sábado, 26 de junho de 2010

Bi-campeão de Juvenis


Num jogo disputado hoje no Centro de Treinos e Formação Desportiva do Olival, o FC Porto venceu o Sporting por 2-0, revalidando o seu título de Campeão nacional de Juvenis (Sub-17).

A equipa treinada por Pedro Emanuel, alinhou de início com:
Elói Silva, Rúben Teixeira, Hugo Basto, Tiago Ferreira, Tiago Bragança, Paulo Jorge, Erik Grey, Ricardo Alves, Joaquim Lupeta, Tozé e Fábio Martins.

Os golos foram marcados por Lupeta, aos 57', e Ricardo Alves dois minutos depois.

Parabéns aos Campeões!


Fotos: Record

9 comentários:

Jorge Mota disse...

MEL de ABELHA!!

Traficante de pneus disse...

Quanto a Lupeta. Será mais um Zeferino ou Tinaia?
Ouço falar maravilhas dele.

Pedro disse...

2 notas:

Um grande trabalho do P.Emanuel.

Um tal de Joaquim Lupeta que nos levou ás costas nesta fase final.

Mas fico com a sensação que esta equipa de juvenis joga mais futebol que a equipa de juniores.

Esperemos que no próximo ano o FCP não forçe a evolução dos jogadores. A politica de encher a equipa de juniores de juniores de 1º ano tem sido desastrosa.

Traficante de pneus disse...

O grande sucesso dos juvenis deve-se ao protocolo com o Padroense. Os Juvenis de 1ºano vão todos para lá. É normal ver na selecção de sub-16, 6, 7, 8 ou 9 jogadores do FC Padroense.
Quantos aos juniores havia um protocolo com o Candal, mas estes venderam a alma ao Diabo quando mandaram um Juvenil para o clube do regime, estando o FC Porto interessado nele. Resultado, este ano o Candal desceu de divisão. Sei que se o FC Padroense subisse aos Nacionais de juniores identico protocolo seria feito. Confesso que não sei se subiram. Parte de sucesso do SCP em Juniores é o protocolo que têm com o Real Massamá...

José Correia disse...

Sabe bem ganhar campeonatos, mas o essencial do futebol de formação não é isso.
O essencial é formar jogadores de qualidade indiscutível e que tenham entranhada a cultura do clube. Se assim for, será mais fácil que todos os anos 1 ou 2 jovens da formação possam integrar o plantel principal.

hmocc disse...

Zé, sem deixar de concordar contigo, se pudermos juntar o agradável ao útil...

O essencial na formação é formar o caractér e a inteligência táctica dos jogadores ao mesmo tempo que se treinam os aspectos fisicos e técnicos.

A mim o que me chateia é que desde 2006 que andamos com esta mariquice do Visão 611 da qual ainda não vimos 1 jogador que fosse aproveitado para o plantel principal.

Se os putos não sentem que o seu valor vai ser devidamente recompensado com uma possibilidade real de ascender aos séniores, então acabam por se perder porque pura e simplesmente as portas não se abrem e eles não são parvos.

Ser um jogador profissional é um sonho, mas para estes miúdoso sonho tem de ter uma ponta de realidade para valer a pena.

Delindro disse...

Nesta onda de formação ganhamos 2 títulos no Hóquei em Patins (Juniores e Iniciados). Será que estas conquistas merecem algum realce da vossa parte e eu sei que pelo menos alguns os que conheço, gostam das modalidades. :)

José Correia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Correia disse...

Olá Fernando,

O Reflexão Portista é um blogue e não tem a pretensão de ser um site informativo sobre toda a actividade do FC Porto. Naturalmente, incidimos a nossa atenção sobre o futebol sénior embora, de vez em quando, também publiquemos textos sobre o futebol de formação e o projecto visão 611.
Em relação a outros desportos (atletismo, hóquei, andebol, basquetebol, automobilismo, etc.) também vamos publicando alguns artigos mas, repito, sem ser numa perspectiva noticiosa (para isso existe o site oficial do clube) e sem termos a veleidade de querer cobrir todos os escalões.

Um abraço