quarta-feira, 28 de abril de 2010

Que nunca mais fale de autocarros...

Foi ele o inventor da expressão, mas depois da negação do futebol a que hoje assisti na SportTv - perante o júbilo e o aplauso dos comentadores daquela estação - o Mourinho que nunca mais volte a falar desse meio de transporte. Nem quando tinha a bola - coisa que raramente aconteceu, diga-se - o Inter procurou jogar. Era "tomem lá a bola e joguem vocês". Prefiro ver o Foz.

63 comentários:

Daniel disse...

Foi totalmente INJUSTA a eliminação do Barça, total anti-jogo de Inter, e com a cumplicidade da arbitragem, os jogadores do Inter atiravam-se para o chão e logo paragem no jogo; um penalty, ainda na 1ª parte empurrão de Maicon, não assinalado a favor dos catalães. Os dirigentes do Real Madrid também devem ter falado com o árbitro também dar uma ajuda, para não verem o Barça erguer a taça no Santiago Barnabéu. De início estava com o Mourinho (pelo que ele fez pelo Porto), mas depois desta eliminatória estou a apoiar os alemães na final.

Fleaster disse...

Eh pah...mudem-se para ESPANHA...
Qts golos é que o Barcelona podia ter encaixado na 1.ªmão???

O Objectivo era chegar à final...ele conseguiu, não conseguiu?

Metz disse...

Eh pah Alexandre, "roubou-me" a ideia por 10 min.. lembrei-me exactamente desse facto e qdo escrevi no FB vi o post :)

Nós mudamos para Espanha, qdo o Fleaster mudar para itália para casa do mourinho.......

Desde os 30 minutos da 1ª mão que foi isto, por um autocarro com atrelado á frente e anti-jogo...

Fizeram 25 minutos fantásticos na eliminatória, enfim...

Há quem goste... há cegos para tudo

Cumpz

meirelesportuense disse...

Houve apenas anti-jogo com a total complacência do "senhor" do apito...Aliás o Inter passa, mas com as ajudas especiais do Benquerença e deste Belga, que considera mão na bola e anula o golo da eliminação do Inter, em cima do apito final.
Setenta e cinco por cento de posse de bola, é obra!
Creio que o Barcelona fez pouco -no computo dos dois jogos- para o que se lhe exigia, mas o Inter apenas viu jogar e foi pouco mais que passivo, especialmente para quem gosta de ver jogar futebol a sério...Foi uma desilusão de espectáculo.
Mas é assim, os jornalistas portugueses mudam de gosto como quem muda de peúgas.
Melhor dizendo, tudo o que lhes cheire a anti-centralismo, é mal(?) -não é nada- entendido pelos nossos jornalistas, pega-se-lhes como se fosse o vírus da SIDA!
Foram umas meias finais sem brilho!
O Lyon também não jogou nada, no primeiro jogo teve a eliminatória nas mãos e não soube agarrar a oportunidade...Em Lyon não fez nada.
O Barça jogou com muita serenidade até ao fim, mas o Messi esteve longe do que sabe e acho que o Guardiola ajuizou mal quando tirou o Abraimovic!...O Touré não esteve nada bem e o Pedro também, qualquer um destes dois podia sair, para entrar os suplentes que foram por si escolhidos...Bem bem, esteve o Piqué, grande golo!
O árbitro, mais um que fez de Pilatos, melhor que o Benquerença, mas muito medroso...

Metz disse...

Então leiam o que esse senhor disse no fim do jogo

" Já venci uma Liga dos Campeões, mas esta noite foi ainda mais bela. Quando a ganhei com o F.C. Porto foi batendo o Mónaco por 3-0: a meia hora do fim sabia que tinha ganho. "

Optimo, espero que não repita a vitória...

Orgulhoazulebranco disse...

O Barcelona é a minha segunda equipa,sempre foi,pelo que fiquei triste pela sua eliminação.
Não venham com a conversa do "apoiar os portugueses".Sempre gostei do Barça e não ia mudar isso só pq estava o Mourinho do outro lado.

O que o inter fez hoje naquele magnífico estádio foi um horror ao futebol.Nunca vi uma equipa tão retraída como o inter,numa competição assim,e nesta fase.Não era um outsidder...não era o Lyon em munique,era o INTER.
É que não foi nos últimos minutos,foi o jogo todo com o autocarro encostado à baliza.Depois daquilo que se viu na primeira-mão,esperava-se outra coisa.
Não fez o mínimo esforço para jogar,para guardar a bola,para tentar um golo e arrumar a eliminatória de vez.

E ainda dizem que quem joga assim dá-se mal?

No entanto...meus amigos...o que interessava era passar à final,o resto eram peanuts.

Não foi bonito?Não...
Foi eficaz?Se foi...

O futebol não é justiça,o futebol é eficácia

Nelson Carvalho disse...

Porque raio este gajo gosta sempre de concentrar todo o protagonismo em si nos momentos de maior mediatismo das suas equipas? O nome dele deveria ter sido Narciso. Já sei quem vou apoiar na final da Champions. Força Bayern!!!

correia disse...

Ver o FOZ não. O Foz é um grande clube que não atravessa autocarros e vai subir de divisão.

Orgulhoazulebranco disse...

Que diga mais sofrida,compreendo...agora mais bela...não sei o que pode ser mais belo do que ganhar uma final da Champions com aquela categoria.
Belo o que fez o inter em camp nou?Por amor de Deus...foi eficaz,que era o que se queria...agora belo..

Que dizer da noite de Old Trafforld,então??

Daniel disse...

Fiquei desiludido, pensava que o Inter fose usar o contra-ataque, pois nem isso, não espera este catenacio do pior nível da parte de Mourinho. E as ajudas da arbitragem ao Inter, e depois as escolhas tácticas do Guardiola foram erradas, como já aqui disseram.

Anónimo disse...

Tem toda a razão, caro Correia!;-)

Metz disse...

E continua a palhaçada "É o momento mais belo da minha carreira. O melhor de todos."

Mr.Duke disse...

Se ele fizesse o que fez como treinador do nosso Porto queria ver se as reacções eram as mesmas.

A jogar com 10 defendeu ainda mais, não é bonito mas foi eficaz.

O Mourinho no lugar do Guardiola tinha tirado um central e metido um avançado ao intervalo.
Quando tem que arriscar arrisca.

Com 0-0 tirar um avançado e meter outro e apenas a 15 minutos do fim mandar o Piqué para a frente, se fosse o Jesualdo era um cagão.

Entrar a ter que ganhar com um central a defesa esquerdo também é de mestre.

Mandou embora o melhor avançado que tinha para ir buscar o Zlatan e agora paga a factura.

Mourinho defendeu e defendeu apesar de jogar com 10 mas Guradiola foi um cagão.

Fleaster disse...

Percebo a frustração de alguns, mas digam-me que queriam que ele fizesse quando, quanto a mim INJUSTAMENTE, o árbitro expulsa o Thiago Motta aos 28 minutos? Que atacasse? Se já com 11 jogar com o Barça é díficil, com 10 então...

Sim, é verdade que até aos 28 minutos já era bola para a frente, e MILITO CORREEEEE...mas eu tenho a ideia que o Mourinho queria aguentar a primeira parte que como seria de esperar foi muito forte do Barça, e depois na 2.ª parte com a provavel desorganização defensiva o Inter provocasse estragos em Contra Ataque.
Mas com 10...não dava!!!

Desculpem, mas não vejo o futebol tão belo como vocês.

Steve Bracotelli disse...

Todos sabemos que para Mourinho cada jogo é como uma batalha, é essa a mentalidade que ele passa aos seus jogadores, por isso esta noite tem de se lhe dar o mérito pela estratégia adoptada para esta "batalha", eu pelo menos dou.
Não sendo adepto de nenhum outro clube para além do FC Porto gosto de ver bom futebol e se há equipa que nesta altura e desde quase o inicio do "reinado" de Guardiola o faz é o Barcelona. Mas assim como já disse em relação ao benfica desta época, digo-o em relação ao Barcelona e em relação a qualquer equipa; nas competições de futebol não interessa a nota artística, interessa se se alcança os objectivos ou não.
O Inter alcançou o seu objectivo jogando feio... mas segue em frente.
Espero é que na final tenha outra atitude e que seja um jogo mais bem disputado. Na altura decidirei mas provavelmente torcerei pelo Bayern. "Só" por causa da maneira estapafúrdia como Mourinho fez questão de falar do FC Porto logo a seguir à sua saída do clube.
E pela maneira que (não) festejou a conquista da Liga dos Campeões pelo FC Porto.
Até digo mesmo, espero que leve uma goleada que até o faça chorar.

E para o ano lá estará ele em Madrid... e o Jesus no Inter. HAHAHAHAHAHA

RS disse...

Já não via uma equipa tão ultra-defensiva desde a célebre muralha do Ivic em Roterdão... o tal jogo onde conseguiu meter Aloísio, Fernando Couto, Jorge Costa, José Carlos, João Pinto, Secretário e Rui Jorge no mesmo onze :-)

Fleaster disse...

À RTP, Mourinho falou do momento em que se aproximou de Guardiola depois da expulsão de Thiago Motta: «Não o ofendi, claro. Mas fica entre nós o que lhe disse. O que sei é que vi o Busquets no chão a piscar-lhe o olho, tenho a certeza. A melhor equipa do Mundo não precisa disso.»

meirelesportuense disse...

Meus caros eu penso assim, se o Porto tivesse os jogadores que tem o Inter -Quaresma incluido-, não era aceitável que fosse jogar em Barcelona ou em Manchester da forma que este Inter jogou...Bem sei que foi eficaz, mas foi-o porque beneficiou de várias interpretações erradas a seu favor...Sempre que apitava uma falta próximo da área do Inter, logo que a falta era executada, ele anulava o lance por por dá cá aquela palha...Até acho que falhou no lance do golo do Barcelona, tenho muitas dúvidas, expulsou o Interista porque não conseguiu aguentar a pressão do público e anulou o segundo golo do Barcelona por cobardia...São estes os árbitros que existem, uma real porcaria.
E em Milão ainda foi pior, aí o Inter foi empurrado pelo Português nomeado pelo Platini...
Não tiro o mérito ao Mourinho, mas é um canalha, como pessoa não vale nada!

Treinador de Bancada disse...

Eu sou portista e também não gostei da forma como saíu do FCP, mas não sejam ressabaiados devemos muito a ele.

Quanto ao jogo acho hipócrita a forma que a equipa do futebol espectáculo tenha usado meios pouco limpos para passar a eliminatória. Queixam-se da arbitragem mas aquela expulsão do Tiago Motta fez lembrar as expulsões dos jogadores das equipas que jogam contra os lampiões. Nota artística 20 para o Busquets

Fleaster disse...

Acabei de ouvir a análise do comentador no programa da Liga dos Campeões na RTP1, não posso deixar de partilhar:

NOTA ARTÍSTICA --> 0
NOTA EFICÁCIA ---> 20

FOI UM MASSACRE DE FUTEBOL DEFENSIVO! :D

LOL

meirelesportuense disse...

E quanto à falta que levou à expulsão do Tiago Mota foi semelhante à que levou a termos ficado sem o Falcao para Domingo, para mim foi intencional, sem violência, uma malandrice bacoca...Claro que aqui o árbitro só tinha duas hipóteses, ou ignorava o toque e seria mais adequado, ou curvava-se perante o poder da Multidão ou do Dinheiro, como fez o Pedro Henriques e fez este Belga...Uns cagões!

Bernini disse...

Engraçado que há aqui gente que acha que o contracto do Jesualdo deve ser renovado por 50 anos como gratidão por 3 campeonatos...

Pois meus amigos, eu digo: Obrigado José Mourinho por todas as alegrias que me fizeste viver, pelos momentos inesquecíveis! Eu vi dois campeonatos, 1 taça de portugal, 1 supertaça, uma taça uefa, uma champions league!

Com autocarro ou sem autocarro o que fica para a história são as contas finais. Quero que venças sempre, menos se te aparecer pela frente o Porto, como é óbvio!

É caso para dizer... vai buscar!!!

Deus...anteriormente conhecido como... disse...

Vou esperar pela capa da Marca amanhã...acho que todos veremos as declarações de Mourinho por um prisma totalmente diferente.
Mourinho nunca dá um passo que não seja estudado.

meirelesportuense disse...

Bernini, o Mourinho ganhou e o Porto pagou, agora paga o Inter, o Mourinho sozinho não ganha nada!...O que é que ele ganhou no Leiria?...

meirelesportuense disse...

Nem com os milhões do Chelsea, ele conseguiu ganhar um troféu Europeu.
O que ele tem é muito papo e mau feitio!

meirelesportuense disse...

Agora que ele é esperto e inteligente, sem dúvida, mas até o Hitler o foi!...
Apenas tem que aprender a ser mais homenzinho.

Bernini disse...

meirelesportuense,

estou a ver que o Mourinho te incomoda muito, a mim não me incomoda nada!!

Não é o treinador perfeito, ganha e perde! E como ser humano comete erros como toda a gente...quem nunca errou que atire a primeira pedra!

A minha gratidão para com ele supera tudo!! Se como eu tivesses passado aquele período de 2002-2004 no meio de lagartos e lampiões saberias do que estou a falar!!

Anónimo disse...

Eu não sou adepto do Barcelona nem do Inter e era-me indiferente qual dos dois vencia a eliminatória. Como tal sentei-me no sofá na expectativa de ver futebol, mas não tive essa sorte. Isso de que o que interessa é ganhar só serve para os adeptos das equipas em confronto. O espectador neutro tem, naturalmente, outra perspectiva, partindo do princípio que gosta de futebol (de outro modo estaria a ver as notícias ou as telenovelas da TVI).

Ninguém nega ao Mourinho os seus grandes méritos, mas a sua especialidade como treinador é impedir os adversários de jogar. Só que normalmente fá-lo construtivamente, procurando ter a bola, e sempre com o intuito de marcar. Hoje não vimos isso, vimos uma equipa à antiga portuguesa. A expulsão decerto teve efeito, mas há que lembrar que já em Itália o Inter marcara três golos em contra-ataque (um dos quais em off-side, diga-se).

P. Cardoso disse...

Eu pessoalmente gostei de ver o Barça perder, por causa do jogo do ano passado do Chelsea, por causa que não gosto de ver equipas a ganhar sempre.
Esta equipa do Barça é a melhor do mundo, mas Guardiola tomou muito estúpidas opções tanto na primeira como na segunda mão.
E agora, mourinho, depois de demonstrares que és o melhor no que fazes (mais um português a demonstrar isto, o que eu sempre apoio) devias PERDER NA FINAL

PRA TE LEMBRARES FOI O PORTO QUE TE DEU UMA CHAMPIONS E NAO TU AO PORTO.

e caso ganhes, desta vez festeja.. pode ser que nao volte a acontecer tao cedo

Anónimo disse...

Bernini,

Está no seu pleníssimo direito de manifestar gratidão ao Mourinho, mas eu e muitos como eu não nos esquecemos das fitas que ele fez em Gelsenkirchen, do modo como negociou a saída do Porto às escondidas, da comparação que fez da cidade do Porto com Palermo, das suas constantes declarações de amor ao Chelsea enquanto que trata o Porto com frieza e distanciamento. É fulano que não me agrada.

Nightwish disse...

Desculpem lá, eu também não gosto destas caguices, mas a lei é a lei e um árbitro não pode não expulsar só porque é uma estupidez.

Seinfeld disse...

Anti futebol... Um que um tipo lê. A equipa acusada de praticar anti futebol passa a eliminatória com um resultado de 3-2, quem marcou menos é que esteve mal... Para o Inter defender, teve que atacar e marcar mais golos que o adver~sário. Mais injusto foi a derrota (só) de 3-2 com o manchester, o manchester podia-lhes ter ganho por mais, tal não foi o volume ofensivo...

Acho que nos devíamos era preocupar com o nosso Porto em vez de dar importância a outras ekipas. Tomara o nosso Pporto ter defendido bem contra o Arsenal. Nós, desde que o JF é o treinador, passámos a não saber defender, até os iniciados do cascalheira nos criam perigo. Discutir sobre outras ekipas que não a nossa são coisas de somenos importância... Voltando ao Barça, eu achei que o Barça foi banal, e o messi, jogou? Se nós fossemos adeptos do Inter estavamos a fazer a festa agora... Não me lixem.

Bernini disse...

Alexandre Burmester,

também foi o Mourinho que não há muito tempo referiu o Porto de 2004 como a melhor equipa que alguma vez treinou...

Depois daquele episódio que nos entristeceu a todos na final de Gelsenkirchen, o próprio admitiu que errou porque misturou os verdadeiros adeptos do Porto com os adeptos profissionais...

Mourinho esta noite tinha uma opção... ou jogava de igual para igual com o Barça e apanhava 4, ou defendia e talvez levasse a água ao seu moinho. Convém não esquecer que no Inter não dispõe de jogadores para manter a posse de bola como o nosso meio campo de sonho de 2004. O único que sabe ter a bola nos pés é o Schneider e mesmo esse hoje estava claramente inferiorizado. Nem sequer vou comentar a expulsão, porque mesmo sem ela, Mourinho foi para lá para defender... É óbvio que para quem gosta de ver um bom jogo de futebol é triste ver uma equipa apenas rematar uma vez à baliza. Mas o Inter está na final, e o que ficará para a história é o vencedor dessa final...

Jorge Mota disse...

FCP da UEFA de mourinho era 10xs melhor q este inter

de qq das formas o barça n jogou a ponta d1 korno e ja ganhou 2as champions a GAMAR

Inter eliminou 2as melhores equipas mundo-Chelsea e Barça.Logo,merece.

Na final vao mamar!Assim o espero!

(n ne venham com o choradinho patetico e imoral do inter ser 1a equipa humilde.estamos a falar d1 clube q na decada 90 gastou 80 MILHOES contos em jogadores.GASTOU E GASTA!escusem se a fazer figuras ridiculas)

Manuel disse...

O que acham da expulsão do Motta?

meirelesportuense disse...

Bernini:
O Mourinho não me incomoda, incomodam-me sim as pessoas que não sabem reconhecer a sua verdadeira dimensão, ninguém é ninguém sozinho, Mourinho foi o que foi -ou é o que é- porque o Porto lhe deu a mão em duas ocasiões nucleares da sua vida, quando acompanhou Bobby Robson para as Antas e quando o Porto o foi buscar a Leiria...Vou dizer talvez uma heresia, mas Madjer nunca seria o Madjer que foi se o Porto o não tivesse ido buscar ao quase anonimato em 1985...O jogador e a sua capacidade estava lá, mas foi necessário dar-lhe a mão, numa altura em que ele estava a entrar em decadência...Com Mourinho aconteceu o mesmo, não teria a notoriedade que teve se o Porto o não fosse buscar em 2003 ao União de Leiria onde morava, depois de ele ter desencaminhado o seu mentor das Antas para Nou Camp, onde ontem -mais uma vez- ele festejou de forma pouco bonita e ajustada a passagem à Final da Champions...Como todos nós, ele é um produto do meio em que foi construído, mas como alguns outros que se julgam Deuses só porque têm talento, ele esquece-se de quem lhe dá a mão, é "cão que não reconhece o dono" como diz o Povo...É ingrato, por isso digo é pessoa que não presta.
Daqui por algum tempo ele vai perceber isso mas será já tarde, os erros estão feitos, ninguém os pode corrijir, por isso reafirmo, deve mais Mourinho ao Porto que o Porto ao Mourinho...Não ver isto é não perceber nada...Um dia Mourinho está na rua a pavonear-se, dá-lhe uma macacoa e pronto, vai-se embora para o sítio de onde veio, malgrado toda a sua arrogância não fica cá para semente nem para ver passar os troleicarros...É isto que quero dizer e dar a perceber, ninguém é ninguém sozinho...E a sua falta de reconhecimento envolve também o Barcelona e o Chelsea -ou se quisermos dizer com mais propriedade, os seus dirigentes-, emblemas que lhe ofereceram as condições que ele por si só nunca viveria...Os cemitérios estão cheiinhos de génios, alguns com milhares de anos...

Fleaster disse...

Meireles...o que andas para aí a dizer....

Miguel Pereira disse...

Impressionante,

Para levar 4 já lá foi o Arsenal. O Mourinho é o técnico mais competitivo do Mundo e sabe como tem de jogar com cada equipa. De peito feito contra o Barcelona com o ambiente que se criou era um suicidio. Eu queria ver FCP fosse lá jogar assim e levasse 5 ou 6 o que se diria do treinador.

A lesão do Pandev e a expulsao do Milito condicionaram todo o jogo. O Inter pode ter um grande nome mas é uma equipa de remendos. Uma equipa sem banco, sem jogadores ofensivos que possam desiquilibrar. O Barcelona é uma equipa artistica e ofensiva. Cada um joga com as armas que tem. Mal esteve o Pep, que em 80 minutos contra 10 foi incapaz de furar a muralha defensiva. Fez substituiçoes de amador, e em 180 minutos nunca soube dar a volta ao esquema montado pelo Mourinho.

E quem falou no jogo de Milao dos arbitros bem que pode estar caladinho agora. Um vermelho anedóctico (parecia o Luisao no chao a rir-se), um amarelo ao GR aos 30 minutos por atrasar-se a marcar um livre, mergulhos do D. Alves e maos do Zlatan sem cartao, faltas estratégicas a meio-campo...houve de tudo e mais um golo em off-side. Para que houvesse dúvidas.

Com o Chelsea nas primeiras duas épocas o seu futebol foi extremamente ofensivo. Em Itália tentou a princpio mas percebeu de que molde está feito o Calcio. O ano passado foi muito superior ofensivamente contra o M. Utd e caiu nos Oitavos. Simplesmente, aprendeu a licçao.

Nao é bonito, mas também é futebol. Porque atirar 11 tipos para dentro da área aos toques de malabaristas fica bem no futebol de rua. Isto é a Champions League e ocupar os espaços e saber defender é tão dificil como saber atacar.

O Inter foi melhor equipa em 180 minutos, marcou mais golos e defendeu melhor. Merece passar. Será uma óptima final. E Mourinho merece a segunda Champions há muito tempo. Que tenha sorte!

nobigdeal disse...

vou dizer talvez uma heresia, mas é o que penso:

o sistema de jogo do Barcelona é relativamente fácil de ser contrariado;

difícil é anular a capacidade técnica dos seus jogadores.


o Mourinho pode até ser o melhor treinador do mundo mas como pessoa deve ser execrável, só tem umbigo (também me custa perdoar-lhe essas histórias de palermo e quejandos).

finalmente, não achei bonito ligarem os aspersores.

Nightwish disse...

Um vermelho anedóctico
Anedótica é a lei, a decisão do árbitro foi a que teve que ser.
maos do Zlatan sem cartao
E então? Foram a cortar ataques perigosos? A criar oportunidades de golo? Nem por isso.
faltas estratégicas a meio-campo...
E então? Foram marcadas, não foram?
E o golo anulado, não conta? Os mergulhos do Maicon também não existiram?

Bernini disse...

Miguel Pereira, grande comentário!

Ninguém reparou no Sérgio Busquets a espreitar entre os dedos das mãos enquanto se contorcia de dores??

Meirelesportuense,

de certa forma entendo as tuas palavras, é verdade que o Porto lhe deu todas as condições para vencer, mas também Mourinho tem muito mérito na forma como construiu uma equipa de campeões, jogadores do nosso campeonato sem nenhum currículo. E pelos vistos a nossa SAD não aprendeu a lição...

hmocc disse...

Goste-se ou não do JM (eu já gostei mais) tem que se perceber 2 coisas:

1) JM não dá ponto sem nó e quase todos os seus gestos e palavras são premeditados em função do objectivo de desviar as atenções dos media sobre os seus jogadores. Tem um segundo benefício que é o de provocar reacçõe e anti-corpos que JM depois usa como factor motivacional no balneário. Para JM não existe má publicidade ainda que seja retratado por muitos como um "vilão" - algo que ele até parece apreciar.

2) Tácticamente JM não é brilhante. Mas é muito competente. Defender contra este Barça não é tarefa fácil, quanto mais a jogar com 10 durante 1 hora. É que não é apenas por 10 ou 11 gajos atrás da bola. É o posicionamento, são as compensações, é a constante concentração. E como ele próprio disse há uns anitos atrás, também é a "sorte".
Quando o FC Porto jogou em Manchester nos quartos de final da CL em 2004 essa mesma sorte esteve connosco quando o árbitro anulou um golo limpo a Paul Scholes e depois no oportuno golo do "ministro" Costinha a fechar o jogo. Ontem o árbitro esteve menos bem ao expulsar Motta e ao não validar o golo de Bojan por entender - mal - que Touré usou mão na bola quando o que se passou foi claramente um bola na mão.

Se bem que toda a gente adore ver este Barcelona a jogar um futebol a roçar a "pureza" e a "fantasia", eu ontem adorei ver a muralha e os nervos de aço daquele Inter, com jogadores como Cambiasso (meteu o deus Messi no bolso) ou Zanetti (36 anos!).

Ontem sofri com o Inter e apesar de preferir futebol de ataque tenho que conceder que uma coisa é defender, outra é defender bem contra um Barça de sonho. E é aqui que um treinador faz a diferença.

Miguel Pereira disse...

Nightwish,

O golo anulado parece-me falta, mas mais evidente é o off-side do Pique.

O problema do Barcelona nao foi o Mourinho. Foi ter estado 180 minutos sem dar um vislumbre da equipa que foi o ano passado. Com o Chelsea, que se exibiu de forma similar o ano passado, o Barça massacrou de verdade. O Cech fez defesas espantosas e houve muitas oportunidades. Nestes 180 minutos nao. Colocar o "Deusinho" no meio quando podia explorar as diagonais, apostar no Zlatan e acabar com 4 defesas é uma sucessao de enganos tácticos do Pep Guardiola que justificam muito a falta de fogo do Barça.

E efectivamente, Hugo, todos podem por 10 gajos à frente da baliza. Nem todos conseguem que esses estejam 80 minutos, sob pressao maxima, sem cometer um só falho. O futebol também é isso, ou nao?

E nao percebo estes anti-corpos portistas com um treinador que pegou numa equipa moralmente desfeita, a lutar para ficar em 3 lugar e em 2 anos só perdeu 2 supertaças europeias e uma taça de Portugal. Juro que nao entendo, tenha saído como tenha saído (que aqui ninguém é santo, nem de um lado nem do outro), nao entendo. O FCP deu ao Mourinho menos do que o Mourinho deu ao FCP, nao tenho nenhuma dúvida.

Pegou numa equipa desorganizada, um plantel de jogadores dispensáveis e uma admnistraçao ha tres anos desorientada e fez um duplo campeao europeu. Quero ver quem é o próximo que o consegue.

um abraço

meirelesportuense disse...

Renovo a pergunta, se ele -JM- é assim tão bom porque é que o União de Leiria não foi Campeão Nacional com ele?...
E já agora, porque é que o Chelsea e o Inter não foram pela mão dele Campeões Europeus?...Pode ser que seja agora, passados seis anos!...Esteve a amadurecer...
São factos!
Agora que ele é um indivíduo que transforma os seus jogadores em guerreiros é verdade, que os obriga a uma enorme solidariedade sem dúvida, mas ele que faça isso com o Rio Ave ou o Setúbal -que é a sua terra- e quero ver quando é que ele consegue ser Campeão Europeu?...Mas que os transforma para pior como seres humanos, também é verdade, que os despreza profundamente também é evidente, o que ele vê nos seus jogadores é simplesmente um trampolim para os seus sonhos, se não cumprem ou porque não podem ou porque não sabem, despeja-os na próxima estação de correios...E depois exige de quem o contrata muito material humano para produzir resultados, retirando Abraimovic quem é que custou o que custaram os jogadores do Inter?...O resto são problemas de idolatria que eu detesto!

meirelesportuense disse...

E quando festeja como festeja, em casa de quem lhe deu fama, como agora em Barcelona, mostra realmente quem é, o medo que lhe vai na alma e o desprezo por quem lhe deu muitos sonhos a cumprir...Com o Porto foi o que se viu, ainda com contrato encetou negociações com o Chelsea e negou-as aos seus dirigentes...Para depois as justificar com perseguições macabras...Foi Campeão Europeu e nem festejou, ele queria -e apenas pensava nesse momento- era o dinheiro que estava prestes a poder ir ganhar em Londres, o resto era apenas folclore que não lhe dizia nada...Já em 1994 fez o mesmo, moldou a cabeça de Bobby Robson para irem para Barcelona, porquê, por causa do vil metal...Podia sair claro, quem o poderia impedir, mas com elevação, mas ele sabia que se fosse pública essa sua vontade iria ganhar menos...E assim mostrava a sua verdadeira faceta.Eu até acho que estes títulos todos dizem-lhe muito pouco, ele gosta é de olhar para a sua fotografia...Como sou lindo e inteligente!

Anónimo disse...

Repito, não estão em causa os enormes méritos do Mourinho, especialmente no FCP, que, como bem diz o Miguel Pereira, estava pelas ruas da amargura quando ele cá chegou. Mas permitam-me que ganhe pó a um fulano que, de uma das vezes que cá veio com o Chelsea, disse que era um jogo como outro qualquer, e este ano, antes de ir a Stamford Bridge se abriu em declarações de amor ao Chelsea. Desculpem lá, mas eu tenho mau feitio e não suporto cretinices como a que acabo de descrever.

Quanto ao jogo de ontem repito que tanto me fazia quem passasse. Ao contrário de muitos portistas nem aprecio o Barça por aí além e só não me importo de os ver campeões de Espanha para não ser o Real Madrid. Mas, mesmo defendendo muito bem, com "nervos de aço", com compensações bem executadas, etc., etc., continuo a dizer que, ainda dentro do tal meu mau feitio, eu sou um apreciador de futebol. Para actos heróicos prefiro ler a História da Evacuação de Dunkerque. Como o Inter ontem jogou em Camp Nou jogam 80% das equipas que nos visitam no Dragão ao longo da época, incluindo o anti-jogo, e não me parece que por aqui alguém aprecie isso. No dia em que este tipo de futebol for considerado de alta qualidade o Prof. Neca terá de ser considerado o melhor treinador do mundo.

meirelesportuense disse...

Para mim Alexandre, o principal motivo desta discussão assenta na personalidade do JM, que já mostrou à saciedade ser uma pessoa sem grandes princípios, desde que lhe dêm bom dinheiro "joga" em qualquer sítio...Quando qualificou o Porto como sendo a Secília depois de ter estado cá a mamar, durante dois/três anos, está tudo dito...Secília é a terra dele!...-Atenção, que a Secília é uma ilha muito bonita...

meirelesportuense disse...

Sinto alguma empatia pelo Barça porque com eles acontece um pouco do mesmo que acontece connosco, são detestados em Madrid como nós somos odiados em Lisboa, aliás muito desta guerrinha pela presença na final a realizar em Madrid passou também por aí, não me surpreende nada que o Real tivesse feito tudo o que estava ao seu alcance para impedir o Barcelona de ir disputar a final da Champions no seu própio terreno...Eu noto um fenómeno semelhante nas pessoas que gostam do Benfica ou do Sporting, admiram muito mais o Real...A ida do CR para Madrid foi quase um dois em um, já o tinham manifestado quando o Figo fez o mesmo há uns anos, Figo que curiosamente ou não também está no Inter...Costuma-se dizer que "as pedras encontram sempre o seu devido lugar"...Um e outro são apenas aquilo que lhes chamam, PEZETEIROS...O que me admira bastante é que haja tantos Portistas a gostarem muito de quem os despreza tanto...

Miguel Pereira disse...

Alexandre,

O caracter do individuo não está em causa. É um showman que só aprecia o one man show. O seu. Por isso nunca funcionará em clubes com um historial institucional grande como o R. Madrid, Man Utd ou AC Milan. Gosta de pegar em projectos e ressuscitar as equipas para ficar com os louros. Foi assim com o FCP, com o Chelsea e com o Inter na sua dimensao europeia.

Nao julgo o homem, nao o conheço pessoalmente, e se for tudo um espectáculo montado tem tanto direito como teve o Mohammed Ali há 40 anos atrás. Que teve palavras pouco correctas com o Porto depois de ter saído, é bem verdade. Mas quando saiu também se disse aqui muita coisa sem se provar e sujou-se muito o nome dele. Como disse, ninguém é santo.

Ontem defendeu mais do que nunca. Claro que sim. Mas trazia uma vantagem de 3 golos, algo que ninguem tinha metido a este Barça. E sabia que jogar de peito aberto no Camp Nou é um suicidio. Que ia fazer? Ceder a bola? Perder heroicamente? Atacar quando nao precisava? Em Londres atacou e ganhou, e nao precisava. Em Moscovo atacou e ganhou, e nao precisava. Mas com este Barça nao podia jogar como contra o Chelsea. Um dos meritos de Mourinho é saber adequar-se ao rival. E adequou-se a este Barcelona de duas formas distintas e perfeitas. E só por isso merecia o apuramento.

Meirelesportuense,

Eu nao considero que o Mourinho me despreze, nao o conheço pessoalmente para tal. Acho é que há muito orgulho ferido por ele ter saído como saiu. Que esperavam, que ficasse aqui 20 anos? Nao é o seu estilo, cada um é como é, mas nao me esqueço que nos deu os 2 melhores anos da nossa historia desportiva. E isso sao factos, nao questoes de caracter.

Um abraço

Anónimo disse...

Caro Miguel,

O que cá se possa ter dito do Mourinho responsabiliza obviamente quem o disse e não quem, como eu, nada disse. Em relação às atitudes de mau gosto do Mourinho para com o Porto não podemos também esquecermo-nos de que cultivou a comunicação social lisboeta desde que de cá saíu e sabia muito bem que uma atitude fria de sua parte para com o nosso clube seria meio caminho andado para caír das boas graças dessa gentalha. Não deixo de estabelecer um contraste entre ele e Artur Jorge, um treinador que também foi campeão europeu no Porto e que também saíu na época seguinte, mas com lisura e dignidade. E acabou por voltar e ser de novo campeão ncaional, antes de nova ida para França, onde foi campeão. A diferença, como já aqui no blogue escrevi, é que o Artur Jorge é dos nossos e o outro não é, o que também desculpa em parte o seu infeliz comportamento.

Quanto ao jogo de ontem ninguém - nem eu! - pedia ou esperava do Mourinho que fosse jogar de peito aberto em Camp Nou. Nem oito nem oitenta!Mas ele fez precisamente o contrário, desistiu pura e simplesmente do ataque e até da bola - que de facto cedeu, como se pôde ver nas percentagens de posse de bola e na atitude da equipa quando a tinha. Há um meio termo entre o acto suicida que seria ter jogado aberto e aquela exibição de autocarro, fitas e anti-desportivismo. Não duvido que o Prof. Neca fosse capaz de fazer o mesmo com aqueles jogadores na noite de ontem.

miguel87 disse...

Txiii, pela amostra parece-me que há aqui muitos adeptos do fantástico futebol da Grécia no Euro 2004!

É de admirar, pois na altura fiquei com a impressão que a generalidade dos adeptos/criticos não gostaram nada daquele futebol de "retranca" e todo o "anti-jogo"...

Zé_Lucas disse...

O "Anti-Mourinhismo" primário deste post é simplesmente patético.
Ele foi extraordinário na forma como mudou a mentalidade de uma equipa banal e a tornou naquilo que é hoje - uma máquina de jogar futebol prático e guerreiro, nem sempre belo, mas quase sempre eficaz. E um grande Bem-Haja ao Mourinho pelos enormes vitórias que nos proporcionou, a nós adeptos do FCP.
Mais uma coisa só, se me for permitido: a conversa tipo "pároco de aldeia" achava eu, não era apanágio dos homens do Norte, mas devia estar enganado.

Cumps

Miguel Pereira disse...

Alexandre,

Naturalmente não te responsabilizo, mas como tinha visto a tua resposta coloquei o teu nome no inicio. Naturalmente é um discurso aberto a todos que estão nesta troca de ideias.

Tocas aí num ponto chave. Ao contrário de Artur Jorge, o Mourinho nunca foi "dos nossos". Nem nunca o será. É dele mesmo. Por isso ninguém espere palavras de elogio no futuro. E se as teve com o Chelsea foi porque, acredito, pensa em voltar. Algo que nunca fará em Portugal. Aí aposto o meu dinheiro.

O autocarro de ontem foi um exagero vitima das circunstancias. A ausencia do Pandev tirou a possibilidade de ter um jogador acutilante para associar-se com os restantes no contra-golpe. A ma forma fisica do Sneijder nao ajudou. E claro, com um menos, o jogo ficou viciado. Eu esperava uma primeira-meia hora toda do Barça para depois o Inter tentar, pontualmente, sair com a bola. Mas com 10 foi impossível. Face ao jogo do Barça (sem velocidade, sem chispa, sem imaginaçao), optou pela soluçao basica. Mas que funcionou. É feio? É. É futebol? É. Pode valer um titulo? Pode. E para ele é só isso que interessa.

Um abraço

Pedro disse...

A literatura aqui é impagável. Até o Hitler foi inteligente e esperto... valha-nos Deus. Além da comparação parva, revela uma falta de estudo tremenda em relação ás capacidades militares de Hitler.

Falando de coisas sérias.
Fala-se de Mourinho, mas então que dizer de Guardiola? Porque razão retira Ibra apostando em cruzamentos nos últimos 20 minutos? E o que dizer do banho táctico que levou na 1ª mão?

Autocarro ou não, o Barça ontem só teve 2 oportunidades em todo o jogo. Quantas equipas metem autocarros contra o Barça e levam aos 4 e 5.

Eu também prefiro o futebol do Barcelona, mas a verdade é que na Champions não se brinca. E o que dizer da forma como o Barça no ano passado, em 2 jogos com o Chelsea, foi apurado? Não só não jogou melhor como precisou de 3 penaltis gamados num único jogo.

O que existe sim, é um sentimento ressabiado dos portistas. Eu confesso que também o sinto ás vezes. Mas esta ode ao Barça é ridicula.

Manuel disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Daniel disse...

Tenho muita gratidão ao Mourinho pelo que ele fez no Porto, e não me sinto ressabiado em relação à sua personalidade. Não gostei da forma como saiu, mas queria fama, é um sentimento humano. Só não apreciei a forma como o Inter ganhou a eliminatória ao Barça, prefiro futebol espectáculo, embora nem sempre este ganhe.

Bernini disse...

Das duas uma, ou opto pelo futebol espectáculo e para isso deixo de ver o Porto e começo a ver o Arsenal todos os fins de semana, ou então opto pelo futebol enquanto jogo de estratégia, desafio táctico, colocar armas em função do adversário, saber jogar para ganhar...

Se Jesualdo em Londres frente ao Arsenal encarasse o jogo com maiores cuidados defensivos muito provavelmente a eliminatória teria sido discutida até ao minuto 90... em vez disso tentou jogar olhos nos olhos e podia ter levado 8!! Mas vá lá, apenas levou 5...

O Caçador disse...

Extraordinário o homem que diz após o jogo, o seguinte ;

" ESTA FOI A MAIS BELA DERROTA DA MINHA CARREIRA "

Quem fala assim, não é gago......

Anónimo disse...

Pela leitura de alguns comentários, sejam eles patéticos ou não, primários ou não, escritos por gente educada ou por membros da geração rasca, quase se conclui que só há dus maneiras de jogar futebol: ou à Barcelona dos seus dias ou à Inter de ontem à noite.

Já disse e repito: a tese "o que interessa é ganhar" só se aplica aos adeptos das equipas em confronto. Os neutros querem é ver futebol. Se há por aqui quem tenha gostado da maneira de jogar do Inter ontem, então os seus padrões de exigência estética são muito baixos. E àqueles que acham que me expresso assim por ressabiamento, peço-lhes para avaliarem o que escrevo e não as razões por que o escrevo - porque essas só eu as sei. Que não posso com o gajo já deixei claro, mas neste meu pequeno apontamento no blogue não era ele que estava em causa, mas sim o seu horrendo futebol de ontem à noite.

Aposto que alguns dos indefectíveis adoradores do anti-futebol que nos foi servido ontem à noite teriam tido uma opinião bem diferente do jogo se o treinador tivesse outro nome. Ou seja, padecerão do oposto do ressabiamento de que gostam de acusar os outros: padecem de deslumbramento por tudo o que esse tipo faz.

Até parece que não houve várias equipas a sacarem resultados no Dragão desta maneira ao longo da época...

Mas pronto, Portugal é um país de religião hindú, está cheio de vacas sagradas, e uma delas é o Mourinho.

Nightwish disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
meirelesportuense disse...

Pedro, não sei se és Pedro, se és Manel ou se és Maria, mas se queres chamar parvo porque não vais chamar parvo à tua Tia ou a alguém ainda mais próximo, segue o conselho do Sócrates!...
O que eu disse -por outras palavras- e se queres perceber percebes mas eu não sou teu professor, é que o Hitler conseguiu ser um ídolo enorme nos anos 30 e 40 -depois suicidou-se, coitado deu um tiro na carola -de tal forma que teve toda a Europa a seus pés, tal como agora o Mourinho parece ter...E como o Mourinho tem, ele teve e ainda tem -pasme-se- os seus apaniguados, por muitas asneiras e crimes que tenha cometido, aliás não é só ele, antes o fosse...Para conseguir toda aquela popularidade teve que ser esperto, inteligente ou não?...Até escreveu um livro como o Mourinho...O Mourinho também sabe jogar com as massas e com aquilo que o Reich -não o terceiro, mas o Guilherme- chamou de Psicologia de Massas do Fascismo, psicologia que tão arreigada anda por estes lados...Se um indivíduo que é Portista ou melhor é do Norte, fica indiferente que ele -Mourinho- considere a cidade do Porto tal como a de Palermo, percebo bem que de Portuense tenha muito pouco...Ou então em vez de Portuense e Portista, será de outras latitudes o que se percebe pela indiferença destas questões e pela literatura...

Rogério Paulo Almeida disse...

O que se retira de tudo isto é que se o Inter for realmente Campeão Europeu... penso que, no âmbito da transferência de Quaresma, encaixaremos uma verba suplementar de 1 Milhão de Euros...

Isso é que importa.

Anónimo disse...

Fechou com chave de ouro, caro Rogério Paulo Almeida (note-se que não estou a forçar o encerramento do debate!;-)).