terça-feira, 5 de abril de 2011

Atitude

Não há nada que mais dê gosto a um portista do que ver a sua equipa a ganhar. Ganhar é o mais importante, sem dúvida, e os treinadores que o consigam merecem-nos gratidão. Penso que isso é pacífico, sendo uma evidência a la Mr de la Palisse.

No entanto a forma como se ganha pode levar a um maior ou menor grau de orgulho e prazer. Ora a atitude deste FCP de A. Villas Boas é uma coisa que leva a um prazer e orgulho ainda maiores, e que estou certo ajuda a captar e fidelizar os adeptos (e os mais jovens em particular, incluindo aqueles que ainda não escolheram clube).

Neste último jogo o FCP entrou com uma atitude mandona e transpirando auto-confiança, mesmo que o empate não fosse mau resultado de todo e tivéssemos poucos dias depois um jogo importantíssimo. Mesmo estando a ganhar, continuámos com maior posse de bola e a atacar com mais homens do que o slb, ilustrando na prática a eficácia da velha máxima "o ataque é a melhor defesa".

A equipa foi fiel a si própria, mais preocupada em colocar em campo o seu futebol do que em andar obsecada com o adversário. Não se viu uma equipa titular descaracterizada, ou um Falcão mais preocupado em marcar J. Garcia do que em atacar, ou um Varela praticamente encostado ao defesal lateral para "tapar" as alas, etc.

Não: viu-se um FCP plenamente confiante nas suas capacidades (e demonstrando na prática porque tinha razões para isso).

Ora essa atitude muitas vezes é até mesmo mais importante do que a escolha dos jogadores titulares. Se há um ano atrás disséssemos que com um meio-campo com Fernando, Moutinho e Guarín iríamos sair do "galinheiro" não só com uma vitória mas também com maior posse de bola, mais remates e mais oportunidades de golo do que o adversário, pouca gente se acreditaria. Para que tal se tenha concretizado foi necessário muito trabalho de casa do treinador, mas também uma mudança drástica de atitude (da parte do treinador, e dos jogadores em geral).

Não só pelas vitórias mas também por isto, deixo aqui o meu enorme "obrigado" a A. Villas Boas - e à direcção por ter arriscado na mudança de treinador (ainda que de forma algo relutante, após perder um título; mas não deixou de ser uma aposta de risco, principalmente pela escolha de um neófito como Villas Boas).

Haverá no futuro certamente uma ou outra ocasião em que as coisas não vão correr bem, e em que se calhar até mais valia preocuparmo-nos mais com o adversário; mas em geral não tenho dúvidas de que esta é a atitude que em média mais probabilidade tem de levar à vitória, e em particular uma atitude à Dragão.

10 comentários:

Mefistófeles disse...

"Não só pelas vitórias mas também por isto, deixo aqui o meu enorme "obrigado" a A. Villas Boas - e à direcção por ter arriscado na mudança de treinador (ainda que de forma algo relutante, após perder um título; mas não deixou de ser uma aposta de risco, principalmente pela escolha de um neófito como Villas Boas)."

Recordo-me, aqui há um ano, mais coisa menos coisa de PdC ter dito, na entrevista com Judite de Sousa, que ia voltar a ganhar: " cá dentro e lá fora ! ". Pois bem, a primeira parte da promessa já a cumpriu, aguardemos ansiosamente pela 2ª parte.

Grandes "tomates" tem o nosso presidente. E visão. Quem arriscaria Villas Boas naquele contexto ?

Chapeau ! É como o Vinho do Porto.

José Rodrigues disse...

Bem, acho q a questão da mudança de treinador se divide em duas partes: a despedida de JF, e a contratação de AVB.

No q diz respeito à primeira, a direção andou a reboque dos adeptos, tomando uma decisão q foi pacífica e portanto nada arriscada (a partir do momento q ficámos em 3o lugar). Para muitos adeptos até já foi tarde.

Quanto à escolha de AVB sim, foi uma decisão arriscada como já tinha escrito no artigo, ao escolher um treinador com CV muito curto. Mas isso não é nada de novo com PdC: fê-lo no passado diversas vezes, às vezes correndo muito bem (A. Jorge, Mourinho) e outras muito mal (por ex Del Neri, Couceiro).

Tenho esperança q desta vez tenhamos grande estabilidade: acho q AVB tem condições para poder ficar vários anos, mais do q qq outro treinador nos últimos 20 anos. Repare-se q se ele sair daqui a 5 anos, ainda sai mais jovem do q Mourinho saiu em 2004.

Sendo portista e muito jovem, quero acreditar q não vai estar "em pulgas" para dar o salto para o estrangeiro. Tem muuuuuito tempo para isso.

Marília disse...

"Haverá no futuro certamente uma ou outra ocasião em que as coisas não vão correr bem".
Já houveram duas: Nacional em casa para a Taça da Liga e slb em casa para a Taça de Portugal. Em ano de estreia como treinador ao mais alto nível, isto é mais que espectacular, é soberbo!! Daí a urticária que causa em alguns "velhos do Restelo", e não só.

Miguel Pereira disse...

O AVB rebateu-me, ponto por ponto, todas as dúvidas que tive dele em Junho.

Não é o treinador perfeito, tem ainda muitos pontos a limar em aspectos tácticos e de gestão, mas soube pegar no conjunto com punhos de ferro e criou uma dinamica que foi fundamental para essa reviravolta de atitude.

Merece todo o louvor possivel por este titulo onde fomos realmente muito superiores aos rivais - houve titulos do Jesualdo em que mais parecia que eramos os menos maus de todos os maus - e agora a Europa pode significar para ele, como para Mourinho, que juntamente com Pedroto continua a ser para mim o técnico português mais completo de sempre, uma confirmação definitiva.

E merecida.

HuRo disse...

Leitor habitual no blog, não podia no dia de hoje deixar passar duas situações:
- a crónica do MST no pasquim está do melhor que tenho lido ultimamente, recomendo a sua leitura:)

-ontem no Dia Seguinte o mentecapto Gomes da Silva explica a agressão de Javi Garcia a Varela desta maneira: "o Varela é que deixou a perna para trás..."

Sem palavras!!!!!!

Eu mandava uma ambulancia para os estudios da SIC para interná-lo no Julio de Matos:)))))

José Rodrigues disse...

O percurso do FCP com AVB é pouco menos q absolutamente fantástico (dado o índice de aproveitamento no campeonato e Europa).

Uma dúvida q eu tinha sobre AVB era sobre a sua capacidade de liderar com um balneário de jogadores muito ambiciosos e muito bem pagos (e caros no passe), com o q isso implica em termos de gestão de expectativas (principalmente dos que, inevitavelmente, serão 2as escolhas no plantel), para mais sendo pouco mais velho q eles.

Até agora a coisa parece ter corrido bastante bem também nesse aspecto, mas isto só se pode avaliar a sério no médio prazo.

Uma coisa é certa: a atitude dele próprio e q incutiu à equipa dá-lhe um "crédito" extra para os momentos menos bons (que por ex um Jesualdo não tinha); ainda MAIS do q o facto de ser portista.

Jorge disse...

Peco desculpa por sair do tema e por vir criticar o Porto nesta ocasiao, mas pegando num tema que por vezes e aqui debatido, continua a ser confrangedor a falta de qualidade do merchandising do Porto, ate parece que o clube nao precisa de dinheiro.
Ontem fui ao site do Porto e nao consegui encontrar nenhum artigo na loja a celebrar o campeonato deste ano (havia de 05/05 no topo de uma das listas). Hoje la encontrei dois bones e duas t-shirts muito escondidas cada par em duas seccoes diferentes.
Quando acabou superbowl o site dos GB Packers alem dos videos e dos artigos sobre a vitoria colocou imediatamente no site de uma forma visivel e acessivel (e anunciados atraves do facebook, e-mail e outros meios de informacao) umas dezenas de artigos a comemorar a vitoria e a esse numero mais foram adicionados nos dias seguintes incluindo um video sobre a epoca vitoriosa.
No nosso site, facebook, etc? Nada.

Jorge disse...

Quanto ao Porto o meu grande receio e a reforma do Pinto da Costa, apesar de haver um sistema implementado nao sei se havera alguem com a sua percepcao.
Espero que o VB fique mais umas epocas e que possamos ve-lo a construir outras equipas do Porto e enfrentar desafios maiores na UCL.
Ja sabemos que vamos perder alguns jogadores no Verao, mas estou certo que outros ja estarao alinhados para os substituir.
Entretanto, gostava que ganhassemos a Europa League e a Taca de Portugal. Seriam quatro coelhos com duas cajadadas...

Jorge disse...

Desculpem mais uma vez, mas vejam o site http://www.huskywear.com/ de material da Univ. of Connecticut que ontem a noite ganhou o torneio universitario de basketball.

Pedro Reis disse...

Assino por baixo!
AVB trouxe mais do que só vitórias, devolveu um espírito vencedor ao FCP. Na Luz entrámos em campo todos (treinador, jogadores e adeptos) com uma confiança e uma atitude enormes que só poderiam resultar na vitória!

P.S. Recuso-me a comentar ou a citar qq afirmação que seja do Palhaço Gomes da Silva. É uma personagem que cada vez que abre a boca vomita diarreia, pelo que está tudo dito...