quarta-feira, 30 de junho de 2010

Anualmente é isto

Um gajo diz mal durante um ano (ou parte dele), são todos uns filhos da ..., só nos andam - aos sócios - a chular, que vão gozar prá terra deles, ...

E depois mudam o treinador, a gente fica com e eis que chega a hora do


e pago para ver.

Após anos de crise de futebol estava indeciso em pagar por 1 ou 4 jogos da liga europa o mesmo que o(s) ano(s) passado(s) paguei por 3 jogos da liga dos campeões. Lá está, são sempre os sócios a pagar as asneiras doutros.

Mas quando me dizem que vou ter

nem hesitei :-D, fiquei logo convencido. Até os gajos da CMVM vão comprar lugares anuais.

6 comentários:

heliummm disse...

Ahahah...se não vivesse em Lisboa até que comprava isso.

FM disse...

Também hesitei principalmente pelo facto dos preços serem iguais aos do ano passado mas acabei por renovar os dois lugares que tenho.

Vai ser o último ano se continuar a assistir aos jogos miseráveis que vi durante esta época. Até entendo que não possamos ser sempre campeões mas exijo enquanto sócio com lugar anual, a quem custa muito pagar mais de 500 euros anuais, que o espectáculo seja bom!

Pedro disse...

Eu nunca hesito em renovar, simplesmente porque adoro ver um jogo. E o fanatismo pelo FCP nãos e cura com os anos. Sofro muito mais pela TV, e pela rádio é apenas um aneurisma á espera.

Que tenhamos uma época com melhor futebol e mais alegrias.

Jorge disse...

Quem me dera poder comprar um, mas vivo do outro lado do Atlantico e a unica possibilidade vai mesmo levar os miudos a jogos da MLS...
Considerem-se uns sortudos...

Ana Martins disse...

Eu, como sempre, tomo a decisão APÓS o dia 30 de Junho, dia até ao qual se têm vendido, todos os anos, as jóias da coroa, às vezes em negócios cujas mais-valias se circunscrevem aos prémios dos dirigentes.
Aguardem pelo fim do dia de hoje...

cumps

Mário Faria disse...

Renovei sem qualquer dúvida.
Tive um desconto de fidelização de5%.
O FCP é uma prioridade,
A contestação aos dirigentes na minha perspectiva não passa pelo abandono.