quarta-feira, 13 de julho de 2011

O fantasma Mourinho

Ontem à noite, Pinto da Costa foi o convidado de honra no encerramento do quinto ano de tertúlias no Casino da Figueira, tendo sido entrevistado por Fátima Campos Ferreira.

Naturalmente, a saída de André Villas-Boas dominou a entrevista e Pinto da Costa aproveitou para revelar parte da conversa que manteve com o ex-treinador do FC Porto, bem como, a sua perspectiva sobre o principal motivo que levou Villas-Boas a aceitar o convite do Chelsea.

[não foram só as libras a convencer o André Villas-Boas] Isso ajudou, mas acho que o que Villas-boas teve foi algum receio. Disse-lhe que em condições normais, aos 33 anos devia estar a treinar a Académica ou a Naval, para aos 40 estar num grande. Que aos 33 anos já tinha ganho no FC Porto e ia ter muitas oportunidades de ganhar mais. E ele respondeu: 'isso é muito bonito, mas se levar três ou quatro do Barcelona e se me correr mal a Champions já ninguém me quer'...
Ele tem um complexo e está sempre a pensar no fantasma do Mourinho. Como o Mourinho ganhou a UEFA e a Champions, ele não quis continuar porque teve medo de não ganhar o mesmo. Se fosse pai dele, dizia-lhe o que lhe disse como presidente e amigo: que devia ficar mais um ano no FC Porto. Lembrei que o Mourinho levou cinco do Barcelona e não foi por isso que deixou de ser o melhor treinador do mundo.


É natural que estas afirmações de Pinto da Costa estejam influenciadas pela desilusão que a saída de André Villas-Boas lhe provocou mas, tal como escrevi várias vezes, também eu partilho da opinião que, embora importante, o dinheiro não foi a razão principal para o André ter deixado a sua “cadeira de sonho”.

Seja como for, estas afirmações de Pinto da Costa aguçam o apetite para um eventual confronto entre o Chelsea e o Real Madrid na Liga dos Campeões da próxima época.


P.S. Parece que alguns órgãos de comunicação social – SIC, TVI, A Bola, Record, Agência Lusa, Rádio Renascença, RDP e Sapo Desporto – foram impedidos de cobrir o encerramento destas ‘Conversas do Casino’. Aparentemente, seria necessário convite e, por isso, só puderam entrar jornalistas da RTP, O Jogo, Jornal de Notícias e Porto Canal (além de outros órgãos de comunicação locais). É estranho que a Agência Lusa e a RDP (é do mesmo grupo da RTP) estejam na “lista negra”, mas quanto aos restantes, enquanto mantiverem uma linha editorial claramente anti-Porto, acho muito bem.

11 comentários:

Dragão dos Diabos disse...

"Seja como for, estas afirmações de Pinto da Costa aguçam o apetite para um eventual confronto entre o Chelsea e o Real Madrid na Liga dos Campeões da próxima época."

Nunca pensei dizê-lo...mas que se encontrem e que o Mourinho espete 3 ou 4 batatas nesse animal!!

Quanto à entrevista do NGP....sem rodeios e a por os pontos nos "i"... além de que tem um gostinho especial por chamar, entrelinhas, cagão ao traidor! Lindo!

reine margot disse...

Espalhar uma mentira, para tentar suavizar a sofreguidão também está bem; Libras Boas entendeu que ficava mal dizer que foi pelo dinheiro, então vem dizer que o Porto já não iria mais longe: tinha dado o máximo. E, ele queria mais, desportivamente... os jornais compraram, claro. É interessante poder antever que o Porto não repetirá o que fez no ano passado. - O nosso pintinho não se ia ficar: despacha-o como cobarde; e se na apresentação do VP, disse que o Andrezinho era amigo do Mou, só para os igualar na sacanice, agora adoçou a briga e disse que um vivia com o fantasma do outro!
Não nos serve de nada, mas sempre nos vamos rindo...

miguel87 disse...

Nada apagará o sentimento de traição da saida do bastardo, mas estas declarações de PC souberam pela vida!

Pedro Reis disse...

Sinceramente são estas as tiradas do PdC que eu dispenso bem...
Tinha-o elogiado nos comentários na altura da saída do AVB, mas agora acho que foi desnecessário. Assim como dizer que o Hulk é o único insubstituível... Esta necessidade dele de picar o AVB para agradar a (alguns) adeptos e de desvalorizar os outros jogadores pode ser um tiro no pé (espero naturalmente que não). Se as coisas correrem melhor ao AVB do que ao FCP, lá vai ter que engolir as palavras. E o Hulk não é mais importante que o Falcao ou que o Moutinho e ainda que o fosse não fica bem, nem vejo que isso ajude o espírito do grupo, ao Presidente vir dizer isso.
Mas enfim...

rbn disse...

NGP sempre em grande.

Mas em relação aos anti-FCP da imprensa, há um fenómeno curioso que está acontecendo na blogosfera galinácea.

Pra já, eles pedem para ninguém comprar nem ler o rascord.Dizem que a cofina é propagandista do FCP(?), can you believe it?

E outro fenómeno que li, mas que se me dissessem eu não acarditava - estão começando a falar mal do vitor serpa!

Como diz o ilustre adepto do Fluminense, Chico Buarque de Hollanda, "quem te viu, quem te ve"

V. Sousa disse...

Não sei que diferença faz a RTP dos pasquins da Corte, excepto que estes só compro se quiser (e não quero), e aquela tenho de pagar compulsivamente.

José Rodrigues disse...

"eu partilho da opinião que, embora importante, o dinheiro não foi a razão principal para o André ter deixado a sua “cadeira de sonho”."

Bem, eu acho q então não leste correctamente o q o PdC disse.

O q eu basicamente li é q o AVB tinha medo de não ter uma oferta de um tubarão (isto é: uma oferta de $$$$$$$) na próxima época se as coisas lhe corressem mal na LC ao serviço do FCP.

Ora se isso não é sair por dinheiro, não sei o q é.

José Rodrigues disse...

Além disso PdC voltou a repetir q "já tinha o Vitor Pereira previsto como Plano B".

Não faço a miníma ideia se isso é verdade ou não, já q ele seria sempre uma solução de recurso (já estando lá), mesmo q não houvesse plano B, C ou Z. Não teve q o ir buscar a lado nenhum...

Eu sei lá se, caso Libras Boas tivesse saído mais cedo, o PdC não teria recorrido a outra alternativa disponível na altura no mercado (por ex, Domingos).

Mas o facto é q VP é o q temos, cabe-nos apenas ter fé q tenha unhas para tocar aquela guitarra. A ver vamos.

José Correia disse...

José Rodrigues disse...
eu acho q então não leste correctamente o q o PdC disse

Talvez mas, por aquilo que pude ler nos jornais, em resposta a uma pergunta o Pinto da Costa disse que não foram só as libras a convencer o André Villas-Boas.

Ninguém nega a importância do dinheiro, mas o medo de perder por 3 ou 4 com o Barça (na Supertaça Europeia) e de ter um trajecto fraco na Liga dos Campeões, é algo que não teria apenas implicações financeiras de curto prazo. Seria uma mancha num curriculum que até agora é fantástico.

Miguel Dias disse...

O argumento, o qual acredito que foi utilizado pelo AVB, para sair do FC Porto, o medo/receio da apanhar uma goleada do Barça acrescido de uma fraca prestação na Champions e assim "manchar" a sua recente reputação enquanto brilhante treinador também pode ser utilizado à sua prestação ao serviço da equipa inglesa: vamos supor que o Chelsea apanha o Barça na Champions, na sua 2ª fase claro, e leva uma abada - apesar da valia do plantel da equipa inglesa - é provável este cenário, a isto acrescido de uma Liga inglesa aquém das expectativas, o AVB pode ser "despachado" saindo pela porta pequena, nesta hipótese também fica com o curriculum "manchado" e com menos probabilidades de, tão cedo, algum dos grandes clubes europeus apostarem nele como treinador, portanto o argumento utilizado é "uma faca de 2 gumes" (ou de 2 legumes como diria o Jaime Pacheco).

Miguel Magalhães disse...

Não havia necessidade de vir com estas declarações numa linha mais agressiva comparativamente com a anterior.
Acho que dá muita importância ao assunto que já devia estar encerrado.
Excelente o facto de os abutres da sic, bola e afins terem ficado à porta. Não foram convidados!! tiro o chapéu!