segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Petar Borota 1952-2010

Fiquei há pouco estupefacto ao topar com a notícia: o Borota, "o maluco do Borota", deixou-nos na passada 6ª feira, em Génova, depois de doença prolongada.

Para muitos portistas o seu nome ficou para sempre indelevelmente ligado ao fiasco do celebérrimo jogo com o Wrexham em 1984/85, mas o Borota era de facto uma personalidade num mundo muitas vezes cinzento. O site do Chelsea traça-lhe um excelente retrato:

http://www.chelseafc.com/page/LatestNews/0,,10268~1964697,00.html

Que descanse em paz.

6 comentários:

Miguel Teixeira disse...

O site do Chelsea não lhe traça nenhum excelente retrato pois engana-se redondamente quando afirma que o Borota veio jogar para Portugal...para o benfica.


Paz à sua alma.

Luís Carvalho disse...

Ainda há tão pouco tempo o seu nome tinha sido aqui abordado...

João Saraiva disse...

Por cá não fica propriamente famoso pelas boas exibições. O facto de 25 ou 26 anos depois as pessoas ainda se lembrarem do Wrexham é sintomático.

Mas "interessante" é a frase que está na notícia do site do chelsea:

"There was a minute's applause at Stamford Bridge as a tribute before the Chelsea v Cardiff game."

Por cá também se devia começar a chamar minuto de aplauso, em vez do nunca respeitado minuto de silêncio.

Jorge Mota disse...

Curioso..ha 1s dias estava no cafe a falar com 1s amigos mais velhos,acho q no braga-sporting, e falei deste celebre jogo.Pensava q o redes tinha sido o Fonseca mas prontamente fui corrigido.
Fui ver este jogo as Antas,alias comecei a ir mto cedo pela mao meu pai,e a ideia q tenho e q rapidamente fizemos o 3-0 numa noite de chuva contra 1s gajos cor laranja.Posso estar enganado mas e esta a imagem q tenho.Depois foi o descalabro..

ps-tb fiquei a toa qdo vi no site do chelsea essa treta de ele ter vindo po benfas

RIP Borota

Offshore disse...

Enviei um email ao webmaster para corrigirem a noticia.

Anónimo disse...

João,

Já para evitar balbúrdias como as de cá, em Inglaterra dizem antes da cerimónia se se trata de um minuto de silêncio ou de um minuto de aplauso, e o pessoal segue à risca as instruções.

Pessoalmente detesto esta moda do minuto de aplauso, que segundo creio teve origem em Itália e se destina a homenagear figuras dos palcos.

Abraço