quarta-feira, 20 de julho de 2011

Passivos pouco claros

Em Novembro de 2010, o PÚBLICO publicou um artigo sobre as contas do FC Porto, slb e SCP, baseado nos relatórios das três SAD enviados à CMVM. Na altura, para explicar o âmbito da análise, o PÚBLICO escreveu:

«Comparar as contas dos três grandes clubes portugueses é mais difícil do que seria imaginável quando se fala de sociedades cotadas em bolsa. É que as contas reveladas pelas três principais SAD dizem respeito a universos diferentes, porque uma inclui quase todas as empresas do grupo (Benfica), outra quase todas mas não a totalidade do estádio (FC Porto) e outra exclui quase todas as restantes empresas do grupo (Sporting). O PÚBLICO centrou-se, por isso, naquilo que é comparável: o universo das SAD, deixando de fora os valores das outras empresas do grupo (consolidado).»

Cerca de um mês depois, em 27/12/2010, o JN também fez um artigo sobre o assunto, tendo escrito:

«Em Portugal, os clubes das ligas profissionais acumulam um passivo superior a 816 milhões de euros. Só à sua conta, os três grandes absorvem quase 90% do total. (…) O Benfica agravou as contas de 125 milhões para 398,8 milhões. Este acréscimo deve-se à incorporação da Benfica Estádio e ao empréstimo obrigacionista. (…) Em contraponto, o activo subiu para 412,7 milhões.
O F. C. Porto também sofreu um agravamento, mas em muito menor escala, de 141,1 para 157,5 milhões. Esta verba inclui o corte de 2,6 milhões no primeiro trimestre de 2010/11. (…) A fechar o triunvirato dos grandes, o Sporting viu disparar a rubrica das dívidas para quase 173 milhões.»


Eu sei que nós, portugueses, estamos habituados a "engenharias financeiras" e a contabilidades criativas, mas gostava de perceber porque razão os números do PÚBLICO são diferentes dos do JN, nomeadamente no caso do slb.

Finalmente, em Março deste ano, analisando aqui no RP as contas do 1º semestre da FC Porto SAD, o José Rodrigues escreveu:

«Mas se as poucas novidades são de tendência positiva, a situação geral continua a dar azo a alguma apreensão. A tesouraria respirou um pouco ao renegociarmos com a banca dívidas de curto para o longo prazo (mas com juros mais altos), mas o passivo total (161M€) não baixou em relação a 1 de Julho, ao contrário do que é normal nos primeiros semestres; e numa análise de médio/longo prazo continua num rumo ascendente - há 5 anos atrás o passivo era 35M€ mais baixo...»

Não é, seguramente, a principal preocupação dos adeptos, mas alguém me sabe dizer onde posso obter valores fidedignos acerca dos passivos consolidados do FC Porto, slb e SCP?

3 comentários:

ℕℯℓsѳη ℳαcℎαdℴ ℗ disse...

Eu sei que não tem a ver com o post e sei que o link está em cima do lado direito deste mesmo blog mas mesmo assim há coisas que convém realçar

Nuno Silva Leal disse...

Que eu saiba, o único sitio credível é aquele mencionado, a CMVM onde são depositados os Relatórios e Contas dos clubes. No entanto, pelo que percebi, o problema é como cada clube usa um método contabilístico de organização empresarial diferente, não é facilmente comparável...

Velasquez disse...

O perimetro de consolidação de cada SAD é completamente diferente. Não há meio de os sócios do sporting saberem a quantas andam, por exemplo. Daí que a opacidade continua. Mas sim, eu também quero estes dados, parece-me evidente!