terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Os penalties da polémica

Depois de ver que suspenderam o Lisandro por um penálti que o árbitro assinalou e que depois disseram que não foi, se fosse hoje deixava-me cair no relvado [lance com Reyes]. É evidente que esse lance foi penálti, mas na altura não me deixei cair porque vi o Fucile a correr em boa posição e pensei que lhe podia passar a bola em condições de ele finalizar. Não o fiz por uma questão de fair play, foi uma reacção instintiva por ver o Fucile bem posicionado. No futuro pensarei duas vezes, sobretudo pelo que se passou com a suspensão ridícula do Lisandro.
Lucho, Junho de 2009


Ao ouvir e ler os comentários acerca do Paços Ferreira x FC Porto, lembrei-me deste caso e destas declarações de Lucho (numa entrevista ao jornal O Jogo).

O penalty assinalado a favor do FC Porto e que Hulk concretizou é polémico? Claro, como são quase todos os penalties assinalados a favor dos azuis-e-brancos, os quais são esmiuçados e analisados à lupa por jornalistas, comentadores, ex-árbitros e todo o tipo de “especialistas”.
A bola bateu no pé, na perna ou nos braços do jogador do Paços? Eu já vi as imagens várias vezes e continuo com dúvidas, mas dou de barato que o árbitro foi iludido pelo movimento dos braços do jogador do Paços.

Terá o FC Porto ganho na Mata Real graças a um favor da arbitragem? Claro, então não é óbvio? Estava a ganhar 1-0 e, já em tempo de descontos, passou a ganhar por 2-0…
E contudo, se recuarmos 12 minutos… Ao minuto 78, Filipe Anunciação faz penálti sobre Hulk?

No estilo que lhe é muito próprio, Anunciação "chegou" atrasado, pontapeando, assim, o pé de Hulk e não a bola. Grande penalidade que ficou por assinalar.
Jorge Coroado

Hulk é tocado no pé, dentro da área, por Filipe Anunciação. Embora não chegue a cair, é uma infracção merecedora de grande penalidade.
Pedro Henriques

De facto, Filipe Anunciação rasteira Hulk
Paulo Paraty


Pois é, não é preciso ver N repetições para se perceber que o árbitro Artur Soares Dias errou neste lance. As imagens não deixam dúvidas. Deveria ter sido assinalado um penalty a favor do FC Porto ao minuto 78 e, a partir desse instante, o Paços de Ferreira deveria ter ficado reduzido a 10 jogadores, porque Filipe Anunciação teria de ver o 2º cartão amarelo. Analisando o jogo com frieza e um mínimo de imparcialidade, é evidente que este foi o erro mais grave do trio de arbitragem e com maior potencial de influência no resultado final (penalty + expulsão + 12 minutos e descontos ainda por jogar) mas, como é óbvio, o erro do árbitro que a “verdade oficial” (leia-se propaganda) irá registar para a história deste jogo será outro.

Razão tinha o Lucho…

6 comentários:

penta1975 disse...

@ José Correia

o sr. é como um bom escuteiro: está sempre alerta, car@go! ;)
só uma pergunta: onde posso assinar tal brilhante post? ;)

ps: BOAS FESTAS! para todas(os)

RCBC disse...

Em 90% dos jogos do FC Porto procuram-se, até à exaustão, argumentos de arbitragem que justifiquem as vítórias do FC Porto.

Os jogos com o Setúbal e Paços de Ferreira são paradigmáticos: erros contra e a favor do FC Porto, ou seja, o saldo é nulo. Se um árbitro erra para os dois lados, como pode estar a beneficiar uma das equipas?!?!

Claro que a ideia transmitida pela comunicação social é a de que os unicos erros que existiram foram os a favor do FC Porto...relativamente aos outros tenta-se escamotear e esconder, ou então arranjar desculpas esfarrapadas para o facto do arbitro ter errado... algo que nunca acontece quando os arbitros erram a favor do FC Porto, porque aí são aldrabões e fizeram de propósito...

Sinceramente, apenas num jogo temos de admitir que fomos benficiados: na Madeira em que há um penaltie cometido por Rolando (depois de ver 3 ou 4 vezes as imagens chega-se a esta conclusão) em que o resultado estava 1 a 0.

Tudo o resto que se fala, é conversa para entreter o povinho...

Nelson Machado disse...

Ó que diz RCBC é bem verdade; em quase todos os jogos do FC Porto a arbitragem é esmiuçada à procura da mais ínfima alusão a um erro que favoreça o FC Porto.
Já em jogos como que foi contra o sporting a arbitragem não é tão debatida nem tão "estudada".

Quanto ao lance que era penalti sobre Hulk e expulsão do jogador mais indecente do campeonato português, teve uma coisa boa não ter sido nada assinalado. Assim o mal-criado e constante provocador do anunciação teve o "prazer" de assistir de camarote ao golo de Walter que foi marcado mesmo nas barbas desse "língua de esgoto".

Miguel Teixeira disse...

Morreu Pôncio Monteiro.


Condolências a toda a familía.

Guedesnet disse...

O jornalista Fernando Correia, na SIC noticias, logop após ter terminado o jogo, estava chateadissimo, pelo simples facto de o árbitro ter marcado um penalti a favor do FCP, mas do que ficou por marcar a favor do FCP não falou ele... fica mal a um jornalista não se isento!!!

Armando Pinto disse...

Desapareceu fisicamente o grande Portista Dr. Pôncio, mas não espiritualmente, ficando para sempre como membro ilustre da Família Azul e Branca, recordado como defensor televisivo do noso clube através de seu famoso arquivo...
Paz à sua alma.
No Além, por certo, continuará a defender o F. C. Porto, no espírito do bem contra o mal.

http://longara.blogspot.com/