sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Está bem encaminhado

Há por aí uma máxima que diz: Nunca voltes ao lugar onde já foste feliz

Ora bem, este ano depois de Viena, temos Sevilha a desmenti-la (eu sei que em Sevilha não é o mesmo estádio, mas isso é um pormenor).

E hoje fomos mesmo felizes, não jogámos grande coisa, não me lembro de uma jogada com princípio, meio e  fim, as oportunidades que tivemos foram no resultado de bolas paradas, tivemos o Kanouté a imitar o Hugo Almeida (ou o Postiga), e o Cebola tem aquele remate falhado que se transforma em jogada de golo.

foto gamada no Record

É daqueles casos em que se diz, foi melhor o resultado que a exibição.

Prá semana voltamos à década de 80.

20 comentários:

Louro disse...

O resultado foi bem melhor que a exibição.o FCP entrou forte na partida, mas perdeu gás, depois falhava muitos passes nas saídas para o ataque e os laterais viram-se aflitos para travar os alas do Sevilha.
Destaco as exibições de Fucile, Fernando e Otamendi que estiveram em grande plano.
O FC Porto joga nas competições internas da mesma forma que joga na Europa , o mesmo não digo de uma certa equipa de vermelho que, na Europa realiza exibições muito descoloridas sofrendo derrotas ridículas e que para o campeonato, corre e esperneia com uma força fora do vulgar...Hum....Existem comprimidos que fazem milagres!
Para quando o controlo anti-doping em todos os jogos do campeonato?

austria87 disse...

Olá
Rolando para a próxima eliminatória.
SEMPRE FC PORTO.

Miguel Pereira disse...

Pela primeira vez este ano pude ver um jogo do FCP em condiçoes na tv (cortesia da televisao espanhola) e acabei com um mixto de sentimentos que nao esperava.

Optimo resultado, com sorte e saber à mistura, e péssima exibição. Nao me lembro ha muito de ver uma equipa falhar tantos passos fáceis em tantas zonas diferentes do terreno de jogo. Criaram-se muitas recuperaçoes de bola do Sevilla por pura distraçao, algo inaceitável a este nivel.

Um amigo espanhol que via o jogo comigo perguntou-me onde andava o "Incrivel Hulk" e o AVB pode dizer o que quiser, mas onde joga (e especialmente em equipas que nao deixam espaços) perde todo o poder de surpresa.

O Otamendi fartou-se de falhar bolas com o Kanoute e não fosse o Rolando e tinhamos tido bem mais sarilhos. O Fernando continua a ser o tipico tapão que não sabe sair com a bola e o Belluschi e o Moutinho destruiram mais do que construiram.

PS: Há algo que não goste no AVB e é que se está a tornar demasiado previsivel. Antes dos 2 golos já tinha uma substituiçao preparada e depois de marcar realizou sempre a mesma, apesar de em ambos os casos o jogo mudar totalmente. Nao se percebe se com as substituiçoes queria atacar mais, atacar menos ou simplesmente render fisicamente jogadores cansados...o golo inaugural pedia a entrada do Walter para segurar os centrais e dar espaço ao Hulk em contra-golpe e o 2nd golo pedia mais contençao a meio-campo e nao necessariamente, lançar o saudoso AP por 5 mts.

A baixa de forma começa a ser evidente. Só houve pulmao em 60 mts de jogo!

José Correia disse...

Genk (play-off), Sófia, Istambul e Viena na fase de grupos, e agora Sevilha nos 1/16 avos de final: cinco jogos fora de casa na Liga Europa 2010/11, cinco vitórias!

José Correia disse...

«o golo decisivo, marcado por Guarín a cinco minutos do final, na sequência de um lance de insistência de Rodríguez, foi um pouco a imagem da exibição portista, também ela feita de muito esforço, bastante trabalho, uma fé inabalável, mas igualmente de uma significativa dose de sorte. (…) Um contra-ataque atabalhoado acabou com Rodríguez como protagonista à frente da área. O uruguaio tentou o remate, mas acertou nas orelhas da bola que ficou por ali. Cebola não desistiu, e foi dividi-la com Palop, acabando por ganhá-la para Guarín, que só teve de empurrar para a baliza. O FC Porto ganhou ao Sevilha e deu um passo de gigante para os oitavos-de-final da Liga Europa, mas precisa de ser mais do que foi ontem para garantir que não dá um passo atrás no Dragão.»
Jorge Maia, O Jogo

Concordo com Jorge Maia.
A eliminatória com o Sevilha está muito bem encaminhada, mas para ter aspirações a ganhar a Liga Europa, o FC Porto tem de subir o seu nível exibicional para patamares semelhantes aos do período Agosto – Novembro. Para isso, é fundamental:
- o regresso de Álvaro Pereira (ontem já jogou uns minutos);
- o regresso de Falcao (o que é que realmente se passa?);
- o regresso de Hulk à posição onde rende a 100%;
- o regresso de Varela às boas exibições (ontem esteve novamente muito fraquinho).

David Duarte disse...

O tipico FC Porto quando joga fora de casa nas competições europeias : a saber sofrer e a marcar nos momentos decisivos graças a uma frieza colectiva que resulta em grande eficacia. O resultado não surpreende mesmo se a exibição não foi das melhores. De notar que é a terceira derrota do Sevilha em três jogos contra equipas portuguesas. Sei bem que o Sevilha não està nada bem, mas prova que as equipas portuguesas não estão longe do nivel do campeonato espanhol, pelo contrario (exceptuando claro Real Madrid e Barcelona).

Sobre o resto, um Benfica que voltou a ter pouca humildade (o que me preocupa bastante), como alias Jorge Jesus admitiu na conferência de imprensa ao dizer que não esperava tantas dificuldades. Incrivel que a lição do Schalke lhe tenha passado ao lado. Também o Schalke andava pelos ultimos lugares e ganhou-nos duas vezes. Isso quer dizer pouca coisa a classificação no campeonato. Grande 2a parte que merecia mais golos. Resultado de 2-1 perigoso, mas Benfica claramente favorito se não pensar que pode ganhar jogos sem suar.

O Sporting e o Braga não vi por isso não comento. Digo apenas que são resultados que deixam tudo em aberto.

Seria bom termos os 4 clubes nos oitavos. Em principio faria:

FC Porto - CSKA
Benfica - PSG
Sporting - PSV
Braga - Liverpool

Tirando o Braga, temos muito boas possibilidades de ter três clubes nos quartos. Mais do que isso, de ter um representante, pelo menos, na final.

'mega' disse...

Caraças, eu disse que o rolando ir marcar.. E o Falcao não marcou pq estava na bancada....

Foi um jogo irritante. depois de na véspera ver o barcelona fazer 80 passes seguidos sem perder a bola, irritoou-me que nós não consigamos fazer 5 seguidos...

Em contrapartida, o barcelona perdeu... nós ganhamos... também está bem..

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem fomos felizes no resultado, mas fizemos por merecer.
Lutamos imenso e defendemos bem a nossa baliza.
Helton e Rolando foram imperiais. Otamendi, Sapunaru e Fucile fizeram um excelente jogo.

Fernando, Belluschi e Moutinho lutaram bastante. James demonstrou alguma falta de experiência, e Varela e Hulk tentaram sempre desequilibrar.

O Porto entrou bem em cada uma das partes do jogo, e criou oportunidades de golo, marcando numa de bola parada por Rolando.
Após o golo do empate do Sevilha, que deveria ter sido invalidado por falta de Kanouté sobre Otamendi, o Sevilha encostou-nos às cordas e tivemos de saber defender, e conseguimo-lo e bem.

Com a entrada de Guarin reequilibramos o jogo, e com o Sevilha todo balanceado para o ataque, num contra-ataque marcamos o golo da vitória.

Foi um excelente resultado, mas na segunda mão temos de estar atentos, pois o Sevilha nada tem a perder, e conta com excelentes jogadores.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem fomos felizes no resultado, mas fizemos por merecer.
Lutamos imenso e defendemos bem a nossa baliza.
Helton e Rolando foram imperiais. Otamendi, Sapunaru e Fucile fizeram um excelente jogo.

Fernando, Belluschi e Moutinho lutaram bastante. James demonstrou alguma falta de experiência, e Varela e Hulk tentaram sempre desequilibrar.

O Porto entrou bem em cada uma das partes do jogo, e criou oportunidades de golo, marcando numa de bola parada por Rolando.
Após o golo do empate do Sevilha, que deveria ter sido invalidado por falta de Kanouté sobre Otamendi, o Sevilha encostou-nos às cordas e tivemos de saber defender, e conseguimo-lo e bem.

Com a entrada de Guarin reequilibramos o jogo, e com o Sevilha todo balanceado para o ataque, num contra-ataque marcamos o golo da vitória.

Foi um excelente resultado, mas na segunda mão temos de estar atentos, pois o Sevilha nada tem a perder, e conta com excelentes jogadores.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

rbn disse...

É caso para dizer que tivemos a sorte do jogo.

Mainada.

rbn disse...

E o Varela(o nosso Yannick Djaló) fez ontem o seu 3º jogo displicente consecutivo, portanto, ainda faltam 2 ou 3 jogos para ele fazer um "jogaço", já que a sua média é de 1 grande exibição para 5 ou 6 jogos medíocres.

Quantos jogos faltam para irmos ao galnheiro?

Pior que Varela, só o árbitro escocês, que foi ruim demais para os 2 lados(mais para o deles do que para o nosso, pois ainda no 1º tempo, aquela entrada a matar de James na linha lateral, sem bola, era vermelho directo na minha opinião).

De resto, um excelente empate da lagartagem na Escócia e um excelente 0 x 1 do Braga na neve.

E um excelente 2 x 1 para o sttugart, penso eu.

r.m.silva da costa disse...

Acho que no rescaldo de uma vitória tão importante como foi a de ontem, perante tão forte e ambicioso adversário, se olhe para as coisas positivas (e foram bastantes, na minha opinião) que a nossa equipa fez, deixando para a os técnicos a incumbência de colmatarem o que de menos bom aconteceu.

Pedro Malaquias disse...

Um pouco offtopic, mas...

@ David Duarte: Eu tenho ideia que se o SCP passar vai ser completamente cilindrado pelo PSV...

Já agora, seria possível uma final FC Porto - Benfica? Isso é que seria bem interessante (acho que ambas as equipas podem chegar bastante longe nesta competição... não vi o jogo, mas vejo demasiadas críticas à exibição do Porto, que teve um resultado fantástico em Sevilha)

Dragaopentacampeao disse...

Num jogo em que a sorte foi elemento fundamental, o FC Porto lutou com raça e fez por merecê-la.

Primeira parte de pressão alta, domínio, controlo e muita cabecinha.

Segunda parte de menor pressão face à perda de força física, mais sofrida pela cavalgada sevilhana, alguma felicidade na obtenção da vitória, em momentos cruciais.

Destaque pela positiva, a coesão defensiva, onde Rolando, Helton e Otamendi foram gigantes (por esta ordem)e pela negativa o incompreensível desbaratar de fáceis lançamentos do contra-ataque perigoso, por irritantes passes mal dirigidos de que abusaram Belluschi e Moutinho!

Quarta-feira espera-nos uma missão ingrata pois o Sevilha patenteou grande capacidade ofensiva.

Teremos de ser um Porto de boa colheita para prosseguirmos na prova.

Um abraço

reine margot disse...

r.m.silva da costa 100% de acordo consigo!
Mas estes comentários que correm pela net devem ser de malta muito nova (os que nasceram com o "cú" virado para a lua) que não sabe muito bem o que é correr atrás, o que é saber viver sem pedir empréstimos...
Ou será que ficaram já contagiados pelas bocas dos SIC´s?

David Duarte disse...

Pedro Malaquias, estou em França e vi igualmente igualmente o Lille-PSV (vias os clubes portugueses na net e deixei no Lille-PSV na televisão).

O PSV não mostrou grande coisa contra uma equipa, certo, competitiva mas que em termos individuais considero estar ao nivel do Sporting. O PSV esteve a perder 2-0 e se recuperou para o 2-2 foi apenas porque o Lille desacelarou completamente (jogou com 6 elementos normalmente não titulares) porque tem um primeiro lugar a defender num campeonato onde não é campeão ha 50 anos se não me engano.

Agora admito que o PSV esteja igualmente com a cabeça no campeonato onde vai em primeiro. Não conheço o suficiente do PSV para falar. Mas do que vi, penso estar ao alcance do Sporting.

Portugal està com um coeficiente muito bom e ainda pode melhor, ficando mesmo à frente, este anos, da França e da Italia. Ter três clubes na Liga dos Campeões é muito importante para os clubes português, pois é o unico modo que temos de ter uma receita importante que nos permita de guardar os nossos melhores jogadores por mais tempo e assim aumentar a nossa competitividade.

rbn, claro que o 2-1 é excelente para o Estugarda... não é qualquer equipa que vai à Luz e so perde por um golo de diferença!

Silver disse...

Los portugueses sacaron petróleo de sus escasas ocasiones y construyeron un muro delante de Helton

Vamos, que el Sevilla jugó de tú a tú a un Oporto que demostró con creces por qué es uno de los equipos de moda en Europa. Perfectos en defensa y letales en ataques, los portugueses sacaron petróleo de sus escasas ocasiones y construyeron un muro delante de Helton que sólo Kanouté logró resquebrajar. A seguir el autor del primer gol, Rolando, y el argentino Otamendi, que frustraron numerosas jugadas rojiblancas. Dos centrales que estarán muy pronto en la agenda de muchos grandes.

Isto está escrito na Marca...alguns adeptos do FCPorto são de facto exigentíssimos mas com pouca formação futebolistica:um 1ºjogo fora contra um forte candidato,quererem outra vez ópera....

José Rodrigues disse...

Já tivémos jogos esta época em q merecíamos ganhar e não ganhámos; ontem pela 1a vez foi ao contrário. Alguma vez tinha q ser, carago :-)

A 1a parte foi excelente em termos defensivos. Já em termos ofensivos nem por isso (tal como a 2a). Já na 2a parte estivémos muito menos bem em termos defensivos (diga-se de passagem q um B Alves faz falta nas bolas bombeadas para a área).

Para o futuro próximo tenho muita confiança, para mais com os regressos de Falcão e A Pereira.

No cômputo geral: continuamos numa senda vitoriosa ganhando num campo difícil. Mainada.

HULK 11M disse...

Obrigado "Sílvio" por ter trazido até aqui esse enxerto da "Marca"!
Eu não percebo nada de futebol e ao ler por aqui a maioria dos comentários ainda mais confuso fiquei pois eu vi um jogo completamente diferente.
Vi um Sevilha em grande com os seus jogadores a fazerem o "jogo da vida" tal como tinham prometido. Com tamanho gaz que eu me perguntava se se tinham enganado no chã!
Vi um FCP que procurou dar a melhor luta possível e um árbitro com 2 critérios diferentes: para o Sevilha apitava "à britânico" e para os portugueses era à "João pode ser Ferreira"! Alguma vez o golo do Sevilha poderia ter sido marcado por algum jogador do FCP??? Claro que não porque em lances semelhantes ele marcava-nos falta (carga). Ninguém reparou?
Tivemos sorte? Sim, nalguns, poucos, lances, Noutros valeu-nos a classe de Helton! Ou isso não conta?
E não poderíamos ter também marcado noutras ocasiões?
Agora não podemos é deixar de dar os parabéns aos nosso procuraram estar à altura de jogadores com salários que o FCP não pode pagar e que apostaram em fazer o jogo da vida, honrando assim o FCPorto!
E cá a luta vai continuar. Ninguém pense em "favas contadas"!

Jorge Mota disse...

Resultado optimo e exibiçao inteligentissima

Incrivel o respeito e admiraçao q os users da marca tem por nos.Acho q ja li mais de 2000 coments..