sexta-feira, 4 de março de 2011

A antecâmara da Dragões TV?


«O Futebol Clube do Porto comunica que celebrou um memorando de entendimento com os proprietários do Porto Canal que tem como objectivo reforçar a expressão pública e o relacionamento da nossa Instituição, assim como promover a Marca e os produtos e serviços associados.
O acordo é o primeiro passo de um plano que permitirá o reforço dos canais de Comunicação e Marketing do FC Porto, nomeadamente a nível da Televisão, Novos Media, e ferramentas sociais.
Oportunamente, aquando da fase de concretização das intenções acordadas, serão dadas mais informações acerca deste assunto.»
in comunicado do FC Porto, 4 de Março de 2011


«(…) o Porto Canal assegurará o incremento dos meios de Comunicação ao dispôr de uma das Instituições mais importantes do nosso País.»
in comunicado do Porto Canal, 4 de Março de 2011


Vejo com bons olhos esta parceria entre o FC Porto e uma empresa que, indirectamente, é participada do grupo espanhol Mediapro. Logo à partida, isso abre outras perspectivas na negociação dos direitos televisivos.

Será este o primeiro passo para uma Dragões TV?
Espero bem que sim, e que a mesma obedeça a um profissionalismo e postura completamente diferente da TV dos encarnados.
De resto, penso que o anúncio de hoje não é indissociável desta contratação.

Os efeitos práticos desta parceria já se fazem notar. No imediato, vamos romper com o desinteresse da SportTv e voltar a ter jogos do campeonato nacional de hóquei em patins na televisão, com a transmissão, em directo, do FC Porto x slb da 21ª jornada (Sábado, 17:45). É um bom começo.

Nota: Os destaques no texto a negrito são da minha responsabilidade.

10 comentários:

Armando Pinto disse...

Uma grande notícia, se resultar como se anseia, na criação de um canal televisivo do clube.

http://longara.blogspot.com/2011/03/algumas-particularidades-memoraveis-dos.html

HULK 11M disse...

É uma óptima notícia!
Dá a sensação que a SportTv, de tanto baixar as calças aos senhores da "instituição", acabou de perder o cliente "FCP"!
Por outro lado consta que a "Porto Canal" foi comprada, ou estará para ser comprada, por um grupo português (Rangel ?) que já teria assegurado os direitos de transmissão da liga espanhola na próxima época, roubando-os precisamente.... à SportTv.

aaaaa disse...

Quando é que vamos acabar com estes lamentos e entrar na prática.

1º deixar de falar das bestas, 2º provocar encontros do 3º grau.

e a partir daí as coisas vão ficar melhor.

João Inocêncio de Vale e Azevedo Calabote disse...

Então e disto( http://www.rr.pt/bolabranca_detalhe.aspx?fid=73&did=145072 ) ninguém fala?

meirelesportuense disse...

Excelente novidade, o Porto Clube e o Porto Cidade já o mereciam...

José Correia disse...

«O contrato foi assinado na última quarta-feira, entre os dragões e a proprietária espanhola MEDIApro, prevendo a possibilidade de envolvimento na gestão do Porto Canal ou mesmo, numa etapa futura, a participação no capital da estação televisiva. (...)
Presente nas grelhas digitais da ZON, Clix e MEO, o Porto Canal tem, naturalmente, um âmbito regional, muito centrado nos concelhos do Grande Porto e sustentado pelas autarquias, empresas e universidades locais, em particular a pública. Esse enraizamento acabou por encaixar bem nos estudos que os dragões fizeram a respeito da criação de um canal televisivo próprio, hipótese essa que a análise aos dados recolhidos desaconselhou, por concluir que uma versão azul e branca da Benfica TV não ajudaria à implementação do conceito pretendido, ao contrário de um canal genérico, de programação tradicional e alma azul e branca. Outra característica essencial, e que será mais verosímil numa empreitada assim, é o pressuposto de que não haja custos para o FC Porto. Se for o clube a gerir a estação, as despesas terão de ser cobertas pelas receitas. O negócio, de resto, não implicará dispêndios, pelo menos nas etapas iniciais. Passará a implicar quando, e se, a entrada no capital for concretizada.»
in ojogo.pt

José Correia disse...

«Nascido há quatro anos, o Porto Canal tem maioria de capital espanhol, através da Media Luso (75%), empresa que pertence ao universo do grupo multimédia Mediapro, baseado em Barcelona, hoje já um gigante no mercado europeu. Tem os direitos da Liga Espanhola, entre outros, e possui os canais televisivos La Sexta, Gol Television e Real Madrid TV. Entre os restantes (25%) accionistas do PC estão empresas como o Finibanco, a JP Sá Couto, a FFA e a Yeti.»
in ojogo.pt

José Correia disse...

«Nunca entendi a cem por cento os canais televisivos de clubes. Entre o que não têm para transmitir e o que a paranóia os impede de mostrar, murcham até ficarem quase só exercícios de masturbação. Pessoalmente, sou muito esquisito quanto ao género e aspecto físico das criaturas que admitiria ver fazerem essas coisas. O que sobra - auto-entrevistas, monólogos ou orgias de insultos aos adversários e apelos descarados ao conflito, como sucede na Benfica TV - não me parece tratamento adequado para o excesso de testosterona de que sofre a imagem do FC Porto em Portugal. Talvez o Benfica precise, neste momento, de soar mais rufia e mal-educado, mas diria que não é bem esse o caso dos dragões. O exemplo do Manchester United, que no ano passado mudou a sede de todos os seus departamentos para Londres e aumentou imediatamente os lucros, talvez ajude a explicar a problema. E um comentário que li há dias no Maisfutebol (um bom jornal online) também. Antes de chegar ao objectivo de justificar a própria repugnância, o director admitia que sim, seja qual for o acontecimento, resplandece muito mais o vermelho do que o azul na Imprensa, mas que quer o FC Porto, se é fechado e antipático? Tem o que merece. É claro que a antipatia é um conceito relativo. Para um portista, os discursos de Vieira e as entrevistas de Rui Gomes da Silva não hão-de ser exactamente modelos de amabilidade e cavalheirismo. A dúvida que fica, com este anúncio da entrada no Porto Canal, é se o FC Porto o faz por acreditar que pode mudar esta (falta de) perspectiva ou se, pelo contrário, assumiu que não e decidiu fechar de vez as fronteiras.»
José Manuel Ribeiro
in ojogo.pt

Amphy disse...

Caros,

Julgo que esta é uma boa resposta o novo desafio que surgia. Parece-me que esta é uma simbiose que vai fazer crescer o valor dos dois envolvidos. O Porto Canal vai com certeza aumentar o share, tendo o FCP como parceiro e podendo assim transmitir jogos interessantes que não passariam noutro lado (ex: hóquei esta tarde). Acho que deverá ainda haver transmissão de jogos de futebol das diversas camadas, por ex. nas manhãs de sábado ou de domingo.
O FCP poderá aumentar o valor associado às suas transmissões, mesmo junto da Sportv, pois se apresentar uma alternativa de transmissão das suas partidas, com procura, quem quiser assegurar os jogos terá de pagar mais. No entanto defendo que estas guerras de direitos de transmissão deviam ser travadas por todos os clubes da 1ª e 2ª liga em associação e não com representações individuais.
Julgo ainda que a marca FCP, a sua projecção deverá crescer com a exposição no Porto Canal, com espaços de reflexão e comentários exclusivos. Poderá e deverá remar contra a corrente vermelha que segue na comunicação social portuguesa. Para isto o FCP deverá eleger como principal meio de divulgação o Porto Canal e não outro.

Bem hajam.

André Oliveira disse...

Emissão online Porto Canal.

Hoquei às 17h45

http://portocanal.by4us.org/emissao-online-directo.php