segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Os jogos só atrapalham os negócios

«Alguns treinadores, ingénuos, já manifestaram vontade de ver o mercado fechar a 15 de Agosto. Dizem eles que lhes estraga o trabalho. Montam um plantel, depois percebem que terão de trabalhar com outro. (...)
Eu tenho uma proposta diferente. Acho que os jogos de futebol deveriam ser cancelados no Verão. De todo. Acabarem em Maio e regressarem apenas a 1 de Setembro. Uma espécie de férias escolares de antigamente. E isto por uma razão relativamente simples: os jogos de futebol podem atrapalhar um bocado os negócios. Por exemplo: um empresário pode querer contactar um futebolista, coisa urgente, e ele estar equipado, no relvado. É inconveniente, um comboio que passa e vai parar a outra gare. É desagradável.
No fundo, os negócios são o que verdadeiramente importa no futebol. (...)»
Luís Sobral
in Maisfutebol, 2011-08-18


Sobre este assunto - período de transferências -, e em resposta a uma pergunta na conferência de imprensa que antecedeu a final da Supertaça Europeia, Vítor Pereira afirmou:

"Trabalho com os jogadores que tenho, mas também já disse que, do meu ponto de vista, o mercado devia fechar a meio de Agosto e não no final, para que este tipo de jogo pudesse ser realizado com os plantéis definidos, com a estabilidade necessária que exige um jogo deste estilo. Este é um período em que os jogadores às vezes, pensando na própria vida, estarão sujeitos a alguma instabilidade emocional"

Quaresma, Raul Meireles, Falcao, Ruben Micael, Álvaro Pereira, Nasri (do Arsenal para o Manchester City), Forlán (do Atletico Madrid para o Inter), Pizzi (do Sp Braga para o Atletico Madrid), etc. São tantos os exemplos de transferências após 15 de Agosto, já com os campeonatos e as competições europeias (pré-eliminatórias) a decorrer, que até assusta.

Mas, porque razão alguns treinadores e jornalistas sugerem, aparentemente como sendo uma boa solução, que o mercado deveria fechar a 15 de Agosto?

Atendendo a que, por exemplo, a 3ª pré-eliminatória da competição mais importante da UEFA foi disputada a 26/27 de Julho e a 02/03 de Agosto, parece óbvio que o entra e sai de jogadores deveria terminar antes disso.
Nesse sentido, e atendendo a que os campeonatos e competições europeias terminam em Maio, parece-me mais do que suficiente um período de 45 dias, ou seja, até 15 de Julho, para que os clubes europeus fizessem os negócios que entendessem.

O que não faz sentido, e desvirtua a verdade desportiva, é as competições arrancarem com os planteis dos clubes a sofrerem mutações significativas, com jogadores a sonharem com outros clubes e, em alguns casos, com jogadores amuados porque não os deixaram sair.

E quem sofre mais com isto?
Os clubes vendedores, porque os clubes compradores, por sinal os mais ricos, têm os seus planteis seguros e podem sempre atacar as "presas" no timing que lhes der mais jeito.

A criação das melhores condições possíveis para que haja verdade desportiva, deveria ser a preocupação principal de quem organiza as competições, mas a UEFA parece pouco preocupada com este assunto e continua a permitir esta autêntica pouca vergonha.

Para além dos empresários, fundos de jogadores e outras entidades parasitárias que gravitam à volta do futebol, a quem mais interessa que o período de transferências na Europa se estenda até 31 de Agosto?

5 comentários:

ℕℯℓsση ℳαcℎα∂σ ℗ disse...

E não sendo directamente ligado ao post estas duas noticias ( e ) mostram como algumas equipas são tão grandes e têm tão grandes inchadas (ouvi o Falcao usar esta desculpa em todos os discursos para explicar a opção que tomou) mas na verdade não passam de balões. Cheios e inchados por fora mas por dentro é só ar.

DC disse...

Ora nem mais. E é só de mim ou o tempo para ir buscar o avançado começa a escassear e nem sequer rumores aparecem?

reine margot disse...

A sua pergunta já contem a resposta - que também é dada através do relógio do homem da foto - só não entendi se com "entidade parasitária" se referia à FIFA ?

José Correia disse...

reine margot disse...
só não entendi se com "entidade parasitária" se referia à FIFA

Estava a pensar em entidades como o banco brasileiro BMG, ou o grupo de empresários (?) que compra jogadores e os coloca a jogar no Saragoça.

Jorge Mota disse...

BENDTNER