quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O candidato do SLB à FPF?

De acordo com o Record, "Fernando Seara deverá formalizar nos próximos dias a candidatura à liderança da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). O atual presidente da Câmara de Sintra entende ter reunido apoios suficientes para se sentir confortável e, sendo assim, considera ter chegado o momento de assumir que vai estar na corrida eleitoral."


Quando Valentim Loureiro acumulava a presidência da câmara de Gondomar com a presidência da Liga, isso era motivo para fortes críticas, mas se for o benfiquista presidente da câmara de Sintra a fazer o mesmo, já não há problema. Além disso, conforme se tem visto pelas suas intervenções públicas, Fernando Seara dá todas as garantias de isenção...

Numa altura em que a arbitragem vai sair da Liga e voltar para a Federação, esta anunciada candidatura, a confirmar-se, é algo que se enquadra perfeitamente na célebre estratégia de Luís Filipe Vieira de fazer as coisas pelo outro lado...

12 comentários:

Pedro Malaquias disse...

Sr. José Correia,

Depois de F. Gomes na Liga e dos preparativos que se estão a fazer para a candidatura de Baía à FPF, tem a certeza que é o Benfica que está a fazer as coisas por outro lado?

Traficante de pneus disse...

Mas o nosso Presidente não anda a dormir...

portodocrime disse...

Amigo
Graças a deus que eles"fazerem as coisas por outro lado",são.maus,parolos,e da capital.
o seabra?
só mesmo deles.
parolos a dobrar.
Abraço

José Rodrigues disse...

É, sem qualquer dúvida, um candidato totalmente isento... LOL

Espero q os nossos dirigentes saibam mexer os pauzinhos minimamente (junto das associações regionais, clubes, ...) de forma a evitar q esta besta algum dia ponha as mãos nesse cargo.

Mas verdade seja dita q seria uma solução na continuidade, mais especificamente num ponto: a substituição de um banana por outro.

José Rodrigues disse...

@Pedro Malaquias

Que eu saiba o F. Gomes foi eleito para a LPF com o apoio de LFV.

Não me diga q PdC hipnotizou o LFV, carago...

RCBC disse...

Podem colocar o Seara na FPF, o Ricardo Costa voltar à Comissão Disciplinar ou até podem por o Eusebio na Liga, que este ano, pelo que se vê em campo, vão ser precisos bastantes "túneis" para dar a volta à situação...

miguel_canada disse...

E mais Sr.Malaquias, nunca ninguém viu o Fernando Gomes num programa televisivo a representar o FCPorto e ainda por cima com os laivos de histerismo, cegueira e fanatismo demonstrados pelo Fernando Seara nos "donos da bola".

Estamos a falar de gente completamente diferente. Estamos a falar de um ex-administrador da FCPorto, SAD com uma personalidade ultra "low profile", nada dado a protagonismos nem a cenas de histerismo e de um adepto benfiquista doente com provas dadas ao vivo e a cores numa tv perto de si.

Pedro Malaquias disse...

@José Rodrigues

Tem toda a razão, mas saberá certamente que tal apoio não foi do agrado de muitos benfiquistas que não "compraram" a pretensa zanga entre F. Gomes e o FCP.

Os resultados estão à vista.

@Miguel_Canada

A existência de uma relação contratual de trabalho duradoura parece-me um facto bem mais relevante.




Infelizmente, tudo isto não passará de mais uma luta entre FCP e SLB (parece-me que existe cada vez uma maior bipolarização, com o progressivo desaparecimento do SCP, a que, na minha opinião, não corresponde um verdadeiro crescimento do Braga - faltam apoiantes e continuarão a faltar) que acabará com a eleição de alguém "biassed" que acabará por favorecer os seus apoiantes.

Infelizmente, o futebol português vai ser ainda durante bastante tempo este joguinho de influências (e isto tanto de um, como de outro lado).


PS - De qualquer forma, não me parece que esta candidatura (a ocorrer) tenha qualquer significado, visto que quem vota são as associações distritais que apoiarão o candidato proposto / apoiado / "não apoiado, mas é o que queremos" pelo FCP, pelo que tudo acabará com Vítor Baía (ou outra personalidade ligada ao FCP) no comando da FPF.

Daniel Gonçalves disse...

Sr. Pedro Malaquias,
os clubes vão procurar ter no Presidente da FPF um "aliado" nos seus objectivos, daí a candidatura do Dr. Seara e a confiança do SLB nesta candidatura. O mais grave nesta situação, que foi salientado pelo José Correia no post, é a promiscuidade entre política e futebol, ter como Presidente na FPF um político activo não é eticamente correcto, porque os "amigos" da vida política do Dr. Seara podem ser solicitados a fazer certos favores às "escondidas", algo que com um Presidente apartidário não é tão fácil de acontecer.
A possível candidatura de Vitor Baía seria sempre alheia à vida político/partidária e não susceptível de efectuar pressões sobre o Poder.
Mas pressões sobre o poder político é algo a que o SLB já está habituado, como se viu recentemente nas declarações sobre o Dr. Laurentino Dias.

Odin disse...

Mas so um louco poderia comparar Baia a esta figura.

Baia é so o futebolita com mais titulos de sempre, em toda a Historia do futebol. Um individuo que sempre se pautou pela sobriedade e rectidao.
Nao tem interesses politicos e é de uma geraçao totalmente diferente (espero que menos corrupta e subserviente como a do Sr. Seara, que é a principal culpada do estado actual da naçao).

Um homem que considera, viagens de crianças pagas pela Camara Municipal de Sintra ao Galinheiro, visitas de estudo de alto teor educativo... enfim, esta tudo dito sobre a visao, cegueira, ignorancia e parcialidade da pessoa em causa.

O meu povo infelizmente acha que tudo isto é normal. Que nao é promiscuidade social, um individuo ser "dirigente" de um municipio e todas as semanas aparecer em um qualquer "bric-à-brac" televisivo de baixo nivel a defender o seu clube do coraçao e a revelar relaçoes intimas com a "jurisdiçao" do futebol e com a direcçao do Benfica. Muito menos acumular funçoes de dirigente federativo do maior fenomeno social em Portugal, com um cargo politico de relevancia e ter tempo de antena para "desexplicar" tal barbaridade.

Comparar Baia com Seara, enfim, so mesmo um benfiquista seria capaz de tal proeza. "Ai, Portugal, Portugal, de que é tu estas à espera..."

Jman disse...

Eu, como portista, espero sinceramente que o Vítor Baía (apesar de toda a valia que tem dentro e fora de campo: foi um profissional de 1.ª água, íntegro e que muito deu ao futebol português - o melhor guarda-redes de sempre que a selecção jamais teve, e o jogador com mais títulos nacionais e internacionais), porque a qualquer derrota dos "vermelhos" iremos assistir à choradeira (hoje em dia muito em voga) da perda de pontos na secretaria.
Há, todavia, um facto que me preocupa: a passagem das alçadas disciplinar e da arbitragem para a FPF por imposição, e bem, da FIFA.
Logo, o futuro presidente da FPF deixará de ser um mero corta-fitas como Madaíl, e passará a assumir as responsabilidades de antanho, que, como todos conhecemos, jamais teve um portista à sua frente. Basta recordarmo-nos do "antiportista", e inimigo visceral de JNPC, Silva Resende e do benfiquista João Rodrigues. E já nem vou ao tempo em que o presidente da FPF tinha de pertencer ao chamado BSB (não, não era o Batalhão de Sapadores Bombeiros, era a sigla que servia para designar as presidências rotativas da aliança Benfica/Sporting/Belenenses). Essa história só acabou 1 ou 2 anos após o 25 de Abril de 1974; tal como a Comissão Central de Árbitros (hoje Conselho de Arbitragem) não podia ter nenhum elemento que vivesse a menos de 50 km de Lisboa. Mas esses eram os tempos da honestidade, facilitadas por um regime ditatorial beatificado.
Agora, e voltando ao assunto principal, com o parcialíssimo Seara (qualidade que está demonstrado nas declarações públicas que vem fazendo nos programas de televisão sectários há mais de 1 década - basta lembrar há quanto tempo começou o Jogo Falado, na altura na RTP2) como presidente da FPF, podem crer um Ricardo Costa (nunca será ele, julgo) ou um clone seu estará nos 2 órgãos da justiça desportiva (Conselhos de Disciplina e de Justiça) e um sucedâneo de Vítor Pereira no CA (talvez António Rola, que sabe?, ou mesmo Pinto Correia, Carlos Valente, Lucílio Baptista, Mário Luís, Hélio Santos, etc.) E, tomando com exemplo a época passada, em nada abona à verdade desportiva, que ficou perdida no bafio dos túneis e nos processos do "tribunal plenário" do CD do Costa de Liga.
Para finalizar, Fernando Gomes não se incompatibilizou com JNPC e nem sequer houve encenação, quis sair e sem mais justificações. Se foi inventada uma zanga, ela, uma ficção, foi congeminada pelos jornais da Cofina (em especial o Correio da Manhã) e por A Bola. Eles lá sabiam o que pretendiam com isso e eu até avento uma hipótese, instabilizar a SAD do FCP e criar brechas numa estrutura sólida que tem vindo a garantir vitória atrás de vitória, porque quando FG se demitiu, aqueles pasquins, declarada e expressamente arregimentados pela "causa vermelha", ainda estavam longe de pensar na candidatura do mesmo à Presidência da Liga. Ou não foi assim?
Como dizia Pôncio Monteiro na altura em que JNPC foi presidente da Liga, (há cerca de 20 anos e mais ou menos por estas palavras) "eu quero o FCP longe destes lugares de comando, porque caso contrário irão continuamente dizer que ganhamos os jogos na secretaria, retirando-nos sempre o mérito desportivo das nossas vitórias", que só um cego e um fundamentalista não consegue discernir: Artur Jorge, Robson, Mourinho, para nem ir aos jogadores e às gestões ruinosas sucessivas nas respectivas casas dos adversários mais directos.

FernandoB disse...

Vamos com calma... Algo se está a passar, que nós não sabemos. É claro que o Vtor Baia não é candidato a Presidente, não faz sentido. A um lugar na FPF, acredito... É evidente que quando LFV apoia F.Gomes, algo está previsto para a FPF... No meio de tudo isto, nas ultimas horas, o Presidente do Braga, e LFV chegaram a acordo sobre a divida do Centro de Estágio à Britalar, empresa do Salvador. Atenção Salvador é sério, e tem verdadeira estima por nós (Clube e Presidente), isto não andará tudo ligado ?... A ver vamos,como diz o cego...