sábado, 9 de outubro de 2010

O Sócio do Ano



Rui Moreira acaba de ser nomeado Sócio do Ano no âmbito da atribuição anual dos Dragões de Ouro.

Eu sempre interpretei este galardão como uma forma de, através de um sócio mais mediático e mais conhecido, distinguir anualmente a enorme massa anónima de sócios do F.C. Porto, sem desprimor, obviamente, pelos méritos dos agraciados. Mas a nomeação deste ano, ao contrário de tantas outras, toca decerto fundo na massa associativa do clube, pois semana após semana Rui Moreira tem defendido o F.C.P. com aprumo e carácter. Alguns, porventura confundindo grosseria com eficácia, por vezes acham que ele deveria ser mais "contundente". Outros ainda - muitas vezes os mesmos - não lhe perdoam o facto de da boca dele nunca sair o elogio fácil e/ou o aplauso acrítico. Eu, pelo contrário, acho que é precisamente por essas qualidades e postura que o que Rui Moreira tem para dizer faz muito mais eco e tem muito mais peso.

Os meus parabéns ao Sócio do Ano!


Nota: Pela internet e blogosfera portista fora Rui Moreira é por vezes muito mal tratado. Há até um sítio onde a simples digitação do seu nome é automaticamente recusada! Decerto que esta distinção está a causar desconforto em certos meios. Só lhes posso dar um conselho: tratem melhor o Miguel Sousa Tavares, porque qualquer dia pode ser a vez dele.

22 comentários:

Mefistófeles disse...

E eu acompanho-o nesses parabens, Alexandre. Porque o Rui Moreira representa-nos digna e inteligentemente, por isso so nos orgulha. Assim continue por muitos e bons anos, quica um dia noutras funcoes...

Rui disse...

Quando o Apito Dourado estava no seu auge o Miguel Sousa Tavares, foi dos poucos que escreveu contundentemente a defender o FCP e o seu presidente.

Pena que se me perca muitas vezes em criticas injustificadas à equipa ou aos treinadores, mas pelo menos em alturas más ninguém o pode acusar de seguidismo quando defende o Porto ou os seus dirigentes.

Pedro disse...

Nem sempre concordo com Rui Moreira, mas nele rechoço algo importante. Percebe de futebol, e tem a capacidade de ser objectivo quando quer.

Não vale a pena entrar em comparações com MST. Não é isso que interessa, ambos são portistas, sao da nossa "familia". E o pluralismo faz-nos mais fortes.

Parabens ao Rui Moreira e aos outros galardoados com o Dragão de Ouro.

José Rodrigues disse...

Congratulo-me acima de tudo por o eleito não ser um mero seguidista da direcção, pensando pela sua própria cabeça (o q o levou em algumas ocasiões a criticar certas decisões da SAD, do treinador ou de jogadores). Isto só aumenta o valor da escolha pq demonstra q o clube não "premeia" apenas os "lambe-botas", sabendo distinguir as águas.

R Moreira tal como MST são dois portistas q defendem de forma excelente a nossa causa na praça pública (e defender a nossa causa é acima de tudo contra-atacar bem ataques ao clube dos nossos inimigos, e trazer à baila factos q os incomodam).

Terão certamente algumas opiniões pessoais de q os adeptos discordam, em q me incluo (mas nunca ninguém foi consensual), e terão os seus pontos fracos (os do MST são sobejamente conhecidos, como uma tendência constante para o exagero ou até mesmo inconsistência nas avaliações desportivas), mas confundir isso com uma boa defesa do FCP é totalmente errado.

De resto e como o Alexandre aludiu deve andar muita gente a engolir sapos do tamanho da torre dos Clérigos: nomeadamente quem acusa RM de ser um traidor e líder de uma "oposição sombra" e tenebrosas conspirações. Pois muito bem, pelos vistos o próprio PdC não pensa de todo da mesma forma.

Acho em particular hilariante assistir à tentativa de alguns de fazer a quadratura do círculo, nomeadamente os q evitam criticar esta eleição do RM como sócio do ano depois de tudo o q disseram dele, ou tentam menorizar essa eleição. O q não se faz de forma a evitar a todo o custo criticar toda e qualquer decisão da direcção do FCP ou SAD (q é quase a mesma coisa)!

paulop disse...

@Alexandre Burmester
Critiquei e vou continuar quando tal pensar que devo. Mas para mim nunca um DRAGÂO DE SÓCIO DO ANO,foi tão bem entregue.
O DR. RUI MOREIRA é um Homem com elevada educação e formação, motivo na minha opinião por muitas vezes não ter sido mais contundente, mesmo agora teve elevação com a sua atitude ao deixar aquele ordinário a falar sózinho.

VIVA O FUTEBOL CLUBE DO PORTO

Jorge disse...

ninguém está imune a críticas, esteja ou não a defender as nossas cores. ainda assim, Rui Moreira acaba por reunir um consenso inusitado depois de ter sido tão mal tratado por muita gente.

enfim, é como os adeptos que assobiam aos 10 minutos de jogo. são os primeiros a querer colocar as mãos na taça quando a ganham.

Jman disse...

Parabéns ao Rui Moreira, é merecido, apesar de algumas vezes discordar da forma branda e pouco documentada com que tratava os ataques daquele pseudo-cineasta, financiado pelo dinheiro do Orçamento de Estado, o repulsivo António-Pedro Vasconcelos.
Agora, assunto off-topic, já repararam que o golo do Guimarães marcado na semana passada contra o FCP deveria ter sido invalidado? É que Faouzi, na disputa de bola com Fucile, transporta a bola com a mão para se livrar do defesa portista. Vejam aqui o golo ilegal na plataforma YouTube. Mais matéria para a tão esperada conferência da 10.ª jornada.
Saudações portistas,
João Antunes

Replica disse...

Parabéns RUI.

meirelesportuense disse...

-Gostaria de me associar a vós nas felicitações ao Rui Moreira.Gostaria que ele fosse mais contundente na forma como saiu, mas pelo menos foi elegante...Embora eu estivesse alguns minutos à espera que ele reentrasse no Estúdio, pedisse desculpa aos telespectadores pelo incómodo dado e pregasse uma valente estalada no Vasconcelos!...Aí sim era uma saída à Dragão!

Delindro disse...

MST defende o FC Porto quando quer. Mas vindo de alguém que não viu a 2ª Intercontinental porque preferiu ir à caça não lhe dou grande valor.

RM pela atitude da passada 3ª feira subiu um pouco na minha consideração mas ainda não está positiva.

Tripeiro4ever disse...

Parece-me sem duvida um galardão merecido. É sem duvida um Grande Portista e uma grande figura do FCPorto.

Quanto à crónica em si, tem uma boa farpa na Nota final, a letras pequeninas, e cujo âmbito e extensão também pode ser alargado a outras figuras do nosso Porto, organização incluída.

Com isto, pretendo dizer que ninguém está imune a um juízo particular e opinião pessoal e para uns, pode ser considerada opinião de idolatria, e para outros, opinião sábia.

reine margot disse...

Percebo que para quem vai a todos os jogos de todas as modalidades e carrega o incentivo aos jogadores como uma bandeira, seja difícil não quantificar o portismo... mas avaliações de amor à camisola por esse prisma são perigosas; como em todo o lado há sempre lugar e função para todo o tipo de pessoas. Nem poderia ser diferente. Não me parece que alguma batalha tenha sido ganha só com generais ou só com alferes milicianos...
Quanto ao post - muito bem e oportuno.
Se todos concordássemos sempre uns com os outros, era uma grande seca e desapareciam os blogues!...

José Correia disse...

@Delindro
Fernando, não sei e, sinceramente, pouco me interessa onde é que o MST estava quando o FC Porto disputou e venceu a sua 2ª Taça Intercontinental. Contudo, sei onde é que o MST esteve (e está sempre) quando os nossos inimigos (não os trato por adversários porque são mesmo inimigos) nos atacaram por todos os lados, interna e externamente, atirando pazadas de lama para cima do nosso clube e procurando excluir-nos da Liga dos Campeões através da secretaria.
Nessa altura, quando a SAD se remeteu ao silêncio e muitos estavam calados, o MST esteve na primeira linha do combate, a dar o peito às balas e a defender as nossas cores, o nosso emblema e o mérito das nossas vitórias como poucos o fizeram. Isso nunca esquecerei.

José Correia disse...

@Delindro
Quanto ao Rui Moreira, não foi seguramente por acaso que a Direcção do FC Porto lhe atribuiu o Dragão de Ouro como sócio do ano e não deve ter sido por ele ir aos jogos todos da equipa de futebol, ou por acompanhar de perto as modalidades de alta competição.
Podemos concordar ou discordar com a atribuição deste prémio mas, na tua opinião, o que levou Pinto da Costa a fazer esta escolha?

José Correia disse...

reine margot disse...
"Não me parece que alguma batalha tenha sido ganha só com generais ou só com alferes milicianos..."

Nem mais, muito bem observado.

José Correia disse...

reine margot disse...
"Se todos concordássemos sempre uns com os outros, era uma grande seca e desapareciam os blogues!..."

E quem fala assim não é gago! ;-)

Delindro disse...

@ José Correia
há um ditado do povo português que diz mantém os amigos perto e os inimigos ainda mais perto.

José Correia disse...

@Delindro
Fernando, estás a insinuar que a atribuição do Dragão de Ouro ao Rui Moreira terá sido pouco sincera, apenas por questões tácticas.
Penso que não tens razão. Aliás, há pouco tempo, Pinto da Costa fez um grande elogio público ao Rui Moreira, admitindo que seria um grande candidato à CM Porto.

David disse...

O que o comentarista Delindro sugere equivale a dizer que a Direcção do nosso clube outorga prémios com base em calculismo e cinismo. Nem quero imaginar o que se diria se fosse o MST, por exemplo, a sair-se com uma destas.

David disse...

Ah, e só mais uma coisa: eu não vi a 2ª Intercontinental porque fui à pesca. Mais precisamente em Yokohama. Cheguei lá mas os meus amigos nipónicos desafiaram-me a pescar os ingredientes para um sushi e aí fui eu! E soube-me pela vida. E não passei a ser menos portista por isso.

PS Só mais uma coisa: há mais de 20 anos que não ponho os côtos num jogo de hóquei, andebol ou basquete. Que portista foleiro eu sou. :-(

Delindro disse...

David se te sentes orgulhoso de não veres um jogo das modalidades há mais de 20 anos ou não é contigo. Eu não consigo passar 1 mês sem ver um jogo deles quanto mais 20 anos. Não me considero mais portista que ninguém, apenas amo o meu clube como um todo e não apenas 1 parte. Fui educado assim numa família de portistas e o bichinho ficou.

David disse...

Delindro, eu não disse que me sinto orgulhoso, apenas quis salientar o facto de que ir ou não ir ver jogos das chamadas modalidades amadoras nada tem a ver com menor empenho pelo clube. Também considero o clube como um todo, e claro que fico contente com as vitórias nas modalidades, mas eu gosto do FCP e essencialmente gosto de futebol. Não aprecio hóquei, basquetebol ou, muito menos, andebol, tal como não acho grande piada ao bilhar, ao campismo e caravanismo (prefiro hoteis de 5 estrelas)ou ao automobilismo. E isto não é defeito de educação.