terça-feira, 15 de março de 2011

A duas vitórias do título!


O FC Porto deslocou-se a Leiria para jogo da 23ª jornada sabendo que poderia ganhar 2 importantíssimos pontos ao segundo classificado, que continua a senda do “rolo compressor”. Assim os dragões começaram o jogo com toda a calma, procurando abrir a compacta defesa leiriense com muita circulação de bola.

O Leiria começou o jogo com 3 centrais e 5 médios! Uma equipa toda acantonada na defesa a fechar as alas com 3 jogadores à zona. Quando ganhava a bola tentava lançar o contra-ataque com Fabrício e Cacá, apostando também nas bolas paradas. Muito pouco para quem perdeu os últimos quatro jogos em casa.

Até ao intervalo apenas algumas jogadas de verdadeiro perigo para o Leiria, com Belluschi, Hulk e Falcao a visarem a baliza adversária. Num dos lances Belluschi é derrubado dentro da área leiriense com o árbitro a assobiar para o lado. O nulo no marcador castigava o FC Porto no final da primeira parte.


Na segunda parte o Leiria entrou com um esquema táctico completamente diferente com Iturra e R. Brígido a avançarem no terreno no apoio ao ataque, o que surpreendeu o meio campo portista obrigando Moutinho e Belluschi a jogarem mais recuados. Villas-Boas percebeu que tinha de mudar a equipa e aos 55 minutos trocou Varela por James ficando o colombiano a jogar atrás de Hulk e Falcao. O FC Porto passava a jogar em 4-4-2 e logo a seguir Guarín recebe um passe de Moutinho para rodar e rematar forte, a mais de trinta metros da baliza, fazendo um grande golo. Depois de ter sido decisivo na passada quinta-feira em Moscovo o colombiano volta a marcar e a ser preponderante no desfecho do jogo.


O Leiria, sem nada a perder, lança-se definitivamente ao ataque e abre espaços no seu meio campo e defesa passando o FC Porto a trocar a bola com maior facilidade. Falcao ainda teve tempo de falhar isolado frente ao guarda-redes, a passe de Belluschi, e antes de ser substituído por Cristian Rodríguez. A poucos minutos do fim, e com o Leiria ainda a acreditar no empate, Maicon deu uma fífia que podia ter comprometido o resultado. Por fim, aos 90 minutos, Hulk isola-se, passa o guarda-redes e espera o toque deste para se deixar cair. O árbitro marca penalty que o próprio Hulk concretiza para depois tirar a camisola e homenagear o Japão, país onde jogou antes de vir para o FC Porto. Resultado final: 0-2. Homem do jogo: Guarín.

13 comentários:

Gustavo disse...

Atitude bonita a do Hulk!
Vamos porto, será q conseguimos ser campeoes na Luz?
SIM!

José Correia disse...

Com um Varela pouco mais do que inexistente, um Falcao desinspirado e um Hulk a não acertar com a baliza nem com o último passe, foi preciso mais uma vez uma bomba de Guarín para quebrar a defesa contrária e desbloquear um jogo que não estava a ser fácil.

José Correia disse...

Depois dos últimos jogos apetece-me dizer que o FC Porto é Guarín e mais 10… ;-)

José Correia disse...

Inexplicável a atitude do treinador da União de Leiria. Para uma equipa que já está a salvo da descida de divisão e que dificilmente chegará a um lugar europeu, o que é que o Caixinha queria defender com a super defesa que montou?
É lamentável a mentalidade pequenina deste Caixinha. Foi pena não ter perdido por mais.

José Correia disse...

«Dois penáltis favoráveis ao FC Porto ficaram por assinalar pela arbitragem de Cosme Machado, casos, de resto, que não suscitaram unanimidade entre os três especialistas d' OJOGO. A actuação do árbitro de Braga, mais evidente na primeira parte, mereceu reparos, sobretudo, aos 23' e aos 37', lances que envolveram Belluschi na área do Leiria. Já a grande penalidade cometida pelo guarda-redes Gottardi foi clara para todos.»
in ojogo.pt

Se os penalties não assinalados por Cosme Machado (com o resultado em 0-0) tivessem sido num jogo do slb, lá iríamos ter as capas de A Bola e do Record a falar em escândalo e o observador a dar uma nota negativa ao árbitro de Braga. Mas como o prejudicado foi o FC Porto, está tudo bem.

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Foi um jogo complicado, estivemos muito lentos na circulação, e apesar do domínio e controlo absoluto do jogo só mesmo à bomba abrimos o marcador.

Para complicar mais, tivemos inexplicavelmente uma União da Leiria, que luta por um lugar europeu, a jogar num esquema ultra defensivo, que nos complicou imenso as acções atacantes.
Depois de termos apanhado um Guimarães com atitude idêntica no Dragão, é mau para o futebol português que equipas que lutam por lugares europeus, joguem este tipo de futebol, típico de clubes que lutam pelo ponto para não descer de divisão.

Depois tivemos um "Cómico" Machado que escamoteou 2 penaltis claros, e marcou o mais discutível...pois o resultado já estava feito.

Arbitragem péssima, num jogo fácil de apitar, de um árbitro desnorteado que nem deixou a primeira parte chegar aos 45 minutos.

Guarin, Belluschi e Hulk foram os principais timoneiros desta vitória, efectuando boas exibições.

Moutinho e Varela estiveram um pouco abaixo do esperado.

James entrou muito bem no jogo, Falcao lutou imenso e só pecou na finalização. Na defesa nada a apontar, estiveram seguros e tranquilos.

Faltam 2 vitórias para a consagração, que esperemos que seja na Luz.

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Dragaopentacampeao disse...

Foi o jogo possível frente a um adversário estarrecido de medo que se fechou a sete chaves para evitar nova goleada.

O Porto sentiu muitas dificuldades para criar espaços e não aproveitou duas ou três situações privilegiadas para fazer o golo durante a primeira parte.

No segundo tempo, com as alterações introduzidas por AVB, o golo surgiu em mais uma «bomba» de Guarín (o colombiano está de pé quente), como corolário natural do trabalho ofensivo da única equipa que tudo fez para ganhar o encontro.

Sem a propaganda bacoca dos pasquins amestrados, o FC Porto regista esta época, em 23 jogos, a marca impressionante de 21 vitórias e dois empates, 13 pontos de vantagem, melhor ataque, melhor defesa, o goleador do campeonato, onze vitórias consecutivas... Uff!

...Se isto fosse da autoria do clube do regime, não faltariam programas especiais de TV, cartazes nas ruas, capas e mais capas de pasquins, entrevistas às estrelas...

Um abraço

Hugo Duarte disse...

carissimos

já falta pouco...
AVB ficará na história do Porto, uma vez q acredito q não percamos até ao fim do campeonato. a equipa está muito confiante e espero festejar o titulo na luz, até pq sou de lisboa.

o leiria montou uma estrategia tipo, autocarro com 3 andares!! mas mesmo assim, tivemos a calma e o discernimento para abrir espaços e faturar! ao contrario do que já li por aqui gostei do moutinho na posição 6. é um relogio suiço, afinadissimo, trabalhador incansavel e sempre disposto em recuperar bolas e lançá-las para o ataque. em suma, não sabe jogar mal por muito que queira teimar em dizer q está alguns furos abaixo. acho q tb alguem já escreveu aqui, lembra-me o grande andré, mas outra dinamica e outro futebol mt mais evoluido.

saliento q o benfiquinha há 28 anos que nao ganha 2 campeonatos seguidos...e em todas as modalidades q o FCP tem como profissionais, vamos á frente em todas!!!! a saber: andebol, basquetebol, futebol e hoquei patins!!

dói? pois...esclarecedor!

força PORTOOOO!!!!!

ps: grande guarin!! está em excelente forma! a pergunta impõe-se, fernando não jogará c o cska? ou quem sairá ? aposto no samurai...

Miguel Pereira disse...

Agora imaginem que jogamos com a Académica e ganhamos. E depois joga o Benfas em Paços.

O JJ é menino de perder esse jogo - e até pode fazê-lo porque ganhar na Mata Real está muito caro e supostamente eles terão de suar muito em Paris - para evitar ter de levar na Luz com uma derrota frente ao campeão.

Segundo os meus cálculos isso faz-nos campeões automaticamente a não ser que o Benfica nos dê 6-0 (sim, sim!!) no jogo seguinte. E eles aproveitariam para receber-nos depois de uma semaninha de festejos em cima.

abraço

ricaforrica disse...

Se vencermos a Académica e o SLB não ganhar em Paços de Ferreira, ficaremos com 16 ou 15 pontos de vantagem (consoante perca ou empate), antes da deslocação à Luz, com 6 jogos e 18 pontos em disputa. Sendo assim, não seremos ainda campeões antes de ir a Lisboa.

No entanto, o empate no ninho das gaivotas já seria suficiente para fazermos lá a festa, uma vez que ficaríamos com 15 ou 16 pontos de avanço e vantagem no confronto directo, com 5 jornadas e 15 pontos em disputa!

Um abraço e viva o FCP!

Rui disse...

Lembro-me de um dia chorar a ver o Porto. Deco penetra na area,Cesar derruba-o,Colina assinala, Derlei está na marca de penalty e aqui o nosso amigo lavado em lagrimas pede alto e bom som POR FAVOR MARCA,POR FAVOR MARCA.
Aconteceu.......eu sei......esse é um dos dias que eu nunca esquecerei , mas como isto de sentir o Porto é um rebuliço de emoções,sempre renovadas,quero tb aki garantir que posso muito bem estar a 2 semanas de um dos dias mais felizes da minha vida.
Obrigadio Futebol Clube do Porto, por ti,sempre.

Jorge Mota disse...

Bonito Hulk!!!

Pedro Reis disse...

ricaforrica,
mesmo q aumentemos a distância para 15 ou 16 pontos na proxima jornada, se perdermos na Luz (seja por que resultado for) essa diferença volta a ser de 12 ou 13 pontos com 5 jogos ainda por disputar, pelo que nunca seremos campeões na Luz se perdermos lá.
abraço,