segunda-feira, 19 de julho de 2010

Os primeiros passos

O Futebol Clube do Porto apresentou-se "não oficialmente" ontem à tarde aos sócios. Antes do prato principal, os sub-14 derrotaram os miúdos do Ajax por 2-0. Os pupilos de Pepjin Linders fecharam as contas ainda na primeira parte com golos de Luis Mata aos 17 minutos e Rui aos 39.


No jogo dos graúdos,
André Villas-Boas apresentou um onze algumas caras novas e equipados de amarelos, a cor alternativa para a presente época. A Sereno, Emídio Rafael, João Moutinho e James Rodriguez juntaram-se ainda Sapunaru, de regresso. Os melhor Porto apresentou-se nos primeiros 20 minutos com algumas iniciativas individuais de Hulk. Aos 14 minutos da sua estreia no Dragão, James Rodriguez marcou o único golo do encontro. Uma má intervenção do guarda-redes Vermeer bem aproveitada por Hulk que serviu James para o golo de baliza aberta.

Pelo intervalo estiveram presentes os campeões de Juniores B, ex-formação de Pedro Emanuel.

O jogo acabou por ser morno com o Ajax a tentar empatar a partida mas sempre sem grande perigo, recorrendo a vistosos remates de fora da área graças à novidade da época, a Jabulani.

E do jogo não há muito mais para dizer. Algumas jogadas interessantes mas ainda muito pouco colectivo para se poder concluir o que quer que seja. Dos novos jogadores também não foi possível chegar a grandes conclusões. Moutinho esteve esforçado e bem ambientado no meio campo e Emídio Rafael esteve igualmente bem na estreia destacando-se especialmente na segunda parte, ao subir bastante pela ala esquerda. Na defesa Sereno e Maicon estiveram q.b. James Rodriguez marcou mas não teve oportunidade para mostrar muito mais.

Restam três semanas de muito trabalho para o encontro que realmente interessa a todos.

Fotos: jn.pt

16 comentários:

meirelesportuense disse...

Estive no Estádio, vi um jogo ainda pouco claro, mas com uma tendência para exercer um pressing maior que nas épocas anteriores...Não gostei do Tomás Costa depois de nos primeiros momentos parecer querer acertar, o público do Dragão têm influência negativa no homem?...No resto sempre um jogo rasagadinho, duro, com uma supremacia quase constante do Porto.
Notas mais para Hulk, Helton, Maicon, Moutinho, Fernando e Sousa.Gostava de ver o Castro naquele meio campo, ontem entrou para defesa direito!?...Faltaram muitas caras indiscutíveis e o Walter...Está difícil.

Santos disse...

Acabei por apanhar uma stream em satélite e vi o jogo em directo só com o som ambiente do estádio. Maravilha!
Globalmente achei um jogo algo morno, apesar de ter muitas disputas rasgadinhas parte a parte. O Ajax acabou por um lado por não ser a equipa mais adequada para este teste uma vez que pressionava também sempre muito dificultando a circulação de bola do Porto.
Sobre os novos gostei, não tanto por terem feito algo de especial (não fizeram) mas por não defraudarem as minhas espectativas. Todos eles mostraram ser bons de bola. O melhor deles acabou por ser Moutinho. Acho sinceramente que se Meireles sair (como é lógico na sequência da contratação dele), não ficamos nada a perder.

Se calhar tinha as minhas espectativas muito altas, mas esperava mais. Esperava mais circulação de bola e menos individualismos. Continuamos com dificuldades em transportar o jogo até aos atacantes e criar ocasiões de golo, mesmo com Micael e Moutinho em campo.
Como pontos positivos destaco a pressão alta que fazemos (finalmente!) e a solideriedade em campo. Sempre que a bola está num adversário, caímos em cima dele o que é bom. Esta é uma característica do AVB. Falta por a bola a circular na zona média, mas por este andar, este não será o nosso ano (e não digo isto com pessimismo!, tenho grandes esperanças na equipa e acho o plantel muito bom). Há é muito a melhorar

7 de Agosto está aí à porta e, como temos constatado, o adversário mantém máquina oleada no ataque, com boa circulação de bola e ocasiões de golo. A mim não me apetecia nada repetir a final da taça da liga, por favor...

Pedro disse...

Mais alguém detesta o raio da bola laranja? Rais parta o car**** da jabulani.

Quanto ao jogo apenas deu para ver que o Porto vai voltar à defesa pressionante, abandonada por Jesualdo. Nota-se o dedo do treinador nos processos defensivos, mas a nível de ataque falta ainda muita coisa. Vamos ter de evoluir muito até 7 de Agosto. E não nos podemos queixar da ausência dos mundialistas, dado que são todos defensivos, excepção a R.Meireles que deve estar de saída.

Mais jogos precisam-se, e talvez a "bigorna" com os seus remates anime um pouco a coisa.

Por outro lado, o Roberto na baliza do SLB é também uma excelente noticia para nós. Toca a chutar á baliza como se não houvesse amanhã.

José Magalhães disse...

A pressão alta! Isto sim, é jogar à Porto! Muito importante! O Jesualdo podia ter ganho mais 4 campeonatos que nunca iria ser suficientemente bom. Agora vamos jogar à Porto. Ao ataque, sem medo de nada ou de ninguém. Estou contente.

P.S. adorei os frangos do Roberto!! O mundial foi engraçado, bem jogado, com espectáculo. Mas são coisas como a do roberto 8,5 milhões que me dão as maiores alegrias e sorrisos no futebol (a seguir ao porto)

Orgulhoazulebranco disse...

O que me preocupa é toda este indecisão e todas estas incertezas com o plantel.
Quem entra,quem sai,quem fica.É algo que,grosso modo,tem que ficar,grosso modo,decidido esta semana.O tempo corre,não anda e muito menos espera por nós.

De resto,mesmo sabendo que o Ajax é uma equipa já feita,com mais 11 dias de preparação e que,o Porto,ao invés,está a construir tudo de novo e veio de estágio desgastante e intenso,esperava um pouco mais e melhor...

alemanha22 disse...

http://gazettadosdesportos.blogspot.com/

Bernini disse...

Confesso que saí do Dragão super desiludido... Não vi uma equipa com dinâmica, com velocidade, não vimos uma única oportunidade de golo, e o que resultou no 1-0 foi acidental... Claro que não esperaria um grande espectáculo, mas pelo menos queria ter saído do estádio com aquela sensação de "não foram brilhantes, mas já se está a ver qualquer coisa...", mas isso não aconteceu. Regressamos ao 4-3-3, e com certeza voltaremos a ser subjugados com os nossos adversários mais fortes...

André Oliveira disse...

José, o que viste que te leva a dizer isso? O que eu vi foi o Ajax a trocar a bola como queria no nosso meio campo, principalmente no meio-campo defensivo, o que é muito mau.

My opinion: http://misticadodragao.blogspot.com/2010/07/praga-do-4-3-3.html

Dragaopentacampeao disse...

Este primeiro jogo no Dragão soube-me a desilusão.

Entendo que será necessário muito trabalho para os jogadores assimilarem os novos processos, as novas concepções e métodos.

Confesso, no entanto, que esperava um pouco mais da equipa.

Nota-se alguma indecisão de AVB no que toca à escolha do plantel. Neste jogo foi bem evidente até pelo número de jogadores utilizados.

Independentemente de faltarem ainda jogadores influentes, Fucile, Rolando, Bruno Alves, Álvaro Pereira, Raul Meireles e Varela, alguns dos quais certamente não farão parte do plantel, esperava que a equipa tivesse já a espinha dorsal mais delineada.

É cedo para tecer críticas mas contava mais de alguns reforços.

Sereno apresentou-se muito permeável, Emídio Rafael muito pouco ofensivo, Moutinho ainda pouco influente, James Rodríguez lento e nada atrevido e ainda pouco corajoso. Esperava dele mais arrojo no um contra um, que foi evitando.

Sapunaru e Tomás Costa foram iguais a si mesmos (fraquinhos)e Belluschi intermitente.

Está na hora de dar passos firmes rumo a níveis mais exigentes. O tempo começa a escassear.

Um abraço

dragaovenenoso disse...

A bola é uma merda. Cor-de-laranja?! Qual foi a ideia de usar esta cor?! Vê-se mal de carago! O que é que a bola branca tinha de errado?!

Rui disse...

Vieste pra ajudar
Vieste pra jogar e pra ganhar
Ser campeão ser campeão
João Moutinho
João Moutinho
João Moutinho

João Saraiva disse...

Algumas notas soltas:

- O Cebola não fez dieta nas férias.

- A utilização do Castro - 1 minuto? Diria que lhe está a apontar o caminho.

- Num meio campo ofensivo de "meias-lecas" - Moutinho, Rúben, Belluschi e Meireles, a altura do Souza pode ser um factor decisório. Isto se o Guarin não vier a ser a revelação da época (como se eu acreditasse em milagres).

meirelesportuense disse...

O José está a tanguear...

Daniel disse...

Como não estava no Porto não fui ao Dragão, vi na Net o jogo, comentado por holandeses, na 1º parte a equipa até esteve bem, mas depois faltou ritmo, o Ajax também não é qualquer equipa, mas é necessário formar a espinha dorsal como já referiram, AVB tem de formar uma equipa base, claro que ainda faltam os mundialistas; depois há jogadores que não serão 1ªs escolhas: Tomás Costa não tem hipóteses, ele bem se esforça; Miguel Lopes e Sapunaru não estão ao nível do Fucile. A equipa base e a correspondente estratégia tem de começar a ser posta em práctica, não se pode estar sempre com experiências.

Orgulhoazulebranco disse...

Só uma coisa sobre a jabulani,
vai mudar de cor em Novembro.Parece que os daltónicos tem sérias dificuldades em distingui-la.Já para não falar do simples facto de ser feia como o raio e ver-se mal pela tv --'

Daniel disse...

E depois existe outra coisa contra a qual sou contra: a cor do equipamento alternativo, Amarelo??????????? Ora a cor alternativa deveria respeitar as cores históricas e tradicionais do clube, nos anos 80 era todo azul com riscas brancas, ou o inverso, todo branco com algumas riscas azuis, então a Adidas. Agora amarelo?????? Haja respeito pelos símbolos do clube.