sábado, 6 de novembro de 2010

Há 55 anos

No jornal i de ontem, Rui Tovar recorda um FC Porto x slb de há 55 anos atrás, bem como, as declarações de alguns dos protagonistas.



«Cinquenta e cinco anos é muito tempo. Em futebol, por exemplo, é uma eternidade. Há 55 anos, Eusébio ainda nem sequer aterrara em Portugal, o Sporting era o principal clube português (9-8 ao Benfica em títulos de campeão) e nem todos os clubes da 1.a divisão jogavam em relvados. No meio disto tudo, o futebol era 11 contra 11. E não havia cá empresários nem assessores de imprensa a empatar quem trabalhasse. Só blackouts.
A 6 de Novembro de 1955 (faz amanhã 55 anos, portanto), o FC Porto de Yustrich ganhou 3-0 ao Benfica de Otto Glória e começou aqui a arrancada para o título, culminada com uma dobradinha (2-0 ao Torreense, na final da Taça). No dia seguinte ao clássico, resolvido com golos de Gastão (1'), Jaburu (23') e Teixeira (77'), só se falava da grande exibição dos azuis-e-brancos. E a reportagem do "Jornal de Notícias" é uma relíquia. Com acesso a todos os intervenientes, menos ao FC Porto - mas já lá vamos. Agora, concentremo-nos nas opiniões dos heróis, a começar pelo árbitro Amadeu Martins, de Braga.

[JN]: Acompanhou o duelo de Artur (Benfica) e Jaburu (FC Porto)?

[Amadeu Martins]: Sim, e embora houvesse virilidade de quando em vez não vi nada de anormal. A propósito, o Jaburu marcou um golo de cabeça espectacular. Muito bonito!

[JN]: Que jogadores mais lhe agradaram?

[Amadeu Martins]: Pedroto, Perdigão e Jaburu, no FCP. Caiado e, a espaços, Coluna, no Benfica.

[JN]: Quanto às equipas?

[Amadeu Martins]: O Benfica foi uma sombra de si mesmo, relativamente a outros encontros. O FCP venceu porque, quanto a mim, chegou mais depressa à bola.

(De seguida, o repórter dirige-se ao balneário do Benfica, onde encontra Artur.)

[JN]: Que lhe pareceu Jaburu, o reforço brasileiro do FC Porto?

[Artur]: Francamente, esperava mais e melhor. Nele nada vi de fenomenal.

(Ao lado de Artur, também a tomar banho, está Costa Pereira.)

[JN]: Que nos diz do resultado?

[Costa Pereira]: Que quer que lhe diga? Que perdemos mal? Afirmar o contrário seria falsear a verdade. Sim, errei no segundo golo, mas escreva aí para todo o país ler e entender: o Costa Pereira diz que o Benfica ainda vai ser campeão esta época.

(Para finalizar, o jornalista agarra no bloco e vai ao balneário do FC Porto. Lá, é impedido de entrar pelos dois porteiros. Uma hora e meia depois, nova tentativa e outro não. O irascível treinador brasileiro Yustrich dera ordens explícitas: "Ninguém entra." O mesmo jornalista lá foi então ao Lar do Jogador do FC Porto e cruza-se com um dos médios.)

[JN]: Que nos diz de Caiado, seu companheiro na selecção nacional?

[Pedroto]: Que hei-de dizer? Caiado é um jogador de características quase iguais às minhas. Por isso, não posso dizer nada. Dizer que ele é bom... isso não digo!

Aí está Pedroto. Esse mesmo, o Zé do Boné, que mais tarde entraria na história do futebol português. Este, ao menos, manteve-se igual ao longo dos tempos.»

Foto: Pedroto, 1955 (fonte: jornal i)

1 comentário:

penta1975 disse...

a posts como este é o que costumo designar por «um verdadeiro achado».

PARABÉNS!

saudações PENTAcampeãs!

Tomo I