terça-feira, 29 de março de 2011

Um clube diferente

Gostam de nos tratar por mouros. O responsável pela segurança, esse, deve encará-los como nova invasão dos vândalos. (...)
Parece que alugaram 60 camionetas. Estamos a preparar a sua recepção. Gostava de colocar chaimites à volta das instalações, mas infelizmente já não existem à disposição. Quanto às instalações que envolvem o estádio estamos a tomar medidas de segurança. (...)
Se os dragõezinhos, dragões médios e superdragões são ameaça, porque não os travam lá em cima?


Estas declarações, acerca dos adeptos portistas, foram feitas pelo presidente dos "leões", Dias da Cunha, em 30 de Janeiro de 2004, nas vésperas de um Sporting x FC Porto.
Lembram-se? Pois eu lembrei-me delas, quando tomei conhecimento da “guerra civil” que ocorreu no estádio de Alvalade na madrugada do passado domingo.


O filme dos acontecimentos, antes, durante e depois das eleições, envolvendo adeptos, dirigentes e candidatos, é elucidativo da “elevação” e civismo tão apregoado para aquelas bandas.

1. Alegados membros da claque Juventude Leonina tentaram invadir o hall VIP do estádio de Alvalade.

2. Fernando Mendes, líder da claque, envolveu-se em confrontos com elementos da própria Juventude Leonina.

3. Rebentamento de um petardo nas imediações do estádio.

4. A polícia foi chamada ao local e afastou os adeptos.

5. Adeptos sportinguistas tentaram agredir os jornalistas que estavam concentrados à porta do hall VIP, à espera do anúncio do novo presidente.

6. Vários objectos foram arremessados contra elementos da comunicação social.

7. O carro de exteriores da TVI foi vandalizado.

8. As autoridades policiais recomendaram aos profissionais da comunicação social para desligarem as câmaras e se resguardarem no interior da sala de imprensa.

9. Rebentamento de petardos à entrada do hall VIP.

10. Agressão de um segurança.

11. Chamada do Corpo de Intervenção da PSP.

12. Na saída de elementos da comitiva de Godinho Lopes, apoiantes de várias listas envolveram-se em actos de violência.

13. Chuva de pedras contra as forças policiais.

14. Godinho Lopes foi insultado pelos adeptos afectos a Bruno de Carvalho.

15. O candidato eleito, Godinho Lopes, escoltado por diversos seguranças, tentou dirigir-se ao palco onde iria fazer a declaração aos adeptos.

16. Adeptos tentaram agredir Godinho Lopes que, protegido pela segurança privada, se refugiou novamente no interior do estádio.

17. Quase dez horas depois do fecho das urnas, o presidente eleito, Godinho Lopes, fez uma declaração quase clandestina no auditório do estádio de Alvalade.

18. “Este processo de eleições foi complicado, foram utilizadas diariamente calúnias, que não dignificam o Sporting”, Bruno de Carvalho (candidato derrotado das eleições leoninas)

19. “Tivemos mais 1500 votantes do que Godinho Lopes”, Bruno Carvalho

20. “É fundamental passar uma imagem de elevação e serenidade em momentos como estes”, Bruno de Carvalho

21. “Houve muitas inconformidades e por isso iremos impugnar estas eleições”, Bruno de Carvalho


«A conversa de ser diferente, de ter uma Academia (que muito jeito tem dado a Benfica, FC Porto e não só), do ecletismo (como é possível falar disto sem ter um pavilhão e equipas de basquetebol e voleibol, ou o hóquei em patins na divisão principal?) e dos milhões de títulos no passado só serve para animar os mais distraídos. E mesmo esses, na sua maioria, já acordaram para a triste realidade.»
Luis Avelãs, Record


Sim, não há dúvida que o Sporting é um clube diferente…

5 comentários:

Donnie Darko disse...

Boas amigos,

o que mais gostei no meio de tudo foi ver o Nuno "saco de mijo" no meio da confusão. Estava todo borrado. Foi pena não lhe terem acertado.

Ver viscondes a tratarem-se por "filho da puta" para cima e para baixo também foi um momento lindo, alás, único, como o clube

Um abraço

Nelson Machado ℗ disse...

E isso tudo já para não falar da senhora Bita que diz que votou sem que o devesse ter podido fazer e ainda por cima com um voto dos que vale 10.

fimoze disse...

Quanto as eleições no Sporting o que nós todos vimos repetidamente em tudo que se televisionava, radiodifundia e escrevia, dava para estragar o apetite a qualquer um, portanto nesse assunto manterei a dieta.

Jorge Mota disse...

«Nao e do Sportem quem quer»

victor sousa disse...

Eu acho que deviamos copiar as eleições no Sporting para as Legislativas.
Já viram aqueles velhinhos, que sempre saem do armário quando há eleições, a valerem agora 50 votos?
Até o Cavaco fazia um partido só paa ele...

PS - parabéns pela memória.
Se fizessemos disso (tê-la) um hábito, muita coisa seria diferente.
Curioso que um gajo de S. Martinho da Cortiça "queira" ser mouro...