segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O Grande Elmano (II)


Ontem o slb foi a Coimbra vencer a Académica por 1-0 com um golo duplamente ilegal. Aos 19 minutos de jogo, após livre de Cardozo, o Saviola em claro fora-de-jogo e com o braço desvia a bola para dentro da baliza. O assistente que “não viu” o fora-de-jogo chama-se Sérgio Serrão. Este nome ainda vai dar que falar – o rapaz promete.

Aos 35 minutos o academista Pape Sow é expulso por entrada intempestiva sobre Cardozo. Porém, minutos antes, Elmano Santos mandou seguir o lance depois de uma cotovelada de Airton sobre um meio campista da Académica, que ficou tombado no chão à espera de assistência. Dualidade de critérios ao melhor nível do Grande Elmano (à descarada).

Nos pasquins desportivos lisboetas de hoje é dado grande ênfase a dois supostos penalties não marcados a favor do slb. Sejamos claros: o primeiro foi um mergulho do Coentrão para a piscina e o segundo foi um lance de mão na bola. E mão na bola nunca é penalty, pelo menos na opinião desses pasquins. Ah, perdão: nunca é penalty mas só se a equipa beneficiária for o FC Porto!

Como todos sabemos que Octávio Ribeiro, o director do Correio da Manhã, publicação do Grupo Cofina, não é um homem intelectualmente desonesto, vamos esperar (sentados) que comente a escandalosa arbitragem de Elmano Santos ontem, em Coimbra, no jogo que opôs a Académica ao slb. Recorde-se que na ressaca do jogo FC Porto x Setúbal o director do Correio da Manhã escreveu um artigo a que chamou “O Grande Elmano”. Para relembrar os mais desatentos, Elmano marcou um penalty contra o FC Porto no último minuto do jogo, que daria o empate, e mandou o jogador do Setúbal repetir sendo que, à segunda, o avançado falhou o penalty, o que deve ter deixado o fígado do Octávio Ribeiro em muito más condições.

14 comentários:

José Correia disse...

Saviola, no momento da execução do livre, já estava bem adiantado relativamente aos penúltimos defensores. Porque a regra na Madeira deve ser diferente, o assistente Sérgio Serrão não descobriu o fora-de-jogo e validou um golo irregular, dando azo a uma advertência por protestos por ele fomentados.
Jorge Coroado


Chamo à atenção que não se trata de um lance de bola corrida, em que, muitas vezes, a rapidez e a movimentação dos jogadores complica a decisão dos árbitros assistentes. Neste caso não é isso que acontece. É um lance de bola parada, com uma barreira formada à distância regulamentar, a qual serve de referência clara (claríssima!) relativamente à posição irregular do avançado benfiquista.
Não há (eu pelo menos não encontro) uma explicação aceitável para a decisão do árbitro assistente em validar este golo duplamente irregular.

José Correia disse...

«A Académica levou um soco no estômago aos 19' e viu-se e desejou-se para voltar ao jogo. Na marcação de um livre cobrado com violência por Cardozo, Saviola, em fora-de-jogo, toca na bola com o braço e esta anicha-se no fundo das malhas de Peiser. Uma dupla falta que passou em claro a Elmano Santos e aos seus auxiliares, mas não aos jogadores da Académica, que a partir desse momento sentiram que a partida estava muito, muito mais complicada. Os anfitriões reagiram na parte final do desafio, mas os estragos já tinham sido feitos. O golo irregular de El Conejo acabou por limitar o desempenho dos jogadores da Académica, que tudo fizeram para conquistar pelo menos um ponto em condições muito adversas.»
in O Jogo, 17/01/2011

Pedro Malaquias disse...

O fora-de-jogo é óbvio, mas não há qualquer mão. O golo deveria ter sido, evidentemente, anulado.

Porém, tentar não ver o restante é falta de honestidade intelectual. O penalty sobre o Coentrão é mais do que evident (e dá lugar a amarelo, que o colocava de fora no próximo jogo do campeonato). Parece-me que o texto admite que o segundo penalty existe. Já a expulsão, é também justa (penso que não é posto o mesmo em causa).

Note-se ainda que o segundo amarelo do Coentrão é precedido de uma falta que fica por assinalar sobre Jara que, em resultado da sua violência e de cortar um lance de perigo, daria, pelo menos, amarelo. Também não ficou por aí.

Podíamos ainda falar do amarelo ao David Luiz. Forçado e deixa-o de fora no próximo jogo.

Do texto, fica ainda uma questão: a cotevelada do Sidnei foi a um dos colegas do banco de suplentes?

Pedro Malaquias disse...

O fora-de-jogo é óbvio, mas não há qualquer mão. O golo deveria ter sido, evidentemente, anulado.

Porém, tentar não ver o restante é falta de honestidade intelectual. O penalty sobre o Coentrão é mais do que evident (e dá lugar a amarelo, que o colocava de fora no próximo jogo do campeonato). Parece-me que o texto admite que o segundo penalty existe. Já a expulsão, é também justa (penso que não é posto o mesmo em causa).

Note-se ainda que o segundo amarelo do Coentrão é precedido de uma falta que fica por assinalar sobre Jara que, em resultado da sua violência e de cortar um lance de perigo, daria, pelo menos, amarelo. Também não ficou por aí.

Podíamos ainda falar do amarelo ao David Luiz. Forçado e deixa-o de fora no próximo jogo.

Do texto, fica ainda uma questão: a cotevelada do Sidnei foi a um dos colegas do banco de suplentes?

José Correia disse...

19 minutos: Validação de um golo do slb duplamente irregular.
35 minutos: Académica reduzida a 10 jogadores por expulsão (vermelho directo) de Pape Sow.

Num cenário destes, de campo inclinado e decisões absolutamente inacreditáveis, percebo que, perto do final do jogo, o árbitro não tenha assinalado o braço de Bischoff dentro da área (pouco interessa que tenha sido intencional ou não).
Esta estratégia é sobejamente conhecida. Permite que jornalistas, comentadores e adeptos do slb fiquem de “consciência tranquila” e digam, placidamente, que o árbitro errou para os dois lados…

P.S. O alegado penalty sobre o Fábio Simulão, perdão, Fábio Coentrão é uma simulação mais do que evidente (tal como foi simulação o mergulho do Varela no FC Porto x Naval).

Nuno Nunes disse...

@ Malaquias,
Obrigado pelo aviso. Foi o Airton.

O penalty do Coentrão é tão evidente como o penalty marcado contra o Sporting por "falta" do Polga.

PS- El Conejo se deberia llamar Manitas de Plata.

Pedro Reis disse...

E agora esta pérola do Rascord...
Deve ser para ajudar a justificar o erro do árbitro.

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Benfica/interior.aspx?content_id=679861

Esquecem-se também de dizer que se o Saviola não tocasse na bola o mais provável era que o Guarda-Redes da Académica a defendesse. A não ser que se armasse em "Moretto amigo"...

Pedro Reis disse...

Sem este golo irregular e sem o golo irregular do SCP contra o FCP, estaríamos neste momento com 12 pontos de avanço sobre o SLB...

É que os penalties podem, ou não, dar golo, já os golos irregulares validados são golo e ponto final. Parágrafo!

José Correia disse...

@Pedro Malaquias
O golo do slb em Coimbra não resulta de um lance de bola corrida, em que, muitas vezes, a rapidez e a movimentação dos jogadores complica a decisão dos árbitros assistentes e serve de justificação para os seus erros. Neste caso é um lance de bola parada, em que, ainda por cima, existe uma barreira formada à distância regulamentar, a qual serve como referência relativamente à posição irregular (claríssima!) do avançado benfiquista.
Desafio seja quem for – Record, A Bola, Benfica TV, Vítor Pereira, etc. – a encontrar uma explicação técnica minimamente aceitável para a decisão do árbitro assistente em validar ESTE golo irregular.

pedro disse...

De facto o golo é do Cardozo, creio que a lei diz isso mesmo, o que não invalida que tenha sido duplamente ilegal.

O David viu 5º amarelo e cumprirá o castigo num jogo em casa...muita sorte que este indiciduo tem.

O mesmo David após fazer falta que lhe valeu um estranho 5º amarelo (depois de toda a porrada que distribui semanalmente...) cortou a bola com o braço na barreira, bem dentro da area, corte deliberado como se ve nas imagens da TV.

A mão do Bischoff é penalti claro, tal como para mim foi a do Coentrão há umas semanas atrás.

Recomeçaram as expulsões estranhas, vulgo infantis, de jogadores adversários do SLB. A novidade é que até aqui eram brasileiros a ser expulsos. Contudo a nacionalidade acaba por ser irrelevante, o que de facto importa é saber quem são os empresários destas personagens desprovidas de inteligência. Bem expulso.

Finalmente, os tipos do SLB voltam a correr como nunca. Exactamente quando deixaram de ter de fazer xixi para o copo em dias surpresa (dado que champions é finito!!).

David disse...

Plenamente de acordo com o comentário do bloguista Nuno Nunes e com a sua indignação por esta vergonhosa arbitragem. Mas que têm os talibans (ou lá o que eles são) da foto a ver com isso? Ao pé da gentalha que manobra por trás de factos como os que descreve na sua contundente crónica, estes tipos da foto são uns meninos de coro! Não é preciso ofendê-los gratuitamente!;-)

PS Hoje não perco o Serrão!

Mundo Azul disse...

É triste assistir à desonestidade, parcialidade, falta de vergonha de todos mas acima de tudo de quem gere a competição e de quem se denomina de "jornalista desportivo".

A blogosfera, os fóruns, os Portistas em geral protestam. Criticam, acusam, lamentam.

Mas o clube cala-se. Infelizmente parece que ataca-se a "bola" e os seus cronistas, o cineasta, o cirurgião, o autarca de sintra. Mas nestes momentos...o silêncio impera.

E isto é mau, muito mau, na minha humilde opinião.


Os outros estrebucham, são ridículos em todas as situações, mas acabam por levar a água ao seu moinho. Como não há quem os desmascare e condene nem um simples pingo de vergonha, Tudo vale.


E eu ando a avisar muita gente para o que nos esperará na visita a Aveiro. O André que nem pense em meter titulares para a taça das reservas.


Esperem pelo jogo do fim-de-semana!!! Vão ver...


http://thebluefactoryofdreams.blogspot.com/

Abraço

rbn disse...

Como escrevi no post anterior, será uma semana calma, sem "causos" e sem pente fino em cima do El Mano Santos.

Fosse a favor do FCP, caiam o carmo, a trindade, o João Gaybriel, o Orelhas, o pasquim a bosta, o outro pasquim rascord, o MAI, a MIZÉ e aquela corja toda de VERMESlhuscos em cima do "culpado" do costume, o PdC.


Mas, foi a favor dos VERMESlhuscos, vão passar a semana a ENFATIZAR 2 penalties não marcados a favor dos avestruzes, para além do provável duelo das meias-finais entre o FCP e o 5LBen7as e vão branquear mais uma vez o roubo.

É compreensível os da região da capital protegerem os seus.

Afinal, nem o famoso "penalty" na Reboleira, aquele em que a bola bateu na cabeça do defesa do estrela da Amadora e o árbitro marcou penalty sem pestanejar, provocou tanto barulho, tanto alarde, tanta indignação e páginas e mais páginas nos jornais como o "penalty" de Yebda sobre Lisandro no Dragão, que mereceu na 1ª página do rascord uma foto gigantesca do Lixa onde em letras garrafais lia-se : batoteiro.

A semana será calma.

RCBC disse...

Dizia-me hoje um benfiquista que se achava indignado com o facto do Benfica ter sido prejudicado pela arbitragem...
Não passam de uma boa cambada de filhos da puta...
Os 8 pontos de desvantagem que têm para a liderança causa-lhes uma azia enorme...