domingo, 14 de agosto de 2011

De barba rija logo a abrir



Arrancada vitoriosa do FC Porto no campeonato, num jogo em que a equipa foi obrigada a arregaçar as mangas para suster a vantagem mínima ate ao final. Não faltaram momentos para que os últimos minutos da nossa equipa fossem mais tranquilos, mas lá na frente faltou eficácia. Sofreu-se, vestiu-se o fato de macaco e foi-se à luta, logo à 1ª jornada. E assim se vai construindo um campeão.

Num inicio de jogo lento e pastoso, com o Vitória a resguardar-se de calafrios de confrontos anteriores, a equipa azul e branca assumiu linha da bola sem grande velocidade. Apenas na segunda metade do 1º tempo a diplomacia foi jogada às malvas com Kléber a surgir na cara de Nilson. O primeiro de vários duelos. O conjunto da casa respondeu e numa das raras desatenções da retaguarda portista, com Rolando e Otamendi a ver a bola a passar, Barrientos conseguiu a proeza de não acertar com o remate.



Os últimos 5 minutos da 1ª parte foram intensos e bem jogados. O FC Porto puxava galões ao alto, e tornava-se finalmente incisivo nas redondezas da área vimaranense. Kléber, novamente diante de Nilson, falha escandalosamente o golo. Felizmente ele não tardou. Numa gravata de Leonel Olímpio a Sapunaru, surge o penalty indiscutível que nos garante os 3 pontos. Golo com assinatura de Hulk.

Nos segundos 45 minutos a equipa de Manuel Machado tentou subir um pouco. Procurou mais a bola e tentou assumir o jogo. Mas o controlo quase nunca escapou aos nossos rapazes. Lá na frente Kléber continuava a ode ao desperdício e Falcao acabou por rende-lo, naturalmente. Guarín esgotado cedeu o lugar a Rúben Micael e Belluschi fechou as substituições, promovendo, em sequência, o novo figurino táctico.


Houve tempo para El Tigre e Hulk espreitarem o golo. E o melhor momento vitoriano começou nos pés do nosso Incrível avançado. Os pormenores que o distanciam dos melhores. Enfim, teve graça, houve raça, viu-se entrega, mas também muita atrapalhação. Um relvado a fazer lembrar um jogo em pleno Novembro diluviano. Muita disputa e pressão. Ou não estivéssemos em Guimarães.

Três pontos no bolso, numa partida de barba rija e sempre complicada do nosso calendário. Vantagem sobre os directos adversários. Que melhor começo de campeonato?

Fotos rapinadas no site da organização presidida por aquele franciu que se gosta de armar ao pingarelho com o FC Porto.

18 comentários:

André Oliveira disse...

Lamentáveis as declarações de Falcao.

André Oliveira disse...

«Todos os jogadores pensam em alinhar em Inglaterra, Espanha ou Itália. Quem disser o contrário está a mentir. Os meus pais ensinaram-me a ser honesto e gostaria de jogar nessas Ligas. O Atlético de Madrid tem grandes adeptos e seria uma grande oportunidade para a minha carreira»

(Não é uma equipa inferior ao F.C. Porto?) «Depende do ponto de vista. Estou a ver a solução que se encontra para o meu futuro. Não sei o que vai acontecer, vamos esperar.»

meirelesportuense disse...

Completamente de acordo André mas os futebolistas são mesmo assim, digo isto com tristeza, uns simples mercenários.
Temos que ser compreensíveis perante estas atitudes, lamento imenso, tinha-o como amigo no facebook...Não adianto mais sobre isto, embora ele tenha cometido um erro, renovou o contrato.

Dragaoatento disse...

Futebol_Liga: Vitória de Guimarães o FC Porto 1
Começo a análise do jogo com um reparo à actuação do juiz do apito o Sr. Benquerença. Se é verdade que teve a coragem de marcar a grande penalidade contra o Vitória quase ao findar a primeira parte, por carga dum defesa vitoriano sobre o Kléber, também é certo e motivo de crítica o facto de na segunda parte ter fechado os olhos a muitos agarrões/cargas à margem das leis, dos defesas do Vitória aos avançados do FC Porto que ficaram sem a respectiva sanção disciplinar! Algumas em plena grande área do Vitória! Com outro juiz do apito com mais firmeza de carácter, por exemplo um árbitro inglês ou alemão, os defesas vimaranenses ou moderavam as suas entradas ilegais, ou de certeza que acabariam por ir tomar banho mais cedo.
É por isso que daqui, do meu blog, exorto os avançados do FC Porto a serem mais corajosos e a terem mais espírito de sacrifício quando acontecer jogarem em estádios como o do Vitória de Guimarães, onde o público parece preocupar-se pouco com as leis do jogo e se os seus jogadores actuam ou não dentro das regras estabelecidas! E meus amigos o FUTEBOL é um desporto de alta competição com regras bem definidas, as quais existem para não serem constantemente violadas.
O que é preciso é que os juízes do apito em Portugal tenham firmeza de carácter e coragem suficiente para resistirem à pressão dos espectadores presentes nos estádios, e estejam à altura da missão confiada que é fazer cumprir os regulamentos. E isto não só contra os Dragões...! Ou há moralidade ou comem todos!

Somos FC Porto, sempre!

Ah pois disse...

Pelo menos o Falcao foi honesto, André, e deu-nos um aviso. Precisamente o contrário do que aquela p*t@ da Foz nos fez.

João disse...

Quando falarem do Falcao, pensem que tudo o que se vai passar, podia ter-se passado por 15M€ a menos não fosse ele ter renovado. É a Liga Espanhola, é o triplo ou quádruplo do salário, não brinquemos.. ele podia ter tudo isso e nós termos ficado a ver 15 milhões a voar. E não me digam que achavam que o Porto estava a bater recordes de transferências não contando vender algum jogador. Isso tinha um nome e era bancarrota. Que seja apenas um, e não dois ou três.

Acho que se pode dar outra oportunidade ao Fernando, que já percebeu que não está no galinheiro, porque o facto é só um, com Souza (por enquanto) não vamos lá.

Ah, e espero que esta MERDA de exibição tenha sido mesmo gestão de esforço a pensar na Supertaça, porque se não foi, não estamos muito melhore servidos que as anedotas da 2ª circular. Mesmo sem Álvaro.

miguel_canada disse...

Neste momento sinto-me um bocadinho apreensivo com o futebol que praticamos e desejo ardentemente que a culpa seja exclusivamente do Guimarães.
O nosso jogo está feio e previsível, a finalização uma lastima e a defesa abana mais que uma traineira em noite de temporal.
Obviamente que ainda agora isto começou mas as tropas são literalmente as mesmas pelo que não se entende tanto desacerto.
Dou desde já uma nota muito negativa ao Silvestre que depois de uma exibição confrangedora na supertaça, voltou a jogar de uma forma paupérrima, abstraída e insolente. Quando o James voltar....
O Falcao provou-me que é apenas...mais um. mais um peseteirozinho de merda que não se importa de descer 30 andares na carreira para ganhar mais uns cobres e jogar na tacinha uefa. Mas vai ter que rezar para que a merda do clube para onde deseja ir jogar tenha os 45M para o pagar a pronto senão está bem fodido e passa um ano no banco a aquecer aquele cuzinho peseteiro.

meirelesportuense disse...

Realmente os adeptos do Guimarães aprecem animais...As suas caras cheias de ódio são difíceis de aceitar num Mundo civilizado...Ainda dizem coisas dos Super.
-Guimarães não está a organizar a Cidade Europeia da Cultura?...Se for esta!?

José Correia disse...

O relvado em mau estado que, ainda por cima, foi regado antes do jogo, não me surpreendeu.

A forma "guerreira" como os jogadores do Guimarães se atiraram aos do FC Porto não me surpreendeu e, aliás, tinha alertado para isso antecipadamente.

A atitude permissiva do árbitro, condescendendo com a forma "guerreira" como os jogadores do Guimarães se atiraram aos do FC Porto, não me surpreendeu.

O clamor raivoso que ecoava das bancadas contra o FC Porto, também não me surpreendeu.

José Correia disse...

A exibição do FC Porto não foi brilhante, mas dificilmente o poderia ter sido nesta altura da época e nas condições em que o jogo foi disputado.

No entanto, em termos ofensivos, a equipa criou 5 oportunidades de golo flagrantes (todas em jogadas de bola corrida), três desperdiçadas por Kleber, uma por Hulk e outra por Falcao.

José Correia disse...

O que mais me preocupou no jogo de ontem foi a fragilidade defensiva demonstrada, que só não resultou em golos para o Guimarães porque os seus avançados foram de uma ineficácia atroz.

Em termos defensivos destacaram-se o Otamendi e o Helton, que esteve muito bem em todas as intervenções (incluindo uma em que foi nitidamente carregado por um avançado do Guimarães e o Olegário mandou jogar).

HULK 11M disse...

E quanto ao Fernando:

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Porto/interior.aspx?content_id=712297

Esta notícia levanta também uma pontinha do véu acerca da forma como a comitiva do FCP foi (mal)tratada pelos dirigentes do clube de Guimarães, em cujo estádio o 5LB treinou antes de jogar em Barcelos. Como queriam que o relvado estivesse?

Por tudo isto..., mais aquilo que foi referido pelo José Correia e ainda pelas declarações do treinador adversário, que fez o jogo dos nossos rivais e não do Vitória, valorizemos o resultado que alcançámos e deixemo-nos de lamúrias!
As boas exibições vêem já a seguir!

David disse...

Não fizemos grande jogo, mas criámos ocasiões suficientes para outro resultado. O pior é que eles também as criaram. A nossa defesa - e já não é de agora - está muito permeável.

Quanto ao Falcao - o contrário é que me espantaria. Ainda há quem fique desiludido? Mas porquê? Não acabamos nós - sempre - por vender os nossos melhores jogadores? Então ele apenas acha que tem tanto direito como os Luchos e Lisandros deste mundo.

P. Ungaro disse...

Boas,

Não foi um jogo brilhante, mas gostei do que vi, criamos oportunidades para uma vitoria mais folgada, a espaços boas movimentações e trocas de bola ... estamos a crescer.
O mais importante é que para alem de irmos em primeiro ja levamos 2 pontos de avanço para os adversários.

um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

Dragaopentacampeao disse...

Exibição cinzenta, talvez a pior desta ainda curta época (pré-época incluída).

Muita lentidão, pouco esclarecimento, pouca intensidade, pouca imaginação e sobretudo demasiadas baldas defensivas. A sorte foi o desaproveitamento alheio.

Salvaram-se alguns fogachos do Hulk e a enorme concentração de Helton.

Vai ser necessário muito trabalho e empenho para fazer as correcções necessárias, no sentido de devolver à equipa o bom futebol a que nos habituou. Matéria prima não falta e mesmo que alguns dos jogadores mais cobiçados saiam outros cumprirão as suas missões. Queremos voltar a ser campeões.

O primeiro passo foi dado ontem com a vitória em Guimarães, onde a época passada empatamos.

Um abraço

meirelesportuense disse...

Estas questões de forçar saídas devem ser tratadas no interior, nunca publicamente até para não dar trunfos a terceiros...O Atlético ou outro qualquer interessado, neste momento, até se sente lisonjeado e pode pensar que as coisas estão mais fáceis...Actuar assim é negativo, não dá boa imagem a ninguém, nem ao Falcao nem ao Porto.
-E aquele olhar intranquilo, enquanto dizia o que disse...

reine margot disse...

"valorizemos o resultado que alcançámos e deixemo-nos de lamúrias!"

Ora aqui está um comentário com que concordo inteiramente.
A máquina está a começar a engrenar, e por alguma razão o Libras Boas disse que seria muito difícil fazer melhor!... - E, é que para já estamos a fazer tão bem como ele fez!

Vamos sossegar até 31 de Agosto e deixar o rio correr para o mar, se não dámos em doidos e depressivos!...

MrCosmos disse...

Antes o Falcão que o Moutinho, e que o diabo seja cego, surdo e mudo...