sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Era um dia de sonho

Este artista estragou um dia de sonho ao Juary, e sempre que há um Porto - Barça não há forma de me esquecer dele. 


Hoje quando ganharmos a Supertaça europeia vou-me, finalmente, sentir vingado.

8 comentários:

Alexandre Burmester disse...

Steve Archibald, grande jogador escocês proveniente do Aberdeen e, posteriormente do Tottenham.

Na Escócia, de hoje em dia, já só se produz whisky.

Miguel Lima disse...

caríssimo(s),

hoje, independentemente do resultado final, seremos Porto! sempre!


«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

Miguel | Tomo II

Dragus Invictus disse...

Pedro Homem de Melo, que «Ninguém fale em perder! Ninguém recua… E a mocidade Invicta a cada abraço/ A si mais nos estreita. A Pátria é sua./ E, de hora a hora cresce o Baluarte!»


Abraço e todos unidos venceremos.

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

Camilo disse...

Também eu me sentirei vingado!!...put@ de jogo esse, ouvir os golos pela rádio, saír disparado pela casa aos pulos a gritar JUARY, chegar ao rádio e saír disparado outra vez, a gritar aínda mais alto JUUAAAARYYYYY!!!!...para depois esse p@neleir@ loiro marcar de fora da área na única nesga do cantinho da baliza.....
Hoje, contra tudo e contra todos, JUARY será vingado.

ℕℯℓsση ℳαcℎα∂σ ℗ disse...

Sem criar demasiadas expectativas pois a realidade assim o obriga só espero que aconteça uma daquelas coisas a que se chama "a excepção que confirma a regra".
Sendo a regra aquela que diz que as equipas maiores ganham às mais pequenas.



Avivar

O Dragão disse...

Vamos equipa!

Daniel Gonçalves disse...

Eu, então com 8/9 anos, acompanhei este jogo na rádio, o meu Pai foi às Antas (não me levou porque me disse que o jogo acabava tarde e eu tinha escola de manhã), só me lembro dele chegar a casa desanimado e triste com o jogo.
Hoje a vingança teria um sabor requintado se eles atacassem, atacassem, atacassem, atacassem sem nunca marcarem qualquer golo e depois num dos nossos contra-ataques o Hulk, ou outro qualquer, marcasse o único golo da nossa vitória.
Eu acredito.

Daniel Gonçalves disse...

João Saraiva,
Para nosso grande azar parece que ainda vamos continuar no inconsciente, e subsconsciente, da mente a relembrar este tipo. Ainda não foi desta a vendetta/vingança.

Eu, na minha mente, este Archibald vai ser substituído pelo Freddy Guarin.