sexta-feira, 23 de setembro de 2011

É melhor ir ao psicólogo


"Após o 2-1, entrámos num jogo de bola cá, bola lá e isso partiu-nos. Também permitiu que houvesse espaços para uma equipa como o Benfica que gosta de sair em transições rápidas. Não sei se por bloqueio psicológico, emocional, isso aconteceu. Gostámos de ter bola e gerir o jogo a partir daí. É um aspecto que vamos ter de corrigir."
Vítor Pereira


Apetece-me pouco falar deste jogo de má memória.

Na primeira parte, embora sem deslumbrar, o FC Porto foi competente, dominou o jogo em todas as vertentes, criando oportunidades e marcando um golo de belo efeito e inteiramente justo.

A segunda parte foi um pesadelo. A equipa esteve mal posicionada, fez pouca pressão, abriu buracos defensivos como não se tinha visto na primeira parte e não foi capaz de controlar o jogo. Não me lembro de uma jogada de ataque bem construída, com principio, meio e fim.

Para piorar as coisas, as substituições feitas por Vítor Pereira são incompreensíveis e ajudaram ao desastre da equipa.

Guarín estava a fazer uma boa exibição, sendo o médio portista mais apto aos duelos físicos com a dupla Javi Garcia - Witsel e também aquele que pressionava mais à frente. A sua substituição por Belluschi foi mais um rombo na coesão da equipa portista.

Também não percebi a substituição de Kléber. No final do jogo, Vítor Pereira disse que tinha sido por razões físicas. Mas, então, por que razão não entrou o Walter? É que o Cristian Rodriguez centrou duas ou três vezes para um ponta-de-lança que já não existia...

Aliás, se Kléber estava mal fisicamente, por que razão, em vez de tirar Guarín (que estava a ser dos melhores), Vítor Pereira não mudou o modelo de jogo para um 4-4-2, substituindo Kléber por Belluschi ou Defour, reequilibrando desse modo a equipa?
Se não dava para termos um FC Porto dominador na 2ª parte, pelo menos procurava-se controlar o meio-campo, ter mais posse de bola e segurar a vantagem de 2-1.

Sinceramente, estes últimos jogos deixaram-me muito desiludido com a prestação da equipa e com a falta de liderança e capacidade evidenciada por Vítor Pereira.

Bloqueio psicológico? Se calhar, em vez de um treinador, é melhor contratar um psicólogo...

47 comentários:

miguel_canada disse...

Este Vítor Pereira é uma anedota. Acho que acabei de perder toda a esperança de uma boa época. A substituição do Guarin pelo Belluschi ficará nos anais da historia como a maior imbecilidade que alguma vez algum treinador cometeu.
Equipa bem montada, domínio total sobre o adversário e a 20 minutos do fim, a ganhar 2-1, quando competia ao adversário ir em busca do prejuízo, eis que o Sr. Vítor "ideias suicidas" Pereira resolve dar outros 5 ao Benfica, desfazendo um trio que estava a ser fantástico no seu trabalho de estancar as ofensivas marroquinas, para colocar em campo um médio puramente ofensivo!!!!!!!!!!!
Esta imbecilidade suicida custou-nos mais 2 pontos e uma desvantagem enorme contra o nosso principal rival na luta pelo titulo.
Para mim, poucas duvidas sobram de que este ano vai ser uma decepção. Este rapaz seria perfeito se não tivesse que fazer 3 substituições durante os jogos.

My disse...

É incrível que nos 2 primeiros jogos em que não consegue ganhar tudo lhe cai em cima. Ainda antes deste jogo já andavam a contestar o homem. Eu sou leitor assíduo deste blog e é a primeira vez que estou a comentar, porque considero que estes últimos posts são bastante maus. Deixem de bater no homem, deixem-no fazer o trabalho dele.
Querem que ele vá embora é isso?? É essa a solução?? Essa modo de estar revela uma grande falta de cultura futebolística e não venham com o argumento que "os portistas são muito exigentes". O ser exigente não implica criticar sempre de um modo negativo, mas sim apoiar a equipa e as decisões do nosso treinador que foi a escolha do nosso presidente. Este é o nosso treinador e assim espero que seja até, pelo menos, ao fim da época. Apoiem mais e critiquem menos!

Alexandre Burmester disse...

Um problema que Vítor Pereira aparenta ter é aquela mania que os treinaodres portugueses têm de terem de esgotar as substituições. Se fossem permitidas sete, eles fá-las-iam todas. Parece que temem dar uma imagem de imobilidade se o não fizerem.

Alexandre Burmester disse...

O treinador foi a escolha do nosso presidente, e este a escolha dos sócios, caro My. Para seguir a sua lógica, todos os deputados na Assembleia da República têm mais é que apoiar o governo, pois este foi escolhido pelo eleitorado.

Apoiar a equipa é coisa que, obviamente, sempre fazemos; apoiar sempre as decisões do nosso treinador, seja ele quem for, só se fossemos completamente idiotas. Para isso este blogue não se chamaria "Reflexão Portista", mas sim "Cegueira Portista".

E não é por criticarmos "o homem" que o impedimos de fazer o seu trabalho. Ele, ao contrário de si, se calhar nunca nos leu, nem ouviu falar de nós. Não temos presunções a influenciar um treinador do F.C. Porto, faltava mais!

joao abel calais disse...

...em absoluto : mais dois pontos p'rás ... urtigas.
"Demos" o jogo,porque,qto a mim, a equipa fisicamente deu o ...mestre,ainda antes da (incrivel) substituição do tipo que melhor me parecia fisicamente (Guarin).Vitor Pereira,no seu melhor,nas substituições (no que é reincidente ) NÃO augurando nada de bom p'ró futuro.Tarda em ser:TREINADOR !(minha opinião).
Capítulo exibicional :óptimo no 1º tempo e conseguindo desfazer o um a um, NÃO SE PERCEBE,como é que a equipa cai a pique e até psicològicamente , parece que quem fica com o astral em alta é o ...benfas.Dá p'ra entender?!...
E o Fucille,senhores?... aquilo era um passador! O Hulk, teve dois ou três lances e apagou-se,ficando irremediàvelmente "ligado" ao primeiro golo da "instituição".A partir dos 50 minutos, não se conseguia fazer três passes seguidos e a circulação de bola era de uma "angústia" tremenda!Ah! já agora quem é que prepara estes atletas,fisicamente ?...
Ah! é verdade que o Cardoso,após agressão ao Fucille,deveria ter sido expulso e já não marcaria o golo... é verdade que o sr.jorge sousa,só após 3ª /4ª falta do Javi é que o amarelou,é verdade que em caso de dúvida,"carregou" no FCP, mas... NÃO VOU POR AÍ!
Lamentavelmente,na minha opinião, há, em definitivo, uma constatação : o N/FCP está bem pior que no ano passado e os mouros cresceram muito,com muitas e boas opções no banco,de tal maneira que, mesmo um céguinho como treinador (mastigando ou não, chewing gum ) não tem como errar na hora de fazer as substituições.E se não quisermos ver isso,então, nickles batatóides...
Para o fim, um tributo aos" Bons"-que também os houve - : FERNANDO & OTAMENDI -os maiores! Helton, Guarin,JMoutinho,Kléber a seguir.Público : nota Vinte.Estádio : espectacular !
Agora venha de lá o Zenit!No mínimo, que a saga dos empates se mantenha.
Saudações Portistas
João Carreira

O Anti Lampião disse...

as imagens de Agressor Cardozo
http://oantilampiao.blogspot.com/2011/09/impunidade-total-para-agressor-cardoso.html

Culé disse...

Criticas e mais criticas e mais criticas e bla bla bla!!!
O vitor pereira vai a frente do campeonato e ganhou o jogo da champions!!!
A substituição do guarin é facil de entender...pode nao ter resultado, mas entende-se...colocar um jogador com capacidade passe e visão de jogo, além de ser mais rapido!

Voltando ás criticas, ainda nao ouvi ninguém criticar o Pinto da Costa!!! Não entendo porque...

Daniel Gonçalves disse...

Vítor Pereira parece ter receio que o denominem de "copião" ou "mero seguidor" de André Libras Boas, daí ele tentar dar um cunho pessoal à equipa - no calão diz meter a sua colherada -, que se notou nas substituições feitas, que foram erradas do ponto de vista táctico. Arrisco-me a dizer que com o AVB no comando da equipa teríamos ganho este jogo por uns 3-0, mesmo sem expulsão de Cardozo.

Mantendo-se a mesma equipa da temporada passada - excluíndo Falcão -, bastava a Vítor Pereira "programar" a mesma táctica e montar a mesma estratégia, e ele já conhecia os segredos e as manhas da equipa. Ao tentar dar um cunho pessoal exsitem duas possibilidades, ou se é um génio, e sai algo novo dali e há uma evolução na equipa, ou então, pelo contrário, sai asneirada.
Foram 3 pontos perdidos (o que equivale a uma derrota), 2 pela vitória não alcançada e 1 pelo ponto dado ao adversário, que é rival na luta pelo título.
Também me parece que Hulk e Palito acusaram na 2ª parte algum desgaste físico, o que leva à conclusão de que a recuperação das lesões não foi total.

Nightwish disse...

Um treinador, regra geral, não tem grandes motivos para não fazer 3 substituições num jogo de alto risco e com um banco de luxo...
Já quanto a tirar o Guarin... I got nothing.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

caríssimas(os):

é inacreditável sofrer um golo a partir de um lançamento de linha lateral... a nosso favor!
e poderia relevar este empate se não tivesse ocorrido frente ao nosso maior rival.
assim, acho que foi muito demérito da nossa parte o termos concedido. e que, para mim, tem o sabor amargo da derrota. e que fará com que passe uma noite (pelo menos) em claro.

bom final-de-semana para todas(os).


«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

Miguel | Tomo II

Louro disse...

Há aqui uma coisa que ninguem comenta.A quebra fisica da equipa, em particular de dois jogadores que a meu ver, deviam ter sido substituidos - Alvaro Pereira e Hulk.
Ambos estavam a jogar a passo e em inferioridade fisica e foi isso que levou ao empate ,visto que não defendiam..!
Acredito na equipa, no treinador e no Kleber que tantos criticam, mas hoje fomos superiores e desperdiçamos 2 pontos , já para não falar no criterio disciplinar do arbitro!

Daniel Gonçalves disse...

Que venha o Danilo rapidamente, porque o Fucile, apesar de quase ter feito um golo, na defesa "meteu água", talvez o Sapunaru tivesse feito melhor figura .... mas agora.....

Gonçalo Verdasca disse...

Li este comentário e achei importante divulga-lo..

1- Artur tem intenção nitida de agredir Guarin, amarelo e penalty por marcar; 2- Cardoso dá mão assinalada pelo arbitro e excede-se nos protestos, nada lhe é mostrado nem tão pouco é advertido; 3- Cardoso agride Fucile, amarelo para Cardoso!!! e para Fucile!!!!!!!!! 1ª expulsãp perdoada, notar que Cardoso foi quem marcou o 1º golo do Benfica e já não deveria estar em campo. 3- Faltas consecutivas de Aimar, uma delas a cortar um contra-ataque e ainda por cima protesta com o arbitro, amarelo por mostrar; 4- Só ao fim de uma série considerável de faltas é que Javi Garcia vê amarelo (Otamendi foi à primeira); 5- No mesmo lance que Javi Garcia vê amarelo também é mostrado a Luisão por protestos; 6- Sem bola e novamente com Guarin e Javi Garcia como intervenientes, este empurra ostensivamente o outro, amarelo por mostrar (que seria o segundo e a 2ª expulsão do jogo); 7- Alvaro Pereira faz jogo perigoso (pé em riste) e vê amarelo; 8- Luisão faz jogo perigoso sobre Fucile (dentro da área do Porto) o arbito nada assinala (2º amarelo por mostrar a Luisão e consequentemente a 3ª expulsão perdoada); 9- Maxi agride Alvaro Pereira com este no chão (junto à bandeirola de canto) o árbitro assinala falta de Alvaro Pereira!!! 10- Maxi agride Kleber, o arbito apenas marca falta; 11- Já no final do jogo, o Chuta Chuta, atinge ostensivamente Alvaro Pereira por trás sem nenhuma intensão de jogar a bola (que já lá não estava) o arbito limita-se a mostrar amarelo!!!

Apesar de tudo isto, VP esteve muito mal e começa a causar inquietação no universo Portista. No entanto há que dar o beneficio da duvida pois eu acho que mal este sistema esteja implementado nos irá dar grandes resultados!

Soren disse...

4 pontos perdidos (5 porque 1 foi dado ao rival directo), por culpa unica e exclusiva do treinador.

Num jogo em que Jesus fez bem as substituiçoes, que eram no entanto faceis de contrariar, com o refrescar das alas e um maior apoio defensivo aos laterais que do lado de Hulk nunca existiu, e do lado Varela existiu na primeira parte, VP resolve tirar o melhor jogador em campo e colocar um jogador que tem menos de metade da capacidade defensiva de Guarin, que era o unico jogador que ajudava a defender à direita onde Fucile jogou 80% do tempo desamparado.

Jesus apostou forte no refrescar das alas e no apoio mais proximo de Cardozo para partir o jogo, quando se acabaram as pernas a Aimar. VP nao soube ler o jogo e fez Arakiri ao tirar Guarin (que neste momento é so o jogador mais importante no plantel, a par de Fernando).

A partir dai, com o estoiro fisico dos 3 da frente que ja era evidente aos 60-65 minutos, nao meteu Rodriguez por Hulk para dar consistencia à direita (por troca obvia com Varela nessa altura), nem Walter for Kléber, que deixou rebentar fisicamente antes de substituir, também mal por Rodriguez, puxando Hulk para o centro e matando de vez o jogo ofensivo do Porto.

3 substituiçoes todas mal feitas, todas a revelar bloqueio a ler o jogo.
Esperemos que VP tire notas e aprenda com os erros. Tenho alguma esperança que isso aconteça, porque durante o jogo trocou os extremos para tapar as debilidades obvias de Fucile. Depois perdeu-se, bloqueou e nao teve estofo para mexer do banco como lhe competia.

Espero que seja so nervosismo inicial e nao falta de instinto.

Arbitragem macia em relaçao a Javi Garcia e Cardozo, recorrentes em agressoes e entradas sucessivas para amarelo, sempre perdoadas pelo homem do apito. Aqui, tudo normal.

Soren disse...

Uma coisa positiva: ve-se trabalho nas bolas paradas. Mérito para o treinador.

Pode ser que esta ma leitura dos jogos seja nervosismo. Oxala.

Pedro disse...

Um dos aspectos positivos de tudo isto é que um empate com o Benfica é para nós uma tragédia. Uma desilusão, uma derrota. Creio que hoje em dia só o Porto vive com esta sede obsessiva de vitórias. O que é bom.

Quanto ao jogo, este choradinho de criticas ao treinador é exagerado. Foi este treinador que na 1ª parte dominou por completo um benfica que nem incomodou o Helton. Aquando da substituição do Guarin já o Porto estava em perda clara. A única questão é porque não sai Varela ou Hulk (pareceu não estar recuperado...). E aqui V.Pereira terá de tirar ilações. Defour teria sido provavelmente o jogador a entrar.

2 notas finais. Continuo a ser dos poucos defensores de Sapunaru nestes jogos... o homem defende muito bem. Fisicamente o clube do regime está melhor o que é normal. As equipas de Jesus são fortissimas até Janeiro e depois caem a pique.

Adamir Torres disse...

Com muita pena minha sou obrigado a dizer que na temos treinador para esta época.

Mário Magalhães disse...

Meus caros,

Para mim este empate soube-me mais uma derrota mas daquelas derrotas que mostrou a inocência do nosso treinador em todas as vertentes, quando lhe ouvir dizer numa conferencia de imprensa que era dentro do campo que se ia esgrimir argumentos, pensei para mim, temos homem. Mas depois de ver ontem o jogo fiquei desiludido e preocupado com o nosso futuro enquanto este senhor estiver à frente da equipa.
Outra coisa que me preocupa e bastante, é ver a equipa na ultima meia hora de jogo a não ter pernas e recuar muito no campo, não ano transacto era na ultima meia hora que ainda mais força tínhamos...
Compreendo o pensamento do nosso Presidente, mas como todo o ser humano erra, e ele errou neste pré-época em 3 pontos:
1 na escolha do treinador, quando o anunciou nunca fiquei convencido, porque conhecia o trajecto no Santa Clara e nunca me tinha convencido,
2 a equipa técnica, que desastre, do pior, mesmo do pior, o que se aproveita é o Will Cort, nada mais...
3 ouço sempre que o Porto anda sempre a frente relativamente aquisições, e depois da venda de Falcao não tem um trunfo na manga para lançar, não se soube precaver, lamentável, afirmo que temos o Kleber e outro que deve ser dos juvenis.

Enfim isto promete

José Correia disse...

Culé disse...
A substituição do guarin é facil de entender...pode nao ter resultado, mas entende-se...colocar um jogador com capacidade passe e visão de jogo, além de ser mais rapido!

E, para entrar o Belluschi, tinha que ser o Guarín a sair?
Guarín que estava a ser um dos melhores jogadores do FC Porto.
Por que razão não saiu Kléber (que o treinador disse no final que estava mal fisicamente)?
Ou então um dos alas (Varela ou Hulk) que, ao contrário da primeira parte, já pouco ou nada estavam a fazer dentro de campo?
A saída do Guarín foi um enormíssimo disparate do Vítor Pereira.

José Correia disse...

Louro disse...
A quebra fisica da equipa, em particular de dois jogadores que a meu ver, deviam ter sido substituidos - Alvaro Pereira e Hulk.

Desde o primeiro minuto de jogo que, quando a equipa perdia a bola, o Álvaro Pereira voltava para trás a passo. Será que é só por problemas físicos?
Quanto ao Hulk, a pergunta que faço é: jogou na 2ª parte?

José Correia disse...

Daniel Gonçalves disse...
Que venha o Danilo rapidamente, porque o Fucile, apesar de quase ter feito um golo, na defesa "meteu água", talvez o Sapunaru tivesse feito melhor figura

Se bem me lembro, nos grandes jogos da época passada, o André Villas-Boas optou quase sempre pelo Sapunaru em detrimento do Fucile.
É indiscutível que o Sapu é muito mais confiável e dá mais garantias defensivas que o Fucile, mas o Vítor Pereira parece que prefere jogar simultaneamente com dois laterais muito ofensivos, mesmo que isso contribua para um maior desequilíbrio da equipa.

José Correia disse...

Pedro disse...
Fisicamente o clube do regime está melhor o que é normal. As equipas de Jesus são fortissimas até Janeiro e depois caem a pique.

Na época passada, o FC Porto de André Villas-Boas dominou completamente o slb na Supertaça (disputada em Agosto) e deu um banho de bola monumental em Novembro, quando venceu por 5-0.
Se nesta altura o FC Porto está pior fisicamente que o slb, convém perguntar ao Vítor Pereira as razões desse facto.

Nelson Coutinho disse...

Caros Portistas,

como somos injustos e exagerados...

Andre Libras-Boas é, como ficou mais que provado a época passado, um fora de série. Visto que o Porto nao teve "pujanca financeira" para o manter, certamente nao tinha possibilidade de ir buscar outro treinador com a mesma qualidade e que estivesse ao alcance dos nossos cofres. É uma realidade! Vitor Pereira certamente nao tem a mesma competencia que Libras-Boas, mas dos treinadores que temos possibilidades de pagar, é talvez o melhor! Ou preferem o Chiclas?

Quanto ao jogo, estou de acordo que a substituicao de Guarin foi muito muito mal feita. Para mim a primeira substituicao teria que ser tirar Varela e por C. Rodriguez. Este último é talvez o pior atacante que temos no plantel, mas tem pelo menos a virtude de defender bem e da maneira que estava o jogo, era mais eficaz tentar defender bem do que ampliar a vantagem.

Mesmo assim, temos que ter a consciencia que este Benfica esta bem melhor do que na epoca passada e mesmo assim dominamo-los por completo na 1a parte. E aquele Artur...meu Deus, que guarda-redes fantástico! A quebra na 2a parte é dificil de entender, deu a ideia que a equipa estava satisfeita com a vantagem minima.

Nao comecemos já a dizer que vamos ter uma ma epoca tal como o ano passado nao dissemos logo por esta altura que iamos ser campeoes. Estamos em 1o no campeonato e em 1o no grupo da Liga dos Campeoes!

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

O resultado de ontem sabe a derrota.

Depois de uma primeira parte bem conseguida, mas sem eficácia atacante, na segunda parte voltamos ao nível exibicional de Aveiro.

Está bem que o Benfica teve sorte em obter o golo na entrada do segundo tempo, mas também é verdade que foi muito por inépcia nossa.

Vítor Pereira deu a entender que só temos pernas para meio tempo ... bem isto é preocupante.
Não temos capacidade para gerir o jogo depois de estarmos em vantagem, falta-nos qualquer coisa, e não é só o alegado fantasma Falcao.

Kléber é a segunda partida consecutiva que sai ao intervalo, por problemas físicos. Walter não tem ritmo competitivo, Iturbe não é convocado, e ontem Hulk não devia estar a 100% fisicamente, pois Hulk de cansaço não padece ... tem pulmão para 90 minutos ou mais.

Assim na segunda parte o Porto eclipsou-se. Varela e Hulk deixaram de desequilibrar, e a partir do momento que VP retira Guarin, e o Benfica coloca Bruno César, perdemos o controlo do miolo, e o golo do empate encarnado advinhava-se...e aconteceu.

Destaques individuais para Otamendi e Guarin os melhores em campo. Fernando e Moutinho também cumpriram e trabalharam imenso.

Espero que a equipa técnica consiga recuperar fisicamente a equipa, e que estabilize na escolha do motor de qualquer conjunto, que é o seu meio-campo. Defour de titular e opção regular, passa a não utilizado.

Os adeptos que se deslocaram ao Dragão e que apoiaram a equipa não mereciam este resultado. A equipa tem de puxar pelo público também.

Abraço e bom fim de semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

My disse...

Tenho que discordar Alexandre Burmester da sua opinião, porque está a usar mais a emoção do que a razão nesse modo de ver as coisas.

É claro que em princípio o VP não ande a ver estes blogs. E a minha crítica vai no sentido do tipo de escrita que se está a utilizar nos artigos, quase que a pedir a cabeça do homem. Eu considero que alguns portistas têm a mania do assobio ou da crítica fácil, dando pouco o benefício da dúvida aos treinadores e jogadores, acabando por criar instabilidade na equipa. É certo que VP possa ter falhado na substituição do guarin, mas se as coisas tivessem corrido de outra forma já não estaríamos aqui a a questionar isso. Ou se tivesse feito da forma que está presente no artigo e o slb tivesse empatado talvez tivessem criado um artigo com o título jesualdo II...

Pedro disse...

concordo totalmente com o sr. João Carreira (user joao abel calais).

na primeira parte demonstrámos capacidade para dar a volta ao esquema do benfica e até chegámos a falhar de baliza aberta.
na segunda parte entrámos logo mal e so' numa bola parada estudada conseguimos voltar à frente. a partir daí deixei de perceber a equipa. não sei se o VP quis defender o resultado, mas se o quis fê-lo mal. não percebi se a equipa caíu fisicamente, mas se caiu, cabia ao VP trocar algumas unidades, nomeadamente Varela e mesmo Hulk. segurar aquele meio campo era o q se pedia, com defour ou belluschi.
secalhar os portistas estão mal habituados devido à época passada. mas o problema não e' apenas o empate, e' empatar por factores q extra jogadores, digamos assim. ja' e' a 2ª vez q o VP faz borrada nas substituições.. não pode ser

P.S.: nem vale a pena falar daquele passador Fucile.. sinceramente, acho q foi a pior exibição q eu vi um jogador fazer desde ha' muito tempo

reine margot disse...

Assim no dia seguinte, com cabeça mais fria, acho que nem tanto à terra nem tanto ao mar. É-nos claro que o VP tem problemas. Não tem um adjunto como o Libras Boas teve, não tem um Falcao lá na frente, e tem provavelmente o pior preparador físico dos últimos tempos. Para além disso é ingénuo de mais: o Kleber pede para sair e ele substitui-o. Se fosse o Mourinho primeiro fazia de conta que não tinha visto, depois mandava o gajo atirar-se para o chão e queimar minutos, e depois obrigava-o a ficar em campo e fazia as substituições que tinha pensado fazer!... (Quer estar bonitinho para a foto no banco da Canarinha, hein Kléber? )
Mas, claro que é uma missão dificilíma a dele. Primeira vez como treinador principal, com esta herança de um ano maravilhoso., e num clube com adeptos cada vez mais ferozes...
Perante isto, compará-lo ao Octávio é mesmo só para ser mauzinho. O homem chamado Octávio é um bronco tático-técnico-humano.Não existem réplicas.

Quanto ao Reflexão, caro Alexandre B. : "Apoiar a equipa é coisa que, obviamente, sempre fazemos; apoiar sempre as decisões do nosso treinador, seja ele quem for, só se fossemos completamente idiotas. Para isso este blogue não se chamaria "Reflexão Portista", mas sim "Cegueira Portista". "
frase com a qual concordo inteirissimamente, também deverá estar de acordo, se fizer uma introspecção séria, que a "reflexão" tem passado muitas vezes para "comentários a quente" e que independentemente da qualidade do blogue e dos seus comentadores (os das postas e os da caixa) poderia ser melhor se de facto se fizesse mais : - reflexão!...
digo eu...

Alexandre Burmester disse...

José Correia disse: "Desde o primeiro minuto de jogo que, quando a equipa perdia a bola, o Álvaro Pereira voltava para trás a passo. Será que é só por problemas físicos?"

Puseste o dedo na ferida, José Correia. Quando o clube vende um jogador importante é vulgar ver-se certo tipo de adeptos logo dizer, cheio de compreensão, que "não podíamos cortar-lhe as pernas". Pois bem, será que cortámos as pernas ao Álvaro Pereira e ele agora reage assim?

Alexandre Burmester disse...

Vítor Pereira está a parecer-me daqueles treinadores bons no campo de treinos mas fracos no banco. Algumas das substituições dos últimos dois jogos são, no mínimo, muito controversas.

Pedro disse...

Ainda não temos dois meses de provas oficiais, e as coisas estão assim: Porto líder no campeonato e CL (embora com companhia), ganhou a Supertaça e perdeu a europeia para o Barcelona.

E ao que me parece, 80% do adeptos já quase pedem a cabeça do treinador...

É caso para dizer que se eu fosse o Villas Boas, teria feito a exacta mesma escolha de sair. É que adeptos destes, que ao primeiro contratempo são tão intolerantes não faz muito sentido recusar uma proposta como a do Chelsea.

Eu também fiquei sem entender a substituição do Guarin, mas confesso que sei menos do que eles que estão no banco. Quanto ao Kleber, foi substituído por problemas físicos que o próprio só apresentou depois da 1ª substituição.

Haja pachorra para adeptos como estes!

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

Alexandre Burmester disse...

Só para pôr os pontos nos "ii": ainda aqui não vi ninguém - seja nos artigos, seja nos comentários - pedir a cabeça do treinador. Isso sim, caro Reine Margot é que seria um "comentário a quente".

A verdade é que é muito mais frustrante perder ou empatar um jogo por aparentes culpas do homem que está no banco, que por falhas individuais de jogadores - e ontem o Fucile, pelo golo que falhou e pelas facilidades que concedeu num dos golos do Benfica, teve tantas ou mais culpas que o Vítor Pereira, sejamos justos.

Aquilo que eu acho do Vítor Pereira, e que já atrás referi - e por mais prematuro que este juizo possa ser - é que me parece ser um homem capaz de armar muito bem uma equipa, mas que não tem grande perspicácia no banco.

Dragaopentacampeao disse...

Mais uma exibição de duas faces, o que começa a ser preocupante. A equipa demonstra não ter pernas para manter o ritmo e a intensidade do jogo durante os noventa minutos.

Primeira parte de muito bom nível onde só faltou eficácia no remate. Aquela perdida de Fucile é, no mínimo, exasperante. Dominamos, controlamos e merecíamos sair para o intervalo com um resultado mais confortável.

Depois, voltamos às exibições cinzentas, sem chama, com muitas bolas perdidas, alguma desconcentração e deitamos tudo a perder.

Apesar da influência negativa da arbitragem, que amarelou os nossos jogadores sem qualquer critério e ainda perdoou a expulsão ao Cagozo, considero que devemos a perda de dois pontos a nós próprios.

A equipa necessita sobretudo e uma preparação física adequada para ser capaz de aguentar todo o jogo em bom nível.

Um abraço

Pedro disse...

Para também pôr os pontos nos "ii", eu disse "quase pedem a cabeça do treinador"

Daniel Gonçalves disse...

Vítor Pereira esteve mal nas substituições no jogo de ontem como já tinha estado no jogo contra o Feirense, penso que ele ainda não interpreta bem o evoluir do jogo, ainda precisa de trabalhar esse pormenor, como na temporada passada competia ao Libras Boas a interpretação e leitura do jogo, nota-se que o Vítor Pereira ainda não está maduro nesse pormenor, daí eu concordar com o Margot quando fala de ingenuidade do nosso técnico.
Reine Margot afirmou: "Não tem um adjunto como o Libras Boas teve..." Muito bem reparado, para Vítor Pereira amadurecer e melhorar na leitura/interpretação do evoluir de um jogo - a perspicácia no banco, de que o Alexandre Busmester - precisa de ter ao seu lado um excelente adjunto. Penso que Vítor Pereira ainda não deu o "salto" mental de adjunto para treinador principal, ainda continua a raciocinar como um adjunto.

Zézé disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Metz disse...

Ao VP já foi dado o benefício da dúvida, nos 20 minutos finais do Shakthar, em Aveiro, ontem acabou-se o crédito.

Faz mal as substituições, tira referências de ataque, de uma equipa que joga previlegia o ataque pelos flancos, não vê os jogadores que estão a arrastar-se em campo, e depois nas conferências de imprensa só diz disparates (a justificação da substituição do Klebér é patética, pois tinha outro ponta de lança no banco que meteu, a 5 do fim...)

Essa história da crítica fácil ou não, reservo-me ao direito de ter opinião, pois pago para ver os jogos (fora e em casa) não fico no sofá a mandar bitaites.

Agora é ir a Coimbra apoiar e ver se eles também puxam por nós.

Cumpz

Daniel Gonçalves disse...

Eu queria dizer Alexandre Burmester e não Busmester conforme escrevi, as minhas desculpas.

Se assim o entenderem escusam de publicar este meu comentário.

EsteeoNossoDestino disse...

Também sou a favor que não se deva criticar os treinadores do próprio clube, ainda para mais por causa de dois empatas. MAS ! FONIXE !

Parece que o VP anda a fazer favores à malta.

O Homem não sabe ler bem o jogo... Ontem tivemos a vitoria na mão e é impossível sofrer o golo da forma como sofremos. Pior, é impossível jogar da forma como acabamos de jogar os ultimos 20 min. Tinhamos de ter capacidade de circulação de bola e aguentar a vitoria.

o HULK está em baixo, devido à lesão. Mais valia ter tirado nos ultimos 20 min e ter metido um médio.

O Benfica jogou zero e o porto que na primeira parte fez uma exibição aceitavel, no segundo tempo jogou -1.

4 pontos perdidos em dois jogos.

Podiamos ter os vermelhos a 5 pontos...

Sempre PORTO !

http://esteeonossodestino.blogspot.com

Daniel Gonçalves disse...

Nelson Coutinho afirmou: "E aquele Artur...meu Deus, que guarda-redes fantástico". Também convêm não exagerar, não vi nada de fabuloso ou fenomenal, a defesa que fez ao remate do Fucile foi por instinto, lançou-se rapidamente ao chão e, como é alto, esticou a mão para defender a bola, que foi muito rematada para o meio da baliza e quase à figura, exigia-se que o Fucile remate mais para o canto da baliza longe do alcance do guarda-redes.

Alexandre Burmester disse...

Uma coisa é achar-se injustas as críticas aqui expressas ao Vítor Pereira e contra-argumentar-se devidamente. Outra, bem diferente e muito portuguesa, é insinuar que não se pode criticar o treinador do FCP! Plenamente de acordo com o Metz.

José Correia disse...

My disse...
dando pouco o benefício da dúvida aos treinadores e jogadores, acabando por criar instabilidade na equipa

Duvido que o treinador ou os jogadores do FC Porto andem a ler blogues e, particularmente, este. Contudo, se algum deles o faz, é bom que tenha capacidade mental para suportar eventuais críticas que lhe sejam feitas, porque se não tiver, não pode ser profissional de um clube com a dimensão e as responsabilidades do FC Porto.

José Correia disse...

Pedro disse...
Haja pachorra para adeptos como estes!

Fico muito satisfeito que haja adeptos do FC Porto exigentes, com sentido crítico, que não recorrem por sistema a desculpas fáceis para justificar os desaires dentro do campo e que não se limitam a debitar as ideias que a propaganda oficial impinge.
Aliás, foi esta cultura de exigência que Pinto da Costa e Pedroto trouxeram para o clube em 1976 e que em 1982 esteve na base da candidatura e eleição de Jorge Nuno Pinto da Costa.

Claro que os apparatchiks não gostam deste tipo de adeptos e alguns destes apparatchiks andam mesmo pela Net, com nicks diversos, a tentarem doutrinar as massas. Neste blogue acho que vão ter pouca sorte.

Luís Negroni disse...

Já toda a gente percebeu que o único grande problema do Porto, neste momento, é...as invenções disparatadas do seu treinador.

Não foi por causa de não haver Falcao nem por causa de jogadores pretensamente contrariados que o Porto não ganhou os 2 últimos jogos. Foi por causa das invenções nas convocatórias, nas equipas iniciais e principalmente nas substituições, onde nalguns casos se entrou (quer dizer, o sr. VP entrou) no domínio do surrealismo.

Mesmo com todos os problemas e condicionantes que VP teve para estes 2 jogos, VB tinha ganho os 2, e com o slb tinha ganho por folga de 2 ou 3.

Não me recordo de outro treinador do Porto, mesmo pensando nos piores (Octávio Machado, Quinito), que tenha cometido tantos e tão graves erros em apenas 2 jogos. A continuar a inventar desta maneira, aos empates suceder-se-ão as derrotas e a VP sucederá o despedimento. O problema é que será a equipa de futebol do Porto a pagar a factura.

Mário Faria disse...

A equipa do FCP parece-me muito fatigada. E quando o cansaço chega o erro fica muito mais próximo.

Álvaro e Hulk jogaram em inferioridade física. Kléber, tal como contra o Feirense, não parece aguentar muito mais de 45 minutos.

Uma equipa com estes problemas, a partir do momento que se viu a ganhar por 2-1, deveria recuar as linhas e pressionar só a partir do seu meio campo. Fazia pena ver o Guarin a tentar pressionar junto da área do SLB numa acção solitária que certamente o "ajudou" a ficar desgastado.

Quem não caça com cão, caça com gato e o nosso treinador não terá avaliado bem as fraquezas da equipa e poderá ter receado, perante o seu público, assumir uma toada de maior contenção.

É fácil mandar bitaites, mas para substituir os 3 da frente contávamos apenas com CR e Walter no banco.Poucos e com pouco crédito da própria estrutura que tudo fez para se livrar deles.

Restava, pois, povoar o meio campo e ter um homem rápido (Djalma que não estava lá) para acompanhar Guarin (Hulk estava arrebentado) no contra golpe.
Não foi assim que se fez. Resta levantar a cabeça e esperar melhores dias.

Pedro disse...

"Claro que os apparatchiks não gostam deste tipo de adeptos e alguns destes apparatchiks andam mesmo pela Net, com nicks diversos, a tentarem doutrinar as massas. Neste blogue acho que vão ter pouca sorte."

Não sei se o adjectivo me foi dirigido, mas se o foi, diria duas coisas:

1 - sempre fui crítico da gestão financeira da direcção. Não sei se encaixaria no estereotipo típico de apparatchik.

2 - Sempre desconfiei de unanimismos fáceis. Com dois jogos maus (um deles apenas pela 2ª parte) são para mim pouca coisa para a crítica que vejo ao VP.

Mas lá está, sou dos poucos que achei bem a atitude do Villas Boas em ir embora. É que se tem sido com ele (e não me venham dizer que tudo seria diferente, porque não sei se seria), de endeusado no ano passado já estava como treinador medíocre.

Daniel Gonçalves disse...

Concordo com o Luís Negroni "Foi por causa das invenções nas convocatórias, nas equipas iniciais e principalmente nas substituições ..." que o FC Porto não ganhou os 2 últimos jogos para o campeonato. A verdade é que, sem esses erros tácticos, nesta altura estaríamos em 1º lugar com 5 pontos de avanço sobre o segundo lugar, e bastante moralizados.

Pedro afirmou "É que se tem sido com ele - AVB - de endeusado no ano passado já estava como treinador medíocre." Em primeiro lugar não acredito que AVB cometesse os erros tácticos e nas substituições que cometeu Vítor Pereira, e as críticas que têem sido feitas ao Vítor Pereira são relacionadas com a deficiente abordagem táctica e a análise que é feita por este à evolução jogo, se AVB tivesse empatado 2 jogos consecutivos mas a responsabilidade por esses maus resultados não fosse da abordagem táctica do treinador mas sim devida a qualquer outro(s) factor(es) de certeza que as críticas que estão a ser feitas ao Vítor Pereira não se colocariam ao AVB.