terça-feira, 2 de agosto de 2011

Notícias do circo (IV)

O benfica é um circo
Artur Jorge, ex-treinador do slb, numa entrevista ao Expresso em 1996



«A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários, vem confirmar que chegou a acordo com o Real Zaragoza SAD para a transferência, a título definitivo, do atleta Roberto Jimenez Gago. A transferência do referido atleta, bem como da totalidade dos direitos económicos, foi concluída pelo valor de 8.600.000 (oito milhões e seiscentos mil) euros»


Há um ano atrás, o país futebolístico ficou espantado por o slb ter, supostamente, pago 8,5 milhões de euros pelo terceiro guarda-redes do Atlético Madrid, o qual, nos seis meses anteriores, tinha inclusivamente sido emprestado ao Saragoça.
A incredulidade foi tal (incluindo entre alguns benfiquistas mais esclarecidos) que se avançaram várias hipóteses para explicar tamanho investimento, a mais falada das quais era um cenário em que os 8,5 milhões incluíam uma verba correspondente ao prémio de Jorge Jesus.

A época de Roberto de frango ao peito... perdão, de águia ao peito foi o que foi (um desastre completo, seja qual for o ponto de vista) e, um ano depois, o desconsolado portero espanhol estava remetido ao “honroso estatuto” de terceiro guarda-redes do slb (atrás dos dois guarda-redes contratados para esta época – Artur e Eduardo), sem que se vislumbrasse uma saída airosa.

Eis senão quando, o “ilusionista de serviço” tira mais um coelho da cartola e, não só arranja um comprador para o frangueiro do ano, como ainda garante um “ganho” de 100 mil euros relativamente aos hipotéticos 8,5 milhões de euros desembolsados há um ano atrás.

Esta história é tão mirabolante, que mesmo entre os mais fanáticos benfiquistas, duvido que haja algum que, no seu intimo, acredite mesmo na venda do Roberto por 8,6 milhões de euros. É que deve ser mais fácil pôr um porco a andar de bicicleta no circo...

Mas, para além do anunciado valor da transferência, a cereja em cima do bolo é o facto de, nesta altura, o Saragoça (o suposto comprador) estar a ser gerido ao abrigo da Lei Concursal por, no início de Junho, a sua direcção ter confirmado uma dívida de 110 milhões de euros e procurado apoio para chegar a acordo com os credores.


Para dar alguma credibilidade a esta historinha, já li algures que a contratação terá sido patrocinada por um grupo de investidores. Pois, e na noite do dia 24 de Dezembro quem traz os presentes é o pai Natal...
E, talvez daqui a um ou dois anos, os tais “investidores” o voltem a vender ao slb por 9 milhões... Os tais milhões da treta!

23 comentários:

Mefistófeles disse...

Esta transferencia so da para rir !! Viva o circo !

Jorge Mota disse...

E o Saragoça a comprar robertos e Portugal a comprar submarinos

Estamos perante uma golpada monumental

N sei se os 8,6 dao pa rir ou pa chorar.Se fosse 8,51 era pior..e um facto..

Cheira me q o bieira qdo deixar presid slmerda vai plo mesmo caminho q o vale tudo

meirelesportuense disse...

Pois se a Polícia Judiciária anda tão atenta a algumas situações menos claras, aí têm matéria interessante para poder investigar.
-PJ, MJM, Investigar, Investigar, Investigar!!!...
É que é coisa que nem os Espanhóis acreditam, li a Imprensa e é perfeitamente perceptível a surpresa, até porque o Zaragoza está mesmo falido, tem uma Comissão Supervisora externa à perna, que avalia todas as operações financeiras e não tem portanto condições para mandar tocar um cego, quanto mais comprar um GR que no ano passado não puderam comprar por apenas 3 Milhões -opção de compra associada ao empréstimo feito pelo Atlético...Estes "meninos ladinos" de Lisboa que tanto se vangloriam de quererem tudo transparente, que expliquem então este negócio...

nexus disse...

A verdade está aqui:

"Sin embargo, esos 8,6 millones de euros deben desglosarse. Tal y como se informa desde Portugal en el montante total se suma el sueldo del meta durante los próximos cinco años y además una deuda que el conjunto lisboeta deía al Real Zaragoza por el traspaso de Pablo Aimar.

El resto del coste de la operación se sitúa por tanto en torno a los 2 millones de euros, los cuales tampoco saldrían de las arcas del Real Zaragoza, sino del propio Agapito Iglesias que costearía la operación junto al representante Jorge Mendes, a quien le une una muy buena relación."

Fonte: http://www.aragonradio2.com/noticias/hemeroteca/regreso-rocambolesco/

nexus disse...

Adenda ao comentário anterior:

Este era o texto original:

"Sin embargo, esos 8,6 millones de euros deben desglosarse. Tal y como se informa desde Portugal en el montante total se suma el sueldo del meta durante los próximos cinco años y además una deuda que el conjunto lisboeta deía al Real Zaragoza por el traspaso de Pablo Aimar."

Daniel Gonçalves disse...

Relativamente a este assunto da venda (não existiam escutas a falar em trafulhice??) do Roberto vou escrever aquilo que já escrevi no blog "Dragão até à Morte":
Sobre a negociata do Roberto o mais suspeito é a matemático/números da venda: nunca se vende por nºs tão "vincados", costuma ser 4,5,6,7,8 etc. ou então a "meio" 4,5, 5,5, 6,5, 7,5 etc. mas neste caso foram € 8,6 M, quando o jogador tinha sido comprado, à 1 ano atrás, por menos cem mil euros, ora na minha opinião estes € 100.000,00 a mais são para pagar (suborno) um funcionário de alguma Instituição que escondeu/desvirtuou/destruiu algum papel/documento sobre toda esta negociata. Ou então são juros para liquidar qualquer operação financeira ilícita.
Depois como é que um clube - ainda para mais o Saragoça em dificuldades financeiras - vai pagar este valor por jogador totalmente desvalorizado????? De forma voluntária nunca o compraria, portanto considero que o Saragoça foi obrigado ou viu-se na obrigação de comprar o Roberto devido a qualquer pacto extra-futebol (que se investigue as actividades económicas/comerciais do Orelhas em Espanha para entender as negociatas ilícitas que por ali existem). Nenhum outro clube compraria neste momento o Roberto, mas o Saragoça comprou-o, porquê???? O Roberto já não tinha jogado neste clube anteriormente???? Claro que sim, se era tão bom guarda-redes porque é que naquela altura o Saragoça não ficou com ele, em vez de vir agora dispender esta quantia??????
Outra suspeita que tenho, e também pode ser uma hipótese credível, é que no ano passado nunca sairam dos cofres da Luz os € 8,5 M, assim como agora não vão entrar € 8,6 M nos cofres benfiquistas, sobrando apenas os cem mil para pagar algum coisa ou alguém, nesta hipótese o negócio do Roberto serviu para liquidar alguma coisa extra-futebol, que pode não ter sido um prémio ao Jorge Jesus como foi apontado no post.

meirelesportuense disse...

Parece estar a desenrolar-se lentamente o novelo, sai Roberto, sai Cardoso, entra Hugo Almeida...Se fizermos algumas contas percebe-se bem o que vai acontecer, somem os valores reais de Cardoso e de Roberto, desconte-se o valor do Hugo Almeida...Já entraram 8.6 poderão entrar mais 4 e assim percebe-se tudo, Cardoso valerá 9 Milhões e Roberto 3.6, Hugo Almeida será um caso resolvido à posteriori...E assim tudo fica mais ou menos claro.
-Mas menos compensador que aquilo que se quer fazer passar...À boa maneira saloia.

Ah pois disse...

Sempre dá para rir com as desculpas dos lampiões:

"humm, porque o Saragoça queria comprar um gr amado pelas suas gentes? Se a sua clausula era alta porque é que o Benfica deveria ter feito desconto? Sò o porto é que faz bons negòcios?

(.../...)

Se jà là tiveram o Milito, o Piquè, o Villa, o Morientes ou o Brehme, porque é que nao podem gastar 8 milhoes num jogador?"

Cada um...

Mefistófeles disse...

Esta transferência é de ir às lágrimas ! Mas o que é mais engraçado é que ainda há alguns tótós que acreditam que foi assim.

Agora o que é extraordinário é que aquela gente que dirige o "glorigozo" pense que esta transferência, com estes contornos, é credível para pessoas normais.

Já agora: os "investigadores" onde estão ? De férias ?

Pedro disse...

2 pérolas sobre isto:

http://www.elpais.com/articulo/deportes/nueva/burbuja/futbol/elpepidep/20110803elpepidep_2/Tes

http://dragao1893.blogspot.com/2011/08/trafulhice-do-dia.html

Fica aqui uma dúvida. Como pode a CMVM levantar a suspensão das acções se o SLB ainda não identificou quem é a sociedade secreta? Pelos vistos o ElPais descobriu mais alguns pormenores mas é incrivel como se fazem negócios de milhões sem identificar as sociedades neles envolvidos.

Ah pois disse...

Os milhões do Roberto ainda vão levar o mesmo caminho dos milhões do Mantorras.

meirelesportuense disse...

Estive a ler a notícia do El País e só me resta pensar:-Espero que o Roberto tenha mais sorte em Espanha...Daqui foi mastigado e corrido pelo Clube dos "transparentes".
Mas o que fica é a noção de que os números podem ser trabalhados da forma que nos fôr mais conveniente...Fazer com que -já só falo em salários- 4,5 Milhões de despesa futura, estejam incluídos neste bolo dado a conhecer com tanto aparato é obra de sofisticados enganadores...Se pudéssemos conhecer melhor o acordo de aquisição do jogador feito na época passada, perceberíamos bem como alguns jogadores entram e saem deste "venerável Clube"...É muito nebuloso este Mundo dos negócios.

meirelesportuense disse...

Relativamente ao sub20 da Colômbia o James está em grande e marcou novamente originando um pequena invasão no Estádio que o engoliu...Iturbe é um jogador muito rotativo e mais que um Messi parece um Saviola.
Danilo e Alex Sandro ficam para observar melhor, no entanto o lateral parece ser um jogador muito objectivo muito linear, de grandes espaços, com uma visão de jogo muito ampla...E é notóriamente aceite como a vedeta da equipa, toda a defesa o compensa e liberta para funções mais avançadas...

Daniel Gonçalves disse...

Afinal o comunicado de hoje do SLB à CMVM confirma o meu comentário de ontem: "é que no ano passado nunca sairam dos cofres da Luz os € 8,5 M, assim como agora não vão entrar € 8,6 M nos cofres benfiquistas". De acordo com o comunicado de hoje apenas foram pagos cerca de € 90.000,00, o que signifca que nunca sairam dos cofres do clube da Luz os € 8,5M para contratar o Roberto. Que investiguem as actividades económicas de LF Vieira em Espanha para se entender esta negociata. Façam uma "Operação Mãos Limpas" (ou melhor "Orelhas Limpas") porque todo este esquema tem a ver com negociatas extra-futebol. Que diria agora um mentecapto como o António Pedro Vasconcelos, que esta sempre com a cantiga de Palermo e Máfia na ponta da língua, a todo este negócio do Roberto que faria corar de vergonha um membro da Cosa Nostra.

José Correia disse...

«A transferência de Roberto do Benfica para o Saragoça foi gerida de forma incrivelmente leve (para dizer o mínimo) pelos dirigentes dos dois clubes. O que gerou uma confusão desnecessária, cujos efeitos perdurarão.
Na segunda-feira o Benfica afirmou em comunicado ter vendido Roberto por 8,6 milhões de euros. Destino: Saragoça, um clube em dificuldades financeiras, com dívidas brutais.
No dia seguinte, o Benfica recusou responder a perguntas sobre um negócio que ninguém entende como foi possível, por aqueles valores.
Ao fim do dia, a CMVM pediu explicações.
Esta quarta-feira, logo cedo, o Benfica revelou que afinal houve dois contratos. Um de direitos desportivos, com o Saragoça; outro de direitos económicos, com uma sociedade espanhola que, diz o clube, detém parte da SAD do clube comprador.

A CMVM achou pouco e suspendeu as acções «encarnadas».
Às 11.32 o Benfica acrescentou informação. O Saragoça afinal pagou apenas 86 mil euros. A dita sociedade ficou responsável pelo resto, que será pago de forma faseada.
E com isto as acções do Benfica deixaram de estar suspensas.
Problema resolvido?
Nem por isso.

O Benfica (e o Saragoça, mas isso é outro problema) geriu este processo de forma lamentável. Demasiado entusiasmado com a possibilidade de convencer os adeptos de que tinha feito um negócio fantástico, Luís Filipe Vieira esqueceu tudo o que envolvia a transferência. E que não poderia deixar de levantar questões. Isto: um comprador com problemas financeiros; um vendedor que já foi buscar duas caras novas para a baliza; um guarda-redes desvalorizado por uma época negativa e falta de confiança do treinador (era o terceiro candidato à baliza, na Luz).
É espantoso que pessoas experientes como os dirigentes do Benfica valorizem aspectos secundários e coloquem antes da defesa da imagem do clube a preocupação com o seu papel na história. Porque é disso que se trata: ficar bem na fotografia.

Agora que as acções do Benfica deixaram de estar suspensas, continua a haver perguntas por responder. E os dirigentes «encarnados» deveriam fazê-lo, se finalmente compreendessem os danos que este tipo de situação provoca.

Deixo apenas duas:
1. Como se chama a sociedade espanhola que vai pagar 8,5 milhões de euros ao Benfica e quem são os seus donos?
2. Essa sociedade tem outros negócios com o Benfica?

Já era tempo de os clubes compreenderem as vantagens de prestar toda a informação, com qualidade, nas alturas devidas. Também seria saudável se a Liga tivesse mecanismos que lhe permitissem ser mais do que apenas espectadora silenciosa em momentos como este. Porque, nenhuma dúvida, episódios assim causam dano na percepção que as pessoas têm do futebol profissional. Logo, no campeonato.»
Luís Sobral, Maisfutebol

José Correia disse...

O advogado Carlos Osório de Castro, que representa o agente FIFA, Jorge Mendes, negou esta quarta-feira que o empresário tenha adquirido alguma parcela dos direitos económicos do guarda-redes Roberto.
Num comunicado, o advogado da empresa Gestifute, considerou “completamente falsa” a notícia que cita Jorge Mendes como sócio principal do fundo de investimento que terá pago mais de oito milhões de euros pelo passe do guarda-redes” nem no fundo Quality Sports Investments, nem nenhum outro a que Jorge Mendes esteja ligado a qualquer título adquiriu qualquer parcela dos direitos económicos relativos ao jogador Roberto ou interveio por qualquer forma na operação.”

José Correia disse...

«Pois vai bonito e interessante o conto de natal, perdão, de agosto. O Roberto e tal 8,6 milhões. Sim senhor, que grande negociata. Tão grande que o "comprador" já veio dizer que afinal ela não... existiu. Portanto, depois de as acções da Benfica SAD ficarem suspensas; depois do comunicado do Saragoça e depois da "informação" libertada para um jornal controlado pela Controlinveste, onde o pagamento de Aimar era metido ao barulho, nada melhor do que um pedacito de espanhol. Aqui fica, sem mais comentários:

"Ante ciertas informaciones en el sentido de que el Club hubiera desembolsado una importante cantidad de dinero en la operación de su último fichaje o de que se hubiera llevado a cabo una supuesta compensación de créditos con el club originario, el Real Zaragoza desmiente categóricamente tales extremos y se reafirma en el hecho de no haber realizado inversiones hasta la fecha con esta finalidad, ni tener previsto hacerlo en el futuro. Igualmente manifiesta que todas las operaciones realizadas han sido aprobadas por los administradores concursales, así como que lo serán igualmente todas aquellas que se produzcan en el futuro, realizándose también sin desembolso económico alguno, para salvaguardar los intereses de la masa concursal."

Adenda em 3 de Agosto (16.30h) -- Segundo a informação prestada pela Benfica SAD o Saragoça pagou, afinal, 1% (!!!!!!!!) da transferência. Ou seja, pagou 86.000 euros. os outros 99% serão (????????????????????????????????????????????????) pagos por uma "uma sociedade de direito espanhol situada a um nível mais elevado da cadeia de domínio da Real Zaragoza SAD". Como dizem por aí: é pior a emenda do que o... cornetto.»
Paulo Renato Soares (jornalista do Record)

Amphy disse...

Para quando a Casa das Transferências? Isso sempre sai do papel?

Será que efectivamente permitia eliminar alguma desta neblina que paira sobre os negócios do futebol? Sobre todos os clubes, não só sobre os nossos adversários.

Jorge Mota disse...

Entao os anormais ainda n pagaram o aimar ao saragoça??

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Este bieira e 1 enganador do piorio.e so altos negocios q na realidade negocios n sao!

E os chungas todos contentes e honrados!

Jorge Mota disse...

de repente veio me a cabeça os 25% passe do reyes..

vao servir pa limpar o cu

meirelesportuense disse...

Casa das Transferências? Isso é conversa do Hermínio...

Amphy disse...

Caro meirelesportuense,

a Casa das Transferências pode parecer conversa desse indivíduo, mas mete nojo a forma como certos clubes vivem acima das suas possibilidades, desvirtuando a competição. Podia ser mais uma peça da solução, contribuindo com rigor nas contas e talvez transparência.

Não esquecer as novas regras de fairplay financeiro da UEFA que parece que serão fiscalizadas por algo chamado "Painel de Controlo Financeiro de Clubes". Não parece ser a mesma coisa, mas com um nome (ou cheiro) diferente?

meirelesportuense disse...

Amphy@ Desculpe,
Foi essa a conversa dele na SIC, para mim é claro tudo deve ser bem escrutinado no que diz respeito às transferências, se houver um Controlo Financeiro efectivo sobre todos os Clubes porque não?...Agora Casa das Transferências?...Dito então pelo Hermínio Tasqueiro, cheira-me mais a Casa das Salsichas ou Casa da Tia Hermínia...