sábado, 9 de outubro de 2010

Surpreeesa!


"Peço a Deus que não nos apedrejem o autocarro [na deslocação da equipa ao Estádio do Dragão], senão podem ter uma surpresa muito grande. (...)
Não vamos dizer a que horas vamos sair [de Lisboa em direcção ao Porto], porque estamos num país livre. A partir daí, o autocarro sai, o problema passa a não ser nosso, mas de quem tem de fazer segurança ao Benfica
"
Luís Filipe Vieira, 06/10/2010


«A tal “surpresa” que Luís Filipe Vieira avançou na entrevista à Antena 1, sabe o Record, passa pela possibilidade de fazer meia volta e regressar de imediato a Lisboa caso o autocarro das águias seja novamente apedrejado na chegada ao Estádio do Dragão. O presidente do Benfica terá outras surpresas reservadas como reação a eventuais atos de violência na cidade do Porto, mas a hipótese mais forte será mesmo ordenar o regresso a casa, como forma de protesto.»
in Record, 08/10/2010


Depois de ter "ordenado" aos adeptos encarnados para deixarem de ir assistir aos jogos do slb fora de casa, Vieira volta à carga com uma ameaça surpresa.
Eu bem sei que vindo dos actuais dirigentes do slb e, particularmente, de Luís Filipe Vieira, já nada surpreende, mas não acredito que tenham coragem para faltar a um jogo (como também não acredito que desistam da Taça Lucílio Baptista). Olho para estas ameaças e lembro-me de um conhecido provérbio: "cão que ladra não morde". Contudo, se a intenção dos dirigentes benfiquistas é mesmo esta, só é pena que não o assumam de uma forma clara e frontal, em vez de andarem a fazer ameaças veladas através dos moços de recados que têm nos diversos órgãos de comunicação social.

Dito isto, desde o banho de bola que levaram na Supertaça, é notório que os dirigentes do slb andam muito nervosos. Já perdi a conta às entrevistas de Vieira e aos inúmeros comunicados. E como falta menos de um mês para o slb ter de enfrentar novamente o FC Porto, não me admira que o nervosismo aumente.

13 comentários:

Miguel Magalhães disse...

E eu que pensava que a surpresa era no jogo da 2ª volta na Luz voltarem a agredir os jogadores do Porto no túnel ou à saída com tacos de basebol, voltarem a incendiar o autocarro dos Super Dragões, voltarem a não dar bilhetes para os adeptos do Porto e voltarem a impedir os autocarros de adeptos de entrarem em Lisboa. Tudo de uma vez, era grande surpresa. E eu acreditava pois já mostraram que são capazes disso tudo!
Agora, darem meia volta para Lisboa e perderem por falta de comparência? como se diz por cá, não têm tomates para fazer isso pois já mostraram que são demasiado cobardes nas atitudes que tomam.

John Aarson disse...

Deixem-nos faltar! Que atrasado mental que é o LFV! Está a dar mais uma razão para aqueles atrasados mentais que fazem essas anormalidades atirarem pedras ao autocarro do slb :\

Nelson Machado disse...

E ainda diz esse palerma de orelhas de elefante que o Villas Boas foi ridículo e caricato. Há muita gente com falta de espelhos.
Mas estas afirmações comparadas com outras "pérolas" deste mesmo "senhor" não é nada, porque afinal de contas quem o leva a sério. O homem que se demitia se o clube não chegasse aos 500 000 sócios e que em dois anos a partir da sua 1ª tomada de posse faria do benfica a maior equipa do mundo... e arredores.
Só lhe falta dizer numa qualquer entrevista de um canal do estado, que cada vez mais lhe mostra subserviência, que não há ninguém mais honrado sério e honesto que ele.

RS disse...

Já ontem chamei a atenção para um aspecto que vem referido no Artigo 60º do Regulamento Disciplinar da Liga que diz o seguinte:

8. O Clube que, por qualquer modo, contribuir directamente para que outro Clube pratique as infracções referidas nos números anteriores é punido com as penas iguais às do infractor.

Ou seja, eles poderiam alegar que a falta de condições de segurança que os impedia de comparacer no Estádio tinha sido fomentada pelos dirigentes portistas. No limite, o FCP seria penalzado com a mesma pena, ou seja, "derrota, subtracção de 3 pontos e multa de € 2.500 (dois mil quinhentos euros) a € 10.000 (dez mil euros)".
Não sou jurista mas lendo o Regulamento parece-me que este poderia ser um cenário plausível.
Exige-se, pois, muita atenção aos comentários que os dirigentes portistas possam vir a fazer sobre este caso pois ao mínimo deslize, os lampiões utilizarão essas palavras como prova do incentivo à violência.

José Correia disse...

@RS
Eu bem sei que o slb é especialista em tentar ganhar na secretaria, mas se chegássemos a esse ponto era o fim do futebol português. Bastaria a um qualquer clube contratar uns indivíduos, vesti-los com as camisolas da equipa adversária e arranjar quem os fotografasse ou filmasse a atirar umas pedras à camioneta.

R.M.Silva da Costa disse...

Como disse o Almirante (1975?), no Terreiro do Paço:

"É só fumaça, é só fumaça"

Palhaço!

RS disse...

@José Correia

Concordo consigo... mas imaginemos que aparecia um "Culaço" na estrutura directiva do FCP a apelar à guerra e depois havia problemas com a chegada dos lampiões ao Porto. Acho que eles não são assim tão parvos a ponto de nos oferecerem 6 pontos de bandeja. Se já tivessem o campeonato perdido, estou certo que o fariam para justificar o insucesso. Mas nesta altura, ou estão a fazer bluff ou então têm mesmo algo na manga...

bruno leal disse...

Não tem coragem este clube,eles dizem-se grandes mas só me rio com estas afirmações, querem que tenham pena deles, mas já agora quem começou esta guerra

Mário Faria disse...

O circo da Luz está montado. São malabaristas, contorcionistas, ilusionistas, feras e muitos palhaços. Os números são vulgares, mas há quem goste, e proeminentes figuras de entidades públicas, privadas e dos media confere-lhes poder, apoio e propaganda.
O FCP tem de ser inteligente e está proibido de agir por impulso, como fez depois do jogo com o VG. Não podemos dar tiros nos pés. E não deve intervir nesse circo marado, tomando os malabarismos como sérias ameaças.
Porém deve estar precavido. Para além dos números circenses, também são muito hábeis no jogo subterrâneo. Temos que : dissuadir a violência, manter o auto-domínio e só atacar pela certa. Nesta altura o melhor ataque é mesmo a defesa, e deixá-los a falar sozinhos.

Pedro disse...

Eu acho que ouvi bem na rádio.

E o que ouvi do comentário do LFV NÃO FOI "...Peço a Deus...". Eu ouvi "PEÇAM a Deus que não nos apedrejem a camioneta, SENÃO..."

Seja como for, esta AMEAÇA pareceu-me um pedido nítido exactamente para o contrário.

Mas eu não tenho o LFV como suficientemente inteligente, para uma provocação assim, digamos, "camuflada".
Acho que o comentário dele à rádio estava já preparado e, portanto, já com algo na manga.
Ou seja, vamos passar do campeonato dos túneis para o dos viadutos!

meirelesportuense disse...

"RS": -Se aquela hipótese que coloca fosse possível, então seria correspondente a um empate!...

José Correia disse...

@Pedro
É provável que tenha razão. Eu não ouvi as declarações do LFV na rádio e transcrevi de acordo com o que vinha no jornal (Record).

José Correia disse...

«O Benfica desmente que esteja a equacionar faltar ao clássico no Dragão, marcado para 7 de Novembro, caso o autocarro da equipa sofra actos de vandalismo na sua viagem ao Norte do país.
Fonte oficial das águias garantiu, a O JOGO, que tal cenário nunca chegou a ser ponderado ou discutido no interior do clube, não esclarecendo, contudo, o que Luís Filipe Vieira quis dizer quando, há dias, afirmou: "Peçam a Deus que não apedrejem o autocarro do Benfica, senão podem ter uma surpresa bastante grande".»
in O JOGO, 10/10/2010