quinta-feira, 28 de julho de 2011

Baliza de Dublin no futuro museu

Pelas notícias que vieram a público anteontem, a SAD decidiu comprar a baliza em que o Falcão marcou o golo da vitória em Dublin para a colocar no futuro museu.

É sem dúvida uma ideia original. Confesso que as "relíquias" de jogos importantes que me despertam mais emoção/interesse são a bola com que se marcou o golo da vitória ou a camisola que o jogador que marcou o golo da vitória envergava na altura, ambas autografadas pelo dito-cujo; mas a baliza não deixa de ser uma ideia interessante.

Deixo no entanto duas ideias para o futuro museu, e pegando na achega da baliza:

1) Hoje em dia e com as tecnologias actuais (3D or 4D immersion) é bem possível recriar virtualmente e com grande qualidade um estádio e fazer os visitantes ter a sensação q estão lá dentro no meio do relvado... (colocando um visor, tipo óculos de sol futuristas).

Isso sim, é que seria mesmo porreiro. Podiam fazê-lo para as antigas Antas, para o Pratter, para Sevilha e/ou para Gelsenkirchen. Eu pagava de bom grado uns 5€ para tirar usufruto disso, e o espaço que ocuparia no estádio seria minúsculo.

2) Mini Madame Tussaud: estátuas de cera de grandes jogadores da nossa história, vestidos a rigor com o equipamento da sua época áurea (e com as feições que tinham na altura, claro). Já agora, quem diz jogadores até diz treinadores ou presidentes.

A escolha dos jogadores podia ser feita por votação dos sócios - pelo efeito democrático e participativo, mas também para evitar que a SAD fique numa posição algo desconfortável na escolha de algumas figuras ainda vivas (a grande maioria dos grandes nomes da nossa história), como por exemplo Oliveira, Futre, Baía ou Gomes.

Ficam aqui duas ideias, quem sabe pode ser que cheguem aos ouvidos da SAD (e quem sabe, se calhar até já pensaram nisso). Aliás, acho que não seria nada má ideia que a SAD proporcionasse uma área no seu website onde os sócios e adeptos pudessem votar e propor mais ideias - mesmo que não se aproveitasse nenhuma (o que duvido muito), não se perdia nada.

O que é certo é que após a longa "gestação" do museu (já lá vão mais de 8 anos que não temos um), as expectativas são naturalmente elevadas. Estou certo que no mínimo dos mínimos o museu vai ser muito digno, mas espero que a SAD tenha feito um benchmarking exaustivo com os melhores museus de clube pelo mundo fora, "roubando" as melhores ideias que encontraram de forma entusiasta e desenvergonhada.

12 comentários:

Dragaoatento disse...

Museu do FC Porto, bom artigo!

Off the topic:

Villas-Boas: "O João Moutinho é obviamente um jogador ultra-interessante, mas temos um meio campo ultra-competitivo", referiu em declarações ao correspondente da RTP em Hong Kong.

Villas-Boas voltou ontem a elogiar o João Moutinho. Mas apressou-se a dizer que não está a pensar ir ao mercado para a posição dele. Apenas estratégia negocial ou somente um elogio ?! O médio foi ontem de novo apontado pela Imprensa Londrina ao Chelsea, e sabe-se que Villas-Boas tem grande apreço por ele, porem dado o facto do Chelsea ter contratado Oriol Romeu ao Barcelona B, um jogador que a Imprensa catalã mencionou ter estado na época passada referenciado pelos portistas, talvez a decisão esteja a marinar por enquanto. No entanto dado que Romeu joga numa posição mais defensiva do que Moutinho, em Londres insiste-se que o português é o médio preferido do treinador e admitem que até 31 de Agosto o negócio possa avançar. A cláusula de rescisão, como se sabe, é de 40 milhões de euros e Pinto da Costa não aceita negociar nem por menos um cêntimo.
Villas-Boas: "Tivemos uma lesão grave, do Essien, mas vem agora um jogador para acrescentar ao meio campo, o Romeu Oriol ", explicou, acrescentando que só vai às compras se acontecer um novo imprevisto.
Na minha opinião, Villas-Boas está ainda a estudar o plantel do Chelsea a ver se tem mesmo de ir ao mercado ou não. Ou então dado os valores em causa, 40 milhões, está a ver se consegue encontrar outra solução mais barata. E depois, até 31 de Agosto tem tempo de decidir.
Relativamente ao Falcao acho que dado que o Aguero está a negociar com o City e o Chelsea tem o Fernando Torres, dos restantes, só o Real Madrid tem capacidade económica para contratar o Falcao. Portanto se o Real não o contratar, acredito que acabe por ficar no FC Porto.
Quanto ao Rolando parece ter reconsiderado e já fala em continuar no FC Porto!

FC Porto sempre!

Pedro disse...

Em relação ás 2 propostas.

A proposta 1 tem o problema do custo. A instalação de um centro 3D custa de meio milhão para cima. O mini centro da disney europa custou mais ou menos 5 milhões de euros, e o efeito é banal. A menos que seja uma tela de cinema 3D.... e ai não vejo o minimo interesse.

A proposta 2 tem também um problema de lógica. Um museu é uma coisa, um museu de cera é outra e a infraestrutura que o suporta é também muito diferente de um museu normal.

Agora há uma coisa que concordo a 100% história é história e o museu tem de ser no minimo digno e criativo. Começar pelo básico e depois ir inovando.

RS disse...

Um pequeno reparo

é Falcao, sem o til. Por amor de Deus... Já chega o Record. ;)

José Rodrigues disse...

"é Falcao, sem o til."

Falcão foi em homenagem ao grande jogador brasileiro (82 e tal), que se chamava... Falcão, e não Falcao (pronunciado "Falcau").

Se na Colômbia não colocaram o til no "a" isso foi portanto por ignorância ou falta de hábito (ou até mesmo falta de "ã" no teclado). Nos jornais ingleses também escrevem "Jose" e não "José" quando falam do Mourinho...

RS disse...

Admiro o teu poder de argumentação. Apesar de em teoria poderes ter razão, o que é certo é que no B.I. do homem não tem o til. Acho que te ficava bem respeitar isso. Ou então começar a tratar o Cristiano Ronaldo por Ronald...

Jorge Mota disse...

Discussão mais patética esta do FalcÃo!

Ele tb e Garcia,mas com acento no i!!!García!!!

Venha de lá o museu!!

(slm comprou baliza de há 50 anos tb-PATÉTICOS)

Jorge Mota disse...

Quem falou do Cristiáááno Róóóóóóónaldo??

José Correia disse...

Duas belíssimas ideias do José Rodrigues para o futuro museu.

Devo dizer que, por tudo aquilo que tenho lido nos jornais, a minha expectativa para o museu do FC Porto, que deverá ser inaugurado em Abril de 2012, é enorme.

Para além de estar à espera do melhor e mais avançado museu dos clubes portugueses, espero também um museu dinâmico, com novidades regulares, de modo a funcionar como pólo de atracção, não só de portistas, mas também do cada vez maior número de turistas que visitam a cidade do Porto.

rbn disse...

Penso que assim como na construção do dragão caixa, o NGP já deve ter estudado todas as possibilidades de como o museu poderá funcionar na modernidade e na prática.

Mas na minha modesta opinião, que as taças internacionais principalmente, estejam sempre em destaque para os visitantes, com a respectiva história embaixo, cheia de texto, fotos e vídeo.
Que sejam o cartão de visitas.

Depois, as taças nacionais mais importantes, tipo as 4 taças de 2010/2011, a taça de 1978 ou a supertaça de 1996, por exemplo, também com as respectivas histórias.

Independente de como será o museu, uma coisa é certa:terá que ser grande.
Só no futebol profissional são 69 taças, podendo chegar a 71 em finais de agosto, assim todos esperamos.
Ainda tem os não oficiais Teresa Herrera, Ramon de Carranza e outros do mesmo quilate.

E ainda há as taças das modalidades, que não são poucas.

Certo certo é que o museu terá de ser grande, ou espaçoso.

HULK 11M disse...

rbn disse:"...Ainda tem os não oficiais Teresa Herrera, Ramon de Carranza e outros do mesmo quilate..."

Apesar dos meus quase 50 anos de sócio não me lembro do troféu que celebra a vitória sobre o Arsenal. Mas por aquilo que tenho lido e pelo que ouvi dos ainda mais "antigos" do que eu, esse é o trofeu "não-oficial" mais importante da historia do FCP !

José Rodrigues disse...

"Mas na minha modesta opinião, que as taças internacionais principalmente, estejam sempre em destaque para os visitantes, com a respectiva história embaixo, cheia de texto, fotos e vídeo.
Que sejam o cartão de visitas."

Sem dúvida. Isso é de muito longe o mais importante, o resto é secundário (ainda que agradável).

Aliás, desde 2003 que eu digo que deviam ter colocado essas taças em exposição, mesmo que de forma temporária.

Dizia-se que o espaço inicialmente previsto no estádio era pequeno para o museu, mas com um investimento irrisível de uns 100 mil euros (para mais rapidamente recuperável com entrada paga) podiam perfeitamente ter colocado os principais troféus em exibição (mais a história do clube em fotos e texto, por ex) enquanto a solução final para o museu não andava para a frente. O espaço inicialmente previsto chegava perfeitamente para ter os principais troféus em exibição.

Ficou-me encravado que durante muitos anos os sócios, adeptos e turistas não podiam sequer colocar os olhos nesses troféus, quando cheguei a ver um cão (!!) dentro da Taça da Liga dos Campeões numa foto tirada em... casa de Pinto da Costa.

José Rodrigues disse...

"esse é o trofeu "não-oficial" mais importante da historia do FCP"

Por acaso lembro-me bem de ver esse troféu no museu. É muito bonito.

Mas não sei se se pode dizer que é o mais "importante": a principal razão porque é famoso é o valor ($) e o tamanho, é uma autêntica obra-de-arte com imensa prata trabalhada.

Além disso, foi feito a posteriori por iniciativa de sócios para comemorar a vitória do FCP num jogo particular. Não se pode sequer dizer q o troféu fazia à partida parte de qualquer jogo ou torneio a disputar: este não foi um troféu CONQUISTADO.

Dito isto, o troféu comemora um feito histórico: a vitória clara do FCP num jogo particular, ainda que em nossa casa, numa altura em que o FCP não era absolutamente ninguém no panorama europeu e o adversário (Arsenal) era consensualmente um colosso mundial.