segunda-feira, 25 de julho de 2011

Novo ano, velhos hábitos









A abertura de portas do estádio do Dragão não trouxe novidades em cima do joelho. Por hora, foram 26 as caras apresentadas ao publico portista, ficando para mais tarde o regresso dos sul-americanos ao serviço das Selecções. A árdua tarefa das dispensas fará Vítor Pereira meditar longas horas sobre as opções a tomar, daí que não seja estranho o assunto ter sido protelado mais alguns dias.

No jogo propriamente dito, manteve-se o registo já aqui constatado em partidas anteriores. A base está moldada e consolidada, oriunda de um projecto consistente e ganhador, como foi o da época transacta. O elevado número de jogadores que provêem desse projecto facilita a continuidade e, ao mesmo tempo, garante uma integração fácil aos que agora chegam.

Kléber veio para ficar e não foi por mero acaso que sua aquisição foi fechada com um ano de antecedência. Os putos mostram sangue na guelra e muita disponibilidade, mas o excesso de jogadores não vai permitir espaço a todos. E creio na hora da exclusão o treinador irá fazer relevar o factor experiência.

Segue-se, no próximo fim-de-semana, o teste mais robusto desta pré-temporada. O Lyon do Licha.

P.S.: Que ricas taças que nós temos!!!

4 comentários:

José Rodrigues disse...

O que eu mais gostava de ver resolvido com urgência (mas não está necessariamente nas mãos do treinador e SAD, infelizmente, pelo menos em boa parte) é as vendas de titulares.

Quanto mais cedo se fechar esse capítulo, melhor, e parece-me quase certo que pelo menos um sai (talvez mesmo dois).

De resto muitas contratações e só duas saídas até ao momento (Mariano e Beto)... mesmo contando com um par de vendas, sobra muita gente o q levará certamente a uma dor de cabeça para o V. Pereira na hora da escolha.

De resto a pré-época é isso mesmo, PRÉ-época, com jogos muito atípicos; quero com isto dizer que não se pode tirar grandes conclusões para já, seja de q jogador fôr. Dito isto, alguns (como Kléber e alguns dos putos) deixaram boas indicações, a confirmar nos jogos a sério.

Do lado oposto, eu diria que a única desilusão até ao momento terá sido Ruben Micael.

Seja como fôr, penso que o plantel será certamente bom e competitivo (mesmo que saia um Falcão), com a maior incógnita a residir no treinador.

ℕℯℓsѳη ℳαcℎαdℴ ℗ disse...

Gosto muito das duas fotos de cima mas alegram-me mais a vista as duas de baixo.

Eu quero é ver quem será dispensado.
O Kelvim era dado como certo na lista de dispensas está cada vez mais a cair no goto dos Portistas e faltam ainda chegar 5 jogadores.

Não vai ser nada fácil fazer essa tal lista. E espero que quando forem emprestados que, seja quem for, tenha uma clausula de possível resgate em Janeiro.


Avivar

rbn disse...

Caros portistas, um off-topic.

Faltaram 7 jogadores do plantel, mais Danilo(pelos vistos, o reforço de inverno) e o Sandro.

Como leio bastante este blog, não só as actuais como também as antigas notícias, pergunto:

Sabem o que voces andavam a discutir há exactos 3 anos atrás?

http://reflexaoportista.blogspot.com/2008/07/o-incrvel-negcio-hulk.html

Daniel Gonçalves disse...

RBN: muito bem lembrado as opiniões na altura da contratação do Hulk. Hoje o Hulk é o jogador mais valioso do nosso plantel.
Ainda faltam 7 jogadores, mas penso que ainda precisamos de contratar um defesa central de qualidade que nos garanta segurança, porque esta temporada estamos na Champions e não na Liga Europa, e será sempre necessário uma alternativa no banco, considero que nem Maicon (vai crescer e afirmar-se????) nem Sereno nos dão grande segurança. Como o RBN afirmou recentemente são a nossa dupla calafrio.