quarta-feira, 7 de julho de 2010

O mistério Kieszek

Neste defeso o FCP contratou o guarda-redes polaco Pawel Kieszek (lê-se "Kiejék") ao SC. Braga. Oficiosamente - e excluindo comissões de intermediação - terá custado o passe e direitos desportivos de Hélder Barbosa, não envolvendo verbas numa ou noutra direcção.

Antes de mais, quem é este guarda-redes?

Tem 26 anos, nasceu em Varsóvia e chegou ao Braga há 3 anos, onde passou pelo banco antes de ser emprestado ao Setúbal, tendo depois regressado ao banco do Braga.

Na época passada jogou 3 jogos completos (e zero incompletos), todos na Taça da Liga.

Para mim este negócio é um mistério por três razões:

1)para lutar pela titularidade temos dois bons guarda-redes, de provas dadas, nomeadamente Hélton e Beto; para 3o guarda-redes chega perfeitamente o americano ex-junior (mais: esta posição é ideal para completar a formação de jovens GRs da casa junto dos GRs principais do clube, antes de serem emprestados para ganhar algum "calo").

Supondo por um momento que Hélton é vendido (o que duvido imenso), não me parece que será um GR que (ainda?) não deu fortes indícios de qualidade (em 3 anos fez uma dúzia de jogos e ainda por cima não foi por ser ex-junior...) que fará o mais indicado para colmatar a sua saída.

2) Aos 26 anos não será certamente uma "aposta de futuro". Aliás, para isso temos já o Ventura a "estagiar" na 1a divisão pela 2a época (depois do Olhanense onde fez uma boa época, o Portimonense) e daqui a um ou dois anos terá perfeitamente condições para regressar e lutar pela titularidade, aos 23 ou 24 anos.

3) O não-aproveitamento de H. Barbosa para o plantel principal é um assunto em que os portistas divergem de opinião, e não vou sequer abordar esse ponto; no entanto parece-me que a grande maioria irá concordar comigo em que se esperava que ele valesse certamente mais do que um GR de 26 anos que tem sido suplente no Braga e leva uma dúzia de jogos feitos em 3 épocas.

Confesso portanto que não compreendo esta contratação. Ironicamente, entretanto o guarda-redes que em tempos Pinto da Costa quis contratar foi livre para o Olhanense: falo de Moretto.

36 comentários:

José Correia disse...

Para além da cedência do passe do Helder Barbosa, gostava de saber em que condições financeiras foi contratado o Kieszek.

Leceiro disse...

Antes de mais: o Samir Badr (o tal americano) ainda é júnior e vai cumprir a temporada que lhe resta nesse escalão.

Em segundo lugar, o Kieszek mostrou ser um bom GR no Braga e no Setúbal e como 3ª opção parece-me bem.

Para finalizar, ficamos com 50% dos direitos económicos dum activo ao qual nunca demos uma hipótese a sério mas ainda assim salvaguardamos a nossa posição enquanto o Braga ficou na mesma posição face ao PK. De referir que o Braga já tentou resgatar este jogador devido à onda de lesões no seu GR, hipótese rejeitada de imediato pela SAD.

Ana Martins disse...

Tb a mim esta contratação tem mto de estranha. Mas sabem o que estranhei? Esta frase de "O JOgO":

«James Rodríguez chegou cedo ao Olival. Transportado pelo "team manager" Rui Carvalho, o colombiano ficou a conhecer as instalações e também os companheiros que entretanto iam chegando, bem como o treinador André Villas-Boas»

O team manager Rui Carvalho? Cadê o Acácio Valentim? Querem ver q afinal o túnel da Luz teve conseqªs internas?!

A aguardar...

Mefistófeles disse...

Pois sempre direi que Polacos na baliza do FC Porto inspiram-me sempre os melhores sentimentos.

Por alguma (boa )razão se terá feito esta contratação. Penso eu de que.

Leceiro disse...

@ Ana Martins - quem foi buscar o James ao aeroporto foi o Acácio Valentim, o team manager "principal".

José Rodrigues disse...

"Pois sempre direi que Polacos na baliza do FC Porto inspiram-me sempre os melhores sentimentos"

Wosniak? ;-)

Acho q te esqueceste desse...

Os sentimentos são mistos (esse compensado pelo Mly). De qualquer forma dificilmente o veremos em acção (tirando a taça da cerveja), sendo o 3o GR.

Quanto a ter mostrado ser um bom GR no Braga ("Leceiro")... tiraste essa conclusão dos 3 jogos q fez para a taça da cerveja (em 2 anos e meio de Braga)?

Aliás, sabendo os dirigentes do Braga q o Eduardo estava de saída, se o Pawel fosse tão bom o Braga (q o conhece melhor q ninguém) nem hesitava em recusar deixá-lo sair, digo eu.

Mas a minha questão nem é essa: ele até pode ser bom, a questão é q não havia qualquer necessidade para 3o GR, pq já temos 2 bons. Ficamos a perder em salários, ficamos a perder na formação de um GR da casa (Baía aprendeu com Mly, Ventura recentemente aprendeu com Hélton), e é mais um pequeno grau de areia a contribuir para a descaracterização do plantel. E já agora, provavelmente algum intermediário na "operação" ainda ficou a ganhar algum dinheiro com isso, dinheiro q (mesmo sendo eventualmente de pequena monta) ficamos tb a perder.

Quanto a termos ficado com 50% do passe do H. Barbosa: isso para mim é novidade, não o vi em lado nenhum. O Leceiro poderia por favor mencionar o link ou fonte? Obrigado.

Anónimo disse...

Mefistófeles disse: "Por alguma (boa )razão se terá feito esta contratação. Penso eu de que."

Isso pode dizer-se de toda e qualquer contratação. Por exemplo: "por que razão se comprou o Benitez? Por alguma (boa) razão terá sido":-)

Zemis disse...

eu, sinceramente, também não compreendo esta jogada... acho que é, infelizmente, uma decisão semelhante à que o benfica fez o ano passado e que, como se viu em Liverpool, lhes correu muito mal! num plantel não são precisos mais que dois guarda-redes seniores e de qualidade, o terceiro pode e deve ser um jovem da casa.

e não compreendo como, no âmbito da boa relação porto-braga, não se emprestou o kieszek por 6 meses? estão a contá-lo usá-lo nas fases posteriores da liga europa?!

não percebo nada disto!!

agora só mais dois comentários:

1º lê-se kiechek (x), se fosse "kierzek" é que se leria, em português, kiejek.

2º como é possível haver tantos guarda-redes polacos no mercado? se repararem o suplente do Arsenal (o bem-logrado Fabianski, obrigado!), o do Manchester, o do Real Madrid, etc etc... o Braga até ia buscar um polaco para substituir o Quim!!

Leceiro disse...

José Rodrigues, o PK foi tapado pelo Eduardo no Braga mas na sua primeira temporada tirou o lugar ao Paulo Santos, realizando cerca de 15 jogos (titular indiscutível até essa altura) e seria a 1ª opção para 2008/2009; no entanto uma lesão tirou-lhe essa hipótese, foi tapado pelo Eduardo e foi emprestado ao Setúbal ajudando os sadinos a garantir a manutenção com uma série de bons jogos.
Em 2009/2010 uma vez mais tapado pelo Eduardo, ia ser emprestado novamente ao Setúbal mas o negócio foi desfeito à última da hora dado que o Braga queria o Mário Felgueiras de volta e o Setúbal não aceitou.

Portanto não foram 3 jogos, foram bem mais e de facto ele mostrou qualidade.

Leceiro disse...

Vale o que vale mas mostra que o PK tem algum valor.

http://www.zerozero.pt/video.php?id=70130

PS - a defesa ao remate do cepo Cardozo é monumental.

rocamador disse...

O terceiro GR devia ser sempre o dos Juniores, treinava durante a semana com o plantel principal e jogava os jogos dos juniores.

Não compreendo esta opção ...

meirelesportuense disse...

Estou com o "leceiro", o polaco pareceu-me sempre ser um excelente GR e se deixou de jogar, provavelmente terá algo a ver, com a sua condição de extra comunitário...Porque sempre que o vi jogar gostei, sereno, boa colocação e bons reflexos.

Miguel Pereira disse...

Nestas questões parece que, pura e simplesmente, não aprendemos.

Se temos um guarda-redes titular que dá confiança e um suplento que é um dos 2 melhores do país, naturalmente que não faz sentido que o 3 (que será convocado umas cinco ou seis vezes ao ano) seja um jogador profissional de 26 anos e de outra nacionalidade e não um jogador da formação, a crescer e a quem não se terá de pedir responsabilidades.

É como se disse aqui um salário a mais, uma oportunidade a menos e um sinal claro de que há coisas que não mudam nos escritórios do Dragão por muito que mude o técnico.

Um abraço

AFC disse...

"Ficamos a perder em salários, ficamos a perder na formação de um GR da casa (Baía aprendeu com Mly, Ventura recentemente aprendeu com Hélton)..."

Com a saída do Nuno, esse sim provavelmente auferindo um salário razoável, não creio que em termos salarias essa questão se coloque.

E aqui está o link do DN referindo que o FCP fica com 50% de H. Barbosa:

"Ora, se James só deve entrar nas contas do técnico André Villas-Boas na próxima semana, os outros reforços já começaram ontem a treinar, incluindo Pawel Kieszek. O guarda-redes polaco, de 26 anos, só ontem foi confirmado como contratação do clube: chega ao Dragão, vindo do Sporting de Braga, por troca com Hélder Barbosa (que já se apresentou no clube minhoto). E portistas e bracarenses passam a partilhar, 50%-50%, os passes de ambos os atletas."

http://dn.sapo.pt/desporto/porto/interior.aspx?content_id=1609397

José Rodrigues disse...

"Com a saída do Nuno, esse sim provavelmente auferindo um salário razoável, não creio que em termos salarias essa questão se coloque."

A questão salarial q se coloca como é fácil de ver não é Nuno vs. Pawel, já q o Nuno saiu, mas sim júnior ou ex-júnior vs Pawel, q eram as alternativas possíveis.

De resto Leceiro quanto a vídeos Youtube, tb arranjo uns porreiros do Valeri, do Prediguer e até (!) do Benitez. Isso vale o q vale, q é muito pouco (e volto a repetir, se fosse mesmo bom é incompreensível q quem o conhece melhor - o Braga - não tivesse problemas em abrir mão dele com a saída mais do q sabida do Eduardo); mas volto a repetir, nem é o valor do Pawel q está em causa nesta discussão (a não ser q aches q estamos mal servidos tanto com Hélton como com Beto).

O Zemis avançou com mais uma consideração relevante: o potencial para desestabilização (ainda que pequena). O Nuno é bom carácter e acima de tudo estava em fim de carreira, por isso não se importava em ver jogos da bancada.

Ora o Pawel terá certamente algumas ambições (tem 26 anos, está a meio da carreira) e poderá não aceitar tão facilmente ver os jogos da bancada. Ou pior ainda, digamos q é mesmo bom e "atira" com Beto ou Hélton para a bancada: como é q o preterido vai reagir?

Não sabemos, mas certamente nunca melhor do q um junior ou ex-junior...

Anónimo disse...

Basicamente este tipo de contratações revelam, pelo menos na aparência, grande desconfiança na prata da casa. A coisa atingiu tais proporções que duvido que os jogadores juniores do FCP normalmente acalentem alguma esperança de um dia virem a ser titulares do clube.

Jorge disse...

Parece-me que a atitude de muitos dos comentaristas e de na duvida achar que e uma ma contratacao.

O terceiro guarda-redes nunca deve ser um junior, se nao estou em erro seria um desperdicio ja que os juniores do clube podem sempre treinar e jogar com os seniores.

Quanto a rodar um guarda-redes novo, nao percebo qual a vantagem de ser o terceiro quarda-redes do plantel principal, aonde faria os treinos especificos mas nunca jogaria, em vez de ir jogar numa outra equipa.

Se ha necessidade de ter tres guarda-redes num plantel acho que todos eles devem ter qualidade para a qualquer altura jogarem na equipa principal.

José Rodrigues disse...

"Se há necessidade de ter tres guarda-redes num plantel [...]"

Há?

Eu acho que não, basta 2 GR "a sério" e o 3o é para caso (muito pouco provável) de lesões simultâneas dos outros dois.

Aliás a SAD concordou com isto durante muitos anos, tendo tido por ex B. Vale e Ventura como 3o GR.

Mais, já agora: de certeza q o Pawel nem sequer vai ser inscrito na Liga Europa, temos demasiados estrangeiros devido às quotas para prata da casa (só temos 17 vagas para estrangeiros e portugueses formados em outros clubes). O q só demonstra que não contam tanto com ele como isso. Vai uma aposta?

pedro disse...

Constantemente é possível ler referências aos jogadores formados no FCP!! Será que quem o faz costuma ver os jogos dos miúdos? Será que consegue ver como é escassa a qualidade que lá existe? São muito poucos os que podem vir a singrar a este nível e então com entrada directa, muito menos... Quanto a GR, o Ventura é um oásis no deserto!! Deixem rodar porque estão lá o Helton e o Beto para lutar.

AFC disse...

"O Zemis avançou com mais uma consideração relevante: o potencial para desestabilização (ainda que pequena). O Nuno é bom carácter e acima de tudo estava em fim de carreira, por isso não se importava em ver jogos da bancada.

Ora o Pawel terá certamente algumas ambições (tem 26 anos, está a meio da carreira) e poderá não aceitar tão facilmente ver os jogos da bancada. Ou pior ainda, digamos q é mesmo bom e "atira" com Beto ou Hélton para a bancada: como é q o preterido vai reagir?"


Seguindo este raciocinio contratámos 11 titulares e o resto serão juniores que é para não desestabilizar os titulares.



"...provavelmente terá algo a ver, com a sua condição de extra comunitário..."

llooll. A União Europeia ainda não chega aos Urais mas considerar Kieszek extra-comunitário... :)

malhavacas disse...

Os meus amigos do Braga sempre me disseram k este era o melhor gr k tinham. Para mim é uma grande escolha e vai supreender muita gente. Aguardem.

José Rodrigues disse...

"llooll. A União Europeia ainda não chega aos Urais mas considerar Kieszek extra-comunitário... :) "

Não sei quem é q falou nisso, mas já há vários anos que não há nenhuma quota para extra-comunitários.

José Rodrigues disse...

"Seguindo este raciocinio contratámos 11 titulares e o resto serão juniores que é para não desestabilizar os titulares."

Como é fácil de ver (bem, pelo menos para mim) há uma diferença entre um GR (em q é raro haver lesões e castigos) e outras posições. Que oportunidades é q um 3o GR tem de jogar? Muito poucas. Já para um meio-campo rodam (quase) todos um bom bocado.

E *NATURALMENTE* que há em geral uma diferença entre 2as escolhas e 3as escolhas para uma determinada posição... as 2as escolhas devem ter capacidade para dar luta pela titularidade... as 3as é para fazer número em caso de castigos e lesões (uma boa surpresa da parte deles vem como bónus, mas não é exigível), ou em circumstâncias muito específicas de jogo/adversário, logo devem ser jogadores muito baratos e q não criem "ondas", de preferência prata da casa.

Mefistófeles disse...

"Isso pode dizer-se de toda e qualquer contratação. Por exemplo: "por que razão se comprou o Benitez? Por alguma (boa) razão terá sido":-)".

Pois é, Alexandre. Mas esse tipo de conclusões só se tiram a posteriori, nunca a priori. Não alinho pelo discurso que as contratações só servem os interesses dos empresários, quero crer que se fazem ( principalmente )pensando no melhor para o clube. Se depois se concretizam ou não em mais valias desportivas, isso é outra conversa. Depende de muitas coisas.

Qualquer contratação, até no mercado de trabalho não desportivo, é sempre uma carta fechada.

Anónimo disse...

Nós, caro Mefistófeles, só podemos tirá-las à posteriori, mas quem os contrata tem obrigação de saber quem compra.

Eu também não alinho no absurdo discurso de que as contratações só servem os interesses dos empresários. Isso é o que o povo chama "cuspir para o ar".

José Rodrigues disse...

Eu tb não alinho nessa cantiga.

Dito isto, não me admira que às vezes um empresário consiga "impingir" um jogador a um clube (FCP incluído), principalmente nos casos em q o jogador é mal conhecido (daí q eu esteja mais sossegado qdo é um jogador do camp português, já q aí o treinador e dirigentes têm obrigação de conhecer bem directamente; da mesma forma torço muito o nariz quando o jogador vem de longe e nem sequer jogava regularmente no seu clube - sendo portanto difícil de observar em primeira mão - como por ex o caso do Benitez, Sonkaya e em menor medida Guarín).

E até digo mais: acredito que pontualmente até se faça um favor a um empresário, mas no espírito de fazer o melhor pelo clube (no espírito de "You scratch my back, and I scratch yours"), como por ex na esperança de q o empresário dê uma ajudinha na venda do jogador y ou na contratação de um 3o jogador (ou até como "pagamento" por favores anteriores).

Anónimo disse...

Sim, caro Zé, esse tipo de "back scratching" é natural que ocorra e nada tem de invulgar ou criticável. Uma coisa são as belas teorias, outra coisa é a prática.

Nuno Vaz disse...

Pois...eu estou com o Zé Rodrigues nesta questão. Esta contratação parece-me mais uma questão de favores a alguém do que de necessidade...
É que um 3º GR praticamente não joga. A não ser que tenham visto nele qualidades para ser 1º ou 2º GR do FCP quando o Helton sair, talvez para o ano, mas aí põe-se a questão: se é assim tão bom, porque é que o Braga o vendeu...?

reine margot disse...

Já que falaram em "back scratching" (e como este caso do Kieszek é para mim "so much ado about nothing") que me dizem do "back" (scratchted ou não) do Sneijder?...

Bruno disse...

Realmente nao sei qual e' a duvida que o Helder Barbosa nao tem lugar no plantel. Mariano, Cebola, James Rodriguez, Hulk, Varela. Ainda queriam mais um extremo? Child, please!

Ventura daqui a 2 anos tem capacidades para lutar pela titularidade? Ridiculous. Tanta coisa por um 3º guarda redes. Quando não têm nada para criticar.. inventam :-)

JRP disse...

Ninguém põe a hipótese de entretanto o Helton sair ainda na pré-temporada?
Honestamente, é isso que me parece que vai acontecer, sobretudo depois daquelas declarações no final da taça, do suposto interesse que tivemos no GR da Nigéria e da aparente obrigação que o clube parece sentir em ter que colocar o Beto a titular.
E aí sim, o Helton estaria lá a desestabilizar porque, se eu o conheço, não admitiria ir uma temporada inteira para o banco.
Ou muito me engano ou, nos próximos dias, o Helton vai para outras paragens...
E deve ser por isso que, em boa hora, o FCP decidiu comprar esse polaco para segundo e não terceiro GR. Mas posso estar enganado...

ricardompr disse...

O problema de se ter o 3.º GR das camadas jovens é que está-se constantemente a "queimar" uma possível promessa para a baliza.

meirelesportuense disse...

Alguém falou do GR da Nigéria, esse sim é que era um titular 5 estrelas...

AFC disse...

"A questão salarial q se coloca como é fácil de ver não é Nuno vs. Pawel, já q o Nuno saiu, mas sim júnior ou ex-júnior vs Pawel, q eram as alternativas possíveis."

Caro José Rodrigues, como eu não sei o salário que cada um vai auferir ou auferia (no caso do Nuno) para ainda não se me afigura muito fácil de ver.


"Como é fácil de ver (bem, pelo menos para mim) há uma diferença entre um GR (em q é raro haver lesões e castigos) e outras posições. Que oportunidades é q um 3o GR tem de jogar? Muito poucas. Já para um meio-campo rodam (quase) todos um bom bocado."

Como é fácil de ver a capacidade para se adaptar jogadores é muito mais fácil da defesa para a frente do que da defesa para trás. Explico: Caso haja uma lesão de um guarda-redes, este só poderá ser substituido... imagine-se, por outro guarda-redes. Assim que não me parece uma coisa do outro mundo apostar-se em guarda-redes com mais experiência. Aliás esta não é uma metodologia adoptada especialmente para esta época, nem apenas por este clube. Dar-lhe ia vários exemplos, mas recordo-lhe apenas o caso do Chelsea, que aquando da contratação do Hilário tinha no seu plantel, na altura, Cudicini e Cech.

José Rodrigues disse...

"Caro José Rodrigues, como eu não sei o salário que cada um vai auferir ou auferia (no caso do Nuno) para ainda não se me afigura muito fácil de ver."

De facto é um grande salto de imaginação supor q um GR polaco de 26 anos (q aceita mudar-se para o FCP do Braga, certamente não para perder dinheiro) ganha mais do q um junior ou ex-junior do FCP. Pois.

Bem, acho q está tudo dito sobre este assunto, o q havia a ser discutido está discutido.

AFC disse...

"De facto é um grande salto de imaginação supor q um GR polaco de 26 anos (q aceita mudar-se para o FCP do Braga, certamente não para perder dinheiro) ganha mais do q um junior ou ex-junior do FCP. Pois."

Não se trata de saltos de imaginação. As minhas contas são muito simples. Acredito que o salário de Kieszek será sempre inferior ao de Nuno. Por isso não vejo grandes problemas de gestão nesta questão ao contrário do que se pretende insinuar. Ok, já sei que vai comparar o salário do Kieszek com o do Ventura. A minha comparação será sempre com Nuno, porque este era o nosso terceiro guarda-redes. Os outros nomes são apenas "wishful thinking".