segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Vitória justa contra autocarro de dois andares

«O FC Porto fez um jogo equilibrado, consistente, teve mais dinâmica, procurou o golo de várias maneiras e fez uma primeira parte muito segura em termos defensivos não dando facilidades nem permitindo sequer uma oportunidade à Naval. Em termos ofensivos, os portistas sentiram algumas dificuldades. O relvado estava difícil devido à chuva, requerendo diferentes modos de jogar. Face à concentração de homens no meio-campo e à proximidade entre linhas da Naval, os médios do FC Porto viram-se obrigados a lateralizar mais o jogo do que é habitual, nem sempre o conseguindo fazer bem, mas criando perigo quando fazia funcionar as alas. (...)

Escolho Falcao como melhor em campo. Fez mais um golo, podia ter marcado outros, movimentou-se muito bem, criando linhas de passe, abrindo espaços, transportando jogo, aparecendo nas zonas de finalização nos momentos certos. E tem outra particularidade que o torna incomum: em termos defensivos trabalha que se farta e não deixa que os defesas do lado contrário saiam com a bola dominada. (...)

Ver jogar este FC Porto e compará-lo com o de há mês notam-se claras diferenças de processos. Rúben Micael e Raul Meireles são jogadores diferentes e o actual modelo tem menos transições rápidas mas envolve mais gente perto das áreas de finalização. A equipa está engrenada e penso que o regresso de Raul Meireles será uma boa dor de cabeça para Jesualdo Ferreira, porque se há coisa que tenho a certeza que o deixou satisfeito é o facto de passar a ter mais e melhores escolhas. Há que referir que Micael e Meireles não são jogadores incompatíveis, nada disso, podendo o treinador passar a fazer as suas escolhas conforme o adversário que defrontar a seguir. Pode até mudar o esquema para losango e colocar Rúben Micael no vértice mais adiantado por detrás dos avançados.»
João Vieira Pinto
in O Jogo, 08/02/2010


"Foi um jogo difícil, pela chuva, porque foi o terceiro desafio muito desgastante, num curto espaço de tempo, com os jogadores também a acusar algum desgaste dessa intensidade. Mas ganhámos com justiça, tivemos várias ocasiões de golo e a Naval só teve uma, resolvida com uma excelente intervenção do Helton. O FC Porto fez três golos e podia ter feito mais um ou dois. (...)
Agora temos a Taça da Liga e era interessante que os adeptos viessem apoiar. Vai jogar uma outra equipa. Vamos fazer gestão dos jogadores porque o calendário apertado assim o obriga."
Jesualdo Ferreira, 07/02/2010

17 comentários:

Ana Martins disse...

Contente com o resultado, independentemente da exibição o essencial era ganhar. Também é verdade que foi o 3º jogo em 8 dias e é natural que se note cansaço.

Mas queria perguntar: é impressão minha ou o Bruno Alves parecia...tristonho, meio apático defensivamente?

E, ainda, já que tantas vezes critico Jesualdo Ferreira: é dos poucos treinadores que percebe bem como gerir casos disciplinares. Tal como Bosingwa há 3 anos (confusão ao intervalo com JF, serenado por Baía), Alves - alegadamente - dá 1 bofetada n1 colega, fica 1 jogo fora e é isso. O clube não tem de sair ainda mais prejudicado. A verdade é q há a tendência nos treinadores de extremarem estas situações, prolongando ad nauseum o castigo do jogador, para mostrar quem manda...Por isso, muito bem Jesualdo Ferreira!

cumps

Metz disse...

Apatico, não agradeceu aos adeptos seguindo de imediato para o balneário e os super nem cantaram o nome dele (foi um pequeno grupo depois que o fez, prontamente criticado pelo Macaco)...

Já agora, quero ver o que dizem os entendidos da bola que defenderam que em Leiria foi pênalti sobre o aimar, se este lance do Alvaro não é igual... Critérios...

Sigam ganhando!

Cumpz

André disse...

Do jogo já está quase tudo dito.

Quanto ao Bruno Alves, para mim é tão simples como isto: neste momento, não tem/tinha lugar na equipa titular do FC Porto, perante a sua passividade (ontem, mais uma vez, foi lento na única oportunidade de golo flagrante da Naval, aos 76min) foi notória.

É o capitão, o patraão de defesa, pelo ar é fortíssimo, blablabla, mas o futebol também se joga pelo chão, e aí, quando lhe aparece um adversário com a bola controlada, ele torna-se um jogador vulgar. (vejam o golo do Lima no Belenenses - FC Porto, é o lance típico do Bruno Alves http://www.youtube.com/watch?v=vYLFoU_MrfA )

Ainda por cima com o jogo que o Maicon fez contra o Sporting...

Pedro disse...

Temos um problemas nas alas. Hulk castigado, Rodriguez lesionado... sobra Mariano e Varela e ontem tavam rotos na 2ª parte.

Valeu que Tomás Costas dura o jogo todo, fez um bom jogo e é uma alternativa, neste tipo de jogos, mais credivel que Fernando. Contra um porta-aviões não precisamos de um trinco defensivo.

Consigo prever a revolução no meio-campo no jogo com a Académica, mas não sei o que vai Jesualdo inventar nas alas... Mesmo nos Juniores só o Alex faz muito bem essa posição mas não me parece pronto para um jogo destes.

SecretHell disse...

Antes de mais uma palavra para o Tomas Costa que sempre critiquei devidos as suas fracas prestaçoes como medio interior direito : Grande exibiçao e finalmente parece que encontrou o seu lugar neste Porto.
O jogo foi bom no seu geral mas partilho da vossa opiniao em relaçao á defesa e ao Bruno Alves : Esta irreconhecivel a defender e a oportunidade de ontem da Naval é uma conclusao natural do seu momento de forma... os 16 golos sofridos ate agora significam que algo nao esta bem...o Jesualdo precisa de fazer algo urgentemente porque o Arsenal nao vai perdoar falhas daquelas...

José Correia disse...

As opções do Jesualdo para o jogo de ontem eram muitíssimo limitadas e jogar de início com o Mariano já é uma solução de recurso.

Com Hulk, Rodriguez e Farias indisponíveis, sobram apenas três opções para o ataque, que foram os que jogaram ontem. O Orlando Sá ainda está longe de ser uma alternativa credível para jogos a sério (deve jogar para a Taça da Liga na próxima 4ª feira, porque o Falcao não pode jogar sempre).

Aliás, esta época, o Jesualdo praticamente não pôde contar com o Hulk (suspenso no início do campeonato e desde o jogo com o SLB), nem com o Rodriguez a 100% (já é a terceira vez que está lesionado).

José Correia disse...

A equipa que jogou ontem, tinha um meio-campo e um trio de ataque completamente diferentes do onze-tipo da época passada.

miguel_canada disse...

Acho que o FCPorto fez mal em não ter feito regressar um dos alas que tem emprestados.
Se a ausência do Rodriguez é devido a lesão e espera-se curta, já a do Hulk vai ser espremida pelo sacana da Liga até a exaustão!
Eu teria apostado no Hélder Barbosa...mas agora já e tarde.

Miguel Teixeira disse...

4 jogadores da época passada, José Correia. Por esta e por outras é que não me vão ler a dizer mal do Jesualdo. O homem tem feito milagres e a sua gestão acaba sempre por provar que para o bem e para o mal o Professor tem bastas vezes a razão do seu lado.

Janeiro de 2010 como no de 2009, a entrada de um jogador faz toda a diferença. Este ano como no passado, Jesualdo começa a 2ª volta provando que sempre teve razão.

Estamos actualmente no pico certo de forma para a altura certa dos "campeonatos".

Sem lagostas como Lucho e Lisandro, Jesualdo, apesar de alguns lapsos e a evidência de um plantel mais fraco do que os anteriores, continua a saber da poda.

Que treinador aguentaria tantas épocas a formar novos 11's?

Em Portugal, nenhum. Jesualdo é o "maior".

Miguel Teixeira disse...

Pegando no comentário do Miguel Canadá,

é verdade que se nota a exigência que é imposta nas alas, daí a necessidade do Kleber - que faz as 4 posições dos últimos 30mts, ou perante o insucesso das negociações com o brasileiro, o regresso do Barbosa ou do Ukra era obrigatório.

Não vieram. É com os Marianos que vamos ter de contar.

Carrela disse...

Miguel Teixeira, sou exactamente da mesma opinião. Há coisas q não gosto no JF, mas não tenho dúvidas nenhumas q é um grande profissional e percebe como poucos da sua profissão. Sempre "obrigado" a mexer e a abrir mão de alguns dos melhores jogadores.

É como a ideia implantada que o JF é um treinador defensivo, qd o FCP é o clube com mais ataques da liga!! Isto apesar de ter feito uma boa parte da época em sub-rendimento. Imaginem se não tivesse..... Pena a finalização que tardou.

The Blue One disse...

Confesso que me deu um particular gozo o FC Porto ter ganho este jogo... È que agora a tremideira vai tomar conta da equipa da Luz e nem as ajudas, nem os favorzinhos da Liga Portuguesa de Futebol os safarão.

Com Micael o FC Porto é outra coisa, pois a bola chega á frente em condições e há uma coisa que não havia desde que o Dragão começou a temporada: Organização.

Até Falcao parece ter melhorado, pois deixou de ser um Farias 2 para ser uma especie de Lizandro. E com a bola a ser-lhe bem colocada a coisa é outra. Habemos matador, e se o deixarem teremos nas fileiras Portistas o Melhor Marcador desta temporada.

Varela para mim esteve em grande apesar de ter falhado golos de uma forma impressionante.

Segue-se agora o jogo das meias finais da Taça dos Treinos. Jesualdo que aproveite para rodar os Jogadorese, dar ritmo aos menos utilizados, pois o que interessa vem a seguir contra o Leixões e o FC Porto x Arsenal é já ali ao virar da esquina.

Grande abraço e saudações Portistas!!!

hmocc disse...

Eu até compreendo o apoio a JF, mas levar de Junho 2009 até agora para "formar" a equipa, é esticar a corda.

E não me quero acreditar que seja apenas agora por uma questão de timing ideal na forma da equipa.

Espero bem que o momento crescente continue, até porque temos um penta e 3 taças para ganhar.

André disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André disse...

OFFTOPIC: Ninguém arranja por aí a crónica desta semana do gatomerdorento josé diogo quintela, só para nos rirmos um bocado?

"Comi que nem um leão, repeti 5 vezes!"

sirmister disse...

Vitoria importante, acima de tudo espero que a atitude da equipa seja sempre a de ontem entrar para marcar o mais rapidamente possível sem estar á espera para ver no que dá o jogo. A equipa está a atingir agora o melhor momento de forma sendo que em Dezembro já estava num nivel aceitável, temos que chegar ao fim deste mês no maximo a 4 pontos do slb se o fizermos vamos ser campeões, mesmo sem hulk até ao fim da temporada porque esse já não entra nas contas.

Muito bem o tomas costa apesar de a defender não ser tão certinho como o fernando teve muito bem nas saidas de bola com passes muito bem medidos, o bellu tambem está a começar a mostrar o que vale nesta altura.

Mariano aparece agora melhor nesta fase como fez na epoca passada e varela nem é preciso comentar grande craque que fomos buscar.

Ontem de facto como disse o jose correia as nossas opções ofensivas era praticamente nulas, é urgente o regresso do rodriguez e do farias bem como o do meireles que apesar da sua falta não ter sido muito notada é uma peça muito importante do meio campo.

Dragaopentacampeao disse...

Estamos numa fase em que todas as vitórias são importantes, face ao atraso na classificação.

Mais que as exibições, os resultados são determinantes.

Por isso, o meu grau de exigência é um pouco menor, satisfazendo-me com as vitórias, condição única para alimentar o sonho do bi-pentacampeonato.

Não tendo sido uma exibição de encher o olho, como contra o Sporting, a exibição portista frente à Naval, foi diversa, alternando momentos de futebol pouco apelativo com outros de fulgor futebolístico.

Frente a equipas demasiado defensivas, as dificuldades são mais evidentes. Contudo, devo realçar a atitude da equipa que, inteligente e pacientemente pôs em prática o rolo compressor que haveria de aniquilar a réplica adversária.

Nos últimos jogos, coincidentes com a inclusão do maestro Ruben Micael, os Dragões vêm evidenciando uma melhoria prometedora.

A ambição está intacta e a esperança sobe.

Um abraço