terça-feira, 16 de novembro de 2010

Comunicados à CMVM

«A passagem do Estádio da Luz da Benfica Estádio para SAD faz com que os encarnados fiquem obrigados a declarar à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) negócios de valores superiores a... 19 milhões de euros, confirmou a O JOGO fonte dos campeões nacionais. Tudo porque a sociedade anónima do clube da Luz ficou agora com um total de activos de 381 milhões de euros. Como é apenas obrigada a declarar ao mercado transacções que ultrapassem 5 por cento desse valor, só terá que o fazer a partir de 19,05 milhões de euros.»
in O JOGO, 13/11/2010


Esta notícia esclarece as condições em que a SAD do slb é obrigada a declarar transacções. Presumo que as regras para a FC Porto SAD e restantes sociedades anónimas desportivas sejam semelhantes.

8 comentários:

Heli disse...

Alguem me sabe dizer qual o activo total do futebol clube do Porto ?

Sergio disse...

Nem sei se é bom ou mão... Para a transparencia não contribui nadinha... até pk, 20.000.000 é mt guito...

Serve para o orelhas fazer uns desvios antes de ser demitido e ir pa cadeia....

meirelesportuense disse...

Afinal era como eu pensava, existem valores que não são obrigatórios comunicar.

Bruno Trigo disse...

Acho que é óbvio que se o FC Porto tiver de facto activos desse montante que as regras sejam iguais... Se não tiver obviamente que não serão....

Francisco Andrade disse...

O Porto tem um activo bastante inferior porque o estádio pertence ao clube e não à SAD.

No ano anterior o activo da Porto SAD era cerca de 20 milhões superior à do Benfica que com a injecção do estádio cresceu perto de 200 milhões.

Alexandre Burmester disse...

Para lá do que é ou deixa de ser obrigatório comunicar à CMVM os accionistas, os sócios e os adeptos dos clubes decerto gostariam de dispor de imformação correcta, rigorosa e atempada.

José Correia disse...

Por aquilo que se depreende desta notícia, uma SAD só é obrigada a comunicar à CMVM transacções que ultrapassem 5% do total dos seus activos.

Marreta Vizcaya disse...

Sendo que a FC Porto SAD não tem incorporado o Estádio do Dragão (ao contrário - para já - de Benfica e Sporting), é natural que os 5% para nós representem valores mais baixos.

Ainda assim prefiro que o Estádio seja separado da Futebol SAD, pois afinal de contas o estádio é um património do clube que deve ser gerido e retabilizado para o clube (no caso pela empresa Porto Estádio).