segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Dr. Vilarinho, os Portistas lhe agradecem!

Por Filipe Sousa

Atitudes e comportamentos levam não poucas vezes algumas pessoas a perguntar se existirá algum benfiquista inteligente em todo o mundo. De facto, eles existem. Por incrível que possa parecer, são até "algumas centenas".

Em Setembro, por ocasião da "celebração" dos 10 anos de Mourinho como treinador principal, não faltaram reportagens, infografias e até os costumeiros (e alguns mui hipócritas) artigos de opinião a fazer as vezes de homenagem ao "melhor treinador do Mundo". Essa efeméride, apesar de relevante no contexto da carreira de Mourinho, pouco ou nada dirá aos Portistas. Há uma outra data bem mais importante para o Porto e os Portistas - absolutamente marcante, diria - e os 10 anos passados sobre essa data não ocorreram em Setembro, como os bajuladores de serviço, os fuinhas que há não muito tempo maldiziam do Mourinho entre dentes, e que agora quase se babam ao tratá-lo por "tu", tanta questão fizeram em celebrar, mas ocorreu sim, ontem!

Há 10 anos, uma sequência de acontecimentos foi despoletada e que contribuiu para confirmar definitivamente o Porto como potência dominante do futebol português, e recolocou o seu nome nas bocas do mundo. Como as devidas e atempadas homenagens não são o forte do Porto de Pinto da Costa, resta-nos a nós, Portistas, assinalar a data, saudar e introduzir na galeria de notáveis benfeitores do Clube, a pessoa responsável por despoletar o acontecimento que ontem se celebrou: o Dr. Manuel Vilarinho. Não devemos, ao contrário de outros, deixar cair no (ou votar deliberadamente ao) esquecimento aqueles que pelas suas acções tanto deram ao Porto, especialmente quando, e no que respeita concretamente ao Dr. Vilarinho, os "seus" insistem em minorizar o papel que teve na história do seu clube.

Eu acredito que o Porto não teria conseguido o que conseguiu nos últimos 10 anos, não só em termos de vitórias como no respectivo estilhaçamento das esperanças dos nossos rivais, sem essa momentânea e extraordinária parceria (50/50) Pinto da Costa/Mourinho, proporcionada pelo Dr. Vilarinho. Mas, e reforço, enquanto eu, e outros como eu, saudamos o Dr. Vilarinho, outros tentam obliterá-lo da nossa memória colectiva, insinuando que os feitos da tal dupla não mais se deveram do que a jogos de bastidores e esquemas obscuros e ilegais. Felizmente porém, há "algumas centenas" de benfiquistas que sabem a Verdade, e não se deixam levar pela manipulação dos factos. Podem queixar-se das escutas, das arbitragens, do "sistema", mas no fundo, sabem a Verdade.


Nota final: O 'Reflexão Portista' agradece ao Filipe Sousa a elaboração deste artigo.

4 comentários:

P. Cardoso disse...

eu agradeço também aos adeptos do sporting e à claque Juve Leo, pois na altura o presidente (dias da cunha?) queria contratar o mourinho e esse pessoal não o quis..

FernandoB disse...

Lindo serviço, sim senhor...
Com este elogio, o dr vilavinho, começou a celebrar hoje, logo pelas 10,00 H, vai ser bonito, ai vai, vai...
Logo à tarde, se guiar, se tem de ir ao controle, o balão levanta ao ar com ele agarrado e o policia também...

Menphis disse...

Eu cá agradeço, e continuo a agradecer, a Jorge Nuno Pinto da Costa por ter a astúcia e a inteligência de ter despedido o Octávio e ter ido buscar o Mourinho. As incompetências dos outros não me alimentam, mas sim as nossas virtudes.

JOSE LIMA disse...

Caro João Correia
Também devemos agradecer aos outros analfabetos futebolisticos que por lá abundam, nos terem permitido contratar o Jardel, e o Deco.
Cumprimentos