domingo, 18 de julho de 2010

Walter, o "analfabeto"

«A novela está prestes a terminar. Walter chegou ontem [sexta-feira] ao Porto para negociar os termos do contrato, que deverá ser de cinco temporadas, com os dragões. A reunião final está marcada para esta manhã [Sábado] com a presença do empresário Teodoro Fonseca, do jogador e dos responsáveis portistas.
O JOGO testemunhou a chegada do avançado à Invicta ao início da manhã [de sexta-feira], onde tinha dois funcionários do clube à espera na porta VIP do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. De lá, o reforço para o ataque seguiu directamente para um hotel da cidade a fim de descansar um pouco da viagem. À tarde já efectuou alguns exames médicos, que vai completar durante o dia de hoje [Sábado].»


Tudo indica que o "bigorna" será uma das caras novas na apresentação da equipa aos adeptos e, segundo a comunicação social, a SAD portista terá investido 3,7 milhões na compra de 50% do passe do jogador do Internacional de Porto Alegre.

Entretanto, um jornal de Lisboa - o Diário de Notícias - descobriu que o internacional sub-20 brasileiro (9 jogos, 5 golos) é um esbanjador de dinheiro, praticamente analfabeto e que tem muitas dificuldades em ler e escrever.

Pois pode ser que o "analfabeto" surpreenda os "doutores" jornalistas da capital com um recital de golos poéticos...



P.S. Quando veio de Moçambique para o Benfica, alguém se preocupou em saber se o Eusébio sabia escrever poemas?

31 comentários:

meirelesportuense disse...

Não sei se Walter vem ou não vem, não tenho um "grilinho" no ombro a dizer-me coisas ao ouvido, se soubesse de tudo o que vai acontecer a novidade perdia magia e sentido...O que eu sei é que se ele vier, será em princípio uma boa contratação, tem talento para a posição, é um homem simples, com vontade e segundo transparece, tem uma enorme família para ajudar...Merece uma oportunidade!
E pode ser que surpreenda muito boa gente, a começar pelos nossos "queridos inimigos".

Ana Martins disse...

Caro José Correia,
concordo apenas em parte com o seu (pertinente) artigo. A verdade é q não foi apenas o DN a falar sobre este analfabetismo do Walter. E convenhemos, é substancialmente diferente ser-se praticamente analfabeto no séc XXI e nos anos 60 do séc. XX. Mesmo a forma como os técnicos treinam os jogadores já apela muito - e cada vez mais - à capacidade de ler e compreender destes últimos.

Agora, eu certa de que estaremos de acordo quando digo que o mais importante é o valor futebolístico do jogador. No caso em apreço, pelas suas características, só espero que nos saia um Derlei e não um...Pena.

cumps

R.M.Silva da Costa disse...

Se os doutores soubessem jogar à bola, Portugal era campeão do Mundo e, talvez ainda melhor do que isso, deixaria de ter desempregados...

Anónimo disse...

O Mantorras tem um Ph.D. por Harvard. Isto já para não falar no Vieira, dono de uma eloquência ímpar. "Ambos os dois" são casos notáveis de como prestigiar a língua de Camões.

Finalmente, não há jornal mais camaleónico em Portugal que essa asquerosa folha chamada DN. Adepto do Estado Novo até 1974, comunista no PREC, e actualmente muda de côr conforme quem governa: apoiava oSantana e agora é pelo Sócrates.

Steve Bracotelli disse...

O Eusébio quando veio para Portugal saberia escrever poemas?!

Nem poemas enquanto estilo de escrita nem poemas enquanto simples palavra.
Os tempos também são outros e hoje em dia e mesmo no Brasil não há desculpas para haver analfabetismo.
É uma coisa de solução simples.
O que se espera é que mostre que sabe tratar a bola por tu e os colegas por você (característica típica dos brasileiros que usam você como a 3ª pessoa do singular).

Pode vir a ser, segundo treinadores jogadores e jornalistas brasileiros, um dos avançados da selecção para o Mundial de 2014.
Não sei se é uma futurologia precipitada ou baseada em factos reais pois não conheço nada dele.
Só soube é que é analfabeto, esbanjador de dinheiro (como o resto da família pelos vistos, mas entretanto ajudado por um dos seus empresários já começou a corrigir esse "defeito"), forte na disputa da bola e de remate forte.
Soube também que tem peso a mais mas isso pode ser um factor genético e não um "problema de maxilares", e sei também que preferiu o FC Porto ao Shakhtar mesmo podendo dar mais dinheiro a ganhar ao clube de onde saiu e podendo ele próprio ganhar mais. Só por isso já merece uma certa admiração.

Pelo que li algures pode ainda dar problemas esta transferência, visto que o Internacional de Portalegre pode não facilitar a emissão do passe pois insistem que o preferem vender ao clube ucraniano pois pagam mais que o FC Porto.

Vamos andando e vamos vendo.

condor disse...

O que é preciso é o gajo engatar uma grande época,marcar muitos golos nas balizas dos clubes queridos desses filhos da puta,se possivel alguns de letra já que se trata de um analfabeto,e depois render muitos milhões!
O resto é azia e dôr de corno!

Anónimo disse...

Ana Martins comentou:"E convenhemos, é substancialmente diferente ser-se praticamente analfabeto no séc XXI e nos anos 60 do séc. XX."

Dou de barato que o seu "convenhemos" foi mero lapso, cara Ana!;-)

Mas indo ao que interessa: o número de analfabetos diminuiu muito ao longo das últimas décadas, quanto mais não seja porque os mais velhos vão-nos deixando. Mas eu acho que há de hoje em dia em Portugal mais "analfabetos funcionais" do que havia há 40 anos, isto é, gente que sabe ler mas não sabe interpretar o que lê. É confragedor. Basta, aliás, percorrer os blogues e foruns pela net fora.

Anónimo disse...

"Confrangedor" e não "confragedor": lapsos calami.

Aproveito para juntar: e é de estarrecer ler o português do jornalista médio da actualidade.

Orgulhoazulebranco disse...

Bom,só sei que veio para o clube certo.
Daqui a seis meses está a ler Os Maias :)))

Just kiding.Entristece que um jovem de 20 anos não saiba ler nem escrever,e quanto a isso de esbanjar dinheiro,o pobre coitado continuava a fazer compras e nem sabia que tinha a conta a valores negativos já.

Mas volto a frisar que veio para o clube certo,não tenho dúvidas que vai ter todo o apoio e ajuda necessários para evoluir,como jogador e como...aluno(?)

Luís Fonseca disse...

Receio que todos aqueles que olharam de lado para o Jesualdo quando ele veio para a nossa casa façam o mesmo com este rapaz.
"praticamente analfabeto, tem muitas dificuldades em ler e escrever" está-se mesmo a ver que o Walter é benfiquista desde pequenino.

Anónimo disse...

"Bom,só sei que veio para o clube certo.
Daqui a seis meses está a ler Os Maias :)))"

Essa é a tirada do ano, meu caro! : -)

zeparafuso disse...

O Eusébio podia ser analfabeto! Há 50 anos atrás que interessava isso? Hoje a importância é diferente, os jogadores têm que entender esquemas e outras coisas mais que os treinadores de antigamente nem entendiam. Mas quanto a poemas........basta ver os golos do Eusébio.

João Saraiva disse...

Em primeira instância, a mim não me preocupa se o futebolista é analfabeto ou não, preocupa-me que o ser humano o seja.

Em segunda instância já não é bem assim, o futebol hoje em dia para o bem e para o mal está diferente, e isto obrigará a um cuidado redobrado para que o analfabetismo do ser humano não tenha implicações no futebolista.

Não podemos por um lado andar anos a falar na importância de formar jogadores mas também formar homens, a falar na importância dos jogadores das camadas jovens estudarem, a fazermos protocolos com colégios para que os jogadores possam conciliar os estudos com os treinos e os jogos, a elogiar (e bem) os Ricardo Dias desta vida, e por aí fora. Mas dizia eu, não podemos andar anos a defender isto e depois fazer tábua rasa disto tudo, como se não fosse importante. É-o e muito.

O analfabetismo do Walter é um ponto que deve (e vai certamente merecer) todo o cuidado, para que situações como a do Pena não se voltem a repetir.

Sejamos claros, um Walter com esse perfil é um alvo muito apetecível para muitas aves de rapinas que andam com aí, e se o homem não é devidamente acompanhado chupam-lhe o dinheiro todo. E isso mais cedo ou mais tarde terá implicações na sua componente desportiva.

Pedro disse...

Por aquilo que li na imprensa de hoje o jogo com o Ajax não será de apresentação. A apresentação do plantel só será feita com a Sampdória na próxima semana.

Quanto ao "Bigorna" a imprensa brasileira destaca que ferve muito facilmente, e que amua com facilidade.

Mas não é preciso relembrar o puto problemático que era o Carlos Alberto, e que o Mourinho meteu na linha. Depois de sair do FCP nunca mais se endireitou esse fantástico jogador.

Portanto, mais do que discutir o grau académico do jogador, é importante ver o que AVB vale enquanto treinador.

John Aarson disse...

Estou-me completamente a ca*** para a falta de cultura do Walter. O importante para nós é que ele aprenda o que é ser jogador do FC Porto. Mais nada. Até acaba por ser bom para nós, porque um gajo que não sabe ler nem escrever, não há-de querer saír para o estrangeiro, onde se falam línguas "esquisitas". Não é muito decente da minha parte desejar que o pobre coitado se mantenha na ignorância, mas realmente do mundo lusófono, os clubes que podem oferecer melhores condições são o FCP e o SLB, e como não o estou a ver a saír para os lados do galinheiro, pode ser que ele nos venha a dar jeito por muitos e muitos e muitos anos.

José Correia disse...

@Ana Martins

Não digo que me é indiferente o facto do Walter ser ou não analfabeto, até porque, como o João Saraiva bem notou, isso pode ter implicações sérias na vida dele fora das quatro linhas.
Contudo, o que me incomodou e levou a escrever este pequeno texto, foi a forma como o tema foi tratado pelo DN e, inclusive, puxado para título da notícia.

José Correia disse...

E, claro, a confirmar-se a contratação do Walter, espero que a famosa estrutura do FC Porto lhe proporcione o acompanhamento necessário fora das quatro linhas.

rbn disse...

Sinceramente, não conheço este Walter do Internacional de Porto Alegre, mas se joga naquele clube, não deve ser ruim, pois o Inter é um dos 12 maiores clubes do Brasil, com uma massa adepta fanática e que já ganhou tudo o que havia para ganhar, incluindo o mundial Interclubes, derrotando o Barça em 2006 por 1 x 0.

Já agora, entre os 20 clubes que disputam o Brasileirão, os candidatos ao título deste ano, sem ordem de favoritismo, são:Inter; Grêmio; Palmeiras de Scolari; Coríntians de Mano Menezes, Ronaldo Fenômeno e Roberto Carlos; Santos; São paulo, de Ricardo Gomes(ele mesmo); Fluminense de Muricy Ramalho, Flamengo, Vasco da Gama, Botafogo, Atlético Mineiro e Cruzeiro.
Estes 12 maiores clubes do Brasil são eternos candidatos, o que não quer dizer que Atlético Paranaense, Goiás, Vitória da Bahia ou mesmo o surpreendente Atlético Goianiense não possam fazer uma gracinha, pois também estes clubes tem massa adepta superior ao Ben7ica, por exemplo.

Por falar em lampiões, queria ver como eles acostumados a "jogar em casa" em Leiria, Coimbra, Figueira e etc, iam se virar jogando fora no Brasileirão, em estádios com 30, 40 ou 50 mil torcendo contra semana sim,semana não.
Se calhar, desciam de divisão.

Pedro disse...

O Vitória não tem concerteza mais massa adepta que o benfica. Não é nem o clube mais popular de Salvador. O mesmo poderia dizer de outros.

Quanto a audiências ... existem exemplos de clubes muito populares, mas daí a referir que os estádios têm uma ocupação permanente de 30 mil para cima, me parece exagerado. Aliás, assistências em estádios com jogos menos mediáticos costumam muitas vezes ser bastante confrangedoras.

Mas é um facto que o campeonato é mais equilibrado e por isso muito mais difícil acertar no vencedor.

Ana Martins disse...

@Alexandre
Sim, claro, foi 1 erro :) obrigada

navegante disse...

isso de esbanjar dinheiro é conforme o sítio. Conheço um da Madeira, que o fez também, e não vi parangonas no pasquim do Oliveirinha...
Convenhamos que o jornalista não está preocupado com a iliteracia do craque. Pretende é passar uma "mensagem".
São destes pobres diabos que o desemprego se fornece!

rbn disse...

O amigo Pedro que me desculpe, mas os 2 grandes clubes do Estado da Bahia são o Bahia e o Vitória, que sozinhos enchiam os 60 mil lugares do já inativo Estádio da Fonte Nova.

Quando havia o clássico Ba-Vi, Bahia vs Vitória, havia falta de ingressos, tal a rivalidade entre os 2 clubes da capital baiana Salvador, rivalidade esta igual ao FCP-SLBen7ica.

Talvez dos 4 citados, o Atlético Goianiense tenha massa adepta igual ao ben7ica, não menor, mas os outros citados com certeza tem mais.

O Atl Goianiense é o grande rival do Goiás, clube de maior torcida do estado de Goiás, e os 2 clubes jogam no Estádio Serra Dourada, com capacidade para 30 ou 35 mil pessoas.

Também o Atlético Paranaense tem o Estádio Arena da Baixada, com 40 mil assentos sempre cheios ou quase, para rivalizar com o Coritiba(que este ano joga na 2ª divisão), que no seu Estadio Couto Pereira, tem os mesmos 40 mil lugares sempre cheios, ou quase.

Ainda existem clubes no Pará(Remo e Paissandú), Ceará(Ceará e Fortaleza) ou Santa Catarina(Avaí, Figueirense ou Criciúma) que também tem os seus estádios de 25, 30 ou 40 mil lugares, mesmo estando na 2ª ou 3ª divisão.
E no interior de São Paulo tem o Guarani e a Ponte Preta, com estádios de 30 mil lugares e torcida fanática.

O ben7ica dos 6 milhões é coisa da Bola e do record.Se são 3 milhões de lampiões, já são muitos.
E se nº de adeptos valesse alguma coisa, os países mais populosos do mundo eram sempre campeões.

Saudações portistas.

Anónimo disse...

E se não me engano, em detrimento dos normais testes médicos antes de uma nova contratação, os atletas passarão a fazer uma composição em português, de tema livre e, no fim, será contratado o melhor "Poeta de Andaime"...
Tudo o resto, serão assuntos do "forno" interno do clube...

meirelesportuense disse...

Estive hoje no Dragão, um pouco na expectativa das "novidades" que não aconteceram...Mas aconteceu o jogo que não foi bom nem mau, mas deu para aquilatar que este ano o plantel me parece melhor, pelo menos em teoria...Perdemos um central -para já- e ganhamos outro que não sendo excepcional é razoável. Conseguimos uma alternativa fortíssima a Belluschi -Moutinho- e um ala que mostrou alguma verdura, mas tem presença -James...Hulk foi o único a querer e conseguir furar a defesa do Ajax, está em forma razoável e com uma cintura mais adelgaçada...Helton esteve muito bem, Maicon também muito certo, quase irrepreensível na defesa, Rafael a não comprometer no lado esquerdo...Voltei a não gostar do Tomás Costa parecia completamente fora do seu lugar, a entrada do Fernando estancou qualquer possível hemorragia e o Sousa mostrou muita presença física e bom toque de bola...Belluschi sempre muito trapalhão e sem desmarcações rápidas...Cristhian Rodriguez mais uma vez muito isolado e encostado à ala esquerda, bola lançada para ele por alto, é quase sempre bola perdida, deve ser alterada essa fórmula.Porque não recuar um pouco mais, tocar e ganhar a bola mais à frente?
Mas no computo geral, contra uma boa equipa, uma equipa de top Europeu, nunca demos a sensação de estarmos perdidos - não ser com as confusões do TCosta- e pareceu-me ser ou estar, muito mais próximo o 2-0 que o empate...E não esqueçamos que faltaram pelo menos oito/nove titulares, contando com o Varela claro...

meirelesportuense disse...

Estive no Estádio e globalmente gostei, nunca esteve em causa a vitória e o Ajax não é uma equipa menor...Só não gostei da exibição do Tomás Costa, ele que me desculpe mas nem parece ser Internacional pela Argentina.
E gostava de ter visto o Castro na linha média e não a defesa direito!
-Por favor, Vilas Boas, não desperdice o rapaz.Bem sei que foi tudo muito rápido e o Miguel Lopes teve que tomar um chuveiro depressa, mas assim nem valeu pela tentativa.
O senhor árbitro teimou em querer dar uma de disciplinador sobre os jogadores do Porto e depois meteu o rabinho entre as pernas, quando as coisas aqueceram, é só fumaça.
E as novidades?...Cheirou-me a embuste.

Daniel disse...

A notícia jornalística do DN é uma desvalorização pessoal e humana do jogador, e é intencional da parte do jornalista, revela bem a falta de probidade de quem escreveu e publicou o artigo, porque pode informar-se o público do facto de um jogador ser analfabero sem ser em termo depreciativo como foi o caso do artigo citado.
Agora relativamente ao facto em si, é claro que o Porto tem de pensar em superar o analfabetismo do jogador, porque o futebol dos dias de hoje não é o dos anos 60 ou 70 do século passado, por exemplo para saber interpretar as indicações do técnico. Sobre a vida que o jogador tem, é natural que um miúdo que vinha de família pobre, mal ganhe dinheiro esbanje em bens que sempre sonhou ter.

rbn disse...

Outro dia escrevi aqui que o tal Valdomiro do Guimarães dava mais jeito ao FCP que o Sereno, que sinceramente para mim, é um F. Meira muito piorado.
Hoje contra os galináceos, Valdomiro fez 2 golos, mas jogar naquela equipa do Guimarães é dose p'ra mamute.
Se calhar, se jogasse numa equipa de outra dimensão como o FCP, resolvesse o problema Bruno Alves, se este sair.

Pedro disse...

Caro Rbn,

Eu moro em Salvador e digo-lhe sem dúvidas que o clube mais popular é o Bahia, que é um invulgar caso de popularidade no País todo (mas com adeptos só na Bahia). Mesmo quando estava na 3ªdivisão tinha mais assistência que a média do Brasileirão. O Vitória tem menos adeptos, mais recentes, mais jovens e menos fieis.

Se fizer uma pesquisa no google, vê que há muita dispersão e apesar de ser um País continental, apenas meia dúzia de clubes têm mais de 5 milhões de adeptos.

http://www.citadini.com.br/estatisticas/g1-placar_torcidas2007.jpg

Nesta imagem pode ver que a percentagem de adeptos. Multiplique por uns 150 milhões de torcedores e veja o resultado que sai. Sim, porque nem todos os 190 milhões são adeptos de algum clube.

Pedro disse...

Ainda hoje vi o At. Goianiense contra o Flamengo (clube mais popular do Brasil) e não tinha sequer 1/4 da casa ocupada.

Na wikipedia procurei valores médio do Brasileirão e os valores andam na casa dos 17000:
http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9dias_de_p%C3%BAblico_do_Campeonato_Brasileiro_de_Futebol#M.C3.A9dias_anuais_gerais

No final da página vê os resultados por clube. Lá aparece o Bahia logo atrás do Flamengo, mas mais abaixo vê médias bem baixinhas.

Pedro disse...

Caro Rbn,

Aqui neste site encontra assistências médias de 2009. Acima de 30mil só o Flamengo e Atlético Mineiro.

http://www.futebolfinance.com/receitas-de-bilheteira-no-brasileirao-2009

Pedro disse...

Rbn,

Queria deixar uma correcção a uma coisa que disse. Para não passar por mentiroso :( - tinha a TV ligada quando estava para começar o jogo (atlético goianiense- Flamengo), e o estádio estava bem vazio.

Confesso que não me interessei no jogo e mudei de canal. Mais tarde, no programa de notícias, reparei que o estádio afinal tinha enchido e acabou a ser a melhor assistência da jornada.

Isso não invalida o que disse sobre as assistências médias, mas neste jogo, involuntariamente, disse uma coisa que não era verdade. As minhas desculpas.