segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Agressão ou gesto antidesportivo?

PdC esteve a grande altura a comentar as incidências do FCP/SLB e no treino de ontem o VP esteve à conversa com o Alvaro, provavelmente, digo eu, para confirmar a sua condição física, a disponibilidade para a competição e acertar comportamentos : se calhar para lhe dizer que tinha sido excessivo quando reagiu intempestivamente a um chamamento do treinador, no jogo com o SLB.

Embora o FCP tenha tido uma segunda parte muito cinzenta e apesar do resultado ter sido justo, não entendo como se possa considerar que o Cardozo não pontapeou Fucile e não havia motivos para expulsão. Ouvi isso da boca de vários senadores, incluindo o juiz Rui Rangel e de todos os catedráticos que constituem o painel que julga os casos de arbitragem d’O Jogo.

Ontem, Rui Santos afirmou o mesmo e o ex-árbitro que dita as leis na TVI (Pedro Henriques) explicou que Cardozo tornou-se culpado de comportamento antidesportivo e, daí, o acerto na amostragem do amarelo. A apresentação do vermelho justificar-se-ía se fosse culpado de falta grosseira ou de conduta violenta.

Enfim, um pontapé entre o traseiro e os “ditos” é coisa leve, embora não seja bonita e própria de um desportista. Terrível, foi aquele murro selvático do James ao Rabiola. Isso sim, é um acto violento.

Vi as imagens da Sportv, da RTP e o vídeo no Youtube e continuo a considerar que estamos perante uma agressão. Não gosto de perder muito tempo com a arbitragem, mas aqui o que está em causa não é tanto a decisão do árbitro mas a forma como constroem a verdade indiscutível e tratam quem diz o contrário como se fôramos uns ignorantes ou salafrários.

Se o senhor Pedro Henriques levar um pontapé em idêntico local do corpo, não se queixará que foi alvo de agressão e apenas sujeito a uma atitude anticívica. E, daí a oferecer a outra face, bastará um pequeno passo, ficando amigo para sempre do concidadão que amavelmente lhe aplicou o golpe.

O branqueamento está consumado: o Fucile é um impostor e as consequências seguem dentro de momentos.

Se Lisboa é Portugal, o Porto é uma Nação, desportivamente, pelo menos. Não me calo. Não somos bárbaros. Temos direito a opinião e a defender os nossos comentários, até que a voz nos doa. A insatisfação pela 2ª parte do FCP e a justeza do resultado não nos retira o direito de julgar que a arbitragem, na vertente disciplinar, esteve longe de ser criteriosa.

A arbitragem do Sr. Jorge de Sousa não pode escamotear os erros próprios e sobretudo a aparente má forma física do FCP, e não tem servido, o que não me impede de insistir que Cardozo agrediu Fucile de forma tão violenta, pelo menos, como fez James, logo deveria ter sido expulso.

14 comentários:

Pedro disse...

O mais interessante em toda esta história é ver a alegris, o orgasmo intelectual dos benfiquistas por conquistarem um empate no Dragão... Nota-se que estavam á espera de uma derrota e se possivel sem goleada.

Tivesse o Porto mais eficácia na 1ª parte e...

De resto quem esteve no estádio e no apito final olhou pro banco do clube do regime percebeu que Alvaro Pereira foi insultado quando se dirigia para o túnel por J.Jesus. Os animais ficaram em extase.

Weatherlight disse...

Até que enfim vejo a comparação feita! É que é tão agressão ou antidesportivismo uma como outra: há a intenção, há o gesto e há o arrependimento (a meio da viagem do punho) e a falta de pontaria (no caso do pontapé).

É vermelho para os dois casos. Pena o branqueamento mas... já estamos habituados.

ℕℯℓsση ℳαcℎα∂σ disse...

Cardozo agrediu Fucille de forma tão violenta, pelo menos, como fez James, logo deveria ter sido expulso.

Foi exactamente este o pensamento que tive aquando da ocorrência deste mesmo lance.
Mas lá está, as regras são para se aplicar de diferente modo, consoante o símbolo que esteja ao peito dos jogadores.
Todos nos devemos ainda de lembrar de uma agressão dupla, sem bola e com o adversário no chão, por parte de luisão na época passada, também ter merecido cartão amarelo.

Quando se compara estes episódios com a a"agressão" de James...
E apesar de haver jornalistas, especialistas e mais coisistas que falam no assunto na comunicação social em geral o assunto, mais uma vez, é completamente escamoteado.


Avivar

Pedro Reis disse...

Desculpem lá mas tenho uma opinião diferente. Não acho que o Fucile tenha sido agredido!
O Fucile entrou rijinho, eles enrolaram-se na queda e ninguém guardou os pés no bolso e depois o Fucile faz teatro mas é um mau actor porque mesmo que tivesse havido alguma coisa foi burro, porque se foi agredido no "culo" e se queixou da cara, das duas uma, ou é burro ou tem cara de "culo"!
Passe as palavras detesto jogadores manhosos e pouco espertos e com o Fucile é sempre isto... tivesse ele marcado o golo em sozinho em frente ao Artur ou não tivesse deixado escapar o Gaitan no 2ºgolo do Benfica e não estavamos agora com discussões de m****...

P.S. A expulsão do James pode ter sido forçada, mas infelizmente mais uma vez foi burrice de um dos nossos... para que é que ele foi de punho fechado à barriga do outro pôr-se a jeito? não entendo...

Dragaoatento disse...

É de identificar o Jorge de Sousa como o principal responsável pelo empate conquistado pelo (JJ) clube da águia, ou seja, o cobardola/mercenário Jorge de Sousa. Sim, mercenário, porque a actuação dele (JS) no capítulo disciplinar foi utilizar dois critérios distintos: um (permissivo) a fazer vista grossa aos atropelos cometidos pelos jogadores encarnados, e, outro extremamente rigoroso (olhos de lince) a sancionar os jogadores azuis e brancos(um dos exemplos foi o cartão amarelo ao Otamendi!), de modo a intimidar, para agradar à Imprensa: facciosa, asquerosa, nojenta vermelha; com o fim de segurar o tacho que é continuar a ser árbitro. Para um miserável como ele a quantia que actualmente é paga aos árbitros de primeira é significativa, e para isso, trata de vender a alma ao diabo se preciso for, com medo da avaliação da tal famigerada Comunicação Social vermelha.

SuperPorto disse...

ora nem mais... não nos podem calar!!! se agressão tivesse sido ao contrario ui, ui, ui... tinhamos de fugir para Espanha!!!a equipa de 2002/03(Mourinho) jogava tão bem ou melhor que a de 2010/11 de AVB!... mas o plantel 2010/11 "era" sem sombra de duvidas muito melhor... portanto o meu voto foi para a de 2002/03!!! parabens pelo blog!

Luís Negroni disse...

Agressão ou gesto antidesportivo?

A resposta é fácil. Se for de um jogador do Porto, qualquer encosto é uma agressão. Se for de um jogador do slb, um pontapé, uma bofetada, uma cotovelada, são, quando muito, apenas um gesto antidesportivo. É assim que pensa o portugal lisboeta, centralista, benfiquista.

É por isso que os vermelhos ficam quase escandalizados e nem disfarçam, quando vêem uma arbitragem como a do Porto-Shaktar, em que 2 (pasme-se!...2!) jogadores da equipa adversária do Porto são (bem) expulsos por fazerem (muito) menos do que fizeram no último clássico os caceteiros do slb.

Imagine-se o que seria se estes árbitros estrangeiros apitassem os Porto-slb e vice-versa (hão-de pensar os vermelhos quase inconscientemente). É que só neste último clássico, houve 4 fortes candidatos à expulsão: cardozo, javi garcia, maxi pereira e artur moraes. E já com alguma água benta para o bruno césar.

reine margot disse...

O John Billy viu uma cabeçada?
e Pedro Reis viu o Fucile queixar-se da cara?

Parafraseando um velho conhecido: - E eu é que sou o miope ?...
Bolas para o povo, que anda tolo!

"tivesse ele marcado o golo em sozinho em frente ao Artur ou não tivesse deixado escapar o Gaitan no 2ºgolo do Benfica e não estavamos agora com discussões de m****...

Mas, pronto, depois disto em sozinho e, em diante , porém em frente, ao que foi escrito, percebi também que leram ambos por inteiro e a 100% o post!...

Siga!
Mário Faria,
concordo inteiramente com o que diz.
Sobretudo é triste que coisas óbvias, deixem de o ser, só porque há uns medíocres nas tvs e nos jornais cheios de certezas e de verdades!..

Hélder disse...

Não só Cardozo deveria ter sido expulso, mas também Maxi Pereira, Javi Garcia, e Artur por tentativa de agressão a Guarin. Note-se que seria apenas amarelo para Artur, em caso de jogo perigoso em disputa de bola, o que não foi o caso, pois o guarda-redes encarnado, levanta a sola da bota ao nível da face/peito de Guarin, quando já tinha a bola encaixada e perfeitamente dominada. Ninguém fala disto porquê?

Pedro disse...

@Pedro Reis

O Fucile queixa-se da coxa, zona onde efectivamente é atingido. Quando queremos parecer algo que não somos convem ser mais coerente na argumentação.

De resto o caso do Artur Vs Guarin foi quase unanimemente considerado como caso par alivre indirecto por jogo perigoso, dado que a bola estava controlada pelo G.R e não havia disputa de bola.

joao abel calais disse...

Boa-noite.
Como (quase) sempre, de acordo com o post de Mário Faria.Do lance Fucille X Cardoso,retenho a ideia de "agressão" do segundo sobre o primeiro.
O "problema" de Pedro Henriques, continua a ser o mesmo de sempre,perguntaria eu se - uns óculos daqueles para ver 3 D, não resolveriam, de vez, a maneira como o gajo enxerga os lances da bola?...
Em verdade e cá para mim tenho, que o Fucille NÃO é um "impostor"- no rigor do termo - mas é um péssimo "jongleur", o que,quer se queira quer não,se lhe está a colar à pele, como marca na ourela...Depois, à mínima,a cartolina da ordem.
Claro que,se o apitador é um jorge sousa,a coisa ainda fia mais fino...veja-se : amarelo,logo-logo ao Otamendi e o "tratamento de excelência" ao Javi (à 4ª ou 5ª falta,lá conseguiu ver o cartãozito ),ao Artur Morais,ao Maxi... Outrossim, NÃO TEVE olhos p'ró Aimar,nas suas constantes diatribes-vocais, e no fim,o 4º árbitro não viu,nem ouviu o: " vai- p'rá-c... - da-tua-mãe! " edificante , com que o "chewing gum", mimoseou o Álvaro P.
Concordo que não devemos branquear, o que por nossos erros desperdiçámos...Aliás,continuamos a ter que jogar o dobro,para não sermos torpedeados por sousas/xistras/paixões...
Òbviamente que não será um manha,delgado,amaral,serpa,etc.etc.a desviar-nos do rumo: a vencer desde 1893!
No fim,um receio que quero comungar convosco : já viram que se o campeonato acabasse agora, o slb seria ...campeão (?!) segundo a tabela classificativa do... "record"?!
FOJE QU'ÉS COXO!
Saudações Portistas
João Carreira

SuperPorto disse...

se o Guarin continua e esbarra contra o mijao do Artur... O J.Sousa apita contra o FC Porto.

Pedro Reis disse...

O 1ºgesto do Fucile é queixar-se de uma agressão na cara... e depois queixa-se da coxa.
Mas independentemente disso, acho que foi muito mais teatro que agressão. E o problema do Fucile é mesmo esse, teatraliza sempre muito e depois já ninguém o leva a sério. Ainda no mesmo jogo teve mais uma jogada com o Emerson ridícula, mas enfim...
O lance do Artur sim acho que era para cartão, porque foi ostensivo e sem qualquer justificação.

MBC disse...

Muito bem!