quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Os falsos moralistas

«"Não percebo como é que existe no site do Record um blog do Barcelona." "Que estupidez! Como é possível torcerem pelo Barcelona num jogo contra o Real Madrid, que tem vários portugueses?!" São duas das ideias que recorrentemente surgem em comentários aqui neste "Campo Novo". Alguns não chegam a ser publicados porque, para além disto, ainda existem palavrões impublicáveis e ofensas gratuitas. E para que serve esta introdução? Só para lhes dizer que os que se indignam por existirem portugueses que preferem o Barcelona ao "Real Madrid-que-tem-portugueses", são os mesmos que andam agora - por várias redes sociais e até aqui pelos blogs do Record - a desejar que o Barcelona "arrase" o FC Porto. E o FC Porto é, só para lembrar, um clube com jogadores portugueses, um treinador português e um presidente português. E ainda é, só por acaso, um clube que tem sede em Portugal. Então e agora?»
Nuno Farinha
in Record


Nuno Farinha é o actual director-adjunto do Record e é assumidamente doente pelo FC Barcelona de que, inclusivamente, é sócio.

Para além de artigos de opinião "normais", é o autor de um dos blogues associados ao jornal Record (de onde extraí o artigo anterior) e onde vai remando contra a maré do politicamente correcto nos duelos entre os bleu granas e o Real Madrid de Mou.

Eu, que nunca alinhei nessa treta do patriotismo futeboleiro e que sempre torci pelo Barça nos jogos contra os da capital espanhola, tenho agora razões acrescidas para o fazer: i) o futebol espectáculo proporcionado por Messi e companhia; ii) CR7 e o seu séquito insuportável; iii) as atitudes de Mou.

9 comentários:

Pedro disse...

que bem escrito. o patriotismo e' uma coisa muito mais séria.

Ah pois disse...

"Barcelona é um clube regional" - outra parvoíce que se lê pelos Madridistas de encarnado.

rbn disse...

Jogar com o Barcelona de hoje em dia é como jogar com o Brasil de 1970.

Aquela equipa titular, considerada a melhor de sempre na história dos mundiais FIFA, era composta por
Félix, Carlos Alberto Torres, Brito, Piazza e Everaldo; Clodoaldo, Gérson e Rivelino; Jairzinho, Tostão e Pelé.

Só craques, do guarda-redes ao ponta-esquerda.Os outros 11 convocados, no banco de suplentes, eram todos craques e titulares indiscutíveis em seus clubes, e à altura dos titulares, menos em relação a Pelé.

E o curioso desta seleção era que tinha no time titular 5 camisolas 10 em seus clubes, que eram Gérson(São Paulo), Jairzinho( Botafogo), Rivelino(Corinthians), Tostão(Cruzeiro) e Pelé.

E Zagallo disse que tinham que jogar juntos, e assim foi, sem vedetismos.

Gérson muitos anos depois, deu uma entrevista à Globo dizendo que o grande problema dos adversários era que tinha que colocar 2 em cima do Pelé, mas sobravam os outros, que também eram precisos marcar em cima sem dar espaço.

Com o Barça passa-se a mesma coisa.
Coloca-se 2 para marcar o Messi, e vão sobrar Xavi, Iniesta, VIlla, e para piorar a situação, ainda tem Fabregas, todos em condições de serem o 10 em qualquer equipa ou seleção do mundo.
O problema é:como marcar eficientemente todos estes fora-de-série???

Não sei, se calhar nem Guardiola saberia, se fosse o treinador rival.

A ver vamos.

João disse...

Até pode ser, mas esse.. senhor é insuspeito de qualquer amizade pelo FC Porto, bem pelo contrário..

Pedro disse...

Confesso que o meu sentido é contrário. Desde miudo que sempre torci pelo barça. A luta com Madrid era em alguns aspectos à nossa luta com Lisboa.

No entanto nos últimos meses virei a agulha. Não por Mourinho ou pelos portugueses mas um pouco pelo Barcelona fora do campo, adeptos e dirigentes, e por um profundo ódio aos portugueses. Quem visitou Barcelona e Camp Nou nos últimos 3 anos sabe que isto é verdade. Mas enfim, opiniões.

E como o próximo adversário do Porto são eles... que se **** o Barça :-)

meirelesportuense disse...

Relativamente à questão, "Falsos Moralistas" gostaria de perguntar a quem saiba e possa responder, onde mora um comentário meu lançado como resposta ao "amigo Daniel Gonçalves" no post "Voltou a crise ao futebol Português"?...

DC disse...

Eu visitei Barcelona nos últimos anos, fiz amigos catalães, continuo a ter amigos lá e afirmo que eles não têm ódio nenhum aos portugueses. Aliás se se pode dizer que eles têm ódio a alguém é aos madrilenos e espanhois centralistas, mas os espanhóis nessas coisas do "ódio" são muito mais moderados do que os portugueses. Até lá chegar o Mourinho era habitual ver camisolas do Real em Barcelona e do Barça em Madrid, agora com este português lá é que as coisas complicaram.
Têm muito respeito pelo Porto e muito mais do que pelo benfica, porque também eles sabem que a nossa luta contra o centralismo é semelhante.

Pedro Reis disse...

Leiam o que disse Guardiola e o Fabregas, sobre o nosso enorme FCP!!!
Se mais motivos não houvesse (e há muitos), estas declarações inclinam definitivamente a balança para o Barça de Guardiola face ao Real de Mourinho.

Alexandre Burmester disse...

Caro meirelesportuense,

Questões como a que coloca devem ser dirigidas por email aos autores do blogue.

Obrigado