sexta-feira, 19 de novembro de 2010

As selecções e os clubes

«A Federação uruguaia de futebol deu a conhecer que o jogador do F.C. Porto, Álvaro Pereira, sofreu um traumatismo no ombro esquerdo, no decorrer do particular com o Chile (…). Numa nota emitida no seu site oficial, o organismo acrescenta que se realizou um raio-X que apurou uma fissura no úmero, sem que, no entanto, tenha existido deslocamento. Os exames efectuados foram enviados para os dragões.
Alberto Pan, médico da Federação uruguaia, salientou, em declarações à imprensa do seu país, que a lesão poderia ser «muito mais grave» e que foi «por sorte» que não houve uma fractura, o que não impede, no entanto, que o jogador tenha de ficar «inactivo por um bom tempo». Os primeiros cenários apontam para, pelo menos, 30 dias de paragem, o que origina que não volte a jogar em 2010.»
in Maisfutebol


Que “sorte” que o FC Porto teve! O Álvaro Pereira “só” vai falhar seis jogos, incluindo a deslocação a Alvalade. Isto, claro, se recuperar bem e regressar em pleno no início de 2011.

Os jogadores internacionais são caros. Para além do custo do “passe”, os clubes/SADs têm de suportar salários elevados e outro tipo de encargos.
As selecções limitam-se a convocar estes jogadores, fazem-nos viajar milhares de quilómetros, usam-nos a seu belo prazer e devolvem-nos muitas vezes fisicamente de rastos (André Villas-Boas já se queixou disso esta época, a propósito do Falcao). Mas o pior é quando os devolvem lesionados. Na época passada foi Cristian Rodriguez e agora chegou a vez de Álvaro Pereira.

O negócio da FIFA é fantástico. As despesas são dos clubes; os lucros são das federações e da própria FIFA.

Mas voltando ao Álvaro Pereira, não havendo uma alternativa clara e testada (Palito é só o jogador mais utilizado por André Villas-Boas, tendo disputado todos os minutos da Liga 2010/11 até ao momento), é provável que seja substituído por Emídio Rafael nas provas internas e por Fucile na Liga Europa.

P.S. De um momento para o outro, a ala esquerda do FC Porto – Álvaro Pereira e Varela – foi à vida. Razão tinha o André Villas-Boas em pôr água na fervura, dizendo que o campeonato está longe de estar decidido.

7 comentários:

Nightwish disse...

Com os gatinhos podemos nós, e estando qualificados na liga europa, é tranquilo gerir a vantagem se for essa a equipa mais complicada.

José Correia disse...

«A Federação Inglesa de Futebol (FA) irá pagar cerca de 548 mil euros ao Liverpool, depois de Steven Gerrard se ter lesionado no amigável que opôs a Inglaterra e a França, deixando o jogador red de fora dos relvados por um período estimado de um mês.
Depois das críticas vindas de Anfield Road, a Federação está a pensar pagar cerca de 500 mil libras ao Liverpool, valor estipulado para cobrir os custos do salário de Gerrard.
Em comunicado, a FA refere que este é um exemplo de uma política que a organização está a adoptar, e que cobre danos sofridos pelos atletas em encontros internacionais.»
in record.pt

ricardompr disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Gonçalves disse...

Para o jogo de Alvalade ainda é possível a recuperação de Varela, vamos acreditar.

ricardompr disse...

José Correia, esse caso do Steven Gerrard é diferente, uma vez que existiu antecipadamente um acordo FA - Liverpool que dizia que o jogador só deveria jogar 45 minutos. O que é facto é que jogou mais que isso...e lesionou-se!

Quanto à ala esquerda, tou em crer que contra o Sporting Villas Boas irá utilizar Fucile.

José Correia disse...

@ricardompr
As federações têm enormes receitas, as quais deveriam, em grande parte, ser redistribuídas pelos clubes que têm as despesas com os jogadores utilizados.
Por exemplo, de cada vez que um jogador fosse chamado à sua Selecção, a federação desse país deveria pagar uma parte do seu ordenado (calculado em função dos dias de ausência).

Nightwish disse...

Depois de pagar ao Queirós, a Federação já não vai ter muito dinheiro, digo eu.