domingo, 1 de maio de 2011

Sempre ao nível máximo


Domingo, dia de descompressão, tarde bem passada a deitar o olho à miudagem no Dragão, apesar de haver família a jogar pelas cores do adversário. Desse por onde desse a festa estava garantida. O capoeiro SL abria a churrasqueira e cá a malta gosta é disso. Pronuncio positivo para que às margens do Sado a alegria continuasse. Em Setúbal a cambada de Villas-Boas passeou classe e demonstrou a confiança das grandes equipas. Mais uma vitória categórica de um grupo que só sabe jogar nos limites.

Com efeito, mesmo com oito alterações no escalonamento inicial, o FC Porto fez dos sadinos gato-sapato, controlando a partida a seu bel-prazer. Os primeiros minutos do encontro confirmaram logo a matriz da contenda, com a equipa azul e branca a assacar para si toda a iniciativa do jogo. Valdomiro, no momento LOL da noite, abriu a conta corrente portista num auto-golo a roçar o ridículo. Otamendi, já bem perto do intervalo, aumentou a vantagem, numa primeira parte entretida de um jogo que quase nada tinha em disputa para as nossas cores.


Os segundos 45 minutos confirmaram o domínio deste FC Porto de segunda linha, mas com um nível exibicional consistente. Insaciáveis, como o seu treinador, os portistas não se consolavam com o resultado que já era confortável. Eles queriam mais, muito mais. Para frente era o caminho e numa jogada notável iniciada por Guarín e assistida por James, Walter fez o terceiro sem espanto. Pelo meio houve tempo para Beto fazer de herói improvável ao defender uma penalidade. E, já em fim de festa, Varela confirmou a goleada com toda a naturalidade.

Com este caudal de vitórias, não espanta a confiança que este FC Porto patenteia. O que é verdadeiramente notável é a capacidade desta equipa não só manter a concentração total num jogo que não interessa nem “aquele” menino Jesus, mas também não descaracterizar a sua identidade de jogo pese as inúmeras alterações efectuadas na equipa. Isso só é possível com uma orientação técnica de nível máximo.

Parabéns André! A cada dia que passa, esta nossa equipa deixa-nos mais orgulhosos.

Fotos rapinadas em uefa.com

10 comentários:

Ah pois disse...

Bom jogo, fiquei contente por finalmente quebrarmos a sequencia de 8 jogos sem sofrer.

A azia da Sportv deu para rir, como é o costume.

Bruno disse...

Grande Porto! Grande banco! Grande espírito!

Manchete de amanha nos jornais. "Penalti não marcado ao Setúbal, ajuda porto a golear". E vão esquecer que o penalti não existe (aparentemente) e o penalti não marcado antes desse ao Sereno. (O Adjunto do Vitoria, já lançou a farpa no flash)

Rumo ao campeonato sem derrotas! :D

Fernando Tavares disse...

Excelente
ftavares

Dragus Invictus disse...

Boa noite,

Excelente jogo da nossa equipa, com muita ambição conquistou uma vitória "gorda" num terreno difícil.

Excelente exibição de James. Beto grande jogo também, mereceu a titularidade em dia de aniversário. Otamendi é um grande central muito forte nos lances de bola parada e está a fazer uma excelente época.

Poupamos espingardas sem perder a ambição e garra e isto enche-nos de orgulho. Somos uma equipa na verdadeira acepção da palavra. Villas-Boas está a fazer um fantástico trabalho. Estou convicto que vamos terminar o campeonato sem derrotas.

Excelente o apoio dos nossos adeptos.

Abraço

Paulo
http://pronunciadodragao.blogspot.com

Jorge Mota disse...

acho indecente ganharem por menos de 5

4-0 e mau resultado e se isto continua assim rasgo cartao socio

era o q mais me faltava

minguados

rbn disse...

Como já foi postado aqui, e hoje escrito por Alvaro Magalhães no JN, o maior medo dos portistas neste preciso momento é uma TARDE-NOITE NÃO na final da Liga Europa, caso cheguemos lá.

Já sabemos que em futebol nada é impossível, como o Corunha provou em 2004 ao ganhar do AC Milan por 4 x 0 no Riazor, depois de perder 4 x 1 em San Siro.

Em condições normais somos melhores, disse Mourinho em 2003, mas o exemplo da final da taça de Portugal de 2004 deixa-me um pouco intranquilo.

Demos um show de bola nos ben7as, mesmo depois de Jorge Costa ter sido expulso, e eles em 2 oportunidades, ganharam o jogo por 2 x 1.

Este é meu único medo caso cheguemos à final da Liga Europa contra os ben7as.

Se a final for contra o Braga, com toda a sinceridade, quero ganhar, mas se perder, não ficarei tão chateado.

Mas 1º temos que eliminar o Villareal, depois pensamos na final.

E AVB está certíssimo em alinhar no discurso de que nada ainda está resolvido.

Quanto ao jogo de hoje em Setúbal, demorou um pouco para o FCP se acertar em campo, mas depois que conseguiu, os golos surgiram naturalmente e poderiam ter sido mais.

Agora é esperar até 5ª feira.

rbn disse...

Por vezes, é necessário que os mais velhos digam as coisas de modo claro.

Pepe(não o do Real, mas o ponta-esquerda do Santos da década de 60)foi treinador de Guardiola por 2 anos no médio-oriente e disse hoje ao globoesporte.com que Guardiola perguntava muito pelo...Santos de Pelé.

Qual o esquema tático, quem fazia o que e etc...

Se calhar, daí a inspiração para o seu Barcelona, e perguntado sobre quem ganharia um jogo entre este barça e o Santos de pelé, respondeu...

http://globoesporte.globo.com/futebol/liga-dos-campeoes/noticia/2011/05/tecnico-de-guardiola-no-qatar-pepe-diz-perguntava-do-santos-e-do-pele.html

Silver(io) disse...

e eles em 2 oportunidades, ganharam o jogo por 2 x 1.

Necessário recordar que o golo deles que deu a vitória resulta de um perú à la roberto do Nuno Espirito Santo.
Numa final,até um clube fraquinhopode ter hipóteses,donde a minha escolha,se passarmos o Villa, pelo SCBraga por ser o mais forte da outra meia final.

José Correia disse...

O único penalty que ficou por marcar era favorável ao FC Porto. Foi aos 28 minutos quando, Valdomiro, com o braço, fez falta sobre Sereno, impedindo o jogador do FC Porto de disputar a bola.

Dragaopentacampeao disse...

Jogo para cumprir calendário, assumido com responsabilidade e seriedade timbres do Dragão, apesar da massiva gestão efectuada por AVB.

Ficou demonstrado que para além de constituirmos a melhor equipa nacional temos também o melhor plantel.

Os diferentes objectivos que a equipa persegue continuam intactos, que a serem alcançados, fará desta equipa a mais «arrasadora» da história do futebol português.

Um abraço