quarta-feira, 29 de junho de 2011

O Regresso do Mal-Amado


José Semedo, virtuoso médio do F.C. Porto dos anos 80 e 90, foi escolhido para fazer parte da equipa técnica sob o comando de Vítor Pereira.

Como referi, virtuoso, tecnicamente falando, ele era, mas foi daqueles jogadores com quem os adeptos se impacientavam. Um vizinho meu dos cativos chegava a contar as vezes que ele caía durante um jogo!

Dou as minhas boas-vindas ao mal-amado.

29 comentários:

Ricardo, RSW disse...

Não me agrada nada, alias não consigo ver que tipo de mais valia vai trazer semedo para o grupo, ou o que o habilita a ser Adjunto, ja que é um sujeito que tanto quanto sei não tem qualquer experiencia tecnica para desempenhar estas funções, pelo menos num clube ao nivel do Fc Porto.

Ja o VP esteve bastante tempo na casa e isso permite-lhe ter ganho o estofo que notoriamente o semedo não tem

Vitor Zenha disse...

À primeira vista parece que se está a criar uma equipa técnica muito inexperiente e sem grandes provas dadas...

Semedo foi "apenas" adjunto do Capucho e esteve muitos anos desligado do futebol (talvez a formar-se??? não sei...)
Não é um símbolo do clube e não lhe reconheço grande capacidade de liderança nem de voz no balneário...

Rui Quinta... não falo do que não conheço, mas a primeira impressão e o CV não inspira grande confiança...

Sinceramente, espero estar errado...

José Correia disse...

Vitor Zenha disse...
Rui Quinta... não falo do que não conheço, mas a primeira impressão e o CV não inspira grande confiança

Também nunca tinha ouvido falar de Rui Quinta. Fui pesquisar e percebi que tem 51 anos e que, depois de um ano sem treinar, ia ser treinador do Varzim na próxima época.

Em 2009/10, foi o treinador do Gil Vicente (na II Liga) e antes disso já tinha passado pelo Penafiel, Aliados de Lordelo e Paredes.

The Blue Factory of Dreams disse...

Oh pá, isto parece de propósito para desanimar um gajo, ...

Dei as boas-vindas e desejei toda a sorte do mundo ao Vitor Pereira.
Realcei que não o conhecia minimamente para saber das suas competências, mas se estava no clube, quem lá anda sabe quem contratou.
Apontei simplesmente o fcato de não ter minimamente o dom da oratória...

Mas muita gente torceu o nariz. o homem não entusiasmou os cépticos.


Todo o mundo esperava uma equipa técnica forte.

E saiu-nos uma equipa técnica destas?

Escolhida por Vitor Pereira. Que raio de maneira de começar.


O Semedo é um tipo low-profile, sem experiência técnica, era adjunto do Capucho que deveria estar como um dos principais candidatos ao lugar.
A primeira opção para mim era Paulinho Santos.


O Rui Quinta não lembra ao diabo.
Mais valia chamar o Luis Campos!!!

Este Rui Quinta é um cinquentenário com curriculums em Lordelos...
Chegou ao Gil Vicente e quase fazia descer de divisão uma equipa que devia subir...
Aquela imagem de taberneiro dos anos 70 ainda ajuda menos.



Isto é a equipa técnica do FC Porto que vai para a Champions League? Meu Deus..


O VItor PEreira parece que quis escolher malta que fosse claramente mais fraca em toda a linha do que ele, é um péssimo sinal, horrível sinal.


Que seja tudo um erro de análise meu. é o que desejo.

E que os jogadores gostem muito da motivação do semedo e dos treinos do rui quinta...

José Correia disse...

Um resumo da carreira do Semedo pode ser lido em:
http://dragaopentacampeao2.blogspot.com/2011/06/internacionais-portistas-anos-80-parte_27.html

David disse...

Por este andar, ainda vamos ter o treinador do Passarinhos da Ribeira na equipa técnica!

Amphy disse...

Caros,

desta feita, estas duas "cartadas" também me surpreenderam e não necessariamente pela positiva. Todos esperamos que os dois adjuntos sejam trunfos (nem que sejam dos mais pequenos), mas o primeiro impacto não é famoso.

O The Blue Factory of Dreams resumiu-o: Se a opção pelo treinador principal faz sentido (bem coadjuvado obviamente), já o resto da equipa parece pouco... moderna! Pelo menos em contraste com a época passada. Parece que estamos a fazer zapping, passamos pela RTP Memória e surge um qualquer banco de uma equipa de futebol do meio da tabela do final dos anos 80.

Esperemos que tudo isto sejam só impressões preconceituosas e que com o rolar da bola venham a desaparecer. Será que o "Bigodes" é especialista no treino integrado? ou o Semedo? Who cares? Desde que ela entre... (Com estilo se possível) :-)

Bem hajam.

David disse...

Eu até acho muito bem que o presidente não interfira na escolha da equipa técnica, mas ao menos que use de poder de veto!

Claro que assim, se as coisas correrem mal, pode sempre dizer ao treinador: "Até te deixei escolher a equipa técnica!"

Daniel Gonçalves disse...

Vitor Zenha afirmou "Semedo não é um símbolo do clube", discordo em absoluto, Semedo pode não ter - e não teve - o carisma que outros jogadores do seu tempo tiveram (André, Jaime Magalhães...) mas jogou quase sempre no FC Porto, e só saíu quando teve uma lesão grave que lhe impossiblitou o rendimento futebolístico que o caracterizava. Para mim nunca foi um "mal-amado", recordo bons momentos dele (numa eliminatória contra o Sion na Suiça, perdiamos por 2-0 a 15 minutos do fim, e graças a uma jogada deste médio virtuoso marcamos um golo, ele foi autor, que nos catapultou para o 2-2 final) e momentos azarados (na temporada 1990/91, num jogo, nas Antas, contra o Belenenses estavamos empatado a zero, houve um penalty a nosso favor já na 2ªparte, o Semedo foi o escolhido para o marcar, Demol já não estava no plantel, e a bola caprichosamente vai ao poste e sai, acabaríamos por empatar esse jogo e perder a liderança do campeonato, dividamos com o SLB o 1º lugar).

Daniel Gonçalves disse...

Relativamente à equipa técnica também estou apreensivo, se considerei o Vítor Pereira uma boa escolha nas circunstâncias, já conheçe os jogadores - e vice-versa - e o sistema táctico, a sua escolha faz sentido numa continuidade da mesma equipa, em que não são necessárias grandes mexidas no onze e os jogadores já jogam entre si de "olhos fechados", agora os adjuntos ainda não me mereçem «ainda» confiança, não possuem experiência na I Liga ou experiência europeia, porque convêm não esquecer um pormenor essencial: esta temporada, ao contrário do ano passado, estamos na Champions e como cabeça de série, no 1º pote, portanto concordo com as reservas apontadas pelo Blue Factory e pelo Amphy.

Pedro disse...

Um off topic.

Mais alguém recebeu a carta de renovação do Dragon Seat a dizer que o valor se mantinha inalterado devido à crise??

Quanto a Semedo e Rui Quinta... servem apenas para dar animo aos nossos adversários. São nomes fracos no nosso contexto. Semedo foi de facto uma figura do clube, mas não tem a fama associada de conhecedor de futebol que tem por exemplo o Pedro Emanuel.

paulop disse...

Estou desiludido, estupefacto primeiro quando soube do Semedo, não lhe reconheço qualquer atributo para adjunto,nem para a formação foi treinador, nunca gostei dele como jogador, alêm dos seus gostos clubistas, depois um tal Quinta, quem é? qual o seu curriculo? as aparências não querem dizer nada, mas pelo aspecto nem para ajudante de roupeiro, fiquei completamente siderado e descrente, espero com toda a minha paixão clubista que esteja enganado, mas se tal vier acontecer vai ser das minhas maiores e melhores surpresas.
O culpado disto é o bastardo,por estas e por outras que vão acontecer, nunca lhe perdoarei.


VIVA O FUTEBOL CLUBE DO PORTO

Vitor Hugo disse...

Vinha aqui dizer o que o Daniel Gonçalves já disse.
Se se dá o benefício da dúvida a "estrelas" como Paulinho ou André (sem desrespeito para ambos), não se percebe porquê a desconfiança em relação a Semedo. Liderança não é tudo, caso contrário Pinto da Costa seria o treinador.

Embora isto não acrescente nada ao seu potencial como técnico, muito gostaria eu que o Paulo Bento pudesse contar com um centrocampista com a categoria e a humildade de José Semedo.

Dragaoatento disse...

Semedo um jogador muito tecnicista porem tal como o Perdigão só jogava quando queria. Felizmente o mundo evoluiu e os profissionais actualmente têm de ter uma noção mais exigente das suas responsabilidades como profissionais de futebol.

FC Porto-Futebol: Rui Quinta escolhido para adjunto do treinador Vítor Pereira
Segundo notícia veiculada pelo jornal OJOGO Rui Quinta foi o técnico escolhido para adjunto do Vítor Pereira! Rui Quinta, treinador do Varzim, vai deixar o clube poveiro para integrar a equipa técnica do FC Porto, como adjunto de Vítor Pereira.
O treinador, de 51 anos, tinha assinado no passado dia 13 de Junho um contrato duma época com o Varzim, com a promessa de recolocar os "alvi-negros" nos campeonatos profissionais, depois da consumada a despromoção da Liga de Honra, na temporada passada.
O treinador voltaria ao activo depois duma época 2009/2010 sem trabalhar, altura em que comandou o Gil Vicente, na Liga de Honra.
No currículo, Rui Quinta conta ainda com passagens pelo Penafiel, Aliados de Lordelo e Paredes.
Rui Quinta irá assim juntar-se à equipa técnica liderada por Vítor Pereira, que contempla ainda José Semedo, ex-jogador do FC Porto, Filipe Almeida, preparador físico oriundo do Santa Clara, e o holandês Will Cort, treinador de guarda-redes, que transita da anterior equipa técnica.

Abraço
dragaoatento

José Correia disse...

«Há muito tempo que admiro o treinador Rui Quinta. Conheci-o quando fui a Paredes fazer uma reportagem com este clube, a propósito de um jogo da Taça de Portugal. Em apenas dez minutos fiquei a perceber que estava perante um treinador original. Um homem com ideias consolidadas, determinado, ambicioso, simples, criativo e cativante. Fiquei a partir desse momento atento ao seu percurso e é com alegria que o vejo ascender a n.º2 da equipa técnica do FC Porto.
O FC Porto sabe escolher, prova-se.
Rui Quinta foi até aqui um daqueles treinadores condenados a trabalhar numa espécie de limbo pois nunca se encostou a empresários ou a amigos especiais.
Excepcionalmente, o mérito foi reconhecido.»
Eugénio Queirós
in record.pt

Voz disse...

A composição da equipa técnica surpreendeu-me pela negativa... Ao Semedo falta-lhe carisma e não tem experiência, quanto ao Rui Quinta parece-me mais habilitado para se entreter com o iletrado (JJ)em "mind games" de tasco e pontapé na gramática do que para treinar... Com tanta gente nova capaz, creio que as escolhas recaíram em gente pouco qualificada...

Bem sei que o Mourinho também tinha o Baltemar Brito que vai na mesma linha do Rui Quinta (acabou por ser dispensado já no 2º ano do Chelsea)... havia também o Aloísio que sendo uma grande figura do FC Porto também não era um portento de carisma... mas tinha acabado a carreira de jogador há pouco tempo e manteve-se ligado ao FC Porto... nada que se compare ao Semedo...

Bem... a escolha de Vítor Pereira para treinador pareceu-me a melhor no lote reduzido de possibilidades, mas estas primeiras decisões dele não lembram ao diabo... espero estar errado, mas para quem acaba de perder AVB e Pedro Emanuel depois de uma época, verdadeiramente de sonho, estes nomes soam a absurdo... Um pouco como a escolha de Quinito em 1988 ou a de Del Neri em 2004...

Jorge Mota disse...

N vejo grde carisma,mas ok..

No camarote onde meu pai tinha lugar (e nos contiguos) passava se o jogo a manda lo pa Siberia

Boa tecnica, lento e moina, a passo por xs, sempre no meio do chao e mtas mtas roturas musculares

O Artur Jorge amava o..

reine margot disse...

Bem, talvez venham todos a engolir as palavras arremessadas com tanta rapidez!
O genial PdC de ontem, é um burro hoje?

Se eu não sei do assunto, informo-me antes de falar ou falo logo mal? - eis a questão.

Jorge Mota disse...

A minha opiniao mantem se e manter se a.N lhe vejo grde carisma.Das competencias n falo, e n falei, pq n as conheço.

O Pedro Emanuel n precisava de ser tecnicamente 1 must.ate podia ser alto nabo.o q se lhe pedia n era isso..

O outro Sr parece q veio de 1 filme serie B ex-jugoslavia anos 70.Mas la esta, pode ser tecnicamente excepcional.Tb n falei das competencias..

David disse...

E a sua opinião, reine margot, qual é ela? É que é fácil escudarmo-nos atrás da sabedoria do PC - o mesmo que escolheu Fernandez, Quinito, Octávio e Couceiro (e só não falo no Del Neri porque até hoje não sei por que foi dispensado). Ou seja, PC não precisa de provar nada, todos sabemos disso, mas lá que, de vez em quando, também erra, erra. Afinal de contas é humano.

meirelesportuense disse...

O Semedo -a Gazela- foi um excelente jogador, todos os treinadores que passaram pelas Antas, contaram com ele como titular quase indiscutível...Lançado por Artur Jorge, manteve um elevado nível de rendimento até se lesionar com gravidade...Tinha uma técnica superior.
Depois, caiu na área do verdadeiro lamaçal criado e fomentado pelos nossos "queridos" inimigos a partir da altura que fomos Campeões Europeus.

rbn disse...

Passei o dia a dar vista de olhos por alto nos nossos blogues, em foruns comuns a todos os adeptos e li de tudo um pouco.

Desde "meter medo ao susto", passando por "o Rui Quinta parece manequim de funerária", "dono da mercearia, taberneiro ou loja dos 300", até opiniões (poucas) bem semelhantes à de reine margot(que se fosse benfa, seria rennie margot).

Na época passada, o torneio de paris foi uma vergonha, as exibições de pré-época não deram pistas sobre nada de bom, e antes da supertaça, tirando alguns poucos, muito poucos, toda a gente(eu incluído) dizia que os ben7as iam nos engolir.

Pois bem, deu no que deu.

Fico com a opinião de reine margot.
O 49º maior empresário do país virou totó do dia para a noite, ou vice-versa?

Ah pois disse...

Daniel Gonçalves:

O Semedo não saíu do clube devido a uma lesão grave. O Semedo foi efectivamente corrido do clube depois de ter sido apanhado com doping. Corrido ao ponto de não poder entrar nas instalações do clube.

Ricardo, RSW disse...

A realidade é que pelo que sei, nem semedo nem o quinta estão aparentemente a par das modernas metodologias de treino e psicologia pelo menos para lidar com os jogadores de um clube do nivel do FC Porto, nem sequer experiencia de 1ª divisão têm...

Não havia gente com mais formação para preencher estes lugares?
é que francamente quer em relação ao Quintas ou ao Semedo, e ate mesmo neste ultimo, muita coisa mudou nos treinos das equipas de topo em relação aos ja distantes anos 80.....

Espero estar enganado e que saiam dali excelentes treinadores adjuntos... estou deveras curioso para ver um relatorio de observação a adversarios efectuado pelo Quintas...é que o FCP não é o Gil Vicente ou o Aliados do Lordelo.. e a Champions League não é propriamente a 3ª divisão ou os campeonatos distritais...

Miguel Pereira disse...

Pessoalmente, e ao contrário do ano passado, continuo optimista. Acho que estamos todos a fazer juizos de valor sem conhecimento de causa por aspecto fisico, idade e passado profissional. Há grandes treinadores ou gestores humanos que, como jogadores, passaram totalmente desapercebidos. Sempre gostei do Semedo, um jogador com muita influência no jogo apesar de não ter a continuidade (e raça) que tinham o André e o Jaime Magalhães.

Quanto ao Rui Quintas, também conheço o seu trabalho na zona do vale do Sousa e parece-me ser uma daquelas personagens que percebe imenso de futebol mas também de gestão humana (e como dizia Shankly, quem só percebe de futebol, não percebe nada de futebol). Um desses nomes que andam por aí, sem que ninguém lhes presta atenção, até que têm a sua oportunidade. Acho que esta será, meritoriamente, a sua.

Vitor Pereira é um técnico low profile, calmo e tranquilo e já serie de esperar que se rodeasse de homens com caracteristicas similares, não o vejo a querer ter um adjunto para picardias em conferências de imprensa. O que passe no balneário é-nos totalmente desconhecido e talvez o Semedo lhes pegue alguns bons gritos (coisa que também não via o Capucho a fazer, sinceramente). Afinal pensar que os adjuntos têm de ser sargentos como o Paulinho é tão preconceituoso como olhar para o Quintas e imaginar o Alvaro Magalhães em Saltillo!

um abraço

David disse...

Lembra bem, Ah Pois. O Semedo foi positivamente "corrido".

portodocrime disse...

eheheh
já perdemos antes de o jogo começar?
como dizem os putos "lol"
Abraço

José Rodrigues disse...

Lembro-me bem que o Semedo era conhecido entre muitos adeptos como o Com-medo (brincando com o nome), ja q era visto como muito fraco psicologicamente.

Não e' la muito bom ponto de partida para o escolher como adjunto, convenhamos... ainda por cima qdo tem um CV perto do zero como treinador e não e' exactamente um estudioso das tacticas e metodos de treino.
Bem, a ver vamos. Esta equipa tecnica parece-me peso-leve em demasia, mas pode ser q venha a cumprir.

Teoricamente e tendo em conta o CV e perfil do V Pereira, eu estava à espera q os adjuntos combinassem as seguintes caracteristicas:

1) um estudioso da bola (do tipo AVB aqui ha 2 anos, por ex), i.e. um gajo q fosse bom nas analises, tacticas, metodos de treino modernos. etc

2) um gajo carismatico da casa, com lideranca comprovada (tipo P Emanuel, Paulinho Santos, Broas, etc)

3) um ''capataz''' de confianca, pau para toda a colher (tipo Valdemar Brito com o Mourinho)

Pelo q vi qto muito uma das 3 caracteristicas podera' estar presente no Rui não-sei-que.... as outras duas, não vejo em nenhum dos 2 adjuntos. Mas a ver vamos.

José Rodrigues disse...

'O genial PdC de ontem, é um burro hoje?'

1) O genial PdC, por sacrilegio q isto possa parecer aos Reine Margots deste mundo, não e' infalivel, longe disso; ou não tivesse sido ele q escolheu os 'geniais' Octavio e Couceiro para treinadores do FCP, por exemplo. Tb o Napoleão era um estratega militar sem igual e volta e meia fazia merda.

2) Mesmo q fosse infalivel, assinalo que o PdC costuma dar bastante margem de manobra aos seus treinadores. Sendo assim ninguem diz q nao foi o V. Pereira a escolher estes dois sem q o PdC tenha interferido na escolha, mesmo q estes 2 não lhe agradem muito (com o PdC a dar o beneficio da duvida na decisão do VP).