador, com sorte à mistura em nada ajudou que o FCPorto tivesse capacidade para dar a volta por cima, e ainda hei-de confirmar se não há uma irregularidade no lance, porque penso que no momento do passe do Moutinho para o jogador do Sporting, esse mesmo estava fora-de-jogo. A terminar já a 1ª parte, a "machadada" que abalou imenso os jogadores.

Na 2ª parte, logo a abrir, o Sporting faz o 3º golo, como é possível haver tanto espaço para o Liedson rematar ao poste, aquilo foi uma autêntica autoestrada, e no momento em que a bola vai ao poste, o Bruno Alves vira as costas à bola...

E agora, o 2º lugar também se torna complicado de alcançar, o que significa que provavelmente para o ano estaremos a disputar a Liga Europa. Resta-nos agora continuar a trabalhar e não desarmar na (pseudo) luta pelo Penta-Campeonato, tentar atingir os quartos-de-final da Liga dos Campeões, competição essa que por este andar também não deslumbro grande futuro, é que o FCPorto nos jogos fora, há uma quebra significativa na equipa, principalmente nos jogos contra equipas fortes, e como se sabe, o FCPorto nunca ganhou em Inglaterra, apesar do empate a zero ou a um bastar, vai ser dificil manter essa vantagem na eliminatória. Quanto ás duas outras competições (Taça de Portugal e Taça da Liga), temos de as ganhar obrigatoriamente e este ano, dará mais gozo ganhar a Taça da Liga ao Benfica, do que ganhar a Taça de Portugal, que caso estejemos na final, será contra um adversário pouco cativante.

http://dazuis.blogspot.com

Dragaopentacampeao disse...

Sempre tive consciência das dificuldades que teríamos de enfrentar, face ao atraso considerável dos dois da frente, disfarçando, confesso, algum temor pela capitulação a cada jogo, atenuado é certo por resultados e exibições que a equipa, aqui e ali (Sporting para a Taça e Braga, na jornada anterior)ia desenvolvendo.

Foi ainda assim, com indescritível desilusão que assisti ao desmoronar do sonho, que lá bem no fundo o meu fervor clubista ainda alimentava.

Sem honra nem glória, são os termos exactos.

Inconcebível a forma de actuar dos nossos atletas, subjugados do primeiro ao último minuto, impotentes para esboçar que fosse qualquer tipo de reacção, deixando a nu uma catadupa de fragilidades que tem apoquentado a equipa na maioria dos jogos disputados esta época, com excepção para uma meia dúzia de exibições à campeão.

Incompreensível se atendermos às circunstâncias. O Porto vinha de um resultado gordo e uma exibição vistosa frente ao comandante do Campeonato, dando a ideia do reforço da sua candidatura ao título, enquanto o adversário, depois de batido copiosamente no Dragão para a Taça, tinha ainda contra si o esforço despendido a meio da semana na tarefa europeia.

Intolerante, pela displicência, pela falta de raça, de ambição e solidariedade, em resumo pela falta de estofo de campeão, numa altura em que era obrigatório responder no campo às provocações e injustiças de que o Clube tem sido alvo.

Estou na fossa!

Um abraço

José Correia disse...

Recordo que com a excepção do Fernando (que, conforme era previsível, faz imensa falta neste tipo de jogos), o onze que jogou ontem foi exactamente o mesmo que venceu o Arsenal e “esmagou” o, na altura, líder do campeonato português. Aliás, olhando para o plantel e para os jogadores disponíveis, era praticamente inevitável que o onze tivesse que ser este (a não ser que alguém pense que o Rodriguez, que não jogava há mais de um mês, devesse ter sido titular).

Jorge Mota disse...

ganhar sempre e impossivel..mas e q e mesmo impossivel

po ano ha mais

(este ano n quero saber se apenas vou a UEFA-PARA GANHAR.vou torcer pelo Braga como 1 cao)

DOMINGOS APANHA A A3!!

Mário Magalhães disse...

Boas,

Hoje foi um dos dias que mais me custou a passar depois de ler e ouvir muitos comentários chego a conclusão que chegamos ao fim de ciclo para alguns jogadores, e treinador, só não vejo a hora da epoca terminar e ver o André Vilas Boas a frente da nossa equipa...

Saudações

Miguel Teixeira disse...

Eu diria que o fim do ciclo não é para alguns jogadores e muito menos para o treinador.

Diria que o fim de ciclo deveria estar reservado a outros. Mas isso é tirar as palas a muita gente, e nós sabemos como a luz pode ser nefasta para algumas pessoas.