domingo, 24 de julho de 2011

A propósito do Peñarol

13 de Dezembro de 1987 - Tóquio

História mais que conhecida:



Uns meses depois (a 17 de Abril de 1988), voltámos a jogar com o Peñarol num particular realizado em Toronto - empate a 0 e perdemos por 3-4 nas grandes penalidades - foi um seca de jogo, que só valeu mesmo por algumas jogadas de um puto magricela que se tinha estreado (em jogos verdadeiramente a doer) na equipa principal do Porto 3 dias antes, marcando um golo ao Elvas. E é a partir desse jogo de Toronto que o Ivic lhe começa a dar oportunidades, culminando numa boa carreira futebolística.

Curiosamente quando, 23 anos depois, o Porto volta a encontrar o Penãrol, o Domingos está novamente em Toronto.

2 comentários:

Dragaoatento disse...

Destaques: de salientar o já bastante bom entrosamento e a excelente condição física da equipa atendendo a que estamos no início da época!
Toda a equipa demonstrou tranquilidade e confiança. Porém gostei especialmente de: Helton (confiante) João Moutinho, Souza, Ruben Micael e Kléber! Bons apontamentos de Kelvin um fantasista! Quanto ao Walter que até ao golo que marcou não tinha feito nada digno de realce, pelo excelente lance que protagonizou merece uma referência especial: mostrou que é essencialmente um jogador de área e que se for bem assistido provou que é capaz de produzir remates de grande precisão e potência! Como tal: bravo Walter!

Saudações portistas!

Ah pois disse...

O particular em 1988 não foi em Toronto mas sim em New Jersey. Tenho quase a certeza absoluta disso.